Sem categoria

Home Sem categoria Page 3

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em junho

0

Também recebem os inscritos no Bolsa Família com NIS 7

Aplicativo do auxílio emergencial

Trabalhadores informais nascidos em junho recebem nesta terça-feira (26) a sétima parcela do auxílio emergencial em 2021. O benefício tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro é depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o valor poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta corrente.

Também nesta terça, recebem a sétima parcela do auxílio emergencial os participantes no Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) de final 7. As datas da prorrogação do benefício foram anunciadas em agosto.

Ao todo, 45,6 milhões de brasileiros estão sendo beneficiados pela rodada do auxílio emergencial deste ano. O benefício começou a ser pago em abril.

 Sétima parcela do auxílio emergencial para beneficiários do CadÚnico

Sétima parcela do auxílio emergencial para beneficiários do CadÚnico – Caixa/Divulgação

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS.

O pagamento da sétima parcela aos inscritos no Bolsa Família começou no último dia 18 e segue até a próxima sexta-feira (29). O auxílio emergencial somente é depositado quando o valor é superior ao benefício do programa social.

Calendário da sétima parcela do auxilio emergencial para beneficiários do bolsa família

Calendário da sétima parcela do auxilio emergencial para beneficiários do bolsa família – Divulgação/Caixa

Em todos os casos, o auxílio está sendo pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à atual rodada (veja guia de perguntas e respostas no último parágrafo).

O programa se encerraria em julho, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para as parcelas. A partir de novembro, o público do Bolsa Família será migrado para o Auxílio Brasil.

A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio.

A luta, a união a vida! Mãe e filha descobrem câncer de mama ao mesmo tempo

0

Foram diagnosticadas com oito meses de diferença.

Mãe e filha descobrem câncer de mama ao mesmo tempo

Uma mãe e filha, do estado norte-americano do Nebraska, lutaram juntas contra um câncer na mama, depois de terem sido ambas diagnosticadas com a doença, com apenas oito meses de diferença.

Amanda Nelson já sabia que tinha um grande risco de ter a doença, dado que o histórico clínico da sua família assim o indicava. Não foi com grande surpresa que recebeu a notícias que, apesar de tudo, não desejava receber.

A mulher é portadora do gene BRCA-2, que a torna mais suscetível a sofrer da doença pelo que, como a própria afirma, não havia muitas dúvidas de que teria câncer. ” A única duvida era: quando?”.

O diagnóstico surgiu em 2019 num momento contudo delicado: a sua mãe também estava lutando contra a doença. Assim, apesar de preparada para o diagnóstico Amanda admite que foi difícil lutar pela vida ao mesmo tempo que tinha que estar ao lado da mãe.

Os tratamentos das duas foram muito diferentes. Amanda foi submetida a uma mastectomia dupla, enquanto que a sua mãe, Terry Wulf, foi submetida a várias sessões de quimioterapia e medicação oral intensiva.

Após uma árdua luta, mãe e filha venceram e o câncer de cada uma está em remissão.

“Só quero pensar que consegui passar por isso. E agora vou apenas viver a minha vida”, afirma Terry Wulf.

Mãe e filha querem ser um exemplo na luta contra a doença, incentivando outras mulheres a vigiar a sua saúde por forma a tornar a doença mais controlável.

Sintraf Petrolina participa de reunião com Agência Pernambucana de Águas e Climas- APAC e Instituto Agronômico de Pernambuco em Recife

0
A Diretoria do Sintraf de Petrolina, assistindo ao CONSUPONTAL, junto com o seu jurídico, por meio do apoio e intermediação do Deputado Estadual Joel da Harpa, participou hoje (25), de reunião com representantes da Agência Pernambucana de Águas e Climas e do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) para tratar dos assuntos relacionados ao uso e administração dos recursos hídricos dos Riachos Pontal e afluentes.

Na oportunidade, a Presidenta do Sintraf Isália, externou a importância da parceria e intervenção da APAC nos conflitos e problemas hoje existentes relacionados ao uso da água, destacando que deve ser observado o uso consciente e sustentável, além da necessidade de formalizarem a situação que hoje ocorre. O assessor jurídico do SINTRAF e do CONSUPONTAL, o advogado José Bezerra Netto explanou a expectativa e projeto dos comunitários que fazem parte das adjacências do Riacho Pontal: “a vinda a APAC se deu em razão de encontrarmos um entrave formal/legal para que possamos executar um projeto de administração e gestão dos recursos hídricos, considerando que a APAC é o órgão responsável. Nós trouxemos um problema, e já oferecemos uma solução, nesse primeiro momento sinalizaram positivamente sobre a nossa proposta, aguardaremos a resposta oficial ao nosso ofício.”
Na mesma reunião os representantes do CONSUPONTAL solicitaram o apoio para dimensionarem a quantidade de água que precisam formalmente. Em resposta foi indicado pela APAC e seus diretores que se tentasse obter esse auxílio por meio do IPA e seus técnicos.

Em seguida, acompanhando o Dep. Joel da Harpa, os representantes estiveram na ALEPE, onde fizeram o primeiro contato com o Presidente do IPA Kaio Maniçoba, que organizou sua agenda e recebeu os petrolinenses na sede do IPA de Recife.

Na oportunidade,os representantes do CONSUPONTAL solicitaram do IPA o apoio de seus técnicos. Na reunião o Presidente do IPA garantiu apoio irrestrito, sobretudo por se tratar de uma solução de um problema tão antigo, informando que encaminharia solicitação direta ao Gerente Regional do IPA, João Batista, para que esse já providenciasse o que fosse necessário.

Ao fim das reuniões o Deputado Joel da Harpa reafirmou seu compromisso em auxiliar no que estivesse ao alcance dele, e parabenizou os comunitários pela organização e disposição em resolver uma situação tão complexa, destacando a importância do poder público ouvir a coletividade e dar apoio às suas demandas.

RETORNO DA REUNIÃO DO DIA 22/10/2021 com a CODEVASF.

No mesmo dia, 25, os representantes do CONSUPONTAL receberam uma notícia positiva do vereador Wenderson Batista sobre o retorno da reunião com a CODEVASF, afirmando que a gerência da CODEVASF se comprometeu em manter a regularidade do fornecimento de água.

A presidenta do SINTRAF destacou o quanto é importante a união de esforços em torno de uma demanda que passa por diversas competências. “Estamos conseguindo mostrar aos agentes públicos que essa demanda dos comunitários do Pontal deve ter apoio e trabalho das 3 esferas do governo: Municipal, Estadual e Federal. O prefeito Miguel Coelho já sinalizou que o que precisar da prefeitura ele estará à postos. A APAC, ao informou que estarão disponíveis para dar todo apoio que puderam. E a CODEVASF, conforme resposta do vereador Wenderson, está se comprometendo a dar segurança a esses agricultores. Pautas super positivas”, finalizou.(Ascom)

Prefeitura de Juazeiro divulga cronograma de vacinação contra a Covid-19 até esta quarta-feira(27)

0

A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde (Sesau), divulgou o cronograma de vacinação contra a Covid-19 até esta  quarta-feira (27).

Nestes dias haverá vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos que realizaram o agendamento na plataforma vacina.juazeiro.ba.gov.br/, bem como vacinação da primeira dose para a população com 18 anos ou mais, aplicação da segunda dose e da dose de reforço (3ª dose).

Adolescentes de 12 a 17 anos- agendado 

Na segunda e terça-feira, a vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos que realizaram o agendamento será nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Alto do Cruzeiro, Itaberaba, Dom José Rodrigues e Antônio Guilhermino no horário de 8h às 12h; na UBS João Paulo II e na Uneb das 8h às 12h e das 14h às 16h. Na quarta-feira a vacinação deste público será na Uneb, das 8h às 12h e das 14h às 16h. Mesmo agendados, os adolescentes precisam apresentar RG, CPF ou cartão SUS e comprovante de residência. É necessário estarem acompanhados dos pais ou responsáveis. Apenas os adolescentes agendados irão receber a vacina.

Repescagem – População 18 anos ou mais 

Este público poderá buscar pela UBS Maringá de segunda a quarta-feira. É preciso levar RG, CPF, cartão SUS e comprovante de residência. O horário é das 8h às 12h.

Segunda dose – Oxford/AstraZeneca, Pfizer e CoronaVac 

A vacinação da segunda dose será de segunda a quarta-feira no Juá Garden Shopping no horário das 10h às 16h; nas UBSs Vila Jacaré e CSU das 8h às 11h30 e das 14h às 16h; e nas UBSs Jardim Flórida e Tabuleiro das 8h às 11h30. É preciso levar RG, CPF, Cartão SUS, comprovante de residência e cartão de vacina.

Por orientação do Ministério da Saúde, o prazo para a aplicação da segunda dose da vacina Pfizer foi reduzido. Quem está com prazo até 10 de novembro para receber a segunda dose já pode procurar os postos de vacinação

Dose de Reforço (3ª dose) 

Poderão receber a dose de reforço: idosos, residentes em Juazeiro, com 60 anos ou mais e que tenham intervalo de 6 meses em relação à última dose; profissionais de saúde ativos e lotados em Juazeiro e que tenham intervalo de 6 meses em relação à última dose; e imunossuprimidos que possuam intervalo de 28 dias em relação à última dose, incluindo pacientes renais crônicos.

A vacinação será na Univasf na segunda e terça-feira. Já na quarta-feira, além da Univasf também haverá na UBS João Paulo II. O horário é das 8h às 12h e das 14h às 16h. É preciso levar RG, CPF, cartão SUS, comprovante de residência e cartão de vacina. O trabalhador de saúde deve levar também o comprovante de vínculo empregatício atualizado (a exemplo do contracheque). Os imunossuprimidos também precisam levar original e cópia do laudo médico (a cópia ficará retida)

São considerados imunossuprimidos as pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente a 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticóide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas e pacientes renais crônicos.

Ascom Sesau PMJ

Começa nesta terça-feira(26) em Petrolina o I Festival de Cantoria e Cantadores. Mais de 12 músicos poetas participarão

0

Mais de 12 artistas, entre nomes nacionais e talentos nordestinos, vão se encontrar virtualmente, de hoje, 26 até sexta, dia  29 de outubro, em Petrolina – PE, durante o I Festival de Cantoria e Cantadores. O projeto, com transmissão pelo canal do Youtube da Sincronia Filmes, a partir das 19h30, além das apresentações musicais e poéticas gratuitas, também vai movimentar os alunos das escolas públicas do município com bate-papos musicados e palestras em formato híbrido.

Com participações confirmadas de Maciel Melo (Iguaraci-PE), Ceumar (São Paulo-SP) e Camila Yasmine (Petrolina-PE), o festival, segundo seus curadores Maviael e Marcone Melo, é uma iniciativa de celebração da música autoral e da diversidade de estilos e ritmos. “Durante quatro dias iremos promover a troca de vivências e experiências de apreciação estética e formação, promovendo ricos diálogos e intercâmbios culturais, visando contribuir significativamente para o desenvolvimento da cadeia produtiva da música”, pontuou Marcone Melo, idealizador e produtor do Festival.

Fazem parte ainda da grade de programação nomes como: Nilton Freitas (Uauá-BA), Mariano Carvalho (Salgueiro-PE), Paulinho Pedra Azul (Pedra Azul-MG), Álisson Menezes (Vitória da Conquista-BA), João Sereno (Juazeiro-BA), Gean Ramos (Jatobá-PE), Ivan Greg (Petrolina-PE) e Marcone Melo (Petrolina-PE).

O I Festival de Cantoria e Cantadores tem realização e produção executiva da Melodia Produções e conta com incentivo cultural da Fundarpe e da Secretaria de Cultura do Governo de Pernambuco (Secult-PE), através da sua aprovação no 3º Edital Funcultura de Música 2018/2019.

Mais informações: (87) 98866-7387 e (71) 99922-5842.

Um Brasil que se alimenta e outro que não

0

Famílias que nada tem e sofrem para sobreviver em meio à pandemia com o desemprego e a alta nos preços dos alimentos

A fome no Brasil aumentou mais ainda com o agravamento da pandemia do novo coronavírus. São 116,8 milhões de pessoas vivendo em situação de insegurança alimentar no país, número equivalente a duas vezes a população da Argentina.

O percentual de lares em insegurança alimentar grave (fome) nas regiões brasileiras corresponde a 18,01% no Norte; 13,8%, no Nordeste; 6,9% no Centro-Oeste; e 6% no Sul e no Sudeste; além disso, 11,1% dos lares chefiados por mulheres enfrentam a fome. Os dados são do Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, desenvolvido pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar (Rede PENSSAN).

A pandemia também contribuiu para o aumento dos índices de desemprego, atingindo a marca de 14,1 milhões de pessoas desempregadas, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgada em dezembro de 2020. Outra preocupação que tem tirado o sono das famílias brasileiras, principalmente as mais vulneráveis, é a alta nos preços dos alimentos.

Milhares de pessoas não têm o que comer: falta-lhes o alimento básico. Por isso, além de todo o trabalho que realiza ao longo do ano, a Legião da Boa Vontade também promove a sua tradicional campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de cada dia!, com o objetivo de fortalecer esse espírito de Solidariedade e angariar doações em prol de quem mais precisa.

Sob o lema “um Brasil que se alimenta e outro que não”, a campanha da LBV está mobilizando doações para entregar, no mês de dezembro, 50 mil cestas de alimentos não perecíveis em 226 cidades brasileiras, as quais vão beneficiar famílias em vulnerabilidade social e em risco alimentar atendidas nos serviços e programas socioeducacionais da Instituição e também famílias assistidas por organizações que são assessoradas e atuam em parceria com a Legião da Boa Vontade. O objetivo é proporcionar a elas um Natal digno e sem fome.

Celebrar o Natal é também ajudar quem mais precisa

Doe itens que compõem a cesta: arroz, feijão, óleo, açúcar, café, leite em pó, macarrão, farinha de mandioca, fubá, farinha de milho, mistura para mingau, extrato de tomate, biscoito de maisena, canjiquinha, sardinha enlatada e sal.

Doe o valor da cesta e a quantidade que puder: acesse o site www.lbv.org.br.

Faça doações via transferência bancária pelo PIX: e-mail: pix@lbv.org.br.

Leve sua doação na LBV: consulte www.lbv.org/enderecos.

Informe-se pelo telefone: 0800 055 50 99.

Acompanhe as ações realizadas pela Legião da Boa Vontade nas redes sociais, pelo endereço @LBVBrasil no Facebook e no Instagram.(Ascom)

Prepare o bolso! Petrobras sobe novamente preços da gasolina e do diesel

0

A gasolina subirá 7% e o diesel, 9,1%

Petrobras sobe novamente preços da gasolina e do diesel

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (25) novos reajustes nos preços da gasolina e do diesel em suas refinarias. A gasolina subirá 7% e o diesel, 9,1%. Segundo a estatal, os aumentos refletem a elevação das cotações internacionais do petróleo e da taxa de câmbio.

A partir desta terça (26), o litro de gasolina vendido pelas refinarias da Petrobras custará R$ 3,19, ou R$ 0,21 acima do vigente atualmente. Já o litro do diesel sairá por R$ 3,34, alta de R$ 0,28. É o segundo reajuste dos dois produtos em menos de um mês

“Esses ajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras”, disse a estatal.

O anúncio ocorreu logo após o presidente da República, Jair Bolsonaro, dizer em entrevista a uma rádio do Mato Grosso do Sul que não é “malvadão” e que não quer “aumentar o preço de nada”.

“Alguns me criticam, o preço do combustível, o preço do gás. Eu não sou malvadão, eu não quero aumentar o preço de nada. Mas não posso interferir no mercado. Se pudesse, iriam dizer que eu queria interferir no preço da carne que vocês produzem no Mato Grosso do Sul”, afirmou Bolsonaro.

A escalada do preço do diesel gerou esta semana paralisação de empresas transportadoras de combustíveis de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, com reflexos sobre a renovação de estoques de postos de gasolina nos dois estados.

Tem sido combustível também para a insatisfação de caminhoneiros, que prometem paralisação no dia 1º de novembro para cobrar ação do governo, que anunciou nesta quinta-feira (21) um auxílio de R$ 400 para a categoria em tentativa de esfriar os ânimos.

Gasolina é vendida por até R$ 7,469 o litro no Brasil; veja ranking nacional

0

AUMENTO DA GASOLINA

O litro da gasolina chegou ao pico de R$ 7,469 no Brasil, registrado no Rio Grande do Sul, e treze Estados tiveram preços máximos do derivado do petróleo maiores ou iguais a R$ 7,00. A informação é da Pesquisa Semanal de Preços da Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Os preços médios encontrados, contudo, colocam o Rio Grande do Norte como o Estado com o litro mais caro – a R$ 6,948.

O Estado onde o menor preço para o litro da gasolina foi encontrado é São Paulo – de R$ 5,089.

Confira o ranking por unidade da federação

Rio Grande do Sul

Preço médio – R$ 6,65

Preço mínimo – R$ 5,999

Preço máximo – R$ 7,469

Rio de Janeiro 
Preço médio – R$ 6,914

Preço mínimo – R$ 6,199

Preço máximo – R$ 7,399

Acre

Preço médio – R$6,732

Preço mínimo – R$6,51

Preço máximo – 7,3

Piauí

Preço médio – R$ 6,905

Preço mínimo – R$ 6,099

Preço máximo – R$ 7,159

Ceara

Preço médio – R$ 6,599

Preço mínimo – R$ 5,95

Preço máximo – R$ 7,1

Minas Gerais   

Preço médio – R$ 6,603

Preço mínimo – R$ 6,239

Preço máximo – R$ 7,099

Paraná

Preço médio ­– R$ 6,101

Preço mínimo – R$ 5,829

Preço máximo – R$ 7,09

Mato Grosso

Preço médio – R$ 6,403

Preço mínimo – R$ 6,099

Preço máximo – R$ 7,047

São Paulo

Preço médio – R$ 6,023

Preço mínimo – R$ 5,089

Preço máximo – R$ 6,999

Alagoas

Preço médio – R$ 6,313

Preço mínimo – R$ 6,09

Preço máximo – R$ 6,999

Goiás

Preço médio – R$ 6,713

Preço mínimo – R$ 6,29

Preço máximo – R$ 6,999

Distrito Federal

Preço médio – R$ 6,586

Preço mínimo – R$ 6,429

Preço máximo – R$ 6,999

Rio Grande do Norte  

Preço médio – R$ 6,948

Preço mínimo – R$ 6,79

Preço máximo – R$ 6,999

Pernambuco

Preço médio – R$ 6,317

Preço mínimo – R$ 5,94

Preço máximo – R$ 6,979

Pará

Preço médio – R$ 6,341

Preço mínimo – R$ 6,07

Preço máximo – R$ 6,95

Amazonas

Preço médio – R$ 6,307

Preço mínimo – R$ 6,25

Preço máximo – R$ 6,95

Bahia

Preço médio – R$ 6,264

Preço mínimo – R$ 5,89

Preço máximo – R$ 6,899

Tocantins        

Preço médio – R$ 6,556

Preço mínimo – R$ 6,35

Preço máximo – R$ 6,799

Rondônia        

Preço médio – R$ 6,397

Preço mínimo – R$ 6,049

Preço máximo – R$ 6,76

Espírito Santo

Preço médio – R$ 6,41

Preço mínimo – R$ 6,15

Preço máximo – R$ 6,699

Sergipe

Preço médio – R$ 6,404

Preço mínimo – R$ 6,24

Preço máximo – R$ 6,699

Mato Grosso do Sul   

Preço médio – R$ 6,231

Preço mínimo – R$ 5,999

Preço máximo – R$ 6,66

Paraíba

Preço médio – R$ 6,197

Preço mínimo – R$ 6,079

Preço máximo – R$ 6,589

Santa Catarina

Preço médio – R$ 6,141

Preço mínimo – R$ 5,399

Preço máximo – R$ 6,559

Maranhão

Preço médio ­– R$ 6,218

Preço mínimo – R$ 6,11

Preço máximo – R$ 6,399

Roraima

Preço médio – R$ 5,973

Preço mínimo – R$ 5,91

Preço máximo ­– R$ 5,99

Amapá

Preço médio – R$ 5,511

Preço mínimo – R$ 5,46

Preço máximo – R$ 5,83

Vazão da Barragem de Sobradinho (BA) será reduzida para 800 m³/s a partir desta terça-feira (26)

0

Em nota à imprensa, a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) informou,  que vai diminuir a vazão da media diária da Barragem de Sobradinho (BA), a partir desta terça-feira (26).

Segundo o comunicado,  o volume do lago será reduzido, de 1.000 m³/s  para 800 m³/s, conforme o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).
A Chesf solicitou cuidados à população que ocupa áreas ribeirinhas próximas à calha do Rio São Francisco, por questões de segurança. Aguardem novas informações.

Juazeiro (BA): confira o cronograma de vacinação contra a Covid-19 desta terça-feira

0

Nesta terça-feira(26), a vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos que realizaram o agendamento será nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Alto do Cruzeiro, Itaberaba, Dom José Rodrigues e Antônio Guilhermino no horário de 8h às 12h; na UBS João Paulo II e na Uneb das 8h às 12h e das 14h às 16h. Na quarta-feira a vacinação deste público será na Uneb, das 8h às 12h e das 14h às 16h. Mesmo agendados, os adolescentes precisam apresentar RG, CPF ou cartão SUS e comprovante de residência. É necessário estarem acompanhados dos pais ou responsáveis. Apenas os adolescentes agendados irão receber a vacina.

Repescagem – População 18 anos ou mais

Este público poderá buscar pela UBS Maringá até quarta-feira. É preciso levar RG, CPF, cartão SUS e comprovante de residência. O horário é das 8h às 12h.

Segunda dose – Oxford/AstraZeneca, Pfizer e CoronaVac

A vacinação da segunda dose será nesta terça quarta-feira no Juá Garden Shopping no horário das 10h às 16h; nas UBSs Vila Jacaré e CSU das 8h às 11h30 e das 14h às 16h; e nas UBSs Jardim Flórida e Tabuleiro das 8h às 11h30. É preciso levar RG, CPF, Cartão SUS, comprovante de residência e cartão de vacina.

Por orientação do Ministério da Saúde, o prazo para a aplicação da segunda dose da vacina Pfizer foi reduzido. Quem está com prazo até 10 de novembro para receber a segunda dose já pode procurar os postos de vacinação

Dose de Reforço (3ª dose)

Poderão receber a dose de reforço: idosos, residentes em Juazeiro, com 60 anos ou mais e que tenham intervalo de 6 meses em relação à última dose; profissionais de saúde ativos e lotados em Juazeiro e que tenham intervalo de 6 meses em relação à última dose; e imunossuprimidos que possuam intervalo de 28 dias em relação à última dose, incluindo pacientes renais crônicos.

A vacinação será na Univasf nesta terça-feira. Já na quarta-feira, além da Univasf também haverá na UBS João Paulo II. O horário é das 8h às 12h e das 14h às 16h. É preciso levar RG, CPF, cartão SUS, comprovante de residência e cartão de vacina. O trabalhador de saúde deve levar também o comprovante de vínculo empregatício atualizado (a exemplo do contracheque). Os imunossuprimidos também precisam levar original e cópia do laudo médico (a cópia ficará retida)

São considerados imunossuprimidos as pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente a 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticóide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas e pacientes renais crônicos.(Ascom)