**/

Início Site

Crea-PE elege novo presidente na quinta

0

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE) vai promover eleições na próxima quinta-feira (1º). Os filiados poderão escolher os próximos presidentes do Conselho Federal (Confea) e do Crea, além dos diretores geral e administrativo da Mútua (Caixa de Assistência dos Profissionais dos Creas).

Os mandatos duram três anos. O nome favorito para assumir a gestão do Crea-PE é Adriano Lucena, na chapa “Crea para todos”. “Sou candidato à Presidência do Crea-PE por participar de um diálogo permanente com diversos profissionais. Costumo dizer que quem me conhece, com raríssimas exceções, vota no projeto que represento, que é o Crea para todos e termos a participação permanente na defesa dos profissionais, das empresas e da sociedade”, declara.(Blog de Magno Martins)

Pesquisa Folha/Ipespe mostra empate técnico entre candidatos a prefeito do Recife

0
Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB) aparecem empatados tecnicamente em  pesquisa do Ipespe - Ricardo Antunes
Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB) aparecem empatados tecnicamente em pesquisa do Ipespe
Recife: passeios, roteiros, onde ficar, onde comer e mais | Viagem e Turismo
Recife-PE

A primeira pesquisa de intenções de voto para prefeito do Recife realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), em parceria com a Folha de Pernambuco, e divulgada na edição desta sexta-feira (25) do jornal, registra um empate técnico no limite da margem de erro entre os candidatos Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB).

A petista aparece com 22% e o socialista com 16%. O percentual de João Campos também o posiciona em empate técnico triplo com a Delegada Patrícia Domingos (Podemos), que tem 14%, e Mendonça Filho (Democratas), que apresentou 13% das citações. A amostragem apontou, ainda, que 21% dos recifenses declaram votar branco ou nulo ou ainda não têm candidato.

Em seguida, Marco Aurélio (PRTB) aparece com 2%. Na sequência estão Thiago Santos (UP), Coronel Feitosa (PSC), Carlos Andrade Lima (PSL) e Charbel Maroun (NOVO) com 1% das menções. Cláudia Ribeiro (PSTU) e Vitor Assis (PCO) tem 0%. Já os que não sabem ou não responderam são 8%.

Os números da pesquisa Folha/Ipespe também apontam que Marília Arraes e Mendonça Filho apresentam números equilibrados entre o eleitorado feminino e masculino. Já João Campos e Patrícia Domingos alcançam mais intenções votos entre os homens.

No detalhamento por idade, João Campos ganha mais destaque entre os mais jovens, com com 19% das intenções de votos dos que têm idade entre 16 e 24 anos. Por outro lado, Marília Arraes e Mendonça Filho tem mais citações entre os eleitores com 60 anos ou mais, com 25% e 19%, respectivamente. Já Patrícia Domingos é a candidata que registra o seu melhor desempenho, 16%, tanto entre os entrevistados com 60 anos ou mais, como entre os que possuem entre 25 e 44 anos.

Instrução: No tópico que indica o grau de instrução dos eleitores, João Campos e Patrícia Domingos pontuam mais entre os recifenses com escolaridade até o ensino fundamental, 20% e 18%, respectivamente. Já o eleitorado com ensino médio representa o melhor índice de Mendonça Filho, 16%. Marília Arraes, por sua vez, tem mais citações entre os que possuem ensino superior, 27%.

Renda: Por fim, o levantamento aponta que entre os eleitores com renda de até dois salários mínimos, Marília Arraes e João Campos são os mais citados, com 22% e 20%. A candidata petista apresenta o mesmo percentual entre o eleitorado com renda de dois a cinco salários mínimos, 22%, e esses são os seus melhores números neste detalhamento. Patrícia Domingos e Mendonça Filho atraem mais intenções de votos dos entrevistados que possuem renda superior a cinco salários mínimos, 16% e 17%, respectivamente.

Entre os eleitores que declaram votar branco, nulo ou que não tem um candidato, a maior parte é jovem, com idade entre 16 e 24 anos, 27%; do sexo feminino, 23%; com ensino médio e superior, 21% e com renda de mais de cinco salários mínimos.

A pesquisa quantitativa foi realizada nos dias 22 a 23 de setembro de 2020 e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo PE-05966/2020. Para uma amostra desse tamanho, a margem de erro máximo estimada do estudo é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com a utilização de um intervalo de confiança de 95,45%.

Informações da Folha Pernambuco

MARMITEX QUENTINHA E CARDÁPIO VARIADO. HOJE TEM!

0

>>>>>>>>>>>>>>>>> RESERVE A SUA AGORA! <<<<<<<<<<<<<<<<<

 

Lei prorroga incentivo fiscal para exportadores durante pandemia

0

Ampliação busca evitar redução na atividade econômica brasileira

Navio carregado com soja para exportação no Porto de Santos (SP)

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a Lei n° 14.060 que permite a prorrogação excepcional, por um ano, dos prazos para cumprimento dos regimes de drawback suspensão e isenção, informou o Ministério da Economia.De acordo com o ministério, esses regimes conferem maior competitividade aos exportadores brasileiros, desonerando de tributos as importações e aquisições locais de insumos utilizados na produção de bens destinados ao mercado externo.

A nova legislação teve origem na Medida Provisória 960, editada em 4 de maio deste ano, no contexto das ações adotadas pelo governo federal para reduzir os impactos da pandemia da covid-19 sobre a economia brasileira.

Segundo o ministério, além da confirmação do texto original da MP 960, que previa a prorrogação excepcional de prazos de cumprimento apenas para o drawback suspensão, a lei publicada nesta quinta contempla a extensão desse benefício para o regime de drawback isenção.

“A ampliação busca evitar que, em função da redução na atividade econômica no Brasil e no exterior, provocada pelo coronavírus, as empresas brasileiras que detenham atos concessórios de drawback isenção, com vencimento improrrogável em 2020, não consigam efetuar, no prazo originalmente estabelecido, a reposição do estoque de insumos equivalentes aos anteriormente aplicados em bens exportados. Isso porque a realização dessas operações neste momento poderia comprometer o capital de giro das empresas sem proporcionar a elas, no curto prazo, a correspondente entrada de receitas”, explicou o ministério.

Dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia apontam 325 atos concessórios de drawback isenção com vencimento neste ano e reposições de insumos autorizadas na ordem de US$ 942,3 milhões. Desse montante autorizado, o valor de US$ 424,9 milhões (cerca de 45% do total) diz respeito a operações que, com a nova lei, poderão ser concretizadas em 2021.

O que é drawback

Os regimes de drawback permitem a suspensão, isenção ou redução a zero de tributos, na importação ou na aquisição no mercado interno, de insumos a serem empregados ou consumidos na industrialização de produtos exportados.

Estão contemplados na desoneração tributária o Imposto de Importação (II), o Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI), a Contribuição para o PIS/Pasep, a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

Especificamente no regime de suspensão, o exportador não precisa pagar o Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM) e o Imposto Sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) incidentes sobre as compras externas.

De acordo com a Secex, em 2019, US$ 49,1 bilhões foram exportados com a utilização do mecanismo de drawback, o que representa 21,8% das vendas externas totais do Brasil no período. A base de empresas usuárias dos regimes de suspensão e isenção, em torno de 2 mil, contempla uma diversificada lista de setores produtivos, dentre os quais o de minérios de ferro, carne de frango congelada, celulose, químico e automotivo.

Informação da Agência Brasil

Educação: Estudantes com Fies podem suspender pagamentos até o fim da pandemia

0

Nova resolução amplia benefício enquanto durar estado de calamidade

UnB foi a primeira universidade federal a adotar sistema de cotas raciais UnB reserva vagas para negros desde o vestibular de 2004 Percentual de negros com diploma cresceu quase quatro vezes desde 2000, segundo IBGE

Estudantes que têm contratos do Financiamento Estudantil (Fies) por meio do Banco do Brasil (BB) ou da Caixa Econômica Federal poderão requerer a suspensão do pagamento enquanto durar a vigência do estado de calamidade pública decretado por causa da pandemia da covid-19. A medida vale para clientes em situação de inadimplência com seus contratos, antes do dia 20 de março, data em que foi aprovado o estado de calamidade pública no país, pelo Congresso Nacional. Os estudantes que estão em situação de inadimplência também poderão suspender as parcelas, desde que as amortizações devidas até 20 de março sejam de no máximo 180 dias. As parcelas em atraso antes da pandemia não serão suspensas.

As novas condições foram atualizadas pela Resolução nº 39, de 27 de julho, expedida pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão do Ministério da Educação (MEC) que concede financiamento a estudantes para a educação em cursos superiores de instituições de ensino particulares. A resolução anterior já permitia a suspensão do financiamento, mas limitado a quatro parcelas e autorizado para os alunos que estivessem em dia com os pagamentos. Segundo o FNDE, pouco mais de 151 mil estudantes do Fies aderiram ao programa de suspensão do pagamento das parcelas. Com as novas regras, cerca de 1,5 milhão de alunos do Fies, do total de 2,8 milhões que estão no programa, são elegíveis para a suspensão temporária do pagamento.

As prestações que forem pausadas serão incorporadas ao saldo devedor do financiamento, nos termos e condições contratados, incidindo juros contratuais sobre as parcelas suspensas e não juros de mora, ou multa por atraso. Os pagamentos das parcelas de amortização e das demais obrigações financeiras com o Fies devem ser retomados a partir do mês seguinte ao término da suspensão. De acordo com o FNDE, a suspensão vale para os pagamentos de contratos em fase de utilização, carência ou amortização.

Banco do Brasil

A adesão ao programa de suspensão do pagamento do Fies já está disponível no Banco do Brasil, e pode ser feito diretamente nas agências bancárias e via aplicativo do banco na internet, mas neste segundo caso, apenas a partir da primeira quinzena de outubro. Segundo o BB, a manifestação é feita de forma simples, sendo necessária apenas a concordância do estudante acerca das alterações contratuais, no momento da solicitação da suspensão. Após a formalização da proposta, a suspensão não poderá ser cancelada.

Para quem optar por procurar o atendimento presencial, o BB informa também que, durante a pandemia, as agências atendem em contingenciamento e triagem para o acesso às salas de autoatendimento, com a autorização de acesso limitada à capacidade do espaço disponível em cada unidade.

Caixa Econômica Federal

Para o estudante que possui contrato do Fies com a Caixa Econômica Federal, a nova regra de suspensão dos pagamentos está disponível desde o dia 24/09. Para solicitar o procedimento é necessário que o estudante manifeste interesse pelo site http://sifesweb.caixa.gov.br. (Agência Brasil)

Petrolina e Juazeiro tem serviço expresso do INSS para entrega de documentação; Veja como fazer

0
COM 37 CASOS CONFIRMADOS DA COVID-19 EM JUAZEIRO (10) E PETROLINA (27) QUE NÃO DIVULGA NÚMERO DE NOTIFICAÇÕES; sensação nas duas cidades é assustadora | Quer Saber Política?
Petrolina-PE e Juzeiro-BA

INSS oferece serviço expresso para entrega de documentação - Gláucia Lima

Com o retorno do atendimento presencial nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), os segurados que desejarem evitar aglomerações e filas dispõem de um serviço alternativo para a entrega da documentação para concluir a análise do seu pedido, denominado Exigência Expressa. O serviço está disponível desde julho, e foi adotado em razão do atendimento remoto desde março, devido ao decreto de situação de emergência provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Por meio do serviço, o segurado pode entregar a cópia dos documentos em uma urna na entrada da agência do INSS mais próxima de sua residência. Para utilizar o serviço, entretanto, é necessário fazer um agendamento prévio, por meio do telefone 135, no aplicativo ou site do Meu INSS.
Os papéis depositados na urna são escaneados e inseridos no sistema, para que os servidores do INSS possam dar continuidade ao processo. O andamento do processo pode ser acompanhado pelo Meu INSS ou telefone 135.

Para proteger a saúde das pessoas, a entrega da documentação ocorre sem qualquer contato físico e sem acesso ao interior das agências. O segurado também não recebe protocolo ou recibo de entrega dos documentos.

Em Petrolina, os beneficiários podem entregar sua documentação na agência da Previdência Social, que está localizada na Rua Tobias Barreto, N°03, no centro da cidade.

Já em Juazeiro, a agência do INSS fica localizada na avenida Adolfo Viana, centro da cidade.

A agência em Salgueiro está localizada na Rua Maria Nogueira Sampaio, n°60, no centro.

Na cidade de Santa Maria da Boa Vista, o beneficiário pode ir até a agência da Previdência Social, na Rua Professor Raimundo Coimbra Filho, S/N centro da cidade.

Exigência Expressa

A Exigência Expressa é uma modalidade complementar oferecida pelo INSS para quem precisa cumprir exigências. As exigências são emitidas quando a pessoa solicita um benefício ou serviço, mas, durante a análise, é verificada a necessidade de apresentação de documentação adicional para a conclusão do processo.

Poderão ser entregues pelo Exigência Expressa cópias dos documentos solicitados pelo INSS para reconhecimento inicial de direito, manutenção ou revisão, tais como entrega de documentos por convocação, cumprimento de exigência entre outros.

Para verificar quais documentos podem estar pendentes, basta acessar o Meu INSS e clicar em “Agendamentos/Solicitações”. Após localizar o processo em exigência, basta clicar nele e, em seguida, no ícone da lupa, no canto superior direito, para detalhar o requerimento.

O INSS também notifica pelo Meu INSS, por SMS ou por ligações do 135, os segurados que fizeram algum requerimento e que precisam cumprir alguma exigência. O envio de documentação pelo site ou aplicativo Meu INSS também continua valendo.

Não será aceita documentação para cumprimento de exigência de requerimento auxílio-doença com documento médico.
O serviço também não se aplica aos pedidos de antecipação de R$ 1.045 do auxílio-doença. Nesse caso, os documentos só podem ser anexados pelo Meu INSS.

Como funciona

Ao agendar o serviço pelo Meu INSS ou pelo 135 é preciso ter em mãos o número do protocolo do benefício em análise e nome e CPF da pessoa que efetivamente depositará o envelope na urna. No agendamento o segurado também fica sabendo quais os documentos pendentes.

Após o agendamento, na entrega da documentação, o usuário deverá preencher e assinar o formulário de “Autodeclaração de Autenticidade e Veracidade das Informações”. A declaração deve ser colocada em um envelope lacrado juntamente com a cópia do seu RG e as cópias simples dos documentos apontados na exigência.

O envelope deverá ser identificado pelo lado de fora com os seguintes dados: nome completo; CPF; endereço completo; telefone (mesmo que para recado); e-mail, se tiver; e número do protocolo do agendamento da Exigência Expressa. Cabe lembrar que os documentos pendentes podem ser anexados pelo Meu INSS.

A urna fica disponível, não importa a localidade, de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h. De acordo com o órgão, hoje são 1.325 postos que oferecem o serviço, nas cinco regiões do país.

Não são aceitos os originais e as cópias não precisam ser autenticadas em cartório. É imprescindível, porém, que estejam legíveis e sem rasuras. A autenticação só é obrigatória quando a exigência ao segurado é que apresente procuração para fins de recebimento de benefício.

(Fonte: Diário de PE)

26 de setembro: aniversário da cantora Gal Costa. Confira alguns momentos marcantes deste dia!

0
Gal Costa, LP Gal Costa (Capa Foto) - Série Clássicos Em Vinil [Disco de Vinil]: Amazon.com.br: CD e Vinil
Gal Costa, aniversariante do dia

26 de setembro é o 269.º dia do ano no calendário gregoriano (270.º em anos bissextos).  Neste dia nasceu o escritor Luis Fernando Veríssimo, os atores Dan Stulbach e Leandro Hassum, as atrizes Olivia Newton-John e Linda Hamilton, a cantora Gal Costa, e a tenista Serena Williams.

Foi no dia 26 de setembro de 2008, aos 83 anos, que faleceu o ator Paul Newman. Foi um dos grandes símbolos sexuais dos anos 60.  Indicado dez vezes pela Academia como melhor ator, finalmente venceu por sua atuação em A Cor do Dinheiro (The Color of Money, 1986). Por curiosidade, no ano anterior havia recebido um Oscar especial pelo conjunto da carreira. Faleceu vítima de câncer.

O dia também ficou marcado quando em 1977  cerca de 4 200 pessoas participam da primeira corrida da Maratona de Chicago.

Nascimentos: artes

1940 — Cláudio Marzo, ator brasileiro (m. 2015).

1945 – Gal Costa, cantora brasileira. (Foto)

1948 — Olivia Newton-John, atriz e cantora britânica.

1956 — Linda Hamilton, atriz norte-americana.

1968 – Alexandra Marzo, atriz brasileira.

1969 — Dan Stulbach, ator brasileiro.

 R7 Entretenimento Leandro Hassum emagrece 62 kg e mostra "antes e depois": "Vitória" - Entretenimento - R7 Famosos e TV
Leandro Hassum, antes e depois da cirurgia

1973 — Leandro Hansun, ator e humorista brasileiro.

Nascimentos: personalidades e figuras importantes

1888 — T. S. Eliot, poeta modernista, dramaturgo e crítico literário britânico-estado-unidense (m. 1965).

Notícias ao Minuto
Luis Fernando Verissimo,

1936 – Luis Fernando Verissimo, escritor e jornalista brasileiro. (Foto)

1981 – Serena Williams, tenista norte-americana.

1989 – Débora Lyra, modelo brasileira.

Mortes:

2000 — Baden Powell, violonista brasileiro (n. 1937).

2001 — Walter Avancini, escritor e diretor de telenovelas brasileiro (n. 1935)

Foto de Paul Newman - Butch Cassidy : Foto Paul Newman - AdoroCinema
Paul Newman

2008 — Paul Newman, ator estado-unidense (n. 1925)

2019 — Jacques Chirac, político francês, ex-presidente (n. 1932)

Acontecimentos históricos:

1973 — O Concorde faz sua primeira travessia ininterrupta do Atlântico em um tempo recorde.

1993 — Entra em órbita o PoSAT-1, primeiro satélite português.

1997 — Um Airbus A300 da Garuda Indonesia cai perto do aeroporto de Medan, matando 234 pessoas.

Tufão Ketsana deixa ao menos 125 mortos no Vietnã, Camboja e Laos - 02/10/2009 - Mundo - Folha de S.Paulo

2009 — O tufão Ketsana atinge as Filipinas, China, Vietnã, Camboja, Laos e Tailândia, causando 700 mortes.

2014 — Um sequestro em massa ocorre em Iguala, México.

Dia Nacional do Surdo: Jaboticabal realiza homenagens no Setembro Azul –  Com a Palavra

Fonte: Wikipedia

Carnaval de rua no Rio de Janeiro em 2021 é adiado

0

A decisão foi tomada pelo Fórum Carioca de Blocos devido à pandemia

 Festa de abertura dos 50 dias do Carnaval Rio 2020 na praia de Copacabana

A presidente da Associação Independente de Blocos de Carnaval de Rua da Zona Sul, Santa Teresa e Centro da Cidade do Rio de Janeiro (Sebastiana), Rita Fernandes, disse hoje (25) que o Fórum Carioca de Blocos, formado pelas principais ligas, decidiu que o carnaval de rua em 2021 está adiado enquanto não houver uma vacina contra a covid-19 e a imunização da população.Segundo a presidente da Sebastiana, que reúne 11 entre os mais tradicionais blocos do Rio, o anúncio da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) de adiar os desfiles das escolas de samba do grupo especial, que aconteceriam em fevereiro de 2021, é “super pertinente”.

“Para nós, é uma condição irreversível que a vacina já esteja presente e que a população esteja realmente coberta e segura. Sem isso, a gente acredita que não dá para fazer carnaval, seja carnaval de escola de samba ou carnaval de rua. O carnaval fica impedido de acontecer em 2021 não havendo a vacina”, afirmou.

De acordo com ela, o Fórum Carioca de Blocos vai aguardar os órgãos de saúde para tomar uma decisão em relação a uma nova data para os desfiles. “Não temos uma data para anunciar para fazer o carnaval de rua. Sabemos que, depois de julho, já não faz sentido, fica impossível até pelos calendários da cidade. Vamos aguardar até o fim do ano para tomar uma decisão inclusive em relação ao anúncio de uma nova data”, acrescentou.

Escolas de samba do Rio de Janeiro anunciam adiamento do Carnaval 2021 -  Fotos Públicas

Liesa

A decisão da Liesa foi tomada na noite de ontem (24), durante reunião entre representantes das agremiações. De acordo com o presidente da entidade, Jorge Castanheira, como ainda não se sabe se haverá uma vacina até o carnaval, não haverá tempo hábil para as agremiações se prepararem.

No entanto, ele destacou que, por enquanto, os desfiles não foram suspensos, apenas adiados. A Liesa continuará acompanhando a situação da pandemia e fará novas reuniões para decidir se será possível realizar os desfiles em uma nova data em 2021 ou se o evento terá mesmo que ser cancelado.(Agência Brasil)

Estudos feitos no Nordeste analisam resposta imune à Covid-19

0

Em meio à expectativa mundial para a chegada de uma vacina depois de quase um ano de pandemia, a ciência segue em busca de informações que ajudem a entender o comportamento do novo coronavírus e quais as estratégias mais eficazes para combater a infecção que ele provoca, a Covid-19. Dois estudos realizados no Nordeste com instituições e pesquisadores de outros países apontam para esta direção ao analisarem possíveis respostas imunológicas contra a doença.

Um desses estudos foi fruto de uma parceria entre a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e o Instituto Materno Infantil Burlo Garofolo, na Itália. A partir de simulações feitas no computador, a pesquisa identificou um conjunto de moléculas presentes no corpo humano que apresentaram uma resposta imune ao Sars-Cov-2, nome científico do novo coronavírus. Assim, a descoberta pode indicar quais pessoas são mais propensas a desenvolver os sintomas da Covid-19 e quais pacientes têm melhores condições de se recuperarem, independentemente dos fatores de risco já conhecidos, como idade avançada e doenças preexistentes.

“O que fizemos foi, primeiro, identificar formas alternativas de um conjunto de genes chamado HLA na população brasileira. Existem centenas de formas diferentes, que variam em cada país. Catalogamos as formas mais recorrentes na nossa população e simulamos a interação de um formato específico, que chamamos de alelo, com fragmentos de uma das proteínas do Sars-Cov-2”, explica o biólogo e doutor em Genética Ronald Moura, idealizador da pesquisa. “Isso porque, no nosso corpo, essas moléculas HLA servem para reconhecer um patógeno e ativar o sistema imune”.

De acordo com o pesquisador, um exame molecular poderia indicar se o paciente possui ou não o perfil imunológico com esse gene que seja capaz de reconhecer o Sars-Cov-2. “É semelhante ao RT-PCR em tempo real, mas, em vez de detectar se a pessoa tem o vírus, ele mostra se tem essa forma específica do HLA, que é o alelo”, afirma.

Covid e dengue

O segundo estudo é coordenado pelo coordenador do Comitê Científico do Consórcio Nordeste, o neurocientista Miguel Nicolelis, da Universidade Duke, nos Estados Unidos. Enquanto analisavam dados epidemiológicos sobre a expansão do novo coronavírus em 15 países da América Latina, Ásia e África, ele e uma equipe formada por pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade de São Paulo (USP) e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) descobriram uma correlação entre os casos de dengue e Covid-19.

Segundo a pesquisa, que tomou como base a disseminação geográfica das doenças desde o fim do ano passado, as populações dos locais mais afetados pela dengue tiveram menos infecções e mortes pelo novo coronavírus. Dessa forma, a descoberta sugere que a infecção por dengue ou uma vacina contra a doença poderia proporcionar alguma resposta defensiva contra a Covid-19, embora os vírus que provocam as doenças sejam de famílias diferentes. De acordo com a assessoria de imprensa do Comitê Científico do Consórcio Nordeste, o estudo, que se encontra em fase final, será detalhado até a próxima semana. (Fonte: Folha PE)

Covid-19: Juazeiro registra 3.335 pessoas clinicamente curadas, outros 18 casos positivos e nenhum óbito

0

A Secretaria da Saúde de Juazeiro registra no boletim desta sexta-feira, 25 de setembro, mais 21 pessoas clinicamente curadas da COVID-19, totalizando agora 3.335 recuperações. Outros 18 casos positivos foram constatados nos exames. A SESAU Juazeiro informa ainda que todas as Unidades Básicas de Saúde do município dispõem de testes rápidos para realização de exames de pacientes sintomáticos que buscam atendimento nos postos. A notificação e encaminhamento para testagem é feita a partir da avaliação médica.

Dos resultados 18 resultados positivos, 16 foram obtidos por meio do teste rápido anticorpo e 02 por Swab antígeno. Destes, 17 pacientes estão em isolamento domiciliar e 01 internado em leito intermediário no Hospital Regional. Com estes novos dados, agora são 4.399 pessoas que já contraíram a doença e 99 óbitos ocasionados pela COVID-19.

Com essa atualização desta sexta-feira o município chega a 15.692 exames realizados com 11.293 resultados negativos para a COVID-19, sendo considerados descartados. Dos 4.399 casos confirmados, 2.383 são do sexo feminino, 2016 do sexo masculino, sendo 271 profissionais de saúde. Seguem em isolamento domiciliar 953 pessoas, 12 estão internadas, sendo 08 em UTIs e 04 em leitos intermediários.

Cresce número de cidades com mais eleitores que habitantes no Brasil

0

O número de cidades com mais eleitores que habitantes cresceu 60% desde as últimas eleições, em 2018. Atualmente, são 493 municípios nesta situação. É o que mostra um levantamento do G1 com base nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do IBGE. Há dois anos, eram 308.

Segundo especialistas e integrantes de tribunais regionais eleitorais, as diferenças podem ser explicadas por defasagem nas estimativas de população, disputas territoriais, migrações e fraudes.

O município com a maior diferença proporcional é Severiano Melo (RN), que tem 6.482 eleitores registrados, mas apenas 2.088 habitantes, segundo estimativa do IBGE divulgada em julho de 2020. O número de pessoas aptas a votar na cidade, portanto, equivale a 310% da população.

De acordo com a prefeitura, o município conta com áreas de disputa territorial com vizinhos. São sítios e comunidades cujas pessoas se identificam como de Severiano Melo e são atendidas pelo município, mas nos mapas pertencem a municípios próximos, como Itaú e Apodi.

A biometria confirma essa diferença. São 6.405 com registro biométrico na cidade, quase a mesma quantidade de eleitores.

“O TSE tem os dados censitários dos adultos e o IBGE tem uma estimativa. Por que isso pode dar diferença? Porque nós temos um processo migratório muito intenso ainda”, afirma Emerson Cervi, professor de Ciência Política da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O cientista político ressalta que há uma mudança de população da região Sul para o Norte, além das migrações que ocorrem dentro de cada região. E essas alterações mais recentes não são captadas pelo IBGE. “O último Censo é de 10 anos atrás. Então é uma aproximação.”

Outra diferença é que o IBGE considera o domicílio civil, onde a pessoa efetivamente mora. Já o TSE leva em conta o domicílio eleitoral, que pode ser o lugar em que o eleitor tenha “vínculo político, familiar, afetivo, profissional, patrimonial ou comunitário”.

Ou seja, se a pessoa morava em um município e se mudou para estudar ou trabalhar, pode continuar votando na cidade de origem. Se tem um imóvel ou interesses comerciais em outra cidade, também.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), isso é mais comum em municípios pequenos, que oferecem poucas oportunidades de emprego.

O levantamento mostra que a maior parte das cidades nessa situação é de pequeno porte: 475, ou 96% do total, têm menos de 10 mil habitantes. Dessas, 402 têm menos de 5 mil habitantes.

Um dos municípios de maior porte na lista é Cumaru (PE), que também tem o maior número absoluto de eleitores a mais que habitantes: 5.143. São 15.335 eleitores registrados e 10.192 habitantes.

A prefeita de Cumaru, Mariana Medeiros, afirma que o número de habitantes da cidade foi superestimado no Censo 2000, que registrou 27.489 pessoas. No Censo 2010, o número caiu para 17.103, que, segundo ela, era o correto. Essa tendência de queda acabou sendo projetada nas estimativas de população para 2020.

“Cumaru nunca teve 27 mil habitantes. Se tivesse acontecido essa queda toda, teria um monte de casas abandonadas na cidade. Mas a cidade só cresceu nos últimos 20 anos”, diz ela. “Não temos 10 mil habitantes como diz o IBGE. Só a Secretaria de Saúde tem 15.800 moradores registrados.”

Ela diz que há vários processos na Justiça para revisão da população, mas estima que só vai conseguir uma mudança com o próximo Censo, previsto para 2022.

O estado com maior número de municípios do país, 853, também lidera entre os que têm mais eleitores que habitantes: são 118 nesta situação em Minas Gerais.

Em seguida está o Rio Grande do Sul, com 61 municípios, que têm 10.914 eleitores a mais.

O estado com a maior proporção de municípios com mais eleitores é Goiás. São 58 nesta situação, ou 23,5% do total. (G1)

Dormentes volta a registrar novos casos da Covid-19

0

Após passar três dias sem novos casos da Covid-19, Dormentes voltou a ter registros da doença. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (25) pela Secretaria de Saúde, o município confirmou mais dois casos do novo Coronavírus.

Dormentes têm agora 250 casos confirmados da Covid-19, sendo 247 clinicamente curados e um óbito. O município de mais de 18 mil habitantes, está atualmente com dois casos ativos e 24 em investigação.

A Secretaria de Saúde orienta a população para que mantenha os cuidados essenciais, como uso de máscara e distanciamento social. Em caso de febre, tosse seca, cansaço, perda de paladar ou olfato ou outros sintomas, procurar o Hospital Municipal para a realização de exames.

Ascom Dormentes

SineBahia vai intermediar 720 vagas para implantação do Complexo Jacarandá, em Juazeiro

0

A usina solar de Jacarandá terá capacidade instalada de 187 MWp e contará com mais de 450 mil módulos.

O que são usinas solares? » SolarVolt Energia

A Rede SineBahia vai realizar a intermediação de mão de obra para a implantação do Complexo Jacarandá, em Juazeiro, no extremo norte do estado. O termo de cooperação técnica para a seleção de trabalhadores foi assinado nesta terça-feira (22), pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia (Setre) e a Snef Brasil, empresa responsável pela construção do equipamento.

A expectativa é que sejam ofertadas inicialmente 720 vagas de empregos diretos, com o compromisso de que 60% das contratações sejam de profissionais da região.

As vagas serão preenchidas por meio da convocação de trabalhadores já cadastrados nas unidades do SineBahia da região. “É mais uma obra que sinaliza a retomada e expansão da atividade econômica no estado”, destaca o titular da Setre, Davidson Magalhães.

A usina solar de Jacarandá terá capacidade instalada de 187 MWp e contará com mais de 450 mil módulos. De acordo com o consumo médio de uma família brasileira, a quantidade de energia gerada seria suficiente para atender a uma cidade de 750 mil habitantes. Além disso, o complexo irá evitar a emissão de aproximadamente 35 mil toneladas de CO2 por ano, volume comparado à retirada de circulação de 36,8 mil veículos das ruas de São Paulo. A previsão é que o complexo esteja em funcionamento no final de 2021.

Atualmente, a Bahia é líder na geração de energia solar, tendo fechado o ano de 2019 com 33,7% da produção nacional, segundo dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE).

Desemprego subiu 27,6% em quatro meses de pandemia

0

Os dados constam da edição mensal da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid-19 (Pnad Covid-19)

Pacto pelo emprego deveria ser a prioridade do país ⋆ Consumare

 

A população desocupada no Brasil, que era de 10,1 milhões em maio, passou para 12,3 milhões em julho, e, em agosto, atingiu 12,9 milhões de pessoas, um aumento de 27,6% desde maio. A taxa de desocupação aumentou em 0,5 ponto percentual de julho para agosto, passando de 13,1% para 13,6%.

Os dados constam da edição mensal da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid-19 (Pnad Covid-19), divulgada hoje (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

INSS: perícias médicas podem ser remarcadas pelo telefone 135

0

Medida é válida para usuários que faltaram ao procedimento agendado e para os que foram a um agência na data marcada, mas ficaram sem atendimento

INSS permite remarcação de perícia médica por meio da Central 135 - TNH1

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publicou portaria que libera a remarcação de perícias médicas pelo telefone 135. A medida vale para os usuários que faltaram a uma perícia agendada e também para aqueles que foram até uma agência da Previdência Social na data marcada, mas acabaram não sendo atendidos.

A decisão está publicada na edição desta terça-feira (22) do Diário Oficial da União.