Início Site

Agnaldo Timóteo tem alta após quase dois meses internado

0

Agnaldo Timóteo

O cantor Agnaldo Timóteo, 82 anos, recebeu alta do hospital Hospital das Clínicas, em São Paulo. Ele estava internado desde 20 de maio, quando apresentou quadro de vômito, glicemia baixa e pressão alta após um show em Barreiras (BA).

No dia seguinte ao show, foi transferido para o Hospital Geral Roberto Santos, em Salvador, onde foi diagnosticado um princípio de acidente vascular cerebral (AVC) e um quadro de infecção urinária.

Depois de alguns dias, internado em Salvador, a família decidiu transferir o artista para São Paulo. No fim de maio, o cantor saiu do coma induzido e passou a respirar sem aparelhos.

Agnaldo deixou o Hospital das Clínicas às 14h30 de ontem, muito emocionado e em cadeira de rodas. Na saída, agradeceu a torcida e apoio dos fãs e seguiu para casa de carro, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, onde dará continuidade ao tratamento. O cantor terá de fazer alguns meses de fisioterapia, para fortalecer o movimento das pernas, e fonoaudiologia, para recuperar a voz.(Agência Brasil)

Paraibanos são mortos em chacina em Paulistana-PI. Ao que tudo indica eram moradores de Petrolina-PE

0

Três pessoas foram barbaramente assassinadas em Paulistana-PI na manhã deste sábado (20/07/2019) em uma chácara, por volta das 10 horas. Sendo dois paraibanos ainda não identificados,  e o outro, o caseiro da chácara morador de Paulistana de nome Cledivaldo dos Santos Silva, de 32 anos.

Na imagem os três corpos no chão

Supostamente um automóvel teria sido usado pelos autores do crime.

As vítimas foram surpreendidas pelos assassinos nas proximidades da porta de entrada da chácara de propriedade do morador de Paulistana Juveci, onde foram assassinados.

Os paraibanos ainda não foram identificados, mas se sabe que residiam em Petrolina – PE E que estavam de posse de uma motocicleta modelo Biz de placa petrolinense. Nenhum parente dos paraibanos foram localizados ainda.

Mas algo que chama muita atenção é o fato de que não se sabe o motivo de os paraibanos estarem na cidade de Paulistana. Eles estavam desde a última terça-feira dormindo na chácara cedida pelo dono.

O caseiro não dormia na chácara, mas sempre andava por lá e fazia atividades de cuidados do local. E por falta de sorte o crime ocorreu no momento em ele que estava na chácara e também foi vitimado.

A motivação do crime ainda não se conhece e parece ainda não haver pistas dos autores ou autor.

As vitimas foram atingidas por muitos disparos de arma de fogo miradas na cabeça, tanto do caseiro como também dos paraibanos. Todos com idades entre 30 a 40 anos.

A perícia criminal veio de Picos-PI para acompanhar o caso. Os corpos foram levados para Picos – PI.(Blog do Evangelista)

Quase 2 mil caminhoneiros se mobilizam em grupos de WhatsApp por paralisação

0

 (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

Quase 2 mil caminhoneiros estão em, no mínimo, 15 novos grupos do WhatsApp recém-criados para discutir uma possível paralisação da categoria na segunda (22).

Eles estão contrariados com a resolução da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) que estipulou a nova tabela de preços mínimos do frete rodoviário, divulgada na quinta (18), com valores abaixo dos esperados. A realização da paralisação não é consenso entre os participantes. Parte dos grupos é refratária à ideia por conta da dificuldade financeira que teriam com os dias sem trabalhar.

Os administradores dos novos grupos negam ser articuladores do movimento, ao mesmo tempo em que algumas lideranças que tomaram a dianteira durante a paralisação de 2018 não estão em nenhum deles. O nome dos grupos segue sempre o mesmo formato, com o título formado por paralisação, a data de 22/07 e a abreviação do nome de um estado.

Apesar serem vinculados a um estado, a maior parte deles é formada por pessoas de regiões diferentes da indicada. Eles trazem em suas descrições o mesmo texto: “Publicações fora do contexto das pautas dos caminhoneiros não serão aceitas. FOCO NA MISSÃO!” Nesses grupos, há desde convocações para greve, com críticas ao presidente Jair Bolsonaro, por vezes chamado de traidor, até alguns vídeos cômicos e imagens eróticas. Os caminhoneiros emitem suas opiniões também em áudio ou vídeos nos quais discursam enquanto são filmados pela câmera frontal de seu telefone.

Foram disparados avisos sobre o risco de uma ação de contra-inteligência estar sendo realizada dentro dos grupos, com membros do governo se passando por caminhoneiros. Parte dos trabalhadores se diz intervencionista, defendendo um regime militar. A rotatividade dos grupos é alta. São muitos os avisos de pessoas que entraram usando um link compartilhado por outra pessoa no WhatsApp e outros de pessoas que decidiram sair. Também circulam ali convites para entrar em grupos do gênero, de estados diferentes. A reportagem localizou queixas de caminhoneiros em relação à falta de liderança dos grupos, o que dificultaria a paralisação de segunda. Há administradores em comum entre eles. Porém, quando contatados, eles disseram não ser líderes e se negaram a dizer se havia uma liderança que articulasse a criação dos grupos.

A reportagem foi expulsa de dois deles por um desses administradores após procurá-lo em particular pelo WhatsApp para pedir informações. Outra administradora que trocou mensagens com a reportagem disse que não poderia dizer nada, pois não falava em nome dos caminhoneiros. Segundo ela, o movimento começou simultaneamente em vários locais. Wanderlei Alvez, o Dedeco, um dos articuladores da paralisação de 2018, diz que não participa dos novos grupos e já foi retirado de alguns deles por seus organizadores. Ele afirma acreditar que os grupos da paralisação de segunda não foram criados por caminhoneiros, pois, segundo ele, a categoria o trata com respeito. Dedeco diz que o principal problema da classe é justamente a falta de liderança e cobra maior protagonismo da CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos) para defender o interesse dos caminhoneiros junto ao governo.

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, deve se reunir com representantes de caminhoneiros e outras entidades afetadas pela nova tabela de fretes na próxima semana. A data ainda não foi confirmada. Sobre a reunião, uma das mensagens compartilhadas seguidamente pelo WhatsApp dizia que os caminhoneiros não arredariam pé e, caso o ministro quisesse fazer reunião, teria de fazer na pista. A nova tabela de fretes foi elaborada pela Esalq-Log, da USP, e a próxima revisão oficial está prevista para o início de 2020.(Diário de Pernambuco)

Ex-goleiro Bruno sai da prisão e vai para regime semiaberto

0

Ele foi condenado a 20 anos pelo homicídio de Elisa Samudio

Goleiro Bruno retorna à prisão após decisão do STF

A Justiça de Minas Gerais decidiu hoje (19) conceder regime semiaberto domiciliar ao ex-goleiro Bruno Fernandes, condenado pelo homicídio de Elisa Samudio em 2010. A decisão foi proferida pelo juiz Tarciso Moreira de Souza, da Vara de Execuções Penais de Varginha (MG). Bruno deixou a prisão na tarde desta sexta-feira.

Em 2013, Bruno foi condenado a 20 anos e nove meses pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro e ocultação de cadáver. Conforme a sentença, Bruno foi apontado como autor do assassinato de Eliza, com quem teve um relacionamento e um filho. Ela desapareceu em 2010, aos 25 anos, e foi considerada morta pela Justiça. Na época, o goleiro jogava no Flamengo.

Bruno ganhou direito ao benefício após ter cumprido o tempo necessário para progressão da pena, conforme está previsto na Lei de Execuções Penais (LEP). Ele estava preso desde 2010.

Pela decisão do juiz, o ex-goleiro deverá trabalhar durante o dia e retornar para casa à noite. Ele também está proibido de sair de casa entre as 20h e as 6h, além de frequentar bares e boates.

A decisão do juiz foi viabilizada após a segunda instância da Justiça de Minas ter retirado da ficha prisional de Bruno uma falta grave por uso de celular dentro da prisão. Com a suspensão dos efeitos da punição, o ex-goleiro passou a ter direito ao benefício.(Agência Brasil)

Agente da Policia Federal é procurado por morte da filha de dois meses

0

O agente da Polícia Federal em Alagoas (PF), Dheymerson Cavalcante, está sendo procurado pelo homicídio doloso contra a filha de dois meses de nascida. Ele é lotado no estado do Acre, onde o crime aconteceu, mas foi visto pela última vez em Maceió.

A Superintendência da PF em Alagoas informou que trabalha para cumprir o mandado de prisão preventiva contra o agente, que é natural de Alagoas e tem família no estado. A mãe dele, identificada como Maria Gorete, também é acusada do crime.

A enfermeira Micilene Souza, mãe do bebê, acredita que Dheymerson Cavalcante premeditou a morte da filha junto com a mãe dele, tudo para não ter que pagar pensão alimentícia. A mulher é da cidade de Marechal Thaumaturgo, no interior do Acre, e estava em Rio Branco para realizar o exame de DNA que comprovaria a paternidade.

Apesar de saberem da determinação médica de que a criança não poderia se alimentar com nenhum leite artificial, o agente e sua mãe prepararam duas mamadeiras e deram para a menina, que só deveria ser alimentada com o leite materno. O crime aconteceu no dia 8 de março deste ano.

Após passar mal, a bebê de dois meses morreu por broncoaspiração – insuficiência respiratória e obstrução das vias aéreas causadas pela quantidade de leite ingerido. O delegado Martin Hessel indiciou o pai e a avó da bebê, que se chamava Maria Cecília, por homicídio doloso qualificado.

Após quatro meses de investigação, a polícia encerrou o inquérito no 2 de julho e encaminhou o documento para o Judiciário e Ministério Público para que possam tomar as medidas cabíveis. O Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) informou que o mandado de prisão preventiva foi expedido pelo juiz Alesson Braz, da Segunda Vara do Tribunal do Júri.

A Justiça do Acre foi informada de que Dheymerson Cavalcante tem conhecimento do mandado de prisão, mas ainda não se apresentou para o cumprimento. (Via: Portal OP9)

Globo repudia em nota ataques de Bolsonaro a Miriam Leitão

0

A jornalistas estrangeiros, Bolsonaro afirmou que a jornalista foi presa quando estava indo para a Guerrilha do Araguaia e que ela mentiu sobre ter sido torturada durante a ditadura. Miriam foi presa, torturada e não participou da luta armada.

Resultado de imagem para Globo repudia em nota ataques de Bolsonaro a Miriam Leitão

Agora uma nota de repúdio da Globo aos ataques que o presidente Jair Bolsonaro dirigiu à nossa colega, a jornalista Miriam Leitão.

“O presidente Jair Bolsonaro recebeu nesta sexta-feira (19) um grupo de jornalistas estrangeiros para um café da manhã. Os jornalistas cobraram do presidente um comentário sobre o ato de intolerância de que foi vítima a jornalista Miriam Leitão, no fim de semana.

Miriam e o marido, Sérgio Abranches, participariam de uma feira literária em Jaraguá do Sul, Santa Catarina. Em redes sociais, foi organizado um movimento de ataques e insultos à jornalista, cuja postura de absoluta independência foi tratada como um posicionamento político de esquerda e de oposição ao governo Bolsonaro.

Em resposta aos correspondentes internacionais, o presidente Jair Bolsonaro disse que sempre foi a favor da liberdade de imprensa e que críticas devem ser aceitas numa democracia.

Mas, depois, afirmou que Miriam Leitão foi presa quando estava indo para a Guerrilha do Araguaia para tentar impor uma ditadura no Brasil e repetiu duas vezes que Miriam mentiu sobre ter sido torturada e vítima de abuso em instalações militares durante a ditadura militar que governava o país então.

Essas afirmações do presidente causam profunda indignação e merecem absoluto repúdio. Em defesa da verdade histórica e da honra da jornalista Miriam Leitão, é preciso dizer com todas as letras que não é a jornalista quem mente.(O GLOBO)

Nota da Policia Civil não diminui a dor da mãe de Beatriz. Lucinha diz que a luta não vai parar

0

Resultado de imagem para o caso beatriz

A nota da Policia Civil de Pernambuco encaminhada a imprensa regional, reiterando o compromisso de elucidar o caso da menina Beatriz, não trouxe nenhum conforto para Lucinha Mota, que acha que a policia do estado não está preparada para resolver o crime que abalou a região. Lucinha Mota tem criticado as ações desempenhadas pela Policia Civil é está pedindo que o caso seja federalizado e que a Policia Federal assuma.“Pra mim ficou provado que o estado não tem nenhuma equipe de prontidão para prender Alisson, não. Pra mim, a impressão que eu tenho é que eles não estão fazendo nada”.

O caso ocorrido em 2015 já vai para cinco anos e até hoje, pouca coisa se avançou para que os esclarecimentos sejam feitos e os responsáveis presos e julgados.

Veja o depoimento da mãe de Beatriz,  Lucinha Mota, indignada com a elucidação do caso pela Policia Civil de Pernambuco.

Veja a nota da Policia Civil de Pernambuco

“A Polícia Civil de Pernambuco entende a emoção e dor dos familiares da menina Beatriz Mota e reitera o compromisso de todas as forças de segurança do Estado para a elucidação do caso. O inquérito hoje conta com 19 volumes e mais de 4 mil páginas com diligências sobre essa caso que desafia pela sua complexidade a PCPE, corporação que possui hoje uma das melhores taxas de resolução de homicídios do Brasil, que é 6,7 vezes maior que a média nacional.

Foi designada a delegada Polyana Neri para tratar exclusivamente do caso com equipe de policiais e estrutura necessária, além de contar com o apoio do Ministério Público e da Diretoria de Inteligência da PCPE. Ao longo do caso, avanços foram obtidos como a divulgação da imagem do suspeito. Essa imagem foi resultado do trabalho de peritos do Instituto de Criminalística (IC) para que a tornassem o mais clara possível, possibilitando a visualização das características do homem. Não é possível fornecer mais detalhes sobre a investigação porque o trabalho corre sob segredo de justiça.” 

Um ano após greve de caminhoneiros, opção de frota própria não vinga em muitas empresas

0

Greve dos caminhoneiros em maio de 2018. Foto: Fabio Teixeira / Getty Images

Em junho de 2018, na ressaca do fim da greve dos caminhoneiros que parou o país, diversas empresas anunciaram a criação ou ampliação de frotas próprias para não ficar mais refém dos transportadores. Mas foram poucas as que tiraram estes planos do papel, ainda que o país tenha passado por algumas transformações logísticas nos últimos 12 meses.

— Sem dúvida há casos de empresas que apostaram em frota própria, mas o movimento mais sentido foi na contratação de empresas de transporte ou no aluguel de caminhões para driblar a questão do frete, afirma Maurício Lima, sócio-diretor da consultoria Ilos, especializada em logística. — O que vemos são busca de alternativas, com o uso de caminhões dedicados que, a longo prazo, podem até prejudicar o fretista autônomo.

Uma das empresas que cumpriu a promessa foi a Predilecta Alimentos. Embora ela já estivesse em processo de compra de caminhões, este se intensificou depois da greve dos caminhoneiros, com a aquisição de 25 caminhões – cerca de 10% de sua frota de 230 veículos. Na operação, investiu R$ 15 milhões.

— Como nossa carga tem baixo valor agregado, ficamos muito sensíveis à variação do frete. Até agora não nos recuperamos totalmente dos efeitos da greve, diz Bruno Trevizaneli, diretor do Grupo Predilecta. — Mas passamos de uma utilização de carga própria de cerca de 50% de nosso volume para um patamar de cerca de 65%.

Entretanto, ele admite que esta não é uma opção para todos. Para o grupo, ter caminhões é possível porque estes estão sempre ocupados e, mesmo quando retornam às fábricas, vêm carregados de insumos, como embalagens. Nas rotas onde essa movimentação em duas vias não ocorre, eles ainda recorrem a terceiros, dando preferência, cada vez mais, a transportadoras em vez de autônomos.

— A frota própria só vale a pena para quem fica com o caminhão rodando direto, diz Trevizaneli.

À espera da tabela

Já a Cargill, gigante que prometeu comprar 300 caminhões, até agora não concretizou esse investimento. A empresa se mantém à espera da nova tabela do frete, publicada pela ANTT na quinta-feira, e do julgamento pelo Supremo Tribunal Federal das ações contra o tabelamento, previsto para 4 de setembro.

“Dentro de certa razoabilidade dessas duas decisões, acreditamos que não será necessário aumentar ainda mais a frota de caminhões no mercado brasileiro de superpesados, o que, por consequência, aumentaria ainda mais a oferta de transporte”, informou a Cargill em nota.

— A greve dos caminhoneiros levou todo o setor a repensar sua logística. Cada um buscou uma solução, mas em geral houve um aumento do aproveitamento de ferrovias e hidrovias, usando os caminhões para interligar esses modais. E, para esta fase, houve um aumento do uso de transportadoras, no lugar de autônomos, explica Sérgio Mendes, diretor geral da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec).

Neste contexto, o aluguel de caminhões ganha força. Com cerca de 70% deste mercado, a Vamos, empresa do Grupo JSL, vive um momento de grande expansão. Com cerca de 11 mil equipamentos para locar – 80% dos quais caminhões – o crescimento do mercado é forte:

— Não pautamos nossa estratégia pela greve dos caminhoneiros, mas nosso faturamento hoje já é 25% maior do que em igual período do ano passado e estamos ampliando a nossa frota, diz Gustavo Couto, presidente do Grupo Vamos. — Depois da greve, fomos muito mais procurados por empresas que querem alternativas. Com a locação, a empresa detém o controle de toda a frota, usa seus motoristas, é diferente de uma transportadora, porém sem a necessidade de investimentos e com custos mais previsíveis.

Custo mais alto

Para Francisco Beluccio, presidente da NTC Logística, a criação de frotas próprias não tende se tornar uma grande tendência, devido à questão econômica:

— Em alguns casos, ter frota própria significa o triplo do custo de transporte, mesmo com a alta do frete.

Mas parte da recente alta das vendas de caminhões pode ser atribuída a esses movimentos. Segundo dados da Anfavea, de janeiro a maio deste ano foram licenciados 39.093 caminhões, uma alta de 48,5% sobre os 26.322 licenciamentos do mesmo período do ano passado – embora os dados de 2018 tenham sido afetados, em parte, pela própria greve dos caminhoneiros, em maio.

— Prevemos para este ano a venda de 105 mil caminhões, uma alta de 15% sobre 2018. Grande parte disso é decorrente da expectativa de recuperação da economia, embora tenha um pouco de impacto, menor, da verticalização do transporte, afirma Gustavo Bonini, diretor da Anfavea. — O que vemos, de fato, é uma tentativa de otimizar o transporte.(O GLOBO)

Com alerta de chuva e vento fortes, confira previsão do tempo para este sábado em Pernambuco. Previsão de chuva fina em Petrolina e região

0

Resultado de imagem para tem nublado em petrolina

A Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) ligou o alerta de chuvas fortes para regiões do Estado neste sábado (20). No Grande Recife, a tendência é de chuva ao longo do dia, e a temperatura máxima prevista é de 26°C e a mínima, de 20°C. O Sertão de Pernambuco e São Francisco recebe chuvas de intensidade fraca a moderada.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de fortes ventos costeiros, entre 11 a 16 m/s (40-60 km/h), até às 10h deste sábado (20) na Região Metropolitana do Recife e Zonas da Mata Norte e Sul, alcançando até o Agreste.

Confira a previsão completa:

Região Metropolitana

Nublado com pancadas de chuva em toda a região ao longo do dia com intensidade moderada a forte.
Temperatura(ºC): Estável

Máxima: 26º Mínima: 20º

Mata Norte

Nublado com pancadas de chuva em toda a região ao longo do dia com intensidade moderada a forte.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 27º Mínima: 20º

Mata Sul

Nublado com pancadas de chuva em toda a região ao longo do dia com intensidade moderada a forte.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 26º Mínima: 20º

Agreste

Nublado a parcialmente nublado com pancadas de chuva em toda a região ao longo do dia com intensidade moderada a forte.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 25º Mínima: 16º

Sertão de Pernambuco

Nublado a parcialmente nublado com chuva rápida de forma isolada ao longo do dia com intensidade fraca.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 30º Mínima: 18º

Sertão de São Francisco

Nublado a parcialmente nublado com chuva rápida de forma isolada ao longo do dia com intensidade fraca.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 30º Mínima: 17º

Policiais federais ficam feridos em aterrissagem de helicóptero em Salgueiro

0

https://i0.wp.com/lh3.googleusercontent.com/-nAQMALUMmx0/XMrj_VxYIUI/AAAAAAAARK8/Csl0Mj4jeLcbAXVq80Uwq31dj1K_-dG3QCLcBGAs/s1600/IMG_1839.JPG?w=640&ssl=1

Dois policiais federais se feriram ao aterrissarem de helicóptero em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco. O fato aconteceu nesta sexta-feira (19), durante a operação Facheiro III, dedicada a erradicar plantações de maconha na localidade.

De acordo com a Polícia Federal, não houve problema técnico com a aeronave, mas as causas do acidente estão sendo apuradas.

Os agentes, que sofreram escoriações e fraturas no corpo, segundo informações da PF, foram levados para o Hospital Regional Inácio de Sá, também em Salgueiro. Ambos foram operados na unidade médica e estão se recuperam bem, fora de perigo.

A corporação afirma que está prestando todo o apoio necessário aos policiais. Apesar do acidente, as atividades da operação policial não foram comprometidas e continuam sendo realizadas normalmente.

Evento internacional reunirá mais de 500 cirurgiões-dentistas em Petrolina, PE. De 24 a 27 de Julho

0

 

A ABO (Associação Brasileira de Odontologia) Regional Petrolina, PE reunirá entre os dias 24 e 27 de julho, mais de 500 cirurgiões-dentistas, estudantes e profissionais da Saúde em Petrolina (PE).  A 4ª edição do “Congresso Internacional de Odontologia do Vale do São Francisco (CIOVASF)” apresentará cursos, minicursos e feira de exposição com o tema ‘Grandes Conexões da Odontologia!’.

A principal atração internacional, Ronaldo Hirata, conceituado cirurgião-dentista, vai falar sobre a ‘Odontologia Restauradora Estética’, e outros professores   de renome nacional ampliarão as discussões sobre doenças periodontais, implantes e até câncer de boca.

As inscrições estão abertas, com políticas de descontos para acadêmicos e profissionais associados à entidade. A programação científica do evento, que acontecerá no auditório do SENAI-PE, deve iniciar às 8h30 e prosseguir até as 18h30. Consolidado como um dos principais encontros da área de odontologia no Vale do São Francisco, em que são combinados temas de saúde bucal, estética e questões humanistas, o CIOVASF ocorre em paralelo ao “19º Congresso de Odontologia” e ao “1º Congresso Acadêmico do Vale do São Francisco”.

Nesta edição, os participantes vão ainda acompanhar palestras com os especialistas Felipe Torres, Henrique Barros, João Paulo Lócio, Bruno Rosa, Ricardo Amore, Zulene Alves, Atson Fernandes, Leandro Pereira, Stenyo Tavares, Tábata Pólvora, José Carlos Aguiar, Rafael Amado, Bruno Joaquim, Pedro Henrique, Márcio Novaes, Clara Aidil Vasconcelos, Catarina Brasil, José Ricardo Amorim, William Bogard, Gerhilde Callou, Márcio Cardoso, Leonardo Godoy e Raony Môlim. Aspectos atuais das emergências endodônticas, ortognática no tratamento da Síndrome da Apneia e Hipopneia Obstrutiva do Sono, reabilitações orais, além de estratificação em resina do tipo bulk fill, também serão alguns dos temas tratados no encontro.

O presidente da ABO Petrolina, George Guimarães, ressaltou a realização da feira de equipamentos e produtos odontológicos durante o CIOVASF. “A cada edição nossa regional vem realizando congressos com maior rigor técnico e profissional. E a feira deverá ser um espaço para apresentação de novas práticas e ferramentas tecnológicas que só elevarão a qualidade do nosso atendimento aos pacientes”, enfatizou Guimarães.

Já o presidente do CIOVASF, Davis Hudson, adiantou que os interessados podem se inscrever pelos telefones: (87) 3864.3295 e 9 8812.5139 ou pelo site: abodepetrolina.org.br.

“A abertura solene será às 19h do dia 24 no Petrolina Palace Hotel “, convida Hudson, destacando ainda que maiores informações sobre as políticas de descontos e a grade do congresso podem ser acessadas através do site:  abopetrolina.org.br ou pelas redes sociais: @abodepetrolina / @ciovasf.(Ascom)

Fundo Constitucional do Nordeste injeta R$ 13,4 bilhões na economia do semiárido

0

https://i0.wp.com/diariodonordeste.verdesmares.com.br/polopoly_fs/1.2064096.1550279444!/image/image.jpg_gen/derivatives/originalImage/image.jpg?w=640&ssl=1

No primeiro semestre deste ano, o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) viabilizou R$ 13,4 bilhões em operações de crédito para empreendedores e produtores do semiárido. O recurso é gerido pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e a operacionalização do FNE é realizada pelo Banco do Nordeste (BNB).

Nesta sexta-feira (19), em Fortaleza (CE), o ministro Gustavo Canuto destacou a importância da parceria com a instituição, que atua para aplicar os investimentos de forma eficiente. Os financiamentos já asseguraram cerca de 590 mil empregos na região neste semestre. Até o final do ano, mais R$ 14 bilhões poderão ser injetados na economia dos nove estados nordestinos e no norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

“A região Nordeste tem o privilégio de contar com este órgão, que tanto contribuiu para o desenvolvimento da região ao longo desses 67 anos. Não é à toa que o BNB é reconhecido como um dos maiores órgãos da América Latina em atuação na área de desenvolvimento regional. Por meio do FNE, tem operado com excelência e atingido resultados satisfatórios ao longo dos anos. E tenho certeza que 2019 não será diferente, como provam os números alcançados até aqui”, afirmou o ministro, durante abertura do XXV Fórum do Banco do Nordeste.

Avanços Econômicos

Os R$ 13,4 bilhões já contratados por meio de 250 mil operações financeiras representam um crescimento de 9% na comparação com o primeiro semestre do ano anterior, quando o volume alcançou R$ 12,3 bilhões. Ao todo, o FNE programou R$ 27,7 bilhões para este ano.

Do total já contratado, R$ 5,77 bilhões foram destinados a empreendimentos na área de infraestrutura em nove dos 11 estados que compõem a área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) – apenas Alagoas e Maranhão não captaram recursos para este tipo de projeto. Cerca de 70% desse valor foi destinado a plantas de geração de energia elétrica por fontes renováveis.

Outro aspecto positivo foi o aumento da quantidade de recursos disponibilizada para microrregiões consideradas prioritárias no semiárido. Os financiamentos destinados a projetos nos municípios com menor renda alcançaram R$ 10,7 bilhões, o equivalente a 80% do total do FNE. A programação inicial do Fundo estipulava esse valor em 70%.

Segundo o ministro Gustavo Canuto, esse movimento impacta na geração de oportunidades e de empregos para áreas menos desenvolvidas. “Essas operações de crédito levam desenvolvimento para regiões com menos oportunidades e os investimentos retornam à população na forma de postos de trabalho para o País. Mudar a realidade atual do Brasil com responsabilidade é um dos compromissos do presidente Jair Bolsonaro”, disse.

“O Nordeste é uma região extremamente rica e nosso objetivo é explorar as potencialidades locais para que a geração de riqueza permaneça aqui, criando atrativos para a sociedade. Assim, as famílias não precisarão migrar para outras cidades em busca de melhores serviços ou melhores condições de vida”, acrescentou.

Política Regional

Um dos alicerces para o crescimento econômico e social da região é o Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE). O documento foi aprovado pelo Conselho Deliberativo (Condel) da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) em maio.

O Plano tem como aposta estratégica o fortalecimento das redes de cidades intermediárias. Foram identificados 41 municípios nos 11 estados da área de abrangência da Sudene – os nove do Nordeste, mais Espírito Santo e Minas Gerais. A ideia é investir nas cidades polo identificadas para que as áreas de influência possam crescer economicamente. A população desses centros urbanos abrange mais de 6,7 milhões de habitantes.

O documento está alinhado à nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), que tem por objetivo fortalecer a capacidade produtiva em áreas menos desenvolvidas do País – especialmente as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Para tanto, serão feitos esforços para estimular a diversificação econômica, os ganhos de competitividade e o aumento da eficiência nos investimentos públicos.(PE-noticias)