Sem categoria

Home Sem categoria Page 4

Ativos aos 80 anos: avanços na medicina e na sociedade permitem revolução na longevidade

0

Saiba mais sobre o que possibilita que, hoje, octogenários vivam mais e muito melhor

A atriz Rosamaria Murtinho e o ator Mauro Mendonça passaram dos 80 com saúde e disposição Foto: Agência O Globo
A atriz Rosamaria Murtinho e o ator Mauro Mendonça passaram dos 80 com saúde e disposição Foto: Agência O Globo

SÃO PAULO — Em 1940, a expectativa de vida média do brasileiro era de 45,5 anos. Pois foi precisamente naquela década que nasceram os homens e mulheres que dão a cara à revolução na qual vivemos hoje: os octogenários cheios de vida. Representados nesta reportagem por personalidades como os atores Rosamaria Murtinho, Mauro Mendonça, Renato Aragão, o empresário Abílio Diniz e os médicos Angelita Habr Gama e Joaquim Gama Rodrigues, eles demonstram que não só estamos vivendo mais, mas também muito melhor. Os octogenários de hoje são ativos e vivem plenamente.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2016 o Brasil tinha 3,4 milhões de idosos com mais de 80 anos. Projeções indicam que hoje já seriam 4,2 milhões. E o número de octogenários segue crescendo. Em 2060, acredita-se que serão 19 milhões.

Todo mundo quer uma vida longa. Mas, sobretudo, todo mundo quer viver bem. Para o epidemiologista Alexandre Kalache, do Centro Internacional de Longevidade, do Rio, os idosos têm hoje outro papel na sociedade.

Queremos envelhecer não no aposento, que inspira a palavra aposentadoria, mas na sala da frente. Quando nasci, em 1950, tinham 14 milhões de pessoas com mais de 80 anos no mundo. Depois dos 60, a pessoa já estava envelhecida, era invisível, e era excepcional alcançar os 80. Em 2050, chegará a 388 milhões. Hoje, o grupo da população que mais cresce é dos com mais de 80. Estamos em plena revolução da longevidade.

Dois fatores foram preponderantes para essa mudança: a prevenção e a detecção precoce de doenças. No caso da prevenção, houve uma conscientização sobre o que faz bem e o que faz mal. Por exemplo, há 40 anos, o Brasil era um país de fumantes, que conseguiu reverter esse cenário. O Vigitel, que realiza a vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico, apontou no último levantamento que só 9,8% dos brasileiros eram fumantes. A noção do que é uma alimentação saudável ou da importância da prática de atividade física também cresceu.

Detectar os problemas no início foi a chave para que as doenças crônicas associadas ao envelhecimento pudessem ser controladas.

— Hoje, máquinas poderosas encontram um câncer ainda capaz de ser curado. Ou um problema cardíaco, com cânulas no interior do coração. Os exames de ultrassom, ressonância e tomografia computadorizada foram revolucionários. E houve avanços do tratamento que eram como ficção científica. Eu era estudante de medicina quando se falava em marca passo, e hoje temos os stents. A catarata era um perrengue, hoje a cirurgia é tranquila. Os aparelhos para evitar surdez são moderníssimos. Além disso, foram desenvolvidos tratamentos para conter obesidade, tabagismo, pressão arterial, diabetes. O número de medicações também cresceu enormemente — diz Kalache.

O que se tenta fazer é empurrar doenças inerentes ao envelhecimento para o mais tarde possível. Se não for possível prorrogar, tem que controlar.

Mas, apesar dos avanços, há desafios. Na parte científica, talvez um dos maiores seja o Alzheimer. Na parte social, a diferença entre ricos e pobres, como afirma a geriatra Maísa Kairalla, coordenadora do ambulatório de transição de cuidados da Geriatria e Gerontologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp):

— A desigualdade social, que foi avassaladora na pandemia, mostra como as pessoas envelhecem de maneira diferente. A expectativa de vida no mundo nesse período diminuiu três anos. Envelhecer não é mais tranquilo porque ainda é difícil pegar o ônibus, buscar o remédio.

“O que me dá prazer aos 80 é fazer muito exercício físico, ler, praticar a gratidão e rezar para um futuro melhor para o mundo”, conta Renato Aragão, de 86 anos Foto: Fabio Rocha / Agência O Globo
“O que me dá prazer aos 80 é fazer muito exercício físico, ler, praticar a gratidão e rezar para um futuro melhor para o mundo”, conta Renato Aragão, de 86 anos Foto: Fabio Rocha / Agência O Globo

Superidosos
Para envelhecer bem, é preciso se preparar, não só fisicamente, mas também econômica e emocionalmente.

— A genética conta menos para a longevidade, apenas 25% a 30%. Quem faz a diferença é a gente. E nunca é tarde para se preparar, fazendo atividade física, poupando recursos, criando vínculos sociais, de família e amigos. Envelhecer não pode ser um problema, a pessoa tem que estar ativa, seja trabalhando, viajando, namorando ou cuidando dos netos. Para envelhecer bem é preciso ter resiliência física e psicológica, ir se adaptando — diz Kalache, que conclui: — E ter vontade de viver, ter propósito.

Sobre essa vontade de viver, a antropóloga Mirian Goldenberg acaba de lançar o livro “A invenção de uma bela velhice” (ed. Record). Segundo ela, pessoas acima de 80 anos que são lúcidas, saudáveis e ativas são chamadas de “superidosos”.

— Essas pessoas conseguem chegar nessa fase com saúde, projetos, alegria de viver, lucidez, amizades, e muito aprendizado. São superidosos porque superam as expectativas para a idade deles, muitos estão melhores do que pessoas bem mais jovens. O que eles têm de diferente? Valorizam o tempo presente, não reclamam de passado, não pensam muito no futuro, não falam em morte. Têm um amor pela vida que não encontro nas outras gerações. Sabem que o bem mais precioso não é ter milhões de cliques, ganhar dinheiro, ficar magra, é o tempo presente — afirma.

“Meu entusiasmo é inabalável. O exercício da medicina é meu ideal de vida e sempre há muito a fazer”, afirma a médica Angelita Habr-Gama, de 88 anos. Seu marido, Joaquim Gama Rodrigues, 87, completa: “Olho sempre para o futuro próximo e tenho o privilégio de poder conviver mais com familiares e amigos” Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo
“Meu entusiasmo é inabalável. O exercício da medicina é meu ideal de vida e sempre há muito a fazer”, afirma a médica Angelita Habr-Gama, de 88 anos. Seu marido, Joaquim Gama Rodrigues, 87, completa: “Olho sempre para o futuro próximo e tenho o privilégio de poder conviver mais com familiares e amigos” Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo

Outro aspecto da personalidade dessas pessoas é a curiosidade e a abertura para o conhecimento. Goldenberg faz um acompanhamento de um grupo de cerca de 30 superidosos e conta que, quando a pandemia começou, no ano passado, o impacto foi muito grande:

— O maior valor para eles é a autonomia, a liberdade, poder ir ao supermercado, encontrar amigos, ir à academia de ginástica. E, de uma hora para outra, eles perderam tudo isso. Os dois primeiros meses foram horrorosos, mas o processo de aprendizado e de adaptação deles é invejável. Se antes caminhavam na praça, hoje caminham dentro de casa, se antes encontravam amigos agora falam pelas redes, por telefone, chamada de vídeo, lives. Não ficam pensando no que não puderam fazer, eles pensam: o que eu posso fazer? Isso é lindo.

 “Eu sempre digo que envelhecer é uma certeza, envelhecer bem é uma escolha. E para isso você tem que começar a se preparar bem antes”, diz o empresário Abílio Diniz, de 84 anos Foto: divulgação
“Eu sempre digo que envelhecer é uma certeza, envelhecer bem é uma escolha. E para isso você tem que começar a se preparar bem antes”, diz o empresário Abílio Diniz, de 84 anos Foto: divulgação

Quem ainda não tem 80 e se questiona sobre se tem ou não uma personalidade assim, deve saber que é possível aprender e , no futuro, ser feliz nessa fase da vida. Goldenberg conta que a curva da felicidade foi estudada por economistas em 80 países e mostra que, a partir dos 50 anos, ela tende a crescer.

— Chegamos ao fundo do poço da felicidade aos 45 e depois a curva sobe. A pessoa passa a valorizar o tempo presente, faz uma faxina emocional, para de se comparar com outras pessoas, investe no que construiu de bom e positivo: a família, os projetos, os amigos. Desenvolvem uma relação mais livre com o corpo e aparência, com o que ficam preocupadas as mulheres até os 50 anos. Elas, principalmente, dizem “nunca fui tão livre, nunca fui tão feliz. É a primeira vez na vida que posso ser eu mesma”. Esse é o discurso mais poderoso que escuto das pessoas mais velhas.

“Meu entusiasmo é inabalável. O exercício da medicina é meu ideal de vida e sempre há muito a fazer”, afirma a médica Angelita Habr-Gama, de 88 anos. Seu marido, Joaquim Gama Rodrigues, 87, completa: “Olho sempre para o futuro próximo e tenho o privilégio de poder conviver mais com familiares e amigos” Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo
Meu entusiasmo é inabalável. O exercício da medicina é meu ideal de vida e sempre há muito a fazer”, afirma a médica Angelita Habr-Gama, de 88 anos. Seu marido, Joaquim Gama Rodrigues, 87, completa: “Olho sempre para o futuro próximo e tenho o privilégio de poder conviver mais com familiares e amigos” Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo

O Globo, um jornal nacional: Fique por dentro da evolução do jornal mais lido do Brasil

Boletim epidemiológico registra 4 óbitos por Covid-19 em Juazeiro nesta quinta-feira

0

Juazeiro registrou quatro óbitos por complicações do novo Coronavírus e 42 novos casos da doença nas últimas 24 horas. A informação está no boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) desta quinta-feira (24).

Os óbitos foram de duas pessoas do sexo feminino e duas pessoas do sexo masculino com 21, 40, 50 e 78 anos. Dois dos pacientes possuíam histórico de comorbidades. Com isso, o município agora registra 289 mortes provocadas pela doença.

De acordo com o levantamento, 15.920 moradores foram infectados desde o início da pandemia na cidade, dos quais 15.294 já estão recuperados. Os casos descartados somam 27.131. Juazeiro tem 337 casos ativos do novo coronavírus.

Testes

Foram realizados desde o início da pandemia 33.921 testes rápidos pela prefeitura e 2.136 pelo Lacen, em Salvador.

Ocupação de leitos

Na rede hospitalar, o percentual de ocupação dos leitos de UTI para Juazeiro na rede PEBA (hospitais de Pernambuco e Bahia) é de 81%, com 42 leitos disponíveis. Somente em Juazeiro, 60% dos leitos de UTI para pacientes com Covid-19 estão ocupados, com 12 leitos disponíveis.

Assessoria de Imprensa da Secretaria de Saúde

Acompanhe o Boletim Epidemiológico da Covid-19 dessa sexta-feira (21/05) em Pernambuco

0

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta sexta-feira (21/05), 3.969 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 194 (5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 3.775 (95%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 456.690 casos confirmados da doença, sendo 43.357 graves e 413.333 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Além disso, o boletim registra um total de 386.364 pacientes recuperados da doença. Destes, 25.171 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 361.193 eram casos leves.

Também foram confirmados laboratorialmente 66 novos óbitos (32 femininos e 34 masculinos), ocorridos entre os dias 22/01/2021 e 20/05/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Abreu e Lima (1), Aliança (1), Arcoverde (2), Belo Jardim (3), Bezerros (1), Bodocó (1), Cabo de Santo Agostinho (3), Camaragibe (4), Carpina (1), Caruaru (2), Escada (1), Garanhuns (2), Igarassu (1), Ipojuca (1), Itaquitinga (1), Jaboatão dos Guararapes (5), Lagoa Grande (1), Limoeiro (2), Machados (1), Moreno (2), Olinda (1), Paudalho (1), Paulista (1), Pedra (1), Pesqueira (1), Petrolina (3), Poção (1), Recife (12), Saloá (1), São Bento do Una (1), São Caitano (1), São Lourenço da Mata (1), Timbaúba (1), Vertente do Lério (1) e Vitória de Santo Antão (3). Com isso, o Estado totaliza 15.258 mortes pela doença.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 29.325 casos foram confirmados e 50.817 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

EXAMES – Com a ampliação da testagem para Covid-19 e a qualificação na análise das amostras ao longo da pandemia, Pernambuco registrou um aumento de 463% no processamento de testes no Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen-PE), quando comparado o pico da pandemia em 2020 (maio) com os primeiros 20 dias de maio de 2021. Enquanto naquele mês do ano passado, foram 22.582 amostras analisadas pelo laboratório, que é a principal referência na rede pública de Saúde, agora, o Estado já computa 85.992 exames processados no Lacen.

Fazendo o comparativo entre a média de exames processados diariamente, quando Pernambuco vivenciava o primeiro pico da pandemia, em maio de 2020, o Lacen tinha capacidade para analisar 730 testes por dia. Atualmente, o número gira em torno de 4.300 exames processados diariamente – um aumento de 490%. O Laboratório recebe amostras de toda a rede pública, da rede conveniada e também de alguns serviços privados.

Este aumento possibilitou a constante ampliação no público prioritário para a testagem, que, em maio de 2020 era destinada apenas aos casos graves internados em unidades hospitalares e, atualmente, pode ser acessada, gratuitamente, para as pessoas com sintomas sugestivos da Covid-19, independente de leve ou grave, e os contatos de casos confirmados, mesmo que assintomáticos.

A ampliação da testagem no Lacen-PE, juntamente com a maior oferta de testes rápidos de antígeno, tanto nas redes públicas municipais, como também nos serviços privados, inclusive nas farmácias, contribui para o aumento no registro diário de novos casos em Pernambuco, que registrou, nesta sexta-feira (21/05), 3.969 casos.

“Precisamos lembrar que, no primeiro semestre de 2020, quando vivenciávamos os primeiros meses da pandemia, não testávamos os casos leves. Os registros diários sofrem o impacto de diversas variantes, como acúmulo de casos por municípios e até mesmo o aumento da testagem.  Outro ponto importante é que, agora, a cada 100 casos registrados nos últimos dias, mais de 95% dos casos são de quadros leves. Muitas destas pessoas, inclusive, já estão recuperadas, pois há um delay entre o processamento do exame e a notificação na plataforma pelos municípios e serviços”, explica o secretário estadual de Saúde, André Longo.

BALANÇO DA VACINAÇÃO – Mais um grupo prioritário atingiu, nesta sexta-feira (21/05), a meta mínima preconizada de 90% para a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no Estado. Os trabalhadores da saúde – primeiro grupo que começou a ser imunizado em Pernambuco e que tem uma população total estimada em 294.095 pessoas – alcançaram a meta estipulada. Com isso, 264.698 trabalhadores já foram vacinados com a primeira dose. Em relação a segunda dose do imunizante, 210.531 já terminaram o esquema vacinal, o que corresponde a 72% desse público.

Entre os grupos prioritários deste momento que já atingiram a meta de imunizar, no mínimo, 90% do público com a primeira dose, além dos trabalhadores da saúde estão: os povos indígenas aldeados (97,99%), idosos em instituições de longa permanência (290,70%), idosos de 65 a 69 anos (91%), de 70 a 79 anos (101%), 80 a 84 anos (113%), a partir dos 85 anos (98%) e pessoa com deficiência institucionalizada (1008%).

Também já atingiram a meta para a segunda dose idosos em instituições de longa permanência (213%), população indígena aldeada (96%) e pessoa com deficiência institucionalizada (863%).

Pernambuco já aplicou 2.512.689 doses da vacina contra a Covid-19, das quais 1.654.392 foram primeiras doses. Ao todo, foram feitas a primeira dose em 264.698 trabalhadores de saúde; 25.497 povos indígenas aldeados; 39.606 em comunidades quilombolas; 7.157 idosos em Instituições de Longa Permanência; 577.138 idosos de 60 a 69 anos; 393.489 idosos de 70 a 79 anos; 106.270 idosos de 80 a 84 anos; 89.827 idosos a partir de 85 anos; 1.310 pessoas com deficiência institucionalizadas; 9.529 trabalhadores das forças de segurança e salvamento; 118.430 pessoas com comorbidades; 4.650 pessoas com deficiência permanente; 16.791 gestantes e puérperas.

Em relação à segunda dose, já foram beneficiados 210.531 trabalhadores de saúde; 24.964 povos indígenas aldeados; 1.167 em comunidades quilombolas; 5.252 idosos institucionalizados; 218.215 idosos de 60 a 69 anos; 286.900 idosos de 70 a 79 anos; 49.262 idosos de 80 a 84 anos; 57.961 idosos a partir de 85 anos, 1.122 pessoas com deficiência institucionalizadas; 2.923 trabalhadores das forças de segurança e salvamento; totalizando 858.297 pessoas que já finalizaram o esquema.(Ascom)

Petrolina confirma mais 163 novos casos da Covid-19 e dois óbitos . Veja o boletim do dia!

0

O boletim epidemiológico da Covid-19 divulgado pela Secretaria de Saúde de Petrolina, informa que a taxa de ocupação dos leitos de UTI desta quarta-feira (5), está em 90%. Dos 80 leitos, 72 estão ocupados. 48 pacientes são de Petrolina e 24 de outras cidades da região.

O boletim ainda registra 163 novos casos positivos. São 49 pessoas do sexo masculino, com idades de um a 71 anos, e 114 do sexo feminino, com idades de dois meses a 89 anos.

Dos novos infectados, 158 foram detectados através dos testes realizados pela Prefeitura e cinco obtiveram resultado por meio de exames laboratoriais. Agora, 24.800 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus. O total de pacientes recuperados é de 21.253, isso representa 85,7% do total.

Há ainda o registro de dois óbitos. Tratam-se de um homem e uma mulher. A paciente do sexo feminino tinha 87 anos, era portadora de insuficiência cardíaca e renal crônica, a morte aconteceu nesta terça-feira (4), em um hospital privado de Petrolina. O outro paciente do sexo masculino, tinha 50 anos, era portador de síndrome de Down e faleceu nesta quarta-feira em um hospital público da região. Assim, Petrolina passa a registrar 364 óbitos ocasionados pela Covid-19.(Ascom)

 

Inscrições do processo seletivo da prefeitura de Petrolina terminam nesta quarta-feira (5)

0

O concurso visa a contratação temporária de profissionais dos níveis fundamental, médio e superior.

 O concurso visa a contratação temporária de profissionais dos níveis fundamental, médio e superior. — Foto: Amanda Lima

G1 – Petrolina

Termina nesta quarta-feira (5) o prazo para a inscrição no processo seletivo da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (Sedesdh) de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. O concurso visa a contratação temporária de profissionais dos níveis fundamental, médio e superior. A seleção é coordenada pela Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) e prevê contratação imediata e formação de cadastro reserva.

As inscrições podem ser feita no site da Facape. As vagas oferecidas são para os cargos de advogado, assistente social, coordenador, educador físico, nutricionista, pedagogo, psicólogo, auxiliar administrativo, cozinheiro, digitador/entrevistador social, educador social, educador social (cuidador plantonista), orientador social (oficineiro), auxiliar de cozinha e auxiliar de limpeza

A carga horária pode variar de 30h a 40h, a depender do cargo a ser exercido e a remuneração varia de R$ 1.100 a R$ 1.800. O processo seletivo simplificado terá validade de um ano, podendo ser prorrogado por igual período e todas as vagas serão disponibilizadas de acordo com as demandas organizacionais da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, em suas unidades constituídas tanto na zona urbana quanto na zona rural do município.

As provas para os cargos de nível médio e superior estão previstas para acontecer no dia 6 de junho e as provas para os cargos de nível fundamental estão marcadas para o dia 13 de junho. O resultado final deve ser divulgado no dia 5 de julho. O edital completo com todas as informações da seleção pode ser conferido no Diário Oficial do Município.

Prefeito George Duarte anuncia recapeamento asfáltico para diversas ruas de Santa Maria da Boa Vista

0
Prefeito de Santa Maria George Duarte

O prefeito de Santa Maria da Boa Vista, George Duarte (PP), acaba de anunciar, em suas redes sociais, que diversas ruas do município receberão, já na próxima semana, recapeamento asfáltico. A ação é fruto da força política do gestor boavistano junto aos deputados Antônio Coelho e Fernando Filho, o senador Fernando Bezerra Coelho e o superintendente da Codevasf, Aurivalter Cordeiro.

“Essa conquista mostra que temos força política para fazer Santa Maria avançar. É apenas o começo de uma série de ações que iremos implementar ao longo dos próximos meses e anos. Isso é Boa Vista, é trabalho e é a certeza de que um novo futuro nos espera”, comemorou George.

Serão aproximadamente R$ 2 milhões investidos em recapeamento asfáltico, o que garantirá mais qualidade de vida e organização no trânsito boavistano. “Nesse primeiro momento, as ações serão de recapeamento de vias que possuem algum tipo de base estabelecida. Mas já estamos montando um plano de atuação e, em breve, alcançaremos também ruas que não tenham nenhuma forma de pavimento”, finalizou o prefeito.

As vias que receberão os serviços nesse primeiro momento são:

– Avenida principal do Povoado de Caraíbas
-Rua Santa Cecília
-Rua Cardeal Arcoverde
-Rua Dióscoro de Sá Gonzaga
– Rua Sete de Setembro
– Rua Joaquim Nabuco
– Rua Santa Luzia
– Av. Pau Brasil
– Orla
– Rua Duque de Caxias

(Ascom)

Deputada Dulci Amorim quer garantir distribuição de absorventes a mulheres e jovens de baixa renda de Pernambuco

0

A deputada estadual Dulci Amorim (PT) entrou na luta pra solucionar um problema praticamente invisível aos olhos da sociedade. É que jovens e mulheres de baixa renda têm dificuldades financeiras para adquirir absorventes mensalmente.

Para resolver a problemática em Pernambuco, a parlamentar criou o Projeto de Lei (002188/2021), que visa garantir que o Estado forneça absorventes higiênicos nas escolas públicas e nas unidades básicas de saúde. Além disso, o PL também acrescenta sobre a importância do fornecimento desse insumo nas unidades prisionais pernambucanas.

Deputada Dulci Amorim

“O que queremos é garantir dignidade a essas mulheres. Infelizmente, vivemos num país em que muitas mães de família precisam escolher na hora do mercado se compram um pacote de absorvente ou um quilo de arroz. E como professora, é triste pensar em adolescentes de famílias vulneráveis que têm que passar o constrangimento de usar até pedaços de pano para conter o fluxo menstrual”, lamentou a deputada.

Ainda segundo o projeto, as despesas correrão das dotações orçamentárias próprias. O PL já está em tramitação na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), mas ainda não há previsão para entrar em votação.

Indústrias pernambucanas podem indicar trabalhadores para capacitação gratuita no SENAI

0

Com o objetivo de capacitar mais profissionais para atender ao setor produtivo, o SENAI Pernambuco está oferecendo cursos gratuitos de qualificação e aperfeiçoamento para trabalhadores de todo o Estado. Para isso, a instituição irá disponibilizar vouchers para as indústrias, que serão responsáveis por indicar os trabalhadores (empregados ou desempregados) para participarem dos cursos. A ação, que faz parte do Programa Emprega+, será recorrente, com a oferta de vagas para diferentes cursos ao longo do ano. Para o mês de maio, mais de 3 mil vouchers estarão disponíveis para cursos semipresenciais, como Mecânico de Automóveis Leves, Pedreiro de Alvenaria e Assistente de Logística, e no formato à distância, como Gestão dos Serviços de Manutenção Automotiva, Leitura e Interpretação de Desenho Mecânico e Orçamento de Obras.

O Programa Emprega+ é resultado de uma parceria entre o SENAI e o Governo Federal que visa tanto capacitar profissionais desempregados quanto requalificar aqueles que já estão atuando na indústria, com o intuito de promover a geração de emprego e aumentar a produtividade. Por isso, o Programa é dividido em duas modalidades: voucher Novo Emprego, que garante o acesso a cursos presenciais de Qualificação e prepara o trabalhador para a inserção no mercado de trabalho, e o voucher Requalifica, que oferece cursos semipresenciais de Aperfeiçoamento, além de desenvolver competências socioemocionais para capacitar o profissional para a Indústria 4.0.

A modalidade “Requalifica” será direcionada para indústrias de micro, pequeno e médio porte – ou seja, aquelas com até 499 empregados, que poderão disponibilizá-los para seus próprios colaboradores. Já os vouchers da modalidade “Novo Emprego” serão disponibilizados para indústrias de todos os portes. A quantidade de vouchers disponíveis para cada indústria será contabilizada automaticamente e levará em consideração o porte e a quantidade de funcionários da empresa.

De acordo com a diretora regional do SENAI Pernambuco, Camila Barreto, a ideia central do projeto é atender melhor e com mais celeridade às necessidades das empresas por profissionais qualificados. Por isso, a participação das indústrias é essencial para o projeto. “O nosso foco é garantir a produtividade, com o equilíbrio entre oferta e demanda, sem abrir mão da qualidade da formação. No longo prazo, isso garante os profissionais certos nos espaços certos, reduzindo, inclusive, a rotatividade nas indústrias”, pontua.

COMO PARTICIPAR

As indústrias interessadas em participar do SENAI Emprega+ deverão entrar em contato com o SENAI Pernambuco através do 0800 600 9606, pelo WhatsApp (81) 98816-5665 ou pelo e-mail comercial@sistemafiepe.org.br. Por meio desses contatos, será possível obter informações acerca do cadastro na plataforma do programa e da disponibilização dos vouchers.(Ascom)

Covid-19: Petrolina tem 204 casos novos e Taxa de ocupação dos leitos de UTI continua em 96%

0

O boletim epidemiológico da Covid-19 divulgado pela Secretaria de Saúde de Petrolina, informa que a taxa de ocupação dos leitos de UTI desta quarta-feira (02/06), permanece em 96,3%. Dos 82 leitos, 79 estão ocupados. 46 pacientes são de Petrolina e 33 de outras cidades da região.

Foram confirmados 204 novos casos, sendo 83 pessoas do sexo masculino, com idades de 11 meses a 87 anos, e 121 do sexo feminino, com idades de um mês a 83 anos.

Dos resultados obtidos, 186 se deram através de exames realizados pela Prefeitura de Petrolina e 18 por exames laboratoriais. Com isso, 28.159 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus. O total de pacientes recuperados é 23.899, isso representa 84,9% do total.

Há o registro de dois óbitos de pacientes do sexo feminino. Uma com 36 anos, hipertensa e obesa, e a outra tinha 47 anos, sem comorbidade. Os óbitos ocorreram na última terça-feira (1) em um hospital privado de Petrolina e outro em unidade hospitalar pública da região.  Com estes dados, o município registra 436 óbitos em decorrência da COVID-19.

Outras informações

A Secretaria de Saúde também divulgou informações complementares sobre a pandemia em Petrolina.

  • – Casos investigados: 1.000 pessoas sendo monitoradas, há possibilidade de estarem infectadas.
  • – Casos por raça/cor: 24 pessoas se declararam pretas; 135 pardas; três amarelas; 41 brancas e uma optou por não declarar. 
  • – Casos descartados: Até agora, 104.871 casos já foram descartados. As pessoas que foram testadas tiveram resultados negativos.
  • – Casos ativos: O município tem 3.824 casos ativos do novo coronavírus.

Todas as informações sobre a pandemia estão disponíveis no: petrolina.pe.gov.br/coronavirus.

Ascom

Prefeitura de Juazeiro recebe 1.840 doses de vacina contra a Covid-19 e fará plantão neste sábado(13) e domingo(14)

0

A Prefeitura de Juazeiro recebeu nesta sexta-feira (12), 1.840 doses de vacina contra a Covid-19. Esse novo lote é destinado a idosos acima de 73 anos em primeira dose, dentro da Fase 1 do Plano Nacional de Imunização.

Para agilizar a vacinação, a Secretaria de Saúde do Município (Sesau)  fará plantão neste sábado (13) em várias Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) exclusivamente para essa faixa etária. Funcionarão como postos de vacinação as UBS’s do Angary, Alto da Aliança, Alto da Maravilha, João Paulo II, Santo Antônio / Mussambê e Tabuleiro, das 8h às 16h.

Domingo de ‘drive thru’

A Prefeitura de Juazeiro montará no domingo (14), um ‘drive thru’ de vacinação contra a Covid-19 no centro  da cidade. A tenda para atendimento dos idosos dentro de carros ficará em frente à agência da Caixa Econômica, próximo ao Paço Municipal.

O sistema ‘drive thru’ vai funcionar das 8h às 13h, vacinando apenas idosos a partir de 72 anos que ainda não receberam a primeira dose da vacina contra o coronavírus.

“Compareçam para esse drive thru porque essas doses vieram para atender esse público de idosos de 72 anos ou mais, que moram em Juazeiro”, concluiu a coordenadora da Rede Frio, Renata Moreira.

Documentos necessários

É preciso levar comprovante de residência, cartão SUS ou CPF, cartão de vacina e documento de identificação com foto.(Ascom-Saúde)