Home Blog Page 3

Evento da Univasf discute saúde mental a partir do documentário “Inscrições do Tempo no Corpo Presente”

0

Como cuidar da saúde mental em meio a pandemia. - Laboratório Rocha Lima

Com o intuito de despertar uma reflexão sobre saúde mental, o Núcleo de Estudos e Pesquisa em Fenomenologia, Esporte e Educação (Nepfee), da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), realizará um debate sobre o assunto a partir do longa-metragem “Inscrições do Tempo no Corpo Presente”, um documentário da roteirista e diretora Kit Menezes. O evento, que também será um dos momentos de lançamento oficial do filme, irá acontecer no dia 20 de outubro, às 9h, pelo canal do Nepfee no YouTube. As inscrições podem ser efetuadas até o dia 1º de outubro.

Os interessados em participar do evento “Inscrições do Tempo no Corpo Presente: reflexões sobre saúde mental” podem realizar as inscrições pelo site. Na ocasião, o documentário será exibido e em seguida será realizado o debate. A discussão sobre saúde mental irá contar com a presença da diretora Kit Menezes, do professor do Colegiado de Ciências Sociais da Univasf Alexandre Reis; e da professora do Colegiado de Psicologia e coordenadora do Nepfee, Erika Epiphanio. O debate será mediado pela roteirista Mariana Vita.

O filme é um documentário, escrito e dirigido por Kit Menezes, em primeira pessoa, que investiga a morte a partir de seus desdobramentos para outros territórios. De acordo com a professora Erika Epiphanio, o longa-metragem, por se tratar de um documentário em primeira pessoa, é algo vivo e potente para o caminho reflexivo. “O documentário relata uma história de suicídio e seus desdobramentos silenciados, logo, dar voz a essas dores se torna fundamental para o cuidado humano”, ressalta.

O debate faz parte das ações promovidas pelo Núcleo de Estudos e Pesquisa em Fenomenologia, Esporte e Educação (Nepfee), que é vinculado ao curso de Psicologia da Univasf. Os integrantes realizam pesquisas e desenvolvem projetos de extensão, além de debates, voltados para educação e esporte. Mais informações sobre o núcleo e suas atividades estão disponíveis no Blog e no canal do Nepfee no YouTube.

Veja as vagas de emprego da Agência do Trabalho disponíveis para Petrolina-PE. Vagas atualizadas

0

Vagas de emprego em Petrolina pela Agência do Trabalho de Pernambuco; Confira -

A Agência do Trabalho em Petrolina, divulgou as vagas de emprego disponíveis em Petrolina e Salgueiro, no Sertão de Pernambuco.

Os interessados nas oportunidades podem entrar em contato com a Seteq através da internet. O atendimento na Agência do Trabalho ocorre apenas com agendamento prévio, feito tanto pelo site da secretaria, quanto pelo Portal Cidadão.

Maiores informações pelo telefone 87 3866.6540.

A Agência do Trabalho de Petrolina, fica localizada no Centro de Convenções.

Vagas disponíveis

Vagas disponíveis

Vagas Função Escolaridade Experiência Salário Observações
01 Analista Contábil Superior Incompleto – Contabilidade – 4° período 6 Meses CTPS Não informado
02 Atendente de Farmácia – Balconista Médio Completo 6 Meses CTPS Não informado
01 Auxiliar de Pessoal Médio Completo 6 Meses CTPS Não informado
01 Borracheiro Fundamental Completo 6 Meses Não Informado
01 Farmacêutico Superior Completo – Farmácia (2015) 6 Meses CTPS Não Informado
01 Fiscal de Loja Médio Completo 6 Meses CTPS Não Informado
01 Lavador de Automóveis Fundamental Completo Não Exigida Não Informado
01 Técnico em Laboratório de Farmácia Médio Completo Não Exigida Não Informado
01 Técnico em Óptica e Optometrria Médio Completo 6 Meses CTPS Não informado
01 Trabalhador Rural Fundamental Completo 6 Meses Não informado
01 Vendedor Interno Médio Completo Não Exigida Não informado

Deputada Dulci e Odacy Amorim cumprem agenda em Sertânia e Custódia

0

A deputada estadual Dulci Amorim (PT-PE) e o ex-deputado Odacy Amorim (PT) cumpriram agenda, no último fim de semana, nos municípios de Custódia e Sertânia. Na programação estavam visitas a diversas áreas rurais, comunidades quilombolas e um assentamento.

Em Custódia, a dupla ouviu as demandas da comunidade Brabo. Já em Sertânia, eles visitaram Vazinha, Cacimba das Bestas, Oitins, as Comunidades Quilombolas Serra da Torre, Severo e Riacho dos Porcos, além do Grupo Algodão Agroecológico no Assentamento Jacú.

Odacy agradeceu pela receptividade e se comprometeu a continuar em busca de ações e projetos para beneficiar as comunidades. “Eu acredito que quem tem compromisso político, com ou sem mandato, precisa estar atento a quem está na ponta mais fraca da corda. A política precisa ser feita a partir das necessidades daqueles que representamos”, destacou o ex-parlamentar.

Em sintonia com a fala de Odacy, a deputada Dulci completou: “O Sertão é imenso e muitas dessas pessoas nunca tiveram voz para reivindicar direitos básicos. Por isso, ir até elas é um compromisso nosso, como parlamentar e representante do Sertão na Alepe”.

Rádio ainda é o maior veículo de comunicação: 80% da população ouve

0

Ao contrário do que muitos imaginam, o consumo de conteúdo via rádio aumentou no último ano, mesmo com tantas opções. É o que aponta o estudo Inside Radio 2021, da Kantar IBOPE Media, realizado em treze regiões metropolitanas do Brasil. O levantamento mostra que 80% da população dessas regiões ouvem rádio. E que, mesmo aumentando a audiência das rádios pelo celular, as pessoas preferem é escutar no aparelho de rádio tradicional.

Além disso, os dados revelam ainda que 71% escutam em casa. A professora de comunicação da Universidade de Brasília Cristiane Parente explica que o contexto da pandemia, do isolamento social e o trabalho em home office, contribuiu para o aumento do consumo no ambiente residencial.

Segundo Cristiane, mesmo com o surgimento de outras mídias, o rádio permanece sendo o veículo mais popular. E isso se fortaleceu no contexto da pandemia. Enquanto o rádio tem um dia comemorado em todo o mundo no mês de fevereiro, no Brasil é em 25 de setembro, data em que nasceu Edgard Roquette Pinto, precursor da radiodifusão no país. Foi ele quem fez a primeira transmissão, via rádio, no dia 7 de setembro de 1922, durante comemoração dos 100 anos da independência do País.

Roquette Pinto também criou a primeira estação de rádio brasileira, a Rádio Sociedade, no Rio de Janeiro, em 1923.

Treze anos mais tarde, a emissora foi cedida ao Governo e virou a Rádio MEC, hoje comandada pela empresa pública EBC, Empresa Brasil de Comunicação.

Sociedade Brasileira de Pediatria alerta sobre exposição de crianças na internet

0

Sociedade Brasileira de Pediatria alerta sobre exposição de crianças na internet

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) alerta para os perigos e impactos de longo prazo de pais compartilharem a vida dos filhos nas redes sociais. A exposição de menores nas redes pode expor as crianças a crimes de violência e abusos.

“A criança e o adolescente não devem ter vida pública nas redes sociais. Não sabemos quem está do outro lado da tela. O conteúdo compartilhado publicamente, sem critérios de segurança e privacidade, pode ser distorcido e adulterado por predadores em crimes de violência e abusos nas redes internacionais de pedofilia ou pornografia, por exemplo”, explica a coordenadora do Grupo de Saúde Digital da SBP, Evelyn Eisenstein.

O coordenador do Grupo de Trabalho de Saúde Mental da SBP, o médico Roberto Santoro, alerta que o sharenting traz perigos objetivos e subjetivos ao desenvolvimento da criança: “Acho que a gente tem que partir primeiro de uma questão de princípio. A vida da criança não pertence aos pais. Eles são promotores do desenvolvimento da criança e do adolescente e têm que zelar por esse desenvolvimento, para que ocorra de uma maneira coerente e equilibrada, rumo a uma idade adulta em que a pessoa consiga se realizar plenamente de acordo com os seus potenciais”.

Para atualizar pediatras, pais e educadores sobre a influência das tecnologias de informação e comunicação (TICs), redes sociais e internet nas questões de saúde e de comportamento das crianças e adolescentes, a SBP publicou neste ano o Guia Prático de Atualização “#SemAbusos #MaisSaúde.

O guia destaca importantes recomendações aos médicos sobre como avaliar na história e no exame, durante a consulta, casos suspeitos de violência ou abusos offline ou online; além de orientar os pais sobre alternativas seguras, educativas e saudáveis de atividades para crianças e adolescentes.

A exposição exagerada de informações sobre crianças representa uma ameaça à intimidade, vida privada e direito à imagem, como dispõe o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Somado a isso, todo conteúdo publicado na internet gera dados que, no futuro, podem ser desaprovados pelos filhos, por entenderem que sua vida privada foi exposta indevidamente durante a infância.

Para o médico Santoro, não há como minimizar os riscos da exposição exagerada de crianças na internet. Para ele, esse público não deve ser exposto nas redes. “Eu sou radical em relação a isso. A gente não tem que minimizar os riscos de exposição da criança. A gente simplesmente não tem que expor crianças e adolescentes, porque eles não têm ainda condições de determinar o que é seguro e o que não é seguro em termos dessa exposição”.

Segundo ele, os pais precisam zelar justamente pela privacidade dos filhos. “Sugiro que as imagens de crianças e adolescentes não sejam compartilhadas livremente na internet, a não ser com muito cuidado para pessoas muito próximas, para pessoas da família. Eu não colocaria, por exemplo, imagens de crianças em sites públicos e tomaria muito cuidado com isso”, aconselha Santoro.

Os dados digitais das crianças podem ser utilizados para diferentes finalidades, desde o roubo de identidade, cyberbullying, uso indevido de imagens e vídeos por pedófilos, até outras ameaças à segurança. A coordenadora do Grupo de Saúde Digital da SBP, a médica Evelyn Eisenstein, destaca que a privacidade online é uma garantia para que as futuras gerações possam entrar em sua maturidade livres para construir por elas mesmas suas identidades digitais.

“Isso é mandatório. A SBP sempre procura destacar a importância da mediação parental em acessos a conteúdos nas redes sociais para tentar reduzir problemas relacionados à segurança e à saúde das crianças e adolescentes”, disse Evelyn. A psicóloga Thais Ventura Corrêa Dominguez reforça que os pais são os principais responsáveis pela exposição de crianças na internet. “É importante que eles estejam atentos a resguardar a individualidade e privacidade da criança, considerando-a como um ser de direitos, que devem ser preservados”.

O cuidado com a disponibilização de informações pessoais deve sempre ser considerado, completa Thaís. “As crianças não possuem habilidade cognitiva para tal discernimento. O estar on-line hoje se torna quase uma obrigação, o que muitas vezes leva a comportamentos reativos e impulsivos de compartilhamento de informações. Por isso, o cuidado com as ações nas redes deve ser redobrado”.

No Brasil ainda não existem medidas legislativas que regulem a privacidade das crianças pelos provedores de internet. Logo, a publicação de uma foto aparentemente simples pode ter diversas interpretações e prejuízos, mesmo anos após a postagem.

“Temos vários projetos de lei barrados por indústrias de entretenimento, mídias e provedores que lucram em demasia com esse tipo de compartilhamento”, comentou a médica Evelyn Eisenstein. Segundo ela, não há na legislação brasileira uma lei como a Children’s Online Privacy Protection Act (Coppa – Lei de Proteção à privacidade online de crianças, em tradução livre), instituída nos Estados Unidos, em 1998, para a proteção de dados e regulação da exposição de crianças menores de 13 anos na internet.

Em agosto deste ano, o Google anunciou o lançamento de um serviço que permite remoção de imagens pessoais de adolescentes menores de 18 anos em seus resultados de pesquisa. Um formulário para fazer o pedido de remoção está disponível na página de suporte da empresa. O Google informa, no entanto, que essa remoção não significa que a foto será retirada da internet, mas que deixará de ser mostrava nos resultados de busca do Google Imagens. O compartilhamento de imagens e vídeos é um hábito relativamente novo, por isso as repercussões na vida futura das crianças ainda não são totalmente conhecidas, esta é a parte mais preocupante da exposição excessiva.

“Não são apenas os pais que devem ser mais cuidadosos, mas também familiares e cuidadores. Eles precisam estar cientes das possíveis consequências indesejadas para a saúde das crianças. Não é inofensivo compartilhar conteúdo online”, disse Evelyn. Para a psicóloga Thaís Ventura, é importante a reflexão dos pais quanto aos seus interesses pessoais em relação à exposição de seus filhos a essas tecnologias, “buscando sempre refletir quais as necessidades e consequências de suas atitudes referentes ao uso dessas tecnologias na influência da saúde da criança”.

Os pais que desejam compartilhar fotos e vídeos de seus filhos podem tomar medidas protetivas para garantir que o conteúdo não seja usado para fins maliciosos. Por exemplo, é possível limitar o público de postagens para que apenas aqueles em quem você confia que possam ver o conteúdo.(Bahia Noticias)

Santa Maria da Boa Vista: Prefeitura inaugura Centro de Educação Infantil ABC

0
A segunda-feira (27) foi de novidades para os alunos da pré-escola 1 e 2 de Santa Maria da Boa Vista. É que a Prefeitura do município inaugurou o Centro de Educação Infantil ABC. O espaço dispõe de profissionais qualificados e estrutura adequada, estando pronto para receber crianças de 4 e 5 anos que antes estavam matriculadas nas escolas Afonso, Barrinho e Creuza.

“A ideia é que os pequenos de 4 e 5 anos tenham um ambiente preparado especialmente para a sua faixa etária. Quem vai até o novo Centro de Educação Infantil se depara com um espaço bem estruturado e com profissionais capacitados. Com muito trabalho, faremos uma verdadeira revolução na educação boavistana”, comemorou o prefeito George Duarte.

O retorno às aulas presenciais em Santa Maria da Boa Vista está ocorrendo de forma escalonada, tendo iniciado no último dia 13 de setembro. A previsão é que até o dia 04 de outubro todas as turmas da sede e interior estejam de volta.(Ascom)

Memória do Teatro petrolinense ganha registros e celebração de seus atores

0

Projeto Cena, Café e Conversa foi realizado no final de semana.

Na semana do aniversário de Petrolina, um projeto contou histórias de personagens da sua cena teatral, artistas que nem sempre recebem o merecido reconhecimento, mas que continuam sua missão de movimentar a cidade artisticamente. O projeto ‘Cena, Café e Conversa’ teve sua primeira edição realizada neste final de semana, entre os dias 24 e 26 de setembro, com ações gratuitas em equipamentos culturais da cidade e na internet.

Tendo como tema “o fazer teatral e a memória”, a curadoria faz uma homenagem ao ator e multiartista Sebastião Simão Filho, que atuou na criação de grupos e formação de novos atores na região. “A questão da memória é de reconhecimento, de nós reconhecermos a nós mesmos. Essa homenagem que fazem a mim, na verdade é uma homenagem que fazem aos artistas de Petrolina, para que deixe claro o quanto essa memória tem que ser preservada, exaltada e lembrada“, afirmou Sebastião.

Na Biblioteca Municipal Cid Carvalho, todas as noites foram oferecidas apresentações, mesas-redondas, leitura dramatizada e uma exposição. Para a atriz Camila Rodrigues, o projeto foi um “grande abraço”. “É um momento em que a gente enquanto artistas pode encontrar com os nossos, trocar experiências, trabalhos e, principalmente, poder resgatar as nossas memórias, as de hoje e as dos que construíram os caminhos para a gente. Além disso tudo, surge em um momento em que os artistas realmente estavam necessitando, sentiam falta de um espaço voltado para essa linguagem”, comentou.

Uma revista foi produzida como um material de registro de parte dessas memórias, lançada e distribuída gratuitamente com textos que trazem relatos de experiências e depoimentos sobre pesquisas teatrais na região, incluindo versão digital disponível online (https://abre.ai/revistacena). “O projeto surge com a ideia de evocar a memória da cena teatral da região e também de celebrar o fazer teatral dos grupos que estão atuantes. Esse é na verdade um primeiro projeto que a gente tem especificamente falando sobre teatro, onde está sendo de fato evidenciado o trabalho dos que produzem na cena teatral da cidade“, pontua Rafael Moraes, ator que integrou a equipe de produção.

O ‘Cena, Café e Conversa’ é um projeto assinado pela Pipa Produções com coordenação artística e curadoria de Thom Galiano e Adriano Alves. O projeto é incentivado pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura – FUNCULTURA – da Fundarpe, através da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de Pernambuco. O apoio institucional é da Trup Errante, Prefeitura Municipal de Petrolina, Abajur Soluções em Audiovisual e o Sesc Petrolina.(Ascom)

A partir desta segunda-feira(27) o governo de Pernambuco libera eventos para 2,5 mil pessoas e estende horário até 1h.

0
Como reduzir distâncias e conhecer o interior do estado de Pernambuco – Revista Torque
Secretária Executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça

O Governo de de Pernambuco anunciou, nesta quinta-feira (23), que estão autorizados eventos para 2,5 mil pessoas ou 50% da capacidade, no que for menor, podendo ir até 1h da madrugada.

A partir de agora, os eventos-testes deixam de existir, pois não será mais preciso pedir autorização para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco. O avanço no Plano de Convivência com a Covid-19 será a partir da próxima segunda-feira (27) – confira abaixo como o fica o funcionamento de acordo com os vários setores. 

Já no mês de novembro, o Governo do Estado irá liberar eventos para até 5 mil pessoas ou 70%, o que for menor. Para os eventos sociais, é preciso o uso da máscara, desde que não esteja consumindo comida e bebida. O público deve estar 100% vacinado com duas doses ou com a vacina de dose única. Os eventos devem ter duração de, no máximo, 7 horas com horário até 1h, qualquer que seja o dia.

Para a secretária executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça, o avanço é importante e foi possível graças aos números da saúde e diálogo com o setor. “São setores que movimentam bem a cadeia econômica. Vamos liberar eventos em todo o Estado com público de até 2,5 mil pessoas. Essa é uma forma de estimular a vacinação, já que ingressos são destinados a pessoas que tem duas doses da vacinação”, disse.

Confira como fica o funcionamento dos setores a partir desta segunda (27) em Pernambuco:

Eventos corporativos
Também houve avanços para os eventos corporativos a partir desta segunda-feira, que poderá ter capacidade máxima de 2,5 mil presentes ou 80% do local, o que for menor, mas a partir de 300 pessoas. Para esses eventos, será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% da venda dos ingressos para pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose no caso de vacina de dose única. Já nos eventos sociais, a capacidade máxima poderá chegar a 2,5 mil presentes ou 50% do local, o que for menor.

Bares e restaurantes
No caso dos bares, restaurantes e serviços de alimentação, o local pode ter 80% da capacidade, com até 15 pessoas por mesa e distanciamento reduzido para 1 metro. O horário de funcionamento também foi estendido, podendo operar das 5h à 1h da madrugada em todo Estado- até então, está até 0h -, em qualquer dia da semana.

Shopping centers e galerias comerciais
Passam a funcionar das 8h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um cliente a cada 5 metros quadrados nas áreas internas das lojas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação.

Escritórios comerciais
A capacidade dos escritórios passa para 80% do local, considerando o distanciamento de 1 metro entre as estações de trabalho. Podem funcionar em todo o Estado das 5h à meia-noite, qualquer dia da semana.

Igreja e templos religiosos
A exemplo dos eventos sociais, a capacidade máxima em igreja e templos religiosos pode chegar a 2,5 mil presentes ou 80% do local, o que for menor, mas a partir de 300 pessoas, será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% das vagas para pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose no caso de vacina de dose única. Os outros 10% dos lugares serão destinados a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes da celebração.

Mantém-se obrigatório o uso da máscara. As igrejas e templos religiosos poderão funcionar das 5h à 1h da madrugada, em todo o Estado, durante a semana e nos finais de semana e feriados.

Cinema, teatro e circo
A capacidade máxima poderá chegar a 2,5 mil presentes ou 80% do local, o que for menor, mas, a partir de 300 pessoas, será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% da venda dos ingressos para pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única. Os outros 10% dos ingressos serão vendidos a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento. Vão poder funcionar, das 9h à 1h da madrugada, em todo o Estado, durante a semana e nos finais de semana e feriados

Museus e demais equipamentos culturais
A partir desta segunda (27), museus e equipamentos culturais podem funcionar em todo o Estado das 8h à meia-noite durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um visitante a cada 20 metros quadrados nas áreas expositiva internas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas expositivas externas.

Academias e similares 
Podem funcionar em todo o Estado das 5h à meia-noite, durante a semana, nos finais de semana e feriados. Com a capacidade passando para 80% nos aparelhos de cardio.

Feiras de negócios
Passam a funcionar das 8h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um cliente/visitante a cada 5 metros quadrados nas áreas internas das lojas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação.

Clubes sociais
Liberado o funcionamento em todo o Estado, das 5h à 1h da madrugada, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Permanece liberada a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança. Liberadas as saunas.

Entenda de onde vem a tradição de dar doces no dia de Cosme e Damião

0

O professor Agnaldo Cuoco Portugal, do Departamento de Filosofia da Universidade de Brasília (UnB), explicou que, na religião católica, Cosme e Damião eram dois irmãos gêmeos, considerados curandeiros – médicos na comunidade onde viviam

Entenda de onde vem a tradição de dar doces no dia de Cosme e Damião

Quando falamos em São Cosme e São Damião lembramos, na hora, da tradição de distribuir doces para as crianças no dia 27 de setembro. Na família da jornalista Aline Monteiro, isso acontece há muitos anos. A mãe fez uma promessa a esses santos pela saúde dos filhos e, desde então, oferece guloseimas para os pequenos no mês de setembro. A promessa acabou e Aline ainda vai para rua, dar continuidade à tradição que a mãe começou anos atrás.

“Hoje em dia já não é mais a promessa, mas a gente continua a tradição. Acredito que mais em agradecimento, à perpetuação, à repercussão da fé que continua. E claro, pedindo mais e mais saúde”, conta Aline.

Mas você sabe como começou esse hábito? Ou até mesmo quem foram esses santos para quem tantas pessoas fazem promessas?

O professor Agnaldo Cuoco Portugal, do Departamento de Filosofia da Universidade de Brasília (UnB), explicou que, na religião católica, Cosme e Damião eram dois irmãos gêmeos, considerados curandeiros – médicos na comunidade onde viviam.

Para o catolicismo, não havia nenhuma ligação entre os irmãos e as crianças ou a distribuição de doces. Essa prática veio da associação que os escravos fizeram de Cosme e Damião a orixás da umbanda e do candomblé: os Ibejis, filhos gêmeos de Xangô e Iansã.

O professor explicou que, como havia muita repressão na época da escravidão no Brasil aos cultos africanos, os negros precisavam adorar suas divindades sempre associando a algum santo católico. E foi isso que aconteceu com são Cosme e são Damião.

“Naquela época, os escravos africanos não tinham a possibilidade de cultuar os seus orixás, as suas divindades livremente. Eles tinham que fazer essa associação com alguns santos católicos, pra não serem perseguidos. A tradição de dar doces tem a ver com esses dois orixás crianças que foram associados a Cosme e Damião”, explica o professor.

Agnaldo Cuoco disse ainda que muitas dos nossos costumes hoje têm relação com a religião, que é um traço muito marcante no Brasil. Locais sagrados, festas e tradições estão sempre muito ligadas a uma história religiosa.

“A religião tem um papel de raiz, de fonte de vários elementos da cultura. Permite a você marcar o dia, por exemplo. Esse dia especial, que está ligado a tal coisa. Ou os lugares, tal lugar é especial, é um templo, é uma catedral, é um terreiro, é uma casa de santo. Então, a religião está ligada à cultura de diversas maneiras”, resume o professor.

Em 1969, a religião católica alterou o dia de são Cosme e são Damião para o dia 26 de setembro para não chocar com a data que se celebra são Vicente de Paula. Mas, pela tradição, a maioria das pessoas ainda comemora no dia 27.

Veja como fica o Plano de Convivência com a Covid-19 em Pernambuco a partir desta segunda-feira (27)

0

 

Cronograma do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19  é antecipado - Pernambuco Contra o Coronavírus

Com os indicadores da pandemia sob controle, Pernambuco entra, nesta segunda-feira (27), em uma nova fase de avanço do Plano de Convivência com a Covid-19, protocolo do Governo do Estado para retomada das atividades econômicas e sociais.

Entre os principais avanços do plano, estão a autorização para a realização de eventos culturais, shows e bailes com até 2,5 mil pessoas e a presença de torcida nos estádios de futebol, também com 2,5 mil pessoas ou 20% da capacidade, o que for menor.

Em ambos os cenários, será necessário que 90% dos ingressos sejam destinados a quem já tiver completado seu esquema vacinal, seja com duas doses ou a vacina de dose única.

Os shows poderão ser realizados até 1h, com duração de até sete horas.

“A nova flexibilização não abrange área de dancing, mas será permitido ficar em pé utilizando a máscara”, explicou a secretária executiva de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Ana Paula Vilaça, acrescentando que a máscara só poderá ser retirada quando se estiver consumindo comida ou bebida.

Ainda segundo a secretária, em novembro, a capacidade do público será de 5 mil pessoas ou 70% da capacidade, o que for menor.

Eventos corporativos, colações de grau, aulas da saudade e cultos ecumênicos poderão ser realizados com capacidade máxima de 2,5 mil pessoas ou 80% do local, o que for menor.

Cinemas, teatros e circos vão seguir a mesma regra de capacidade dos eventos corporativos. A única diferença é que esses últimos vão poder funcionar das 9h à 1h.

Também passam a valer nesta segunda-feira novas medidas para o funcionamento dos bares e restaurantes, que poderão aumentar a capacidade de clientes para 80% do local com até 15 pessoas por mesa e distanciamento reduzido para 1 metro.

Academias de ginástica e similares estão autorizadas a aumentar a capacidade dos aparelhos de cárdio de 70% para 80%.

Confira as regras do Plano de Convivência com a Covid-19 em Pernambuco válidas a partir desta segunda-feira (27)

Eventos culturais, shows e bailes –A partir de 27 de setembro

Os eventos-teste deixam de existir, pois não será mais preciso pedir autorização para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco. Ficam liberados os eventos para 2,5 mil pessoas ou 50%, o que for menor. Obrigatório o uso da máscara, desde que não esteja consumindo comida e bebida. Público sentado, sem dancing, e é permitido ficar em pé, desde que esteja usando máscara.

Será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% da venda dos ingressos para pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única. Os outros 10% dos ingressos serão vendidos a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento. Os eventos devem ter duração de, no máximo, 7 horas com horário até 1h da madrugada, todos os dias.

Novembro
Ficam liberados os eventos para 5 mil pessoas ou 70%, o que for menor. Obrigatório o uso da máscara, desde que não esteja consumindo comida e bebida. Público sentado, sem dancing, e é permitido ficar em pé, desde que esteja usando máscara.

O público deve estar 100% vacinado com duas doses ou com a vacina de dose única. Os eventos devem ter duração de, no máximo, 7 horas com horário até 1h da madrugada, todos os dias.

Eventos esportivos –
Será permitida a presença de torcida com limite máximo de 2,5 mil pessoas ou 50% da capacidade do local, o que for menor, em competições esportivas. A partir de 300 pessoas, será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% da venda dos ingressos para pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única. Os outros 10% dos ingressos serão vendidos a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento.

Liberação de torcida em estádios de futebol
A partir de 27 de setembro
20% da capacidade do local ou 2,5 mil pessoas, o que for menor. Será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% da venda dos ingressos para pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única.

Os outros 10% dos ingressos serão vendidos a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento.

Eventos corporativos
A partir de 27 de setembro
A capacidade máxima poderá chegar a 2,5 mil presentes ou 80% do local, o que for menor, mas a partir de 300 pessoas, será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% da venda dos ingressos para pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única. Os outros 10% dos ingressos serão vendidos a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento.

Obrigatório o uso da máscara, desde que não esteja consumindo comida e bebida. Público sentado, sem dancing, e é permitido ficar em pé, desde que esteja usando máscara. Os eventos poderão ocorrer das 8h à 1h da madrugada, todos os dias.

Ex: Assembleias, capacitações, cursos, conferências, congressos, convenções, encontros, entrevistas, fóruns, painéis, palestras, reuniões, simpósios, seminários, solenidades, treinamentos, webinar e workshops.

Eventos sociais/Buffet
A partir de 27 de setembro
A capacidade máxima poderá chegar a 2,5 mil presentes ou 50% do local, o que for menor. A partir de 300 pessoas, será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo 90% do público vacinado com a segunda dose ou com apenas uma dose, no caso de vacina de dose única. Os outros 10% serão reservados a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento. Obrigatório o uso da máscara, desde que não esteja consumindo comida e bebida.

Público sentado, sem dancing, e é permitido ficar em pé, desde que esteja usando máscara. Os eventos poderão ocorrer das 8h à 1h da madrugada, todos os dias.

Ex: Aniversários, batizados, bodas, casamentos, festas infantis e noivados.

Colação de grau, aula da saudade e culto ecumênico
A partir de 27 de setembro
A capacidade máxima poderá chegar a 2,5 mil presentes ou 80% do local, o que for menor. A partir de 300 pessoas, será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo 90% do público vacinado com a segunda dose ou com apenas uma dose, no caso de vacina de dose única. Os outros 10% serão reservados a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento. Obrigatório o uso da máscara, desde que não esteja consumindo comida e bebida.

Público sentado, sem dancing, e é permitido ficar em pé, desde que esteja usando máscara. Os eventos poderão ocorrer das 8h à 1h da madrugada, todos os dias.

Serviços de alimentação (bares, restaurantes e lanchonetes)
A partir de 27 de setembro
Passam para 80% da capacidade do local com até 15 pessoas por mesa e distanciamento reduzido para 1 metro. Vão poder funcionar, das 5h à 1h da madrugada, em todo o Estado, durante a semana e nos finais de semana e feriados, inclusive localizados em shopping centers. É permitida a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança. Será permitido que as pessoas fiquem em pé, mas usando máscaras.

Academias e similares
A partir de 27 de setembro
Permanecem funcionando em todo o Estado, das 5h à meia-noite, durante a semana, nos finais de semana e feriados. Com a capacidade passando para 80% nos aparelhos de cardio.

Feiras de negócios
A partir de 27/09/2021
Passam a funcionar das 8h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um cliente/visitante a cada 5 metros quadrados nas áreas internas das lojas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação.

Shopping centers e galerias comerciais
A partir de 27 de setembro
Passam a funcionar das 8h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um cliente a cada 5 metros quadrados nas áreas internas das lojas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação.

Cinema, teatro e circo
A partir de 27 de setembro
A capacidade máxima poderá chegar a 2,5 mil presentes ou 80% do local, o que for menor, mas a partir de 300 pessoas, será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% da venda dos ingressos para pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única. Os outros 10% dos ingressos serão vendidos a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento. Vão poder funcionar, das 9h à 1h da madrugada, em todo o Estado, durante a semana e nos finais de semana e feriados.

Museus e demais equipamentos culturais
A partir de 27 de setembro
Passam a funcionar em todo o Estado, das 8h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um visitante a cada 20 metros quadrados nas áreas expositiva internas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas expositivas externas.

Clubes sociais
A partir de 27 de setembro
Passam a funcionar em todo o Estado, das 5h à 1h da madrugada, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Permanece liberada a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança. Liberadas as saunas.

Igrejas e templos religiosos
A partir de 27 de setembro
A capacidade máxima pode chegar a 2,5 mil presentes ou 80% do local, o que for menor, mas a partir de 300 pessoas, será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% das vagas para pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única. Os outros 10% dos lugares serão destinados a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes da celebração. Obrigatório uso da máscara. Vão poder funcionar, das 5h à 1h da madrugada, em todo o Estado, durante a semana e nos finais de semana e feriados.

Escritórios comerciais
A partir de 27 de setembro
A capacidade passa para 80% do local, considerando o distanciamento de 1 metro entre as estações de trabalho. Passam a funcionar em todo o Estado, das 5h à meia-noite, qualquer dia da semana.

Fernando de Noronha
A partir de 27 de setembro
Só poderá entrar na ilha apenas com carteira de vacinação digital com as duas doses ou dose única (21 dias de aplicação), ou com uma dose mais exames: RT-PCR negativo (48 horas antes do embarque ou menos); ou resultado reagente do exame IgG por sorologia, ou resultado reagente de anticorpos neutralizantes, ambos realizados em laboratório.

Dezembro
Só poderá entrar na ilha apenas com carteira de vacinação digital e com as duas doses aplicadas ou dose única.

O que permanece como está

Comércio varejista de bairro
É permitido 1 cliente a cada 5 metros quadrados para área interna das lojas e 1 cliente a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação. O horário de funcionamento é de 8h à meia-noite, qualquer dia da semana.

Comércio varejista de centro
É permitido 1 cliente a cada 5 metros quadrados para área interna das lojas e 1 cliente a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação. O horário de funcionamento é das 8h à meia-noite, qualquer dia da semana.

Polo de Confecções
O horário de funcionamento é das 5h à meia-noite, qualquer dia da semana.

Parques temáticos, aquáticos, jogos eletrônicos, itinerantes e similares
São objetos de regulamentação e fiscalização de cada município.

Parques infantis
São objetos de regulamentação e fiscalização de cada município.

Comércio de praia, ciclofaixas e calçadões
São objetos de regulamentação e fiscalização de cada município.

Escolas e universidades
Deve-se manter o distanciamento de 1 metro entre as bancas escolares, reduzindo a quantidade de estudantes quando necessário. O horário de funcionamento é das 6h à meia-noite.

Informações da Folha de Pernambuco