**/

Início Site

Lançamento do Livro “Nascentes do Rio São Francisco” acontece nesta sexta-feira, 30

0

Com o objetivo de preservar e aumentar a quantidade e qualidade da água do rio São Francisco, ainda em 2013, nasceu o projeto “Nascentes do São Francisco – O MP Salvando Rios”. Ao longo dos últimos anos, a iniciativa do Centro de Apoio Operacional de Proteção ao Rio São Francisco e Nascentes (CAOpSFN), apoiado pela Procuradoria-Geral de Justiça, deu tão certo que se tornou um livro com 11 capítulos, organizado pela promotora de Justiça de Sergipe, Allana Rachel Monteiro.

O lançamento da obra “Nascentes do São Francisco” acontece nesta sexta-feira, 30, a partir das 8h30, no foyer do auditório do MPSE, em Aracaju (SE).

O livro relata o desenvolvimento do projeto e seus esforços para recuperar e preservar das Áreas de Preservação Permanente (APPs) e Áreas de Reserva Legal (ARLs) nas propriedades rurais do estado de Sergipe, fomentando uma política pública permanente nos municípios sergipanos para que, em conjunto com a sociedade civil, seja realizada a gestão solidária e harmônica das florestas e dos recursos hídricos. Além disso, apresenta depoimentos dos beneficiários do projeto aos leitores e dá destaque a poetas da Caatinga.

Fluxo de água na nascente do Rio São Francisco aumenta após chuvas no  Centro-Oeste de Minas | Centro-Oeste | G1

A promotora de Justiça e organizadora da obra Allana Rachel Monteiro ressalta a alegria e gratidão aos parceiros por todo apoio dispensado na execução do projeto e elaboração do livro e destaca a importância do projeto.

“É uma honra poder lançar um livro desse projeto construído a tantas mãos e com tanta dedicação. Esse projeto serve de modelo para inspirar outros que precisam acontecer, senão, sofreremos arduamente com a desertificação em muitas áreas de Sergipe. A Caatinga é o único bioma exclusivo do Brasil e, talvez, o menos conhecido pelos brasileiros e, por isso, pouco valorizado. É um dos mais degradados do país, com risco de extinção, levando suas áreas a situações de desertificação, sendo de difícil recuperação. Recuperar e conservar a Caatinga é uma luta que precisa continuar bravamente”, alertou.

Em 2014, o Projeto “Nascentes do São Francisco – O MP Salvando Rios” ganhou em primeiro lugar, dentre os projetos inscritos em todo o Brasil, que tratam de produção e conservação de água e solo em bacias hidrográficas, para integrar o Programa Produtor de Água da Agência Nacional de Águas (ANA). Já em 2017, foi premiado pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) na categoria “Transformação Social”. O Nascentes do São Francisco também já foi pré-selecionado para o Prêmio Innovare.

PARCEIROS: Realizado pelo MPSE, em parceria com o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), Agência Peixe Vivo, GOS Florestal e Prefeitura Municipal de Canindé de São Francisco, o livro também conta com o apoio da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) e do Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Serviço O quê: lançamento do livro Nascentes do São Francisco. Data: sexta-feira, 30 de outubro de 2020. Horário: a partir das 8h30. Local: foyer do auditório Promotor de Justiça Valdir de Freitas Dantas, sede do Ministério Público de Sergipe, localizado no Centro Administrativo Governador Augusto Franco, bairro Capucho, Aracaju (SE).

CHBSF -Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF),

Campanha Nacional de Vacinação contra a Pólio termina nesta sexta-feira(30)

0

A recomendação aos estados que não atingirem a meta é continuar com a vacinação de rotina, oferecida durante todo o ano nos mais de 40 mil postos de saúde distribuídos pelo país

Campanha Nacional de Vacinação contra a Pólio termina na sexta-feira

Crianças com idade de 1 a 5 anos têm até sexta-feira (30) para receberem a vacina contra a poliomielite, dia do encerramento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde (MS), divulgado no dia 26, apenas 35% do público-alvo foram vacinados, o que corresponde a 4 milhões de crianças nessa faixa etária.

Faltam, portanto, vacinar 7,3 milhões de crianças para que se atinja a meta de imunizar 11,5 milhões do público-alvo. A campanha teve início no dia 5 de outubro e está ocorrendo simultaneamente à campanha de multivacinação, que tem por objetivo atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade.

Segundo o balanço divulgado no dia 26, a maior cobertura vacinal ocorreu no Amapá, com 62,59% de cobertura, seguido da Paraíba, com 50,11%. A menor cobertura é em Rondônia, com 11,76%. Em nota, o ministério informou que, de acordo com os dados preliminares, até o momento 232 (4,16%) municípios atingiram a meta de 95% de crianças vacinadas.

“Entre o público-alvo da vacinação, a maior cobertura, até o momento, foi registrada entre as crianças de 2 anos de idade (35,33%) e a menor cobertura foi entre as crianças de 3 anos (34,23%). Não existe tratamento para a poliomielite e a única forma de prevenção é a vacinação. A vacina oral de poliomielite (VOP) protege contra dois sorotipos do poliovírus (1 e 3) e a vacina inativada (VIP), contra os três sorotipos (1, 2 e 3)”, informou por meio de nota o Ministério da Saúde.

Ainda de acordo com a pasta, é recomendado que crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina, sejam avaliadas pelo serviço de saúde antes de tomarem a vacina. O ministério, no entanto, garante que a vacina “é extremamente segura e possui eficácia entre 90% e 95% para a VOP”.

A recomendação aos estados que não atingirem a meta é continuar com a vacinação de rotina, oferecida durante todo o ano nos mais de 40 mil postos de saúde distribuídos pelo país.

Com informações da Agência Brasil

IEL está com inscrições abertas para o Programa Gestão da Produção

0

Gerentes, coordenadores, supervisores, agentes de mudança, profissionais da área, estudantes e empresários interessados já podem realizar inscrições no ‘Programa Gestão da Produção’, desenvolvido pelo Instituto Euvaldo Lodi – IEL, que acontecerá no formato online entre os dias 03 de novembro a 3 de dezembro, das 19h às 22h.

Com aulas ao vivo, pelo aplicativo Zoom, os participantes vão trocar experiências e ampliar os seus conhecimentos com os cursos: Fundamentos e estratégia da produção; Planejamento e controle da produção; Programa 5s/Gestão e melhoria e o curso de Segurança qualidade e sustentabilidade.

A capacitação, com carga horária de 48 horas, ficará por conta do instrutor Jullius Menino, com experiência de 15 anos nas ferramentas Lean e Gestão de Manufatura. O especialista possui passagens em empresas multinacionais como AMBEV, MARS, REXAM e IMPSA, sempre dentro das áreas de melhoria, gestão e planejamento.

“O objetivo é capacitar e qualificar os profissionais por meio da discussão, reflexão, aprofundamento e proposição de alternativas para a gestão das operações produtivas. Desenvolver no participante a capacidade de adequar e utilizar, em ambientes de produção distintos, as técnicas estudadas considerando aspectos econômicos, organizacionais e humanos, objetivando o aumento da lucratividade e competitividade de suas empresas”, ressalta o gestor regional do Sistema FIEPE, Flávio Guimarães.

Para mais informações, entre em contato pelo e-mail regional.agreste@sistemafiepe.org.br ou pelo telefone: (81) 3722- 5667 ou Whatsapp 81- 99165.5684.

Cronograma:

– Curso I: Fundamentos e estratégia da produção

Data: 03 a 06 de novembro (19h às 22h);

– Curso II: Planejamento e controle da produção

Data: 09 a 12 novembro (19h às 22h);

– Curso III: Programa 5s/Gestão e Melhoria

Data: 23 a 26 de novembro (19h às 22h);

– Curso IV: Segurança qualidade e sustentabilidade

Data: 30 novembro a 03 dezembro (19h às 22h).

Veja as vagas de emprego da Agência do Trabalho para esta sexta-feira-feira (30) em Petrolina-PE

0
Sine-JP oferta 94 vagas de emprego para todos os níveis de escolaridade – Cardivando de oliveira
Vagas Função Escolaridade Experiência
01 Agente Funerário Médio Completo 6 Meses CTPS
01 Atendente Balconista Médio Completo 6 Meses CTPS
01 Auxiliar de Cozinha Médio Incompleto Não Exigida
01 Auxiliar de Cozinha Fundamental Completo 6 Meses
CTPS
01 Auxiliar de limpeza Fundamental Completo Não exigida
01 Auxiliar de Manutenção Predial Médio Incompleto 6 Meses CTPS
01 Costureira de máquinas indsutriais Não exigida 6 Meses
01 Instalador de Som e Acessórios de Veículos Médio Completo 6 Meses
01 Manicure Fundamental Completo 6 meses
01 Mecânico de Manutenção de máquina industrial Médio Completo Não exigida
02 Operador de Empilhadeira Médio Completo 6 meses CTPS
02 Pedreiro Fundamental Incompleto 6 meses CTPS
01 Recepcionista Atendente Médio Completo 6 meses CTPS
02 Servente de obras Fundamental Incompleto 6 meses
05 Trabalhador Rural Fundamental Incompleto 3 meses CTPS
02 Vendedor pracis

A Agência do Trabalho fica localizada no Centro de Convenções e atende  das 7h às 13h.

Pernambuco entra na fase considerada o novo normal na próxima semana

0
Pernambuco deve entrar no 'novo normal' em 9 de novembro; veja datas  previstas pelo governo
Pernambuco entra, a partir da próxima terça-feira (dia 3), na fase considerada como o “novo normal” pelo governo do estado dentro do plano de flexibilização das atividades econômicas. Todos os municípios se encontravam na etapa 10 e avançam para a 11 logo depois do feriado de Finados, na segunda-feira. Todas as atividades econômicas estarão liberadas, porém respeitando os protocolos gerais e específicos de cada setor para manter a segurança em relação à disseminação do coronavírus.
À princípio, não haverá nenhuma mudança prática em relação às atividades econômicas em Pernambuco. Porém, a entrada na nova fase do plano de flexibilização permite uma avaliação mais detalhada para que haja ampliação da capacidade de cada uma delas. “No novo normal, vamos continuar dialogando com os setores e ajustando as calibragens de carga, podendo ampliar, diminuir ou paralisar. Vamos sempre observar os impactos nos números da pandemia”, explicou Bruno Schwambach, secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco.
Segundo o secretário, o plano de convivência elaborado pelo governo do estado tem surtido efeitos na economia pernambucana. “Tivemos um saldo positivo na geração de empregos, com 21.801 vagas em setembro, segundo o Caged divulgado hoje (quinta-feira). Isso mostra a assertividade do nosso plano”, disse. O plano de flexibilização das atividades econômicas teve início no dia 1º de junho e previa acontecer em 11 etapas, chegando na próxima semana na última fase prevista.

Além disso, o governo do estado segue recebendo as propostas para a realização de eventos com capacidade até 1.500 pessoas. Atualmente, são permitidos eventos com capacidade de até 300 pessoas. “Estamos dialogando na construção de protocolos de funcionamento. Esses grandes eventos têm uma complexidade maior e temos que ter maiores cuidados para evitar que haja um evento que traga muitos casos de contaminação”, afirmou Schwambach. A propostas de eventos de grande porte serão analisadas individualmente, podendo ser autorizadas ou não, a depender do cumprimento dos protocolos de segurança sanitária.

Embrapa desenvolve ‘exame de sangue da terra’ que promete revolucionar a análise de solo

0

Um dos desafios da agricultura é avaliar a qualidade do solo além dos aspectos físicos e químicos dele. Porém, uma novidade pode dar mais informações para o produtor rural. Depois de 30 anos de estudos, pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) desenvolveram um teste capaz de analisar mais informações do terreno, saber como está a saúde área.

A análise biológica da terra, um teste que mede o nível de vida do solo, é uma novidade que pode trazer grandes vantagens para o agricultor. Ele funciona como um “exame de sangue” do solo.

A tecnologia é 100% nacional e tem um custo acessível. O Brasil é um gigante na produção de diversos alimentos e tanta fartura só pode existir se houver riqueza no solo. E entender a vida debaixo da terra é um desafio tão antigo quanto a agricultura.

O motivo é que a qualidade da terra é fundamental para qualquer lavoura, é a base de tudo. Além de ser rico em nutrientes, como fósforo ou nitrogênio, o solo também precisa ser saudável, conter fungos, bactérias e outros organismos.

“Quando o agricultor mandava a amostra do solo para o laboratório, havia uma grande lacuna nessas análises que era a ausência do componente biológico”, explica Ieda de Carvalho Mendes, pesquisadora da Embrapa.

As propriedades biológicas da terra indicam a riqueza da vida do solo. Esses organismos imperceptíveis a olho nu ajudam a decompor a matéria orgânica, reciclam nutrientes e fixam oxigênio para as plantas. Em resumo, vida no solo melhora a vida da lavoura.

“Uma grama de solo deve conter em torno de 1 bilhão de células e bactérias, é um universo paralelo que a gente tem embaixo dos nossos pés”, acrescenta Ieda.

Diante de tanta importância, a Embrapa Cerrados, criou um teste inovador, chamado de bioanálise ou análise biológica do solo.

Durante mais de 20 anos de estudo, os pesquisadores analisaram mais de 30 tipos de substâncias presentes no solo para avaliar como está a saúde dele.

Com a nova análise, é possível saber tudo o que já passou pela terra: adubo, agrotóxicos, diferentes culturas, os tipos de manejo, toda a memória que a terra carrega.

“A gente consegue acessar essa memória e saber se aquele manejo está favorecendo a saúde do solo ou se está levando à degradação. Da mesma forma que no exame de sangue”, explica a pesquisadora da Embrapa.

Como funciona?
O teste é rápido, basta coletar amostras de terra e aplicar os reagentes. Os resultados são detectados pela análise de cores. Com uma tabela desenvolvida pela Embrapa, é possível medir as propriedades químicas e biológicas do solo.

O estudo ainda avalia três funções do solo:

Capacidade de fornecer nutrientes;
Capacidade de armazenar esses nutrientes;
Capacidade de trocar os nutrientes com a planta.
“O agricultor brasileiro vai ser o único do mundo que vai poder acessar como que está o funcionamento do seu solo com relação a suprimento de nutrientes. É uma coisa única no mundo”, comemora Ieda de Carvalho Mendes.

TESTES; Antes de lançar a bioanálise no mercado, os pesquisadores realizaram testes em mais de 100 propriedades rurais. Um dos parceiros do estudo é o agricultor e agrônomo José Mário Ferreira, que produz em 2 mil hectares no município de Padre Bernardo, em Goiás. Ele cultiva milho, entra com o gado na entressafra e depois planta soja.

A primeira análise biológica do solo na fazenda foi feita no ano passado, e o resultado mostrou que o manejo na integração entre lavoura e pecuária estava correto, mas era possível melhorar, por exemplo, a cobertura de solo para o cultivo de grãos.

Com o resultado em mãos, José Mário decidiu aumentar o tempo do capim, de 6 meses para 1 ano e meio. “Quando a gente plantou a soja, na sequência, a gente percebeu que o vigor da soja estava melhor em relação à área que ficou só 6 meses”, conta.

Com a mudança, o produtor hoje produz cerca de 70 sacas de soja por hectare, muito acima da média nacional, sem o uso de fungicidas.

ONDE FAZER: Atualmente, a bioanálise está disponível em 9 laboratórios habilitados pela Embrapa (clique aqui e veja). O teste sai entre R$ 120 e R$ 150 por amostra.

No momento, a análise biológica do solo só é realizada no Cerrado, em cultivos anuais, como soja, milho, algodão e feijão. Os pesquisadores trabalham para ampliar a área de cobertura dos testes.

Ascom Embrapa

SENAI-PE oferece 400 bolsas de estudo para cursos técnicos na modalidade EaD

0

Podem participar da seleção pessoas que já concluíram o ensino médio. Seleção de alunos será feita pela nota do ENEM

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial em Pernambuco (SENAI-PE) está oferecendo 400 bolsas de estudo para cursos técnicos na modalidade de ensino à distância (EaD). Podem participar da seleção pessoas de baixa renda que já concluíram o Ensino Médio e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) em 2018 ou 2019. Os interessados devem se inscrever gratuitamente no site www.pe.senai.br, entre os dias 26 e 29 de outubro. A previsão é que as aulas tenham início no dia 5 de novembro. Outras informações podem ser obtidas no edital do processo seletivo, também disponível no site da instituição.

As aulas teóricas dos cursos serão realizadas à distância, por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) do SENAI-PE. Já o conteúdo prático será realizado em aulas presenciais, que serão oferecidas uma vez por semana pelas escolas ofertantes dos cursos. “Na modalidade EaD oferecida pelo SENAI, o aluno consegue organizar seu tempo para assistir às aulas teóricas e todo o conhecimento aprendido é reforçado nas aulas práticas, que são o grande diferencial da instituição. A presença é obrigatória e essencial para a aprovação no curso”, destaca a diretora de Educação do SENAI-PE, Carla Abigail.

A seleção dos alunos será feita a partir da pontuação obtida no ENEM nos anos de 2018 ou 2019. Estão aptos a participar do processo seletivo os candidatos que obtiveram pontuação média igual ou superior a 550 pontos. Para se inscrever, os candidatos deverão preencher o formulário presente no site do SENAI. As informações fornecidas serão utilizadas para o processo seletivo.

A lista dos classificados será divulgada no dia 30 de outubro, também pelo site do SENAI-PE. A convocação para a matrícula obedecerá à ordem de classificação geral, limitada ao número de vagas ofertadas por curso. A matrícula deverá ser realizada, pessoalmente, na Escola Técnica SENAI indicada no ato da inscrição, no dia 3 de novembro. Neste momento, o estudante deverá entregar toda a documentação exigida no item 6.2 do edital.

LISTA DE CURSOS

SENAI Araripina

Técnico em Segurança do Trabalho (EAD) – 25 vagas

SENAI Areias

Técnico em Manutenção e Suporte em Informática (EAD) – 30 vagas

Técnico em Redes de Computadores (EAD) – 30 vagas

SENAI Cabo

Técnico em Eletromecânica (EAD) – 20 vagas

Técnico em Eletrotécnica (EAD) – 18 vagas

Técnico em Logística (EAD) – 35 vagas

SENAI Caruaru

Técnico em Eletromecânica (EAD) – 25 vagas

Técnico em Eletrotécnica (EAD) – 23 vagas

Técnico em Manutenção Automotiva (EAD) – 28 vagas

SENAI Paulista

Técnico em Logística (EAD) – 35 vagas

SENAI Petrolina

Técnico em Eletromecânica (EAD) – 25 vagas

Técnico em Eletrotécnica (EAD) – 20 vagas

Técnico em Manutenção Automotiva (EAD) – 21 vagas

SENAI Santo Amaro

Técnico em Eletromecânica (EAD) – 25 vagas

Técnico em Manutenção Automotiva (EAD) – 10 vagas

Técnico em Segurança do Trabalho (EAD) – 30 vagas

Tribunal Regional Eleitoral decide proibir atos de campanha no Estado de Pernambuco

0

PLACA PROIBIDO PERSONALIZADA | MadeiraMadeira

Em sessão encerrada, há pouco, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral aprovou por 7 votos a 0 resolução proibindo qualquer tipo de ato de campanha política no Estado, a partir desta sexta-feira(29), devido ao recrudescimento da pandemia do coronavírus no País.

Veja abaixo a íntegra da decisão com exclusividade:

“Aprovada resolução do TRE/PE através de proposta feita pelo Presidente Frederico Ricardo de Almeida Neves na sessão de hoje, 28.10.2020, proibindo, em todo o estado de Pernambuco os atos presenciais relacionados à campanha Eleitoral 2020, causadores de aglomeração, ainda que em espaços abertos, semi-abertos ou no formato drive-in, tais como: comícios; bandeiraços, passeatas, caminhadas, carreatas e similares; e confraternizações ou eventos presenciais, inclusive os de arrecadação de recursos de campanha, ainda que no formato drive-thru”.

Homenagem: Flávio Luiz Ribeiro Silva

0

Juazeiro recebeu consternada a notícia do falecimento do empresário, homem público e cidadão Flávio Luiz, acometido por essa terrível doença que assola o mundo, a Covid-19.

Flávio Luiz foi um amigo de longa data. Estivemos juntos em todas as etapas de nossas vidas. E é por isso que a notícia de seu falecimento nos traz um turbilhão de sentimentos. Por um lado, a tristeza profunda por sua partida precoce e por saber que não dividiremos mais as conversas e sonhos da idade madura. Por outro, fica o alento possibilitado pelas lembranças alegres que nos remetem aos anos dourados de nossa infância e juventude.

A amizade aproximou as nossas famílias. Foram anos de convivência com a querida dona Socorro, o senhor Flávio e toda a sua família, da minha parte. E ele, com dona Léa, o senhor Shefik, e toda a minha família.

Conhecemos Flávio Luiz no curso primário, na Escola Estadual Padre Anchieta, com a professora Lourdes Duarte, nossa querida mestra. Nossa turma ainda contava com Joseph, e outros tantos amigos que seguiram presentes em nossas vidas.

Flávio Luiz e eu continuamos juntos no curso ginasial, no Colégio Dom Bosco, em Petrolina. No curso colegial, nos distanciamos pela primeira vez, quando ele foi estudar no Colégio Marista, em Salvador, eu no Instituto Adventista de Ensino, em São Paulo.

Mas, anos depois, iríamos voltar a nos encontrar, já no curso de Engenharia Civil da Escola Politécnica da Ufba, em Salvador.

Nesse período, juntos e com mais Joseph, Paganini e tantos outros colegas conterrâneos, criamos a Associação dos Universitários de Juazeiro – AUJ.

A prefeitura aceitou a nossa proposta e alugou uma casa na Rua Banco dos Ingleses, em Salvador, para abrigar os universitários de Juazeiro que precisassem de ajuda. A AUJ realizou os principais eventos da época na cidade: a Gincana Automobilística, o Festival da Canção e uma série de eventos culturais. Durante as férias, os universitários prestavam serviços às comunidades carentes, em parceria com a prefeitura.

Novamente juntos, Flávio Luiz, Paganini e eu, resolvemos criar um veículo de comunicação. Fizemos um concurso para a escolha do nome. Após a seleção, o nosso jornal foi batizado de RIVALE – Renovação e Integração do Vale.

Foram tantas vivências, experiências e momentos marcantes que poderíamos escrever um livro para relatar o valor da nossa amizade. Somos de uma geração que se permitiu sonhar e enxergar os mesmos horizontes. Ao longo da nossa trajetória, trilhamos caminhos, juntos ou separados, mas sem nunca nos perdermos de vista, afinal, sempre tivemos o foco de servir bem a nossa terra natal, a nossa Juazeiro.

Flávio Luiz ainda teria muito para contribuir. Sei que ainda seria possível vê-lo concretizar inúmeros projetos que ele guardava para o desenvolvimento da cidade.

Mas, pela vontade do nosso Pai maior, a sua missão entre nós foi concluída. Temos certeza que sua fé cristã, através da doutrina espírita, o preparou para esse momento de passagem para que continue sua trajetória de luz em outro plano.

Aos familiares e amigos, a dor se ameniza ao perceber esse rico legado de inúmeros exemplos que ele deixa conosco. Esse legado é eterno e sabemos que manterá viva para sempre a memória de nosso querido Flávio Luiz entre todos nós.

Daqui, continuaremos perseguindo os seus sonhos, os seus ideais, os seus projetos, com a mesma energia que esbanjamos, lado a lado, ao longo dessa vida.

Descanse em paz, meu amigo, Flávio Luiz, e obrigado por esses anos de presença iluminada.

Jorge Khoury

Bradesco fecha 372 agências no terceiro trimestre e faz 853 demissões

0

As despesas operacionais do Bradesco, entretanto, aumentaram 2,3% no terceiro trimestre em relação aos três meses anteriores.

Reduzindo seus custos e reagindo à digitalização, o Bradesco fechou 372 agências no terceiro trimestre do ano. Ao final de setembro, eram 4.167 agências físicas. O número de demissões chegou em 853 e o total de funcionários era de 95.934 ao final de setembro.

As despesas operacionais do Bradesco, entretanto, aumentaram 2,3% no terceiro trimestre em relação aos três meses anteriores, atingindo R$ 11,724 bilhões. O banco aponta que o número foi impactado pelo aumento de 1,4% nas despesas com pessoal, para R$ 4,9 bilhões, por conta do acordo coletivo.

As despesas administrativas, o aumento de 1,3% do trimestre, para R$ 5,035 bilhões, está concentrado em custos variáveis e relacionados ao volume dos negócios, impactados em parte pela maior quantidade de dias úteis (4 dias úteis a mais que o trimestre anterior).

Já a linha de outras despesas operacionais, que subiram para R$ 1,789 bilhão no terceiro trimestre, de R$ 1,656 bilhão no segundo trimestre, reflete as maiores despesas com constituição de provisões operacionais (cíveis e fiscais), sinistros e despesas com comercialização de cartões.

ACOMPANHE AQUI O

IF Sertão-PE realiza Semana do Livro e da Biblioteca em celebração ao centenário de Clarice Lispector. Evento termina hoje(30)

0

Uma das mais marcantes e prolíficas escritoras da literatura brasileira, autora de clássicos como “A hora da estrela” e “Felicidade Clandestina”, será homenageada na edição 2020 da Semana do Livro e da Biblioteca do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE).

Promovida pelo Sistema de Bibliotecas (SIBI), a Semana da Clarice acontece entre os dias 26 e 30 de outubro pelo Google Meet com a oferta das oficinas “Uma noite com Clarice: crônicas de amor e amizade” e “Biblioterapia: Felicidade Clandestina de Clarice Lispector – Vamos falar de felicidade?”. Abertas ao público e sem necessidade de inscrição prévia, as oficinas darão certificado aos participantes.

A oficina “Uma noite com Clarice: crônicas de amor e amizade” foi ofertada nesta segunda-feira (26), das 19h às 21h30, com a mediação da bibliotecária do campus Serra Talhada, Maria Nasaré. Teve como facilitadoras as professoras do campus São Bento do Sul do Instituto Federal Catarinense  (IFC), Ana Paula Villela, mestre em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista, e Raquel Custódio, doutora em Teoria Literária pela Universidade Federal de Santa Catarina. Interessados podem participar acessando a sala da oficina no endereço: meet.google.com/rvv-jcqn-rkb.

Já a oficina “Biblioterapia: Felicidade Clandestina de Clarice Lispector – Vamos falar de felicidade?” será realizada nesta terça-feira (27), das 19h às 20h30. Também mediada por Maria Nasaré, terá como facilitadora a bibliotecária da FIESC/SESI SENAI Chapecó, Fabrícia Fortes, que possui experiência na área de Biblioteca Escolar e Infantil, com ênfase em elaboração de projetos pedagógicos, atividades de dinamização da leitura, contação de histórias e organização de eventos culturais. Interessados podem participar acessando a sala da oficina no endereço: meet.google.com/ywp-bpqh-jvs.

Entre os dias 26 e 30 de outubro serão feitas ainda postagens nas redes sociais do IF Sertão-PE com informações sobre a escritora Clarice Lispector, tendo a participação de estudantes e servidores na recitação de textos e comentários em relação às obras daquela que, prestes a completar 100 anos, foi reconhecida como patrona da literatura de Pernambuco. A homenagem, publicada no Diário Oficial do dia 11 de agosto, reconhece a representatividade que a escritora ucraniana naturalizada brasileira tem para o Estado em que passou sua infância, entre 1925 e 1934.

Escritora de romances, crônicas, contos e livros infantis, Clarice estreou na literatura em 1943, aos 23 anos, com o romance “Perto do coração selvagem”. Até 1977, ano de sua morte e da publicação do seu último livro, intitulado “A hora da estrela”, foram 28 obras publicadas e traduzidas para quinze idiomas. “Suas obras estão ‘vivas’ até hoje e, para lê-las, é essencial se ‘sentir e imaginar’ como a Clarice”, afirma uma das organizadoras da Semana do Livro e da Biblioteca do IF Sertão-PE, a bibliotecária do campus Petrolina Zona Rural, Rosângela Carvalho.

“Além dos livros, existe a pintora amadora Clarice Lispector, que nunca teve a pretensão de ser artista plástica, mas que pintou vinte e dois quadros e se mostrava visualmente nestes”, destaca Rosângela. Alguns dos títulos de suas obras pictóricas são bastante sugestivos: “Medo”, “Explosão”, “Tentativa de ser alegre”, “Sol da meia noite” e “Luta sangrenta pela paz”. Essas diferentes facetas de uma das escritoras brasileiras mais celebradas na atualidade serão evidenciadas durante a Semana Clarice.

Ascom IF Sertão

Lula e Ciro se encontram e ensaiam reaproximação, mas sem tratar da eleição de 2022

0
Ciro Gomes e Lula, em 2002
Ciro Gomes e Lula

O ex-presidente Lula (PT) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) fizeram as pazes no mês passado, em um encontro intermediado pelo governador do Ceará, Camilo Santana, filiado ao PT, mas aliado dos irmãos Ferreira Gomes em seu estado.

Os dois estavam rompidos desde a eleição de 2018 e o gesto pode significar o início de uma reaproximação entre os partidos de esquerda de olho na disputa presidencial de 2022. Mas o tema não foi tratado no encontro. É o que revela o jornal O Globo nesta quinta-feira (29).

A reunião ocorreu na sede do Instituto Lula, em São Paulo, no início de setembro. Ciro teria desabafado sobre suas mágoas com o PT, enquanto Lula lembrou os ataques do ex-ministro ao partido.

No entanto, o tema central da conversa foi o governo do presidente Jair Bolsonaro e a situação do país diante da pandemia de coronavírus. O resultado da eleição de 2018 também foi debatido.

Os líderes já mudaram o tom ao se referirem um ao outro e cessaram os ataques. Ciro foi ministro da Integração Nacional durante o primeiro governo de Lula, que costumava exaltar a postura leal do pedetista durante a crise do mensalão, em 2005.

Com a eleição de 2018, a relação dos dois se deteriorou. O ex-presidente foi inscrito na Justiça Eleitoral como candidato à Presidência da República, mas foi impedido de concorrer por causa da condenação na Lava-Jato no caso do triplex do Guarujá.

Ciro foi convidado para ser vice de Lula para que, depois que ocorresse o indeferimento, ele assumisse a cabeça de chapa. Na época, Ciro chamou a oferta de “aberração” e “papelão” e disse que não aceitaria ser um “vice de araque”.

Outro ponto de discórdia foi a candidatura de Marília Arraes ao governo de Pernambuco. O PT realizou uma manobra para retirar a candidatura dela em favor de apoio à reeleição de Paulo Câmara (PSB). O acordo impediu que o PSB fechasse aliança com Ciro na eleição presidencial. O pedetista classificou a manobra como “providência golpista”.

Covid-19: Prefeitura registra mais 91 casos da covid-19 e mais um óbito nessa quinta-feira(29)

0

Em Petrolina, nas últimas 24 horas, foram registrados 91 casos da covid-19 e 23 recuperados. Dos 7.130 casos confirmados desde o início da pandemia, 5.263 já são considerados curados clinicamente. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde desta quinta-feira (29).

Dos novos casos, 79 foram confirmados a partir dos 400 testes rápidos realizados pela prefeitura durante todo o dia e 12 através de exames laboratoriais. Dos testes, são 49 pessoas do sexo feminino, com idades entre 05 meses de vida e 85 anos, e 30 do sexo masculino, entre 03 e 78 anos. Confirmados por exames laboratoriais são 8 pessoas do sexo feminino, entre 17 e 73 anos, e 4 do sexo masculino, entre 37 e 68 anos.

Petrolina tem mais um óbito por covid-19, totalizando 105. Trata-se de um idoso, de 66 anos, com histórico de outras doenças. Ele estava internado em um hospital da rede privada e faleceu nesta quarta-feira (28).

Ocupação de leitos

A taxa de ocupação geral dos leitos de UTI da rede pública reduziu de 21,31% para 18,03%. Dos 61 leitos disponíveis, 11 estão ocupados, sendo 09 pacientes de Petrolina e 02 de outras cidades da região. Os dados completos seguem em anexo.

Raça/cor/etnia

Os dados referentes à raça/cor/etnia dos casos confirmados nesta quinta-feira seguem em anexo. A relação é feita de acordo com as categorias do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): branca, preta, parda, amarela, indígena.

Recife Ibope: João 31%; Marília 18%; Patrícia 16% e Mendonça 13%

0

Pesquisa Ibope no Recife: João Campos, 31%; Marília Arraes, 18%; Delegada  Patrícia, 16%; Mendonça Filho, 13% - FalaPE

Do G1/PE

A pesquisa Ibope divulgada hoje aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para a prefeitura do Recife nas Eleições 2020:

  • João Campos (PSB): 31%
  • Marília Arraes (PT): 18%
  • Delegada Patrícia (Podemos): 16%
  • Mendonça Filho (DEM): 13%
  • Claudia Ribeiro (PSTU): 1%
  • Coronel Feitosa (PSC): 1%
  • Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB): 1%
  • Carlos (PSL): 1%
  • Branco/nulo: 14%
  • Não sabe/não respondeu: 4%

Charbel (Novo) e Thiago Santos (UP) tiveram menos de 1% das intenções de voto. Victor Assis (PCO) não foi citado no levantamento.

Destaques por segmentos

As intenções de voto em João Campos são mais expressivas entre eleitores de 16 a 24 anos (39%). Na comparação com a pesquisa anterior, o candidato não apresenta crescimento além da margem de erro, porém, é possível notar uma queda de respostas nos seguintes perfis: evangélicos: de 35% para 27%; renda familiar de mais de dois a cinco salários-mínimos: de 32% para 25%.

Comparativamente ao levantamento anterior, a petista Marília Arraes amplia suas respostas entre os seguintes estratos de eleitores: 35 a 44 anos: vai de 12% para 23%; autodeclarados brancos: de 14% para 23%; ensino fundamental: de 8% para 16%.

Já Delegada Patricia se sobressai entre os eleitores que possuem renda familiar mensal superior a cinco salários-mínimos (25%).

Mendonça Filho, por sua vez, apresenta recuos em praticamente todos os estratos analisados, mas principalmente entre eleitores: renda familiar de mais de cinco salários mínimos: de 26% para 15%; 55 anos ou mais: de 27% para 17%; homens: de 22% para 13%; ensino fundamental: de 20% para 12%; católicos: de 20% para 13%; 35 a 44 anos: 18% para 11%.

Evolução dos candidatos

Em relação ao levantamento anterior do Ibope, divulgado no dia 15 de outubro:

  • João Campos foi de 33% para 31%
  • Marília Arraes foi de 14% para 18%
  • Delegada Patrícia foi de 13% para 16%
  • Mendonça Filho foi de 18% para 13%
  • Claudia Ribeiro se manteve com 1%
  • Coronel Feitosa se manteve com 1%
  • Marco Aurélio Meu Amigo se manteve em 1%
  • Carlos se manteve com 1%
  • Charbel se manteve com menos de 1%
  • Thiago Santos se manteve com menos de 1%
  • Victor Assis continuou sem ser citado pelos entrevistados
  • Branco/nulo se manteve em 14%
  • Não sabe/não respondeu saiu de 3% para 4%

Rejeição

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Os percentuais foram os seguintes:

  • João Campos (PSB): 33%
  • Mendonça Filho (DEM): 30%
  • Coronel Feitosa (PSC): 28%
  • Marília Arraes (PT): 21%
  • Delegada Patrícia (Podemos): 20%
  • Carlos (PSL): 18%
  • Charbel (Novo): 18%
  • Thiago Santos (UP): 16%
  • Claudia Ribeiro (PSTU): 14%
  • Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB): 14%
  • Victor Assis (PCO): 14%
  • Poderia votar em todos (resposta espontânea): 1%
  • Não sabem ou preferem não opinar: 5%

Votos válidos

Pela primeira vez, a pesquisa Ibope trouxe o percentual de votos válidos de cada candidato. Isso corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos. Um candidato é eleito no 1º turno se obtiver 50% mais um dos votos válidos na apuração oficial.

Nessa seção, a pesquisa traz, ainda, uma comparação entre o percentual de votos válidos neste levantamento e no anterior, divulgado no dia 15 de outubro. Confira os números:

  • João Campos: tinha 40% dos votos válidos; agora tem 38%
  • Marília Arraes: tinha 17% dos votos válidos; agora tem 22%
  • Delegada Patrícia: tinha 15% dos votos válidos; agora tem 20%
  • Mendonça Filho: tinha 22% dos votos válidos; agora tem 15%
  • Coronel Feitosa: tinha 2% dos votos válidos; agora tem 1%
  • Carlos: tinha 2% dos votos válidos; agora tem 1%
  • Marco Aurélio Meu Amigo: se manteve com 1% dos votos válidos
  • Claudia Ribeiro: se manteve com 1% dos votos válidos
  • Thiago Santos: se manteve com menos de 1% dos votos válidos
  • Charbel: se manteve com menos de 1% dos votos válidos
  • Victor Assis: não foi citado pelos entrevistados nos dois levantamentos

Simulações de segundo turno

Cenário 1: Delegada Patrícia 38% x 45% João Campos. Branco/nulo, 15%. Não sabem ou preferem não opinar, 1%

Cenário 2: Delegada Patrícia 44% x 39% Marília Arraes. Branco/nulo, 15%. Não sabem ou preferem não opinar, 1%

Cenário 3: Delegada Patrícia 45% x 33% Mendonça Filho. Branco/nulo, 19%. Não sabem ou preferem não opinar, 2%

Cenário 4: João Campos 41% x 34% Marília Arraes. Branco/nulo, 24%. Não sabem ou preferem não opinar, 2%

Cenário 5: João Campos 46% x 32% Mendonça Filho. Branco/nulo, 20%. Não sabem ou preferem não opinar, 5%

Cenário 6: Marília Arraes 43% x 34% Mendonça Filho. Branco/nulo, 21%. Não sabem ou preferem não opinar, 2%

Sobre a pesquisa

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo, em parceria com o Jornal do Commercio.

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Quem foi ouvido: 1.001 eleitores da cidade do Recife

Quando a pesquisa foi feita: entre os dias 27 e 29 de outubro

Número de identificação no TRE-PE: PE-00353/2020

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Covid-19: Cientistas e médicos pedem ‘bom senso’ de candidatos para evitarem aglomerações

0

Eventos continuam proibidos enquanto comícios reúnem milhares de pessoas

Com um alerta sobre a possibilidade de segunda onda no Brasil, uma nota publicada, nesta quinta-feira (29), pela Academia Pernambucana de Ciências (APC) e Academia Pernambucana de Medicina (APM) pede “bom senso” aos candidatos que disputam as eleições municipais deste ano. A expansão da pandemia, cenário já vivenciado em países europeus como França, Alemanha e Espanha, preocupa as entidades.

As academias reforçam que os candidatos devem orientar seus cabos eleitorais para a importância das medidas sanitárias e classificam como “dramático” o cenário de aglomerações em comícios políticos em várias cidades do Brasil, com pessoas sem máscaras e sem distanciamento social.

“Caso não haja bom senso por parte dos candidatos e resposta positiva da população, a APC e a APM apelam para as autoridades constituídas tomarem as devidas providências com o rigor que a lei exige para que vidas sejam salvas, pois são mais importantes que quaisquer cargos políticos que estão em disputa”, diz trecho de nota assinada pelos presidentes José Antônio Aleixo da Silva (da APC) e Hildo Azevedo (da APM).

A atenção da população para evitar uma segunda onda da Covid-19 no País é um outro apelo citado na nota, que traz dados da expansão da pandemia no mundo, como a aproximação da taxa de um milhão de infectados por dia e o lockdown anunciado na França, com início nesta sexta-feira (30).

“Ações como o distanciamento entre as pessoas, o uso de máscara, que não somente protege o usuário, mas protege as outras pessoas, a lavagem das mãos, a higiene e evitar ambientes fechados são atitudes de solidariedade, mas que estão se reduzindo a cada dia em nossa sociedade e a consequência será o aumento do número de pessoas infectadas e de mortes”, diz o texto.

Em relação aos candidatos que promovem aglomerações em seus atos eleitorais, a APM e a APC criticam e questionam quem os candidatos, de fato, representam.

“Seria extremamente apropriado e demonstraria real preocupação com a população, que os candidatos ao pleito legislativo do próximo mês, demonstrassem ter uma atitude cidadã, seguindo as leis e as orientações das autoridades sanitárias, usando máscaras e não promovendo aglomerações. Procedendo de forma contrária, eles serão representantes de quem? De um pequeno grupo de pessoas que só se importam consigo mesmas, ignorando que também podem se tornar vítimas da pandemia”, reclamam as academias.

Informações da Folha Pernambuco