Sem categoria

Home Sem categoria Page 3

Defesa de mãe de Henry Borel pede novo depoimento ‘isento’

0

A nova defesa de Monique Medeiros é composta por três advogados

Defesa de mãe de Henry Borel pede novo depoimento 'isento'

A nova defesa de Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel e que está presa acusada de participação na morte do menino de quatro anos, ocorrida em 8 de março, esteve na 16ª Delegacia de Policia do Rio (Barra da Tijuca), responsável pelas investigações, na tarde desta quarta-feira, 14. Os três advogados solicitaram um novo depoimento. Segundo eles, “chegou a hora de a Monique falar de maneira isenta”.

O trio de advogados – formado pelos criminalistas Thiago Minagé, Hugo Novais e Thaise Mattar Assad – não quis dar maiores detalhes, mas deu a entender que Monique irá mudar o teor das declarações que deu em seu primeiro depoimento, prestado em 17 de março.

“Chegou o momento de a Monique falar, o momento de a Monique falar de maneira isenta. Ela vai ter a oportunidade de novamente prestar depoimento, e o que nós entendemos é que, nesse momento, ninguém pode falar em nome da Monique”, disse Novais. “A estratégia que a defesa tem é única e exclusivamente uma: que a Monique diga a verdade”

Thaise foi um pouco incisiva. “Esperem, sentem e ouçam a Monique falar. Até agora falaram por ela. Por incrível que pareça, a situação é tão trágica que a prisão da Monique representa a sua libertação contra a opressão e o medo. Então deixem a Monique falar.”

A mãe de Henry está em prisão temporária no Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói. No primeiro depoimento, ela negou saber de agressões ao filho e afirmou que, na madrugada de 8 de março, estava vendo TV em casa e, quando foi ao quarto, encontrou o filho passando mal.

Ela foi desmentida pela Polícia Civil, que encontrou mensagens em seu celular indicando conhecimento das agressões que seu namorado, o médico e vereador Jairo Souza Santos Junior, o dr. Jairinho, praticava contra Henry. Ele também foi preso temporariamente, na semana passada. A defesa dele nega as acusações.

OAB-PE e AGE lançam linha de crédito especial para a advocacia

0

A OAB-PE firmou uma parceria com a Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE) para lançar, a partir desta quarta-feira (19), uma linha de crédito com facilidades e taxas exclusivas para a advocacia. O programa oferecerá também financiamento e juros diferenciados, em relação aos do mercado. Poderão ter acesso à linha de crédito do programa os advogados e advogadas autônomos ou escritório de advocacia, constituído como sociedade de advogados, inclusive as sociedades unipessoais, cujas atividades tenham sido afetadas pela pandemia.

Segundo a Agência de Empreendedorismo de Pernambuco, as informações de cadastro vão desde comprovação de condições de cumprimento de contratos, prazos, condições financeiras, e sociedades constituídas precisarão apresentar alguns requisitos de qualidade. “A análise cadastral do interessado será realizada por ordem da conclusão da entrega dos documentos. E a entrega desses documentos não implicará na realização do empréstimo de imediato, que dependerá também de análise de crédito e da capacidade de pagamento do interessado”, destacou o Diretor de Negócios da AGE, Edilberto Xavier. Para autônomos, destaca ele, será necessário oferecer aval de terceiros. Outro diferencial, neste caso dos advogados autônomos, é que será permitida a formação de grupos solidários, desde que não ultrapassado o limite de R$ 21 mil por grupo, segundo as regras atuais aplicáveis ao Microcrédito.

A linha de crédito para sociedade de advogados poderá chegar a R$ 50 mil, e o pagamento poderá ser parcelado em até 30 meses, com taxas de juros pré-fixadas em a partir de 1,25% ao mês. Já para advogados autônomos, os valores de empréstimo podem variar de R$ 4 mil a R$ 21 mil, parcelados em até 24 meses, com taxa fixas de a partir de 1,5% ao mês. *Para ambos os casos, as taxas já são com o bônus de adimplência, aplicável* nas parcelas quitadas na data de vencimento.

Para o presidente da OAB Pernambuco, Bruno Baptista, essa parceria só vem a somar, juntamente com todos os esforços que a Ordem vem realizando, desde o início dessa pandemia, para apoiar a advocacia a superar o momento de crise.

“Essa parceria com a AGE é mais um dos nossos esforços para ajudar advogados e advogadas durante a pandemia do COVID-19. Sempre estamos pensando em ações que venham a beneficiar a classe, mas o programa de linha de crédito veio num momento oportuno, onde muitos estão precisando reconstruir suas carreiras e, estamos muito contentes em ajudar neste processo,” concluiu.

Os detalhes sobre taxas de juros, tarifas, garantias, documentos necessários, outras condições e restrições estão presentes no resumo executivo da nova linha, em nosso site. Lá também é possível preencher o formulário de pré-cadastro, no http://www.age.pe.gov.br/age-advocacia. (Ascom)

Após SP, Goiás, Piauí e Santa Catarina iniciam vacinação

0

Ao todo, nesta primeira etapa, o Brasil conta com seis milhões de doses do imunizante fabricado pela farmcêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan.

Após SP, Goiás, Piauí e Santa Catarina iniciam vacinação

Com a chegada das primeiras doses da vacina CoronaVac, que começaram a ser distribuídas na manhã desta segunda-feira (18) pelo país, os estados de Goiás, Piauí e Santa Catarina iniciaram também já iniciaram imunização.Ao todo, nesta primeira etapa, o Brasil conta com seis milhões de doses do imunizante fabricado pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan.

Em Anápolis (GO), cidade a 50 quilômetros de Goiânia, o governador Ronaldo Caiado lançou oficialmente a campanha de vacinação em Goiás, em um evento realizado na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Jardim Leblon, por volta das 17h. A escolha da cidade, segundo o governador, foi uma forma de retribuir o gesto solidário da população e da prefeitura da cidade, que recepcionaram os brasileiros que estavam em Wuhan, na China, no início da pandemia, no ano passado.

A primeira goiana a receber uma dose da vacina foi a aposentada Maria Conceição da Silva, de 73 anos. Mãe de seis filhos, Conceição da Silva trabalhou como doméstica e gari, ficou cega de um olho, tem problemas de hipertensão e hoje reside no Abrigo dos Velhos Professor Nicéphoro Pereira da Silva, em Anápolis.

De acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde (SES/GO), das seis milhões de doses iniciais da Coronavac distribuídas aos estados, Goiás recebeu cerca de 7% do total, de forma proporcional às demais unidades federativas. Ao todo, as 87.172 doses do imunizante serão divididas da seguinte forma no estado: pessoas com 60 anos ou mais que vivem em asilos (8.828); pessoas com deficiência que também vivem em unidades de acolhimento (475); população indígena vivendo em terras indígenas (320); e trabalhadores de saúde (77.549).

A vacinação dos piauienses contra a covid-19 também teve início no final da tarde desta segunda-feira (18), em solenidade com a presença de autoridades, ocorrida no pátio da Secretaria Estadual de Saúde, em Teresina. O primeira receber a dose foi o médico obstetra Joaquim Vaz Parente, de 75 anos, que atua há 45 anos na da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), com mais de 20 mil partos realizados na carreira.

Em seguida, enfermeira Sheyla Barbosa dos Santos, de 33 anos, que atua na Unidades de Terapia Intensiva de covid-19 do Hospital Natan Portella. Também foram imunizadas, na sequência, a técnica de enfermagem Marta Regina de Sousa Madeira, de 42 anos, funcionária do Hospital Getúlio Vargas; a técnica de enfermagem Modestina Bezerra da Silva, de 60 anos, que atua da UTI covid-19 do Hospital Infantil Lucídio Portella e a enfermeira Ana Maria Brito dos Santos, de 52 anos, que trabalha no Hospital da Polícia Militar.

Inicialmente, o Piauí recebeu do Ministério da Saúde 61.160 doses da vacina CoronaVac. A Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) esclareceu, em nota, que serão 28.651 mil doses para profissionais da saúde, 10 para pessoas com deficiência institucionalizadas, 460 doses para pessoas com mais de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência e 21 para indígenas vivendo em terras demarcadas.

O enfermeiro Júlio César Vasconcellos de Azevedo foi a primeira pessoa a ser vacinada contra a covid-19 em Santa Catarina. Ele recebeu a primeira de duas doses da Coronavac por volta das 17h30 desta segunda-feira (18), no Instituto de Cardiologia em São José, cidade da região metropolitana de Florianópolis. Azevedo tem 55 anos e trabalha há 26 no Hospital Celso Ramos, na capital. Além dele, também foram vacinados João de Jesus Cardoso, idoso de 81 anos, que mora em uma instituição de longa permanência, e a líder indígena Kerexu Yxapyry, da terra indígena Morro dos Cavalos, em Palhoça.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, Santa Catarina recebeu, nesta primeira fase, um total 144.040 doses da Coronavac, que serão usadas para imunizar 68.580 pessoas, com duas doses cada, como preconiza o protocolo para a vacinação.

O primeiro grupo a receber as vacinas em SC é formado por trabalhadores da saúde, a população idosa a partir dos 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência, como asilos e instituições psiquiátricas, e população indígena que vivem em aldeias.

Ontem(17), São Paulo foi o primeiro estado a dar o pontapé na vacinação contra a covid-19, logo após a aprovação de uso emergencial dada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Com informação: Agência Brasil

Ministro Marco Aurélio, do STF, determina a realização do Censo

0

recenseadores e agentes censitários do IBGE

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou hoje (28) que o governo federal adote as medidas necessárias para realização do Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), previsto inicialmente para 2020 e adiado para 2021, devido à pandemia do novo coronavírus. Cabe recurso contra a decisão. Na semana passada, o Ministério da Economia informou que o Censo não será realizado por falta de orçamento. Inicialmente, estavam previstos R$ 2 bilhões para realização da pesquisa, mas, durante a tramitação da lei orçamentária no Congresso Nacional, R$ 1,76 bilhão foram cortados pelos parlamentares, inviabilizando a realização da contagem populacional.

O ministro atendeu ao pedido liminar feito pelo governo do Maranhão, que alegou omissão da União na alocação de recursos para realização do censo. Segundo Marco Aurélio, a Constituição obriga a realização do levantamento de dados.

“Surge imprescindível atuação conjunta dos Três Poderes, tirando os compromissos constitucionais do papel. No caso, cabe ao Supremo, presentes o acesso ao Judiciário, a aplicabilidade imediata dos direitos fundamentais e a omissão dos réus, impor a adoção de providências a viabilizarem a pesquisa demográfica”.

Procurada pela reportagem, a Advocacia-Geral da União (AGU) informou que ainda não foi notificada sobre a decisão.

Os dados populacionais do Censo são utilizados para os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e para uma série de outras transferências da União para estados e municípios. A última contagem da população foi realizada no Censo Demográfico de 2010.(Agência Brasil)

Consórcio para compra de vacinas tem adesão de 649 prefeituras

0

O consórcio de municípios para compra de vacinas contra a covid-19 já teve manifestação de interesse de 649 prefeituras, segundo a lista divulgada hoje (3) pela Federação Nacional de Prefeitos (FNP). A iniciativa foi lançada na segunda-feira (1º) em uma reunião com cerca de 300 prefeitos.

As administrações municipais podem assinar o termo de intenção do consórcio até sexta-feira (5). A previsão é que a associação seja efetivamente instalada até o dia 22 de março. Deve ser ainda elaborado um modelo de projeto de lei para ser enviado às câmaras municipais para que as cidades participem das compras.

A ideia é que as prefeituras possam comprar as vacinas caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, não seja capaz de suprir toda a demanda. “O consórcio não é para comprar imediatamente, mas para termos segurança jurídica no caso de o PNI não dar conta de suprir toda a população. Nesse caso, os prefeitos já teriam alternativa para isso”, explicou o presidente da FNP, Jonas Donizette, durante a reunião de lançamento da iniciativa.

Estão sendo avaliadas formas de financiar a aquisição dos imunizantes. Há três possibilidades principais: recursos do governo federal; financiamento por organismos internacionais e doações de investidores privados brasileiros.

A lista de prefeituras que demonstraram intenção de aderir ao consórcio está disponível na página da FNP.

Agencia Brasil Foto Ilustrativa

Univasf realiza seleção para Programa de Mobilidade Estudantil InterIES

0

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), por meio da Diretoria de Programas Especiais de Graduação da Pró-Reitoria de Ensino (Proen), está com inscrições abertas para o Programa de Mobilidade Estudantil InterIES.

A seleção é destinada a estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Universidade de Pernambuco (UPE), Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) e do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE). As inscrições podem ser feitas até 1º de junho.

A mobilidade acadêmica acontecerá durante o período letivo 2020.2 da Univasf, que terá início em 12 de julho. Conforme o Edital Nº 7/2021 da Proen, que regulamenta a seleção, os estudantes interessados em realizar disciplinas na Univasf devem se inscrever em sua Instituição de Ensino Superior (IES) de origem. Os locais de inscrição em cada IES constam no edital, que está disponível neste link e no site da Proen.

Para se inscrever, além de ser discente matriculado no semestre 2020.1 ou 2020.2 em uma das IES conveniadas,  é necessário  ter concluído pelo menos 20% da carga horária de integralização do curso de graduação, excluídos o Estágio Curricular e Atividades Complementares, não ter participado anteriormente deste mesmo programa de mobilidade por três vezes, consecutivas ou alternadas, estar apto a iniciar as atividades acadêmicas da mobilidade no semestre letivo de 2020.2 da Univasf e não exceder o limite semestral de carga horária de matrícula em disciplinas, previsto no regimento da IES de origem.

No ato de inscrição, o estudante deve entregar os seguintes documentos: formulário de inscrição no processo seletivo de mobilidade acadêmica (anexo único do edital) preenchido e assinado; cópia dos documentos de identidade, CPF e do comprovante de residência atualizado; histórico escolar atualizado, emitido pelo setor responsável na sua IES; comprovante de matrícula no 1º ou 2º semestre de 2020; além de ementas e conteúdos programáticos das disciplinas que pretenda cursar na Univasf durante a mobilidade.

A seleção será realizada de 16 a 23 de junho pela Diretoria de Programas Especiais de Graduação (DPEG). O resultado será divulgado no site da Proen a partir do dia 28 de junho de 2021. As matrículas serão feitas nos dias 1º e 2 de julho, pela Secretaria de Registro e Controle Acadêmico (SRCA) da Univasf, após envio da documentação dos discentes selecionados pela DPEG.

Cronograma:

  1. Inscrição na IES de origem — 3 de maio a 1º de junho de 2021
  2. Análise dos pedidos de mobilidade pela IES de origem — 2 a 14 de junho de 2021
  3. Análise das solicitações pela Univasf —16 a 23 de junho de 2021
  4. Divulgação do resultado do processo seletivo — A partir de 28 de junho de 2021
  5. Matrícula — 1º e 2 de julho de 2021
  6. Início das aulas — 12 de julho de 2021

Ascom Univasf

Petrolina registra mais 120 novos casos positivos da Covid-19 e um óbito nesta quinta-feira(28)

0

O boletim epidemiológico da covid-19 desta quinta-feira, dia 28, registra 120 casos novos da doença em Petrolina. O número de pessoas infectadas chega a 14.726. Os pacientes recuperados agora somam 12.067, o que representa 81,9% do total desde o começo da pandemia na cidade.

Dos novos infectados, 41 foram confirmados através de 162 testes rápidos realizados pela prefeitura, os outros 79 registros se deram a partir de exames laboratoriais. São 53 pessoas do sexo masculino, com idades entre cinco e 85 anos, e 67 do sexo feminino, entre três e 89 anos.

Petrolina registrou hoje mais uma morte. Trata-se de uma mulher, de 89 anos, que não tinha histórico de comorbidades. Ela estava internada em um hospital particular de Petrolina.

Ocupação de leitos

A taxa de ocupação geral dos leitos de UTI da rede é de 47,16%. Dos 53 leitos disponíveis, 25 estão ocupados, sendo 12 pacientes de Petrolina e 13 de outras cidades da região.

Os dados completos AQUI

Todas as informações sobre a pandemia na cidade estão disponíveis no site: petrolina.pe.gov.br/coronavirus. (Ascom)

Já começou a programação do ´São João DiCasa` promovido pela Prefeitura de Juazeiro e TV São Francisco . Nesta sexta-feira(11) tem mais

0

Quem disse que o São João foi cancelado? Não vai dar para dançar agarradinho, mas a Prefeitura de Juazeiro e a TV São Francisco pediram para avisar que o forró está confirmado.

O São João DiCasa vai acontecer nos dias 4, 11, 18 e 25 de junho, a partir das 20h, na telinha da sua TV, celular, computador ou tablet, através do site https://gshow.globo.com/Rede-Bahia/sao-joao-dicasa/.

Para começar a festa com muita tradição, a primeira noite do arraiá vai apresentou Raimundinho do Acordeon, com participação de Matheus do Acordeon, e Trio Granah. “Infelizmente, ainda não podemos aglomerar pessoas em uma festa junina, como é a nossa tradição, mas não podemos deixar faltar essa magia que o forró e o São João trazem para a nossa cidade, mesmo que seja cada um na sua casa”, frisou o secretário de Cultura, Turismo e Esportes, Sérgio Fernandes.

O gerente de Marketing da TV São Francisco, Renan Braga, lembra que o São João DiCasa é um projeto com raízes locais, que tem o objetivo de contribuir para o fortalecimento da cultura juazeirense. “Nosso objetivo é manter e fortalecer a cena cultural junina na região. E, nesse momento, o importante é não deixar a chama apagar. Como não é possível ainda realizar nenhum evento presencial, contamos com a força da internet para levar um conteúdo cultural de qualidade para a casa de todos os juazeirenses e, claro, de todos aqueles que vivenciam a cultura junina. Afinal, qualquer pessoa no mundo poderá ter acesso à programação”.

Ação solidária: Além de proporcionar o entretenimento para as famílias, o São João DiCasa também é uma ação solidária. Durante a exibição de cada live, um QRcode ficará disponível para que os internautas e espectadores possam fazer doações. As contribuições serão revertidas diretamente para instituições sociais de Juazeiro.

Programação:

  • 11 de junho – Trio Granah -Dudu Almeida (com participação de Tom Bahia) e Sérgio do Forró
  • 18 de junho – Elisson Castro e Taty Vaqueira (com participação de Edinho e Juju)
  • 25 de junho – Wanderley do Nordeste e André Mendes

Ascom PMJ

Fundação Joaquim Nabuco lança Concurso Nordestino do Frevo

0

Edital da iniciativa, que destinará até R$ 10 mil para composições inéditas na região, é lançado na semana em que o Iphan anuncia a revalidação do titulo de Patrimônio Cultural para o ritmo. Inscrições abrem na próxima-segunda-feira (31)

Maestro Duda

O Concurso Nordestino do Frevo, da Fundaj lança Concurso Nordestino do Frevo (Fundaj), por meio da Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (Dimeca), está com inscrições abertas a partir desta segunda-feira (31), até o dia 30 de junho. O certame premiará 12 artistas em seis categorias, com até R$ 10 mil. O investimento total do projeto é de R$ 92 mil. As categorias são: Melhor Frevo de Rua, Melhor Frevo de Bloco, Melhor Frevo Canção, Melhor Intérprete, Melhor Arranjo e o novo Hino para a troça Turma da Jaqueira Segurando o Talo. O edital foi publicado no Diário Oficial da União, nesta sexta-feira (28), e pode ser conferido também no site www.fundaj.gov.br.

A iniciativa é lançada em um momento importante para o frevo, que este ano passa por um processo de revalidação como Patrimônio Cultural do Brasil (título conquistado em 2007), pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Esse procedimento ocorre periodicamente e busca uma posição da sociedade, que tem 30 dias para se manifestar, a partir de 14 de maio.

Para disputar o Concurso Nordestino do Frevo, os artistas devem ser residentes em um dos nove estados do Nordeste e apresentar produções completas e inéditas. Ou seja, composições e arranjos gravados e finalizados. O material e as documentações, específicas à categoria a que os candidatos concorrem, devem ser anexados ao formulário eletrônico disponível na página da Fundaj. A avaliação das documentações será feita por uma Comissão de Habilitação, no período de 13 a 22 de julho. A divulgação dos habilitados será feita no dia 23. Já o julgamento, passará por uma comissão correspondente entre os dias 26 de julho e 26 de agosto, com a divulgação dos vencedores no dia 30 de agosto.

Os resultados de todas as etapas serão publicados no Diário Oficial da União e no site da Instituição. O prazo para a apresentação de recursos será válido logo após a divulgação dos vencedores, em 30 de agosto, até o dia 3 de setembro. A entrega dos prêmios será promovida no dia 14 de setembro, quando o País celebra o Dia Nacional do Frevo. “A iniciativa foi pensada para incentivar a produção de novos frevos e, claro, fomentar o setor cultural neste momento em que vivemos. No Século XX, o ritmo exerceu importante função social de inclusão para a região. Pretendemos que ele continue estimulando o passo afiado, mesmo em tempos de adversidade”, ressalta o presidente da Fundaj, Antônio Campos.

Todas as exigências, orientações e detalhes do procedimento de avaliação podem ser conferidas na íntegra do Edital. Dúvidas e informações referentes ao certame podem ser esclarecidas através do e-mail concursonordestinodofrevo@fundaj.gov.br.

Homenagem

Para brindar os novos compositores e intérpretes, o Concurso Nordestino do Frevo decidiu homenagear um veterano. José Ursicino da Silva, o Maestro Duda, é referência no mundo do frevo. Regente, compositor, arranjador e instrumentista, já participou da gravação de mais de 100 discos, tendo suas músicas gravadas também no exterior. Eleito Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco, em 2010, Duda foi homenageado do Carnaval do Recife, em 2011, além de ter recebido, em 1980, o prêmio de melhor arranjo de Música Popular Brasileira.

Nascido em 1935 na cidade de Goiana, Zona da Mata Norte de Pernambuco, começou os estudos de música aos oito anos, e aos dez se tornou integrante da Banda Saboeira. Nesse mesmo período, escreveu sua primeira composição, o frevo “Furacão”. Além dos frevos, ele compôs choros e sambas gravados por Jamelão. “É um imenso prazer e felicidade ter sido escolhido para ser o homenageado do concurso. Participei de muitos concursos de frevo, mas fazia tempo que já não se falava mais nisso. É um incentivo para os compositores pernambucanos e nordestinos”, comemora o Maestro Duda.

O Frevo

Reconhecido Patrimônio Imaterial da Humanidade pela UNESCO, desde 2012, o espetáculo que ganha às ruas sobretudo no Carnaval tem sua data comemorada em 14 de setembro, o Dia Nacional do Frevo. Uma homenagem ao jornalista Oswaldo Oliveira, do extinto periódico pernambuco Jornal Pequeno, que cunhou o termo. Mesmo tendo origem no Recife, o ritmo é celebrado por todo o Nordeste. “O frevo é um ritmo regional e, por isso, o concurso é válido para artistas de todo o Nordeste. Nosso objetivo é mostrar a dimensão e relevância do frevo pelos nove estados e celebrar a história desse patrimônio cultural e social”, explica o diretor da Dimeca, Mario Helio.

Confira os detalhes das categorias e premiações:

Melhor Frevo de Rua
1º lugar: R$ 10 mil
2º lugar: R$ 8 mil
3º lugar: R$ 6 mil

Melhor Frevo de Bloco
1º lugar: R$ 10 mil
2º lugar: R$ 8 mil
3º lugar: R$ 6 mil

Melhor Frevo Canção
1º lugar: R$ 10 mil
2º lugar: R$ 8 mil
3º lugar: R$ 6 mil

Melhor Intérprete
Vencedor: R$ 6 mil

Melhor Arranjo
Vencedor: R$ 4 mil

Hino da Turma da Jaqueira Segurando o Talo
Vencedor: R$ 10 mil

Ascom

Artistas e gravadoras anunciam fim de parcerias com DJ Ivis

0

Zé Felipe, Latino e Flay decidiram cancelar os lançamentos com o DJ

Artistas e gravadoras anunciam fim de parcerias com DJ Ivis

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Após a divulgação dos vídeos em que o DJ Ivis, 30, aparece agredindo sua ex-mulher, a arquiteta Pamella Holanda, 27, cantores e gravadoras anunciaram o fim de parcerias com o músico e se manifestaram sobre o caso.

A Sony Music se manifestou nas redes sociais nesta terça-feira (13). A então gravadora do DJ afirmou que “leva as acusações contra o DJ Ivis muito a sério e não tolera esse tipo de comportamento” e está “revisando a relação com o artista”.

A Som Livre respondia pelas parcerias do músico e em nota afirmou que repudia atos de violência e que “suspendeu todos os lançamentos das faixas que tinham participação do DJ Ivis”, além disso, também passou a bloquear as músicas já lançadas de todas as plataformas de áudio e vídeo.

A gravadora ainda informa que, em conjunto com o cantor Zé Felipe, 23, optou por não regravar uma nova versão da faixa “Galega” (2021), já que o DJ é o autor da faixa. A Som Livre diz que “pretende seguir trabalhando em novos lançamentos” com o sertanejo.

O cantor Latino, 48, confirmou que irá cancelar o lançamento de um videoclipe que contava com a presença de DJ Ivis, através do Instagram. O vídeo deveria ser divulgado em 6 de agosto e o cantor afirmou que a medida é em “repúdio a todas as agressões e atos do DJ Ivis contra sua esposa.”

“Resolvi fazer esse vídeo em completo repúdio a todas as agressões e atos do DJ Ivis contra sua esposa Pamella Holanda. Para quem não sabe, o Dj Ivis seria o meu convidado na minha próxima música de trabalho!”, escreveu na legenda da publicação.

“Já tínhamos todo o planejamento de lançamento determinado, já tínhamos gravado o clipe inclusive com a presença dele”, diz um trecho da legenda do vídeo”, continua. O artista diz que está à disposição de Pamella e de sua filha, e que irá absorver “todo o prejuízo de ter gravado essa música e clipe com a presença dele.”
“O prejuízo foi grande, mas infinitamente menor do que o dessa moça tão nova e com uma neném tão linda! Vamos refazer todo o trabalho, clipe e tudo mais com alguém que de fato mereça o nosso respeito! Violência contra a mulher não! Violência contra a mulher nunca! Estamos com você Pamella”, concluiu.

A ex-BBB e cantora Flay, 26, também anunciou que cancelou sua próxima parceria que seria com o DJ. Nesta segunda-feira (12), ela foi aos Stories de seu Instagram para comunicar sobre a decisão. “Antes perder qualquer investimento, qualquer feat, qualquer trabalho do que isso vir à tona depois que eu tivesse lançado um trabalho”, disse.

“A música já estava gravada, o investimento já estava feito, tudo planejado. O clipe seria gravado daqui a duas semanas… E ontem fui surpresa, como todos vocês, com essa vida dupla e fiquei aterrorizada, com repulsa, com dor como mulher, com cada cena, com cada golpe, com cada chute… Isso é resposta do que a gente pede nas orações… Livramento”, continuou.

A artista revelou que viu sua mãe sofrer agressões enquanto era criança e que também já sofreu agressões verbais. ” Ficaria muito triste, extremamente arrependida, mal, dolorida por vincular a minha arte, o meu trabalho, que mais amo, o que dedico amor a vida inteira, com um homem capaz de levantar a mão para uma mulher.”

“Tentar justificar a colocando como descontrolada, como louca, isso acontece sempre, né?”, refletiu. Por fim, ela afirmou que repudia a violência e que se coloca no lugar de Pamella. “Peguei nojo de qualquer homem que levantasse a voz para mim. Passei por isso.”

Além disso, emissoras de rádio do Ceará anunciaram a retirada de músicas do cantor de sua programação e o canal Multishow também não irá mais exibir nenhum clipe que tenha a presença do músico. Rádios do Grupo Cidade de Comunicação, como Rádio Cidade, Jovem Pan e a 89,9 FM publicaram uma nota de repúdio anunciando a medida.

“Informamos que, devido aos atos de violência cometidos pelo cantor e compositor DJ Ivis contra a ex-companheira Pamella Holanda, nós, do Grupo Cidade de Comunicação, retiramos os hits do artista da programação musical de nossas rádios.”

A FM 93, afiliada do Grupo Globo no Ceará, também publicou uma nota afirmando que não apoia nenhum tipo de violência contra mulher e que “em virtude da agressão cometida pelo DJ Ivis contra a esposa Pamella Holanda, nós não iremos mais reproduzir nenhuma música dele em nossa programação.”

Já o Multishow afirmou que “repudia toda e qualquer forma de violência” e acrescentou que “todos os clipes com participação do DJ Ivis foram suspensos da programação do canal”. E em nota, a Deezer afirmou que removeu todo destaque editorial do artista, tanto em capas como em posições de playlists.