Home Blog Page 2

Cuide bem! Três alimentos extremamente tóxicos para cães. Veja no `Blog Serviço´

0

Tenha atenção! Não partilhe estes alimentos com o seu animal.

Três alimentos extremamente tóxicos para cães

Cães e humanos metabolizam os alimentos de maneiras diferentes.Por esse motivo, alguns alimentos são seguros para os humanos comerem, mas podem ser tóxicos e potencialmente mortais para os cães.

Se você tem um cachorro em casa, preste atenção nessa lista:

Uva passa: O que é, benefícios e como consumir - Tua Saúde
Uva e passa

Uvas e passas: Nunca deve alimentar o seu cão com uvas ou passas. Estas contêm compostos tóxicos que são prejudiciais aos cães. Têm o potencial de causar insuficiência renal rápida e a morte.

Chocolate amargo reduz o risco de depressão em 70%, diz estudo | VEJA
Chocolate

Chocolate: É amplamente conhecido que os cães nunca devem comer chocolate. Isso ocorre porque o chocolate contém estimulantes que os cães não conseguem metabolizar com eficiência.

Cebola: confira 6 benefícios e como consumi-la
Cebola

Cebolas:Nunca deve alimentar o seu cão com cebolas. A cebola contém dissulfeto de N-propila, um composto tóxico para os cães. Pode danificar os glóbulos vermelhos do animal, reduzindo a sua capacidade de transportar oxigênio pelo corpo. Isso geralmente resulta em anemia.

INVESTIGAÇÃO! Sergio Moro, de algoz dos corruptos a alvo no TRE por abuso de poder econômico

0

Sergio Moro, de algoz dos corruptos a alvo no TRE por abuso de poder econômico

Em entrevistas e manifestações nas redes sociais, Moro diz que é vítima de vingança, perseguição política e oportunismos dos adversários (crédito: Ed Alves/CB/DA.Press)
Em entrevistas e manifestações nas redes sociais, Moro diz que é vítima de vingança, perseguição política e oportunismos dos adversários (crédito: Ed Alves/CB/DA.Press)

O senador Sérgio Moro (União-PR) tentou se consolidar como a terceira via na disputa presidencial de 2022. Queria enfrentar a polarização que domina o país entre o atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, e o antecessor, Jair Bolsonaro. Os dois lados acabaram se voltando contra o ex-herói do país, considerado, durante muito tempo, o algoz dos corruptos brasileiros.

Na sessão de 1º de abril — que deve se estender por mais dois dias — o ex-juiz da Operação Lava-Jato vai responder no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná, por condutas graves: abuso de poder econômico, caixa dois e uso indevido dos meios de comunicação na campanha eleitoral de 2022. A pena pode ser inelegibilidade por oito anos e a perda do mandato de senador, conquistado nas urnas, com 1.953.159 votos (33,5% dos votos válidos), para permanecer no Congresso até fevereiro de 2031.

Foi justamente a enorme estratégia do Podemos, primeiro partido escolhido por Moro para ingressar na política, de lançamento de sua pré-candidatura à presidência o motivo dos atuais infortúnios do senador. Moro vai responder por supostos gastos excessivos, como o evento de filiação à legenda, em novembro de 2021, ao custo de R$ 200 mil, a contratação do pré-candidato para o cargo de diretor do Núcleo de Políticas Públicas do partido, com remuneração de R$ 22 mil mensais; além da contratação de diversos profissionais que se envolveram no projeto. Com duas empresas de comunicação, a despesa teria chegado a R$ 16,8 milhões.

Segundo os autores da ação, a campanha de Moro também praticou outros crimes. Os investimentos no período pré-eleitoral teriam sido maculados por outras práticas repelidas pelo ordenamento jurídico, notadamente, a constituição de caixa-dois, a extrapolação do limite de gastos, a triangulação de recursos, o desvio de finalidade de verbas partidárias e a compra de apoio político.

Por envolver também os dois suplentes de Moro, Luís Felipe Cunha e Ricardo Augusto Guerra, se a ação for considerada procedente, o Paraná deverá promover uma nova eleição ao Senado. No parecer, o Ministério Público Eleitoral apontou: “A responsabilidade pessoal dos Srs. Sergio Fernando Moro e Luís Felipe Cunha encontra-se solidamente comprovada através da participação direta de ambos nas viagens, eventos e demais atos de pré-campanha, frisando-se que, ainda que apenas o primeiro investigado tenha figurado em destaque e apresentando-se ao público como pré-candidato, o segundo investigado o acompanhou por toda trajetória política, inclusive na condição de advogado”.

No caso de Ricardo Guerra, o Ministério Público não verificou participação nos atos considerados irregulares. Por isso, o parecer é contra a inelegibilidade do suplente. Mesmo assim, toda a chapa deve ser cassada, no entendimento da Procuradoria Regional Eleitoral do Paraná, por abuso de poder econômico. A manifestação é assinada pelo procurador regional, Marcelo Godoy, e pela sua substituta, Eloisa Helena Machado. O processo está sob a relatoria do desembargador Luciano Carrasco Falavinha Souza, primeiro a apresentar o voto.

Para que Moro perca o mandato, uma eventual condenação deverá ser confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em entrevistas e manifestações nas redes sociais, Moro diz que é vítima de vingança, perseguição política e oportunismos dos adversários.

As informações são do Correio Braziliense

As informações precisas do futebol profissional brasileiro

0

Campeonato Brasileiro está marcado para começar no segundo fim de semana de abril

Na noite desta quinta-feira (29), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou a tabela básica do Brasileirão de 2024. Nela, a entidade lista os confrontos de cada uma das 38 rodadas.

O documento traz as datas base dos jogos do Campeonato Brasileiro, que vai começar no fim de semana de 14 de abril e, a princípio, terminar em 8 de dezembro.

Brasileirão não vai parar na Copa América

Apesar da pressão dos clubes que disputarão o torneio, a CBF negou o pedido de paralisação do Brasileirão durante a Copa América, que acontece entre 20 de junho e 14 de julho.

Além do período de preparação das seleções, o torneio nos Estados Unidos será realizado entre a 12ª e a 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Apac emite alerta de chuva para duas regiões: Sertão e Agreste

0

O aviso é válido até esta esta sexta-feira (1º)

Chuvas fortes atingem o Agreste deste quarta-feira (28) (Foto: Onésimo Santos)

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) emitiu, nessa quinta-feira (29), um alerta de chuva para o Agreste. O aviso é válido até esta sexta (1º).
“As regiões do Sertão e Agreste estão com bastante convergência de umidade e áreas de instabilidades que devem provocar pancadas de chuva em vários municípios, se prolongando até as primeiras horas da manhã com intensidades moderadas e localmente forte”, explicou a Apac.
Para o Litoral, a previsão é de chuvas fracas a moderadas, de forma isolada.(Diário de Pernambuco)

Buscando renegociar dívidas? Conheça o Serasa Limpa Nome

0

Pelo Serasa Limpa Nome, você pode ter até 90% para negociar dívidas. O processo leva só três minutos, sem precisar sair de casa. É possível negociar pelo site, aplicativo (iOS e Android) ou WhatsApp (11) 99575-2096.

Ailos coopera com campanha Serasa Limpa Nome para renegociar dívidas -  Mesorregional

Confira o passo a passo para negociar pelo site ou app:

Confira suas dívidas negativadas e contas em atraso

O primeiro passo é criar seu cadastro gratuitamente no Serasa Limpa Nome. Ao informar seus dados, um login de acesso será gerado para você consultar seu CPF e verificar dívidas ou contas em atraso.

1.Selecione os acordos disponíveis

As empresas com as quais você mantém ou manteve relacionamento podem disponibilizar ofertas de acordo na plataforma, que você pode consultar já na tela inicial. Para aceitar a oferta, basta clicar nela e confirmar. Um boleto será gerado para pagamento.

2. Pague o boleto

Após pagar o boleto, logo você receberá a confirmação por e-mail e no ambiente da plataforma. Todo esse procedimento é realizado de forma 100% segura e com o consentimento das empresas parceiras.

Acompanhe as informações sobre o médico Júlio Lóssio que está  internado em São Paulo

0

Atualização sobre a saúde do ex-prefeito Júlio Lóssio – Blog do Fábio Cardoso

O paciente Júlio Lóssio,  ainda está em  observação e  a equipe médica tem acompanhado de perto todos os movimentos  do organismo,  relacionado ao tumor que está muito próximo ao intestino e a  artéria mesentérica superior que é responsável pela irrigação sanguínea de parte do pâncreas, todo o intestino delgado (exceto parte do duodeno) e de parte do intestino grosso.

Equipe médica autorizou que Dr. Julio faça uma biopsia ainda hoje(02) e só depois do resultado, talvez entre  seis a  sete dias,  é que a equipe medica deve agir de acordo com os procedimentos médicos de tratamento.

Do ponto de vista físico, o paciente está lúcido, caminhando na unidade hospitalar , sem dor e assistido pela equipe médica e pelos seus três filhos: Julio Lóssio Filho, Juliana e João Victor.

Em mais um vídeo-conferencia,  Julinho agradeceu as manifestações de carinho de  milhares de amigos e de pessoas próximas que tem se manifestado com sua solidariedade e reforça que todos possam continuar suas orações.

Neste sábado(02) Dr. Julio Lóssio deve fazer  um procedimento de  biopsia para que depois do resultado, a equipe médica possa avaliar o tumor.  Julio Lossio está sem se sentir dor e continua realizando procedimentos médicos.

Já fez uma tomografia,  uma anjotomografia  e uma endocospia.

Agora é só aguardar o resultado dos exames para que os procedimentos clínicos possam ser realizados e o paciente passe polos procedimentos normais. Segundo a equipe médica os resultados são lentos e a equipe está atenta a todos os acontecimentos.

Julio Lóssio Filho e os irmãos Juliana e João Victor  mais uma vez agradeceram  as manifestações de carinho e de fé que tem chegado para Dr. Julio de Petrolina, da região e de vários amigos pelo Brasil afora. Eles pedem que as manifestações de fé sejam mantidas.

Aguardem novas informações.

ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS 8 de janeiro: suspeitos de financiar golpistas vão para a cadeia

0

Entre os detidos pela PF, há dois empresários, donos de atacadista no DF. No Tocantins, agentes apreendem um arsenal

Entidades da indústria repudiam atos antidemocráticos

Equipes da Polícia Federal encontraram, nessa quinta-feira, um verdadeiro arsenal de guerra, com armas de grosso calibre, na casa de um bolsonarista, no Tocantins. A apreensão ocorreu no âmbito da Operação Lesa-Pátria, que investiga pessoas ligadas aos atos golpistas de 8 de janeiro do ano passado, em Brasília.

Além do armamento, foram apreendidos US$ 110 mil e 26 mil euros, em espécie. Somados, os valores passam de R$ 600 mil. Simultaneamente, em Brasília, dois empresários, sócios de uma rede atacadista, foram detidos, acusados de financiarem o acampamento golpista montado em frente ao Quartel-General do Exército, na capital federal.

Joveci Xavier de Andrade e Adauto Lúcio de Mesquita são donos de uma rede atacadista no Distrito Federal. De acordo com as investigações, a dupla frequentava o acampamento no QG, além de financiar material e alimentação aos acampados.

Os dois prestaram depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Atos Antidemocráticos, da Câmara Legislativa (CLDF). Ambos foram indiciados pelos distritais por incitação ao crime equiparado pela animosidade das Forças Armadas e associação criminosa.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, atendeu o pedido da PF e autorizou a indisponibilidade de bens, ativos e valores dos investigados. Segundo a apuração, o valor dos danos causados ao patrimônio público nos ataques pode chegar a R$ 40 milhões. O bloqueio de recursos tem como objetivo ressarcir os cofres públicos dos prejuízos causados pelos atentados.

Em nota, a defesa dos empresários disse que não teve acesso à decisão do STF e que o grupo do qual são acionistas é contra o vandalismo e a intolerância política.

“A realização de apurações pelo Estado é considerada válida, e os investigados veem agora a oportunidade de elucidar completamente as questões em aberto. Eles reiteram seu compromisso com a democracia, o Estado de Direito, o respeito às instituições, ao processo eleitoral, ao Ministério Público e ao Judiciário, com especial ênfase na sua instância máxima, o Supremo Tribunal Federal”, diz um trecho do comunicado dos advogados. O outro detido na operação desta quinta-feira foi um empresário de Campinas (SP).

Mandados

Ao todo, as equipes da PF cumpriram 34 ordens judiciais expedidas por Moraes: 24 mandados de busca e apreensão, três mandados de prisão preventiva e sete de monitoramento com tornozeleira eletrônica. A operação ocorreu em Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Tocantins, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Espírito Santo e Distrito Federal.

No Tocantins, as armas encontradas na casa de Frederico Carvalho eram fuzis, revólveres e escopetas, a maioria de uso exclusivo das Forças Armadas. Ele é um CAC (sigla de colecionador, atirador e caçador), mas o material será avaliado para se constatar a origem e se tem registros. Os equipamentos foram recolhidos em razão de estarem em poder de um homem que é investigado pela Justiça. O dinheiro também estava em cofres na residência.

“As investigações continuam em curso, e a Operação Lesa-Pátria é permanente, com atualizações periódicas acerca do número de mandados judiciais cumpridos e pessoas capturadas”, enfatizou a corporação.

Governadora Raquel Lyra lança edital para o Programa Estadual de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar, com investimento de R$ 17,4 milhões

0

Iniciativa fortalece a agricultura familiar e auxilia pessoas em situação de insegurança alimentar

Em um movimento para auxiliar agricultores familiares e pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar, a governadora Raquel Lyra lançou o edital para o Programa Estadual de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PEAAF), nesta segunda-feira (5), em Serra Talhada, Sertão do Pajeú. Serão investidos aproximadamente R$ 17,4 milhões, em recursos do Tesouro Estadual, para a ação. Através do edital, assinado durante evento em uma escola estadual na cidade, cooperativas e associações da agricultura familiar poderão se habilitar para participar do programa. As entidades habilitadas poderão comercializar seus produtos para o PEAAF, que fará a compra direta dos itens e os destinará para doação a famílias em situação de insegurança alimentar.
 
“São mais de R$ 17 milhões para garantir a compra dos produtos de trabalhadores do campo. Estamos apoiando o agricultor para que ele possa viver do seu próprio sustento. E não só isso, nós entregamos essas comidas para associações que têm atendimento às pessoas em alta vulnerabilidade social. Quem planta no campo deve ser respeitado e as pessoas precisam ter a garantia de que vão comer. Esse é o nosso grande intuito”, ressaltou a governadora Raquel Lyra durante o evento em que fez importantes entregas, como 170 títulos de propriedade, na Escola Professor Adauto Carvalho.
 
As entidades que podem se credenciar para o programa são Cooperativas e/ou Associações da Agricultura Familiar que tenham Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), que são Pessoas Jurídicas e/ou que tenham Cadastro Nacional da Agricultura Familiar (CAF). 
 
“Este é um programa de transferência de alimentos de qualidade e 100% desses alimentos são produzidos por agricultores familiares do nosso Estado. Além disso, os produtos irão para as mesas de cidadãos e cidadãs que infelizmente ainda se encontram na condição de alta vulnerabilidade”, frisou a secretária de Desenvolvimento Agrário, Agricultura, Pecuária e Pesca, Ellen Viégas.
 
O apicultor da agricultura familiar Cicero Lima, de 41 anos, falou da importância do programa. “Agradeço por essa iniciativa porque ela representa um crescimento para o município e para todos os agricultores”, disse.
 
Os 184 municípios pernambucanos serão contemplados com a distribuição de 131 mil kits contendo gêneros alimentícios, como batata doce, macaxeira in natura ou a vácuo, inhame, laranja, melão e ovos. Esses kits beneficiarão organizações sociais e assistenciais que atendem famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional.
 
“Esse é um programa que olha para o agricultor comprando os seus produtos e colocando na mesa de quem mais precisa”, disse a prefeita de Serra Talhada e presidente da Amupe, Márcia Conrado. “O PEAAF coloca a mão de ajuda no trabalhador e mata a fome de quem está passando dificuldade”, registrou o deputado estadual Doriel Barros.
 
Inscrição – As organizações da agricultura familiar interessadas em participar deverão acessar o site da Secretaria de Administração (SAD) para visualização e acesso ao edital, no endereço eletrônico www.peintegrado.pe.gov.br, onde será informada a data da sessão presencial para apresentação dos documentos de habilitação e proposta.
 
PEAAF – O Programa Estadual de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PEAAF) foi instituído por meio da Lei Nº 16.888 de 03 de junho de 2020 e dispõe a sobre a compra institucional de alimentos da agricultura familiar, de produtos da bacia leiteira e da economia solidária no Estado de Pernambuco. O programa fortalece tanto o setor da agricultura familiar e da economia solidária quanto auxilia a segurança alimentar para as pessoas em situação de vulnerabilidade social.
 
Estiveram participando do evento o deputado estadual Kaio Maniçoba, além dos prefeitos de Afogados da Ingazeira, Sandrinho Palmeira; de Betânia, Mario Flor; de Cabrobó, Galego de Nanai; de Carnaíba, Anchieta Patriota; de Cedro, Marly Quental; de  Flores, Marconi Santana; de Iguaraci, Zeinha Torres; de Ingazeira, Luciano Torres; de Santa Cruz da Baixa Verde, Irlando Parabólica; de Solidão, Djalma da Padaria; de Tabira, Nicinha Melo, e de Triunfo, Luciano Bonfim.
 
Os secretários estaduais Simone Nunes (Desenvolvimento Urbano e Habitação), Diogo Bezerra (Mobilidade e Infraestrutura), Fernando Holanda (Assessoria Especial), Hercílio Mamede (Casa Militar) e diversas lideranças políticas da região também compareceram ao ato.(Ascom)

Novo aplicativo permite que os trabalhadores descontem compras no contracheque

0

Tecnologia traz, ainda, de forma instantânea, diversos benefícios aos colaboradores de empresas

O mundo corporativo prima cada vez mais pela diversidade de seus quadros de colaboradores. Com isso, suas políticas de recursos humanos (RH) precisam estar em sintonia com os múltiplos perfis. Quando o assunto são os benefícios, os departamentos de RH enfrentam, assim, um desafio: oferecer vantagens que possam atender necessidades e anseios de cada público.

Por exemplo: para uns, a motivação está em contar com ajuda financeira para os estudos. Já para outros colaboradores, a prioridade são benefícios em saúde. Há os que preferem adiantamentos salariais. Na mesma equipe, pode haver aqueles para os quais o crédito consignado resolva melhor a situação. Como equacionar tantas demandas numa mesma gestão?

Entram em cena as soluções em tecnologias da informação para proporcionar essa flexibilidade, sem que o RH precise gerenciar uma verdadeira “Torre de Babel” de benefícios. A startup SalaryFits é um desses empreendimentos que se propõe a automatizar, para os recursos humanos, todo o processo de desconto em folha de pagamento de uma ampla gama de benefícios. Ela faz o elo entre fornecedores e RHs.

“É uma plataforma que conecta as empresas fornecedoras de benefícios – planos de saúde, planos odontológicos, instituições financeiras, instituições de ensino, varejo, entre tantos outros – aos gestores de RH. Isso simplifica a rotina desses departamentos. E, com as tecnologias disponíveis, é possível oferecer pacotes mais flexíveis de benefícios, mais adequados às diferentes realidades dos colaboradores”, explica o CEO da SalaryFits, Délber Lage.

Délber Lage.

Délber: “é possível oferecer pacotes mais adequados às diferentes realidades dos colaboradores”

Incluem-se também, entre as possibilidades, descontos em supermercados, farmácias e outros estabelecimentos comerciais e de serviços. “Com todos esses agentes conectados às plataformas, fazemos o elo com os departamentos de RH das empresas, que passam a oferecer a seus colaboradores a possibilidade de realizar suas compras com pagamento posterior, descontado em folha, sem acréscimos, sem taxas e nem juros”, ilustra Lage.

Ao colaborador, basta baixar o aplicativo SalaryPay, quando da realização de uma compra nos estabelecimentos parceiros. “A despesa é informada à empresa empregadora do colaborador. O valor virá descontado no próximo contracheque, de forma automática e a partir da gestão via sistema da SalaryFits. Pelo aplicativo, também se calcula o limite que o funcionário tem para gastar sem se comprometer para além de sua capacidade. Tudo de forma rápida, instantânea e com segurança”, descreve o CEO da SalaryFits.

De acordo com Délber Lage, além do benefício imediato (poder comprar para pagar futuramente), a funcionalidade contribui para a saúde financeira do colaborador. Isso porque estudo da própria SalaryFits constatou que 84% das pessoas com contas em atraso se endividaram depois da necessidade de uma compra urgente, “situação em que, sem alternativa no momento, por vezes exige tomadas de empréstimos de empréstimos rápido que, na maioria das vezes, não são a melhor opção com juros muito elevados”, ressalta Lage.

Dessa forma, observa o executivo da SalaryFits, todo o ecossistema sai ganhando. “O funcionário, que não precisa se sujeitar a empréstimos que comprometam seu equilíbrio financeiro; a empresa empregadora, que vê seu colaborador livre de complicações financeiras e que potencializa o salário dos colaboradores; e o mercado de modo geral, com suas vendas fomentadas”, ilustra.

Délber Lage cita ainda a flexibilidade em benefícios educacionais. A SalaryFits tem em seu portfólio a oferta de cursos dos mais diferentes níveis, de idiomas a pós-graduação. Igualmente nesses casos, os departamentos de RH conseguem flexibilizar esse conjunto de benefícios – de modo que o colaborador tenha a chance de optar pela modalidade que melhor atenda necessidades próprias e/ou de sua família. “O RH pode, enfim, ter as melhores opções de produtos e serviços para os diferentes perfis de seus colaboradores e suas famílias”.

SOBRE A SALARYFITS

A SalaryFits nasceu em 2016 como uma spin-off (empresa derivada) internacional da Zetra, “com a missão de levar a brasilidade e a força da tecnologia nacional mundo afora”. Atualmente, a SalaryFits está presente no Reino Unido, na Itália, em Portugal e no México, além do Brasil.

Aqui, a sede da empresa é em Nova Lima (MG), com empresas clientes e parceiros em todas as regiões do país.

Mais informações sobre a SalaryFits em: https://www.salaryfits.com.br/.

Moraes diz que candidato que usar ´Inteligência Artificial` para atacar adversário poderá ser cassado

0

Fala do ministro ocorre um dia após o TSE definir as normas sobre o uso da inteligência artificial nas eleições deste ano

Os cuidados com o uso da inteligência artificial generativa

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, reforçou nesta quarta-feira (28/2) as regras para as eleições a partir deste ano. Segundo ele, o candidato que usar os mecanismos da inteligência artificial (AI) para atacar os adversários poderá perder o registro de candidatura e, se já tiver eleito, ter o próprio mandato cassado.

Alexandre de Moraes revelou que um dos planos dos golpistas era prendê-lo e enforcá-lo após o golpe - (crédito: Antonio Augusto/Secom/TSE)

“Aqueles candidatos que desrespeitarem a normatização e utilizarem a inteligência artificial negativamente para prejudicar seus opositores e deturpar o sentido das informações buscando ganhar as eleições, a sanção será a cassação do registro e, se já tiverem sido eleitos, a cassação do mandato”, disse Moraes.

O TSE restringiu o uso de inteligência artificial nas eleições municipais deste ano. De acordo com a resolução aprovada no plenário da Corte, na terça-feira (27), a medida ocorre para combater desinformação, fake news e manipulações no pleito que ocorre em outubro.

A sessão também deliberou sobre outras regras e normas que serão aplicadas durante o período de campanha e no dia em que os eleitores vão sair às ruas para votar.

A norma aprovada pela Justiça Eleitoral prevê ainda “a vedação absoluta de uso de deep fake: conteúdo sintético em formato de áudio, vídeo ou combinação de ambos, que tenha sido gerado ou manipulado digitalmente, ainda que mediante autorização,para criar, substituir ou alterar imagem ou voz de pessoa viva, falecida ou fictícia não pode ser usado, para prejudicar ou para favorecer candidatura”. (Correio Brasiliense)

Governo aprova nova queda de juros do empréstimo consignado para beneficiários do INSS

0

Ministro da Previdência quer acompanhar cortes na taxa básica de juros, a Selic, mas enfrenta resistência de representantes dos bancos no CNPS

INSS: consignado terá novo juro

O Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) aprovou nesta quinta-feira mais um corte no teto dos juros do consignado para aposentados do INSS e idosos e pessoas com deficiência da baixa renda que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A taxa que está em 1,76% ao mês caiu para 1,72%, conforme propoôs o ministro da Previdência, Carlos Lupi.

O teto dos juros na modalidade de cartão de crédito e cartão consignado benefício, hoje em 2,61%, também deve cair na mesma proporção. Com o novo juro aprovado no colegiado, onde o governo tem maioria, os novos percentuais começam a valer em oito dias úteis.

Desde que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), iniciou a trajetória de queda na taxa de juros básica da economia, em agosto do ano passado, Lupi trava uma disputa com os bancos no Conselho para reduzir o teto dos juros para os beneficiários do INSS.

O setor financeiro não concorda com a estratégia do ministro, mas seus representantes têm sido voto vencido no colegiado. Os bancos alegam que a taxa Selic não funciona como referência para empréstimos e que a consequência da medida é a queda na oferta da modalidade pelas instituições financeiras.

Como alternativa, os bancos conseguiram aprovar como referência para o consignado a taxa do DI (Depósito Interbancário), considerando o prazo médio de dois anos. Essa é uma metodologia usada para investimentos em renda fixa.

Segundo Tonia Galleti, coordenadora do departamento jurídico do Sindicato Nacional dos Aposentados e Pensionistas e integrante do grupo técnico que estuda o tema, é possível que o colegiado aprove a sistemática sugerida pelos bancos na reunião. Segundo ela, seria uma fórmula mais alinhada ao mercado financeiro.

— Os cortes podem até continuar acontecendo. O que a gente está discutindo é a forma de se chegar ao resultado adequado — afirmou Tônia, acrescentado que se prevalecer a posição dos bancos, o teto da taxa do consignado cairia para 1,75% ao mês. (O Globo)

Sudene reúne ministérios e governos estaduais para alinhar planos e projetos para a região

0

O debate contou com a participação de representantes da Sudene, MIDR, MPO, Consórcio Nordeste e estados da área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste

Recife (PE) – O encontro “Diálogos do Planejamento” aconteceu nesta quinta-feira (29) de forma híbrida (online e presencial), com o objetivo de “refinar o debate entre as instituições e aprimorar os mecanismos de planejamento que estamos conduzindo, contribuindo para a efetividade das políticas públicas”, afirmou o superintendente da Sudene, Danilo Cabral. Os participantes da reunião apresentaram as principais ações que vêm sendo implementadas por cada instituição, para identificar os pontos de convergência. O superintendente ressaltou que “já temos documentos normativos que orientam toda essa política de planejamento até 2027 (PRDNE, PNDR, PPA, entre outros) e agora o desafio é integrar e dar efetividade a essas ações”. A ideia é elaborar um documento em conjunto que possa nortear a implementação de ações integradas.

Danilo Cabral falou sobre o andamento do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE), destacando que ele conta com 21 programas, 98 ações estratégicas e 119 projetos estruturadores. Para elaborar a carteira de projetos do Plano, a Sudene ouviu representantes dos governos estaduais da sua área de atuação e ministérios setoriais, por intermédio do Ministério de Planejamento e Orçamento (MPO). Ao longo de 2023, foram realizadas reuniões com representantes da Sudene, Sudam, Sudeco e ministérios (MIDR e MPO) para debater a articulação do PPA com os planos regionais de desenvolvimento.

O processo de elaboração do PRDNE contou com a participação dos estados (que elencaram suas ações prioritárias) e da sociedade (por meio de consulta pública). Ele frisou que o PRDNE dialoga com a Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR) e com o Plano Plurianual (PPA). Atualmente, o PRDNE está tramitando no Congresso Nacional e “se faz necessário um esforço político para que ele seja aprovado e transformado efetivamente em lei”, defendeu Danilo Cabral.

A Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR) foi detalhada pela secretária Nacional de Políticas de Desenvolvimento Regional e Territorial do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), Adriana Melo, que ressaltou o foco que a política vem dando “no binômio competitividade e equidade”. A gestora citou quatro objetivos que serão transformados em programas – acesso à renda e cidadania; valorização territorial pela inovação e competitividade regional; construção de uma rede de cidades para integração territorial e desenvolvimento regional; diversidade econômica e alternativas produtivas. Adriana destacou, ainda, as Rotas de Integração Nacional, voltadas ao desenvolvimento de cadeias produtivas estratégicas e da estruturação de redes de arranjos produtivos locais setorial e territorialmente conectados.

Quem representou o Ministério do Planejamento e Orçamento na reunião foi a secretária Nacional de Planejamento, Leany Alves, que falou sobre as agendas prioritárias do PPA 2024-2027, incluindo, combate à fome e redução das desigualdades; neoindustrialização; Novo PAC e combate ao desmatamento. “Durante os quatro anos do PPA, são estimados dispêndios globais da ordem de R$ 13,3 trilhões, incluindo os recursos orçamentários e não orçamentários”, informou Leany. Sobre a questão climática prevista no Plano Plurianual, Danilo Cabral reforçou a importância de ampliar o debate sobre desertificação e sugeriu que sejam reativados os planos estaduais de combate à desertificação. “A Sudene quer ser parceira nessa ação”.

Para alcançar o êxito das políticas elencadas nos planos e políticas, um consenso entre os participantes do encontro, incluindo Consórcio Nordeste, Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Bahia e secretários de planejamento dos estados de abrangência da Sudene foi a necessidade de deixar bem definidas as linhas de financiamento para viabilizar os projetos. Segundo Danilo Cabral, os instrumentos de ação da Sudene – especialmente os fundos regionais (FDNE e FNE) já atrelam os seus orçamentos, diretrizes e estratégias ao PRDNE. Em 2023, por exemplo, o Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), contou com cerca de R$ 1,5 bilhão para financiar obras de infraestrutura e foi um importante financiador de energia renovável. Já o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) destinou R$ 43,7 bilhões para o setor produtivo da região.

Quanto aos incentivos fiscais, o gestor informou que ano passado eles contemplaram 229 municípios com a aprovação de 653 pleitos aprovados, gerando investimentos de R$ 34,2 bilhões. Em sintonia com a PNDR e com o PRDNE, que apostam no fortalecimento da rede de cidades intermediárias, para desconcentrar e interiorizar o desenvolvimento regional, os incentivos fiscais aprovados pela Sudene contemplaram 37 municípios do G-52 (cidades-polo e regiões intermediárias). As empresas localizadas nesses municípios, que tiveram pleitos de incentivos aprovados, investiram R$ 14 bilhões em 2023. Ainda sobre os mecanismos de financiamento para o planejamento regional, o superintendente sugeriu que seja organizada e sistematizada uma pauta estratégica, a ser submetida ao Conselho Deliberativo da Sudene. (Ascom)