Enfermeiros de Juazeiro participam de capacitação sobre o Calendário Nacional de Vacinação de 2017

16.01.2017 CAPACITAÇÃO ENFERMEIROS CALENDÁRIO 2017 (1)

A Secretaria de Saúde de Juazeiro, em parceria com o Núcleo Regional de Saúde Norte (NRSN), começou a capacitar desde de segunda-feira(16), enfermeiros da Rede Municipal sobre as mudanças no Calendário Nacional de Vacinação deste ano. Entre as novidades, destaca-se a inclusão de meninos de 12 e 13 anos como parte do público que pode receber a vacina HPV Quadrivalente.

Ainda nesta semana, nos dias 18 e 19 de janeiro, os demais enfermeiros das unidades municipais também serão capacitados e, na próxima segunda-feira (23), os insumos estarão disponíveis nos Postos de Saúde. Além da introdução da população masculina na vacina HPV Quadrivalente, também passa a fazer parte do Calendário um reforço da Meningocócica C (conjugada), que protege contra a meningite, em adolescentes de 12 e 13 anos. Ainda houve alteração na faixa etária de duas vacinas, Varicela e Hepatite A. Ambas estenderam a idade máxima – antes eram aplicadas em crianças menores de 2 anos e agora se estende para menores de 5 anos.

A superintendente de Vigilância em Saúde, Tatiane Malta, destaca que essas mudanças não fazem parte de uma campanha. “São vacinas de rotina, não têm um tempo estipulado para terminar. Estamos correndo as estapas seguras que são necessárias para dar início a vacinação nas unidades do município. Em breve, também faremos o mesmo repasse de informações para os técnicos de enfermagem”, explica.

De acordo com a responsável técnica de imunização do NRSN, Josélia Gonçalves, todas as informações transmitidas para equipe foram enviadas pelo Ministério de Saúde. “É uma nota técnica que deve ser lida e repassada, para que a equipe entenda melhor e possa tirar dúvidas”, afirma.

A equipe que foi orientada hoje ouviu atentamente todas as informações transmitidas. Segundo a enfermeira Juliana dos Santos, esse tipo de capacitação é realizada sempre que há alterações no Calendário ou quando surge uma nova campanha. “O que a gente aprende aqui, repassamos para a comunidade e para a equipe toda. As vacinas mudam constantemente e qualquer erro pode comprometer não só uma pessoa, mas a saúde de uma população inteira”, pontua. PMJ

Guia de Juazeiro e Petrolina ganha versão para Iphones ( IOS)

local

O presente se chama LOCALIZE ! O aplicativo já estava disponível para download gratuito para celulares na plataforma Android  no play store  link: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.ubeeq.localize

Agora se encontra disponível sua versão para plataforma IOS ( Iphones)  https://itunes.apple.com/us/app/localize-app/id1188737478?ls=1&mt=8

Este guia de entretenimento traz informações sobre bares, restaurantes, hotéis, táxi, eventos no geral, teatro, turismo e cinema.

Contendo informações dos horários de sessões de filmes, eventos, promoções, atrações, contato e localização. Para bares, restaurantes e hotéis o Localize App vai fornecer  uma ferramenta de GPS interno que lhe guiará até o local desejado, sendo assim o primeiro aplicativo da América do Sul com tal ferramentas para essa linha, contendo ainda outras opções de compartilhamento.

A ideia é facilitar todo o lazer da população que vive e visita estas cidades, fortalecendo assim o turismo e comércio local.

O seu criador, Fabrício Teodoro, sugere aos usuários que também sigam as redes sociais do aplicativo no instagram, @localizeapp e no facebook, localizeapp. A página constantemente trará novidades sobre o aplicativo e serão sorteados brindes referentes as empresa que fazem parte desse aplicativo, como ingressos de festas, entradas de cinemas, bebidas, pratos e muito mais!

1 milhão de trabalhadores já podem sacar dinheiro do FGTS

size_960_16_9_dinheirosp21

São Paulo – Pelas regras anteriores à Medida Provisória anunciada pelo presidente Michel Temer no final do ano passado, 1 milhão de trabalhadores já podem sacar hoje o dinheiro depositado em contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

É o que estima o secretário-executivo do Conselho Curador do fundo Bolivar Moura Neto à EXAME. “Essas contas com recursos disponíveis pela regra antiga somam cerca de 1,3 bilhão de reais”.

Os valores se referem a contas atualmente inativas. Pelas regras antigas do fundo, quem trabalhou com carteira assinada e, posteriormente, ficou três anos sem trabalho pelo regime CLT, pode sacar todos os recursos de trabalhos anteriores a esse período a partir da data do seu aniversário.

No entanto, caso tenha voltado a trabalhar posteriormente com carteira assinada, e não tenha voltado a ficar três anos fora deste regime de trabalho, os recursos dessas novas contas só poderão ser retirados conforme calendário de saque que será divulgado pela Caixa em fevereiro.

Neto ressalta que o número se refere a trabalhadores que já completaram três anos sem carteira assinada ou vão completar três anos fora do regime CLT até o final deste ano.

Para saber se tem dinheiro disponível para saque, basta que o trabalhador verifique se as contas que tem no fundo aparecem atualmente classificadas como inativas (“I”) no sistema de consulta ao FGTS no site da Caixa. Se a conta está inativa significa que os recursos já podem ser sacados pelo trabalhador.

O secretário-executivo recomenda a quem já pode retirar parte do dinheiro depositado em contas do fundo ir até uma agência da Caixa fazer o pedido antes da divulgação do cronograma de saque para recursos referente à nova regra. “As agências da Caixa devem ficar mais sobrecarregadas a partir desta data. Vai ficar difícil pedir a retirada do dinheiro pela regra antiga”.

Trabalhadores aposentados também já podem sacar todos os recursos depositados nas contas do fundo. Neto diz que não tem uma estimativa de quantos trabalhadores aposentados ainda não sacaram o dinheiro.

Outra forma de sacar o dinheiro atualmente é utilizá-lo como entrada na compra da casa própria ou para pagar parcelas do financiamento imobiliário.

Correios vão virar operadora de celular a partir de fevereiro

20140509202226_660_420

A partir de fevereiro deste ano, o Brasil ganhará uma nova operadora de telefonia celular: os Correios. Sim, a estatal terá uma operadora móvel virtual (MVNO, na sigla em inglês), que mira o público das classes C e D e aposta na alta capilaridade dos serviços da empresa, com 12 mil agências, para alavancar a distribuição.

O plano vem de longa data. O primeiro registro de que os Correios tinham o interesse em tornar-se uma MVNO é de 2014, com a autorização do Ministério das Comunicações para que a empresa começasse a operar dessa forma. A proposta é aproveitar a força da marca dos Correios para alcançar 1 milhão de usuários até o fim do ano.

Como MVNO, os Correios não terão infraestrutura própria. A estatal fechou acordo com a empresa EUTV, também conhecida pelo nome fantasia Surf Telecom, para prestação do serviço. Curiosamente, a Surf também é uma MVNO, que usa a infraestrutura da TIM para operar nacionalmente.

Os Correios prometem simplicidade e clareza na forma como prestam seu serviço. Uma pesquisa da empresa diz que a maioria do público não confia nas companhias, e que não vê clareza sobre como seus créditos são gastos. O objetivo é deixar muito claro quantos gigabytes de dados, quantos minutos de chamadas e quantas mensagens SMS estão inclusas no plano contratado. A empresa também aposta em sua marca, vista como uma das instituições mais confiáveis do Brasil, ao lado da família e do Corpo de Bombeiros, de acordo com Ara Minassian, coordenador do projeto.

A ideia inicialmente é vender apenas planos pré-pagos, e tanto os chips quanto as recargas poderão ser comprados nas agências pelo Brasil. Mais detalhes devem ser revelados em fevereiro, quando ocorrerá o lançamento do serviço. Via Mobiletime

Geraldinho Lins canta em festival de forró na Alemanha

IMG-20150203-WA0009

Colhendo os frutos de um trabalho que vem sendo desenvolvido desde o ano de 2013, Geraldinho Lins se prepara para mais uma participação no Psiu! Forro Festival, que ocorre de 26 a 29 de janeiro de 2017 em Berlim, na Alemanha. Esta é a segunda vez que o festival, que tem uma programação composta por shows, dança, palestras e workshops, conta com a participação do artista, que se apresentou pela primeira vez agora em 2016: “O forró já é um ritmo muito querido por lá, com uma receptividade sempre muito boa dos brasileiros e das pessoas da terra”, avalia o cantor.

As apresentações de Geraldinho Lins ocorrem em dois dias. No dia 26, o artista leva seu repertório para a tradicional casa de shows Brotfabrik, em Frankfurt. Já no dia 28, o artista canta em Berlim, no Tanzstudio Dança Frevo, primeiro estúdio na Europa dedicado à dança pernambucana. O local é comandado pelo bailarino pernambucano Carlos Frevo, responsável pela organização do Forro Festival e da divulgação do frevo e do forró na Alemanha. Nas apresentações, Geraldinho Lins vai estar acompanhado por dois músicos pernambucanos: Beto Farias (zabumba) e Luizinho de Serra (sanfona).

História – Nascido Geraldo Pereira Lins Filho, na cidade de Serra Talhada, em pleno Sertão pernambucano, o primeiro contato de Geraldinho Lins com a música aconteceu aos 13 anos de idade, ao ganhar o primeiro violão de sua mãe. Sua paixão pelo forró viria alguns anos mais tarde, quando a família residia em Caruaru. Foi na Capital do Forró que Geraldinho conheceu o Trio Nordestino e seu tradicional forró pé de serra, selando uma paixão que está distribuída em mais de 200 canções de sua autoria, que incluem ritmos como xote, baião, caboclinho, frevo de bloco e frevo rasgado.

Sua primeira banda, a Flor da Pele, foi formada por amigos de colégio. Em seguida, veio a Quenga de Coco, grupo com o qual Geraldinho Lins se apresentou em diversos locais do País. Nos últimos dez anos, o artista tem atuado em carreira solo, conquistando fãs em todo o Nordeste, com shows da Bahia ao Maranhão, bem como outras capitais, a exemplo de São Paulo e Rio de Janeiro – cidades onde o artista bateu recorde de público em todos os shows

Mas as apresentações não têm se limitado ao território nacional. Pelo terceiro ano seguido, Geraldinho levou seu forró à Europa em uma turnê que passou por Portugal, França, Suíça, Bélgica e Alemanha. Desde 2013, o músico vem desenvolvendo esse trabalho que contempla o intercâmbio com músicos e produtores europeus e brasileiros que divulgam o forró na Europa.

Geraldinho Lins está à frente de uma equipe de 20 profissionais, entre técnicos, produtores e roadies. Sua banda é formada por Sandro Pick (bateria), Sandro Araras (percussão), Saulo Alves (contrabaixo), Edi do Acordeon (sanfona), Marquinhos Casa Amarela (zabumba), Daniel Félix (teclados) e Kiel Hernandez (guitarra). O artista possui 16 CDs lançados, nove deles na carreira solo; e três DVDs.

Seja Semente: Exemplo a ser seguido

0

O clima festivo de final de ano passou, geralmente nesse período a solidariedade está muito presente em cada um de nós.  Funcionando como um incentivo a mais para muitas pessoas saírem de sua zona de conforto e ajudar o próximo. Em Petrolina, existe um grupo chamado Seja Semente que vem quebrando esse tabu há pouco mais de dois anos e realiza grandes ações o ano inteiro em nossa cidade.

“Nós somos amigos que gostamos de ajudar o próximo e temos amor em ajudar todos em nossas ações. Sinto-me purificada e me deixa cada vez mais ciente da minha importância na sociedade e de como meus problemas são tão pequenos diante da necessidade de nosso próximo”, define a empresária Sophia Lins que é voluntaria e umas das coordenadoras da Ação.

1

É desafiante manter ações periódicas, mas o grupo tem ultrapassado todos os desafios e continuado a sua missão. Entre tantas ações realizadas pelo grupo, esta em especial acontece no Hospital Universitário acontece todas as segundas-feiras e já está no calendário dos acompanhantes que os esperam muito ansiosos, são pessoas das mais variadas cidades que aqui chegam e em alguns casos passam até meses esperando uma cirurgia. E esse encontro é um acalanto no coração dessas pessoas.

“Nós que temos que agradecer por termos o que doar.  Cada reflexão falo na importância do amor, em perdoar mais. Todos nós passamos por provações todos os dias. Cada voluntário aqui presente tem uma historia, carrega uma bagagem única consigo e temos que ter sensibilidade em ajudar as pessoas dentro e fora do grupo. Todos nós possuímos nossos desafios e tristezas também, mas deixamos de lado quando estamos aqui levando o que temos de melhor: nosso amor. Afinal, fazer o bem é sempre gratificante. Nós que temos que agradecer por ter o que doar.Fazer o bem é sempre gratificante”, finaliza emocionada a idealizadora do Seja Semente em Petrolina, Carol Pires.

Sons automotivos são apreendidos em Juazeiro no combate à poluição sonora

 

IMG_20170117_091531153

A Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (SEMAO) em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), registrou durante o fim de semana mais apreensões de sons automotivos. O trabalho é uma tríplice união entre a Prefeitura Municipal de Juazeiro, Policia Militar e Ministério Público.

Durante a operação do último fim de semana, um veículo encontrava-se com o volume excessivo no bairro Santo Antônio prejudicando o sossego dos vizinhos o que ocasionou a apreensão do aparelho sonoro que foi levado para a SEMAO. Outro som foi apreendido no bairro João XXIII. Quando os equipamentos sonoros encontram-se na parte interna dos veículos, os carros ficam também no pátio da secretaria e só são liberados após remoção dos sons, que ficam presos no depósito.

Como faz parte do processo, a Policia Militar faz a apreensão, encaminha para a SEMAO, onde tem fiscalização de plantão 24h para recebimento de sons, para que seja lavrado o auto de apreensão e no primeiro dia útil encaminhado para o Ministério Público, ficando sob responsabilidade jurídica a liberação ou destruição dos sons.

A assinatura do TAC aconteceu em maio e as ações de fiscalização acontecem diariamente. “O nosso trabalho continua na cidade e voltamos a pedir às pessoas que evitem ligar seus aparelhos sonoros acima do permitido – 40 decibéis, caso contrário, a fiscalização irá abordar e fazer a apreensão. Informamos mais uma vez que as liberações sonoras para bares são apenas de som voz e violão então, qualquer outro evento sonoro que não seja o licenciado, os responsáveis sofrerão as penalidades previstas em lei”, pontuou Agenor Souza, Secretário da SEMAO.

Auroville, a cidade onde é possível viver totalmente sem dinheiro

2-o-arquiteto-frances-roger-anger-desenhou-auroville-no-formato-de-uma-galaxia-em-que-varias-linhas-de-forca-parecem-desenrolar-se-do-ponto-cent (1)

É preciso ter muito senso de humor quando o governo declara que a maioria das notas que você tem na carteira não vale mais nada. Foi o que aconteceu na Índia: no fim do ano passado, o país retirou de circulação as cédulas de alto valor mais alto.

Em um país com 1,2 bilhão de habitantes, a corrida para trocar as notas de 500 (R$ 25) e 1 mil (R$ 50) rúpias ou depositar o valor em contas provocou grandes filas nos bancos – as cédulas que deixaram de valer correspondiam a 85% de todo o dinheiro em circulação no país.

A decisão do governo indiano pretende combater a corrupção, o mercado negro e a evasão de divisas, já que muitos trabalhadores recebem em dinheiro vivo.

Em novembro, poucos eram os sinais de revolta nas filas: as pessoas concordavam com a medida. Mas assim que as notas saíram de circulação, os jornais noticiaram que qualquer transação exigia negociações complicadas.

Houve festas de casamento em que convidados tiveram que pagar a conta. O governo chegou a declarar, por exemplo, que os pedágios seriam grátis porque não haveria dinheiro suficiente para troco.

Talvez o único lugar na Índia onde o desaparecimento das cédulas não tenha produzido nenhum efeito seja Auroville, também chamada de “A Cidade do Amanhecer”, localizada próximo a Pondicherry, no sul do país.

A cidade foi fundada a partir dos princípios da ioga integral e é uma comunidade internacional, onde vivem 50 mil pessoas de 50 países, inclusive do Brasil.

A Mãe e a ‘bola de golfe dourada’

Auroville foi fundada em 1968 como um povoado internacional dedicado à busca de uma vida sustentável e harmoniosa.

A fundadora é uma parisiense chamada Mirra Alfassa (1878-1973) – que depois seria conhecida como “a Mãe”.

Filha de mãe egípcia e pai turco, ela nasceu na França e estudou ocultismo na Argélia. Em 1914, conheceu na Índia o poeta, nacionalista e professor de ioga Sri Aurobindo, seu mentor e companheiro.

As regras de Auroville

Para viver na “Cidade do Amanhecer” é preciso conhecer algumas regras:

– Auroville não pertence a ninguém em particular, mas a toda a humanidade. No entanto, para viver em Auroville é preciso ser um servidor voluntário da consciência divina.

– Auroville será o lugar de uma educação infinita, do progresso constante e de uma juventude que nunca envelhece.

– Auroville pretende ser a ponte entre o passado e o futuro, aproveitando todas as descobertas para avançar rumo ao futuro.

– Auroville será o lugar de uma pesquisa material e espiritual que vai resultar na manifestação viva da unidade humana verdadeira.

Alfassa sonhava com uma sociedade sem dinheiro, na qual o trabalho coletivo e a troca de trabalho por serviços tornaria moedas e cédulas irrelevantes.

A comunidade, que ocupa atualmente uma área de 20 quilômetros quadrados, plantou um milhão de árvores e transformou um terreno deserto e abandonado em área verde.

Mas não se pode dizer que a Auroville de hoje é a sociedade ideal que Alfassa imaginou: sua história inclui crimes, conflitos e constantes dúvidas sobre sua transparência financeira.

Mesmo assim, o empreendimento floresce: os aurovilianos têm empresas de todo o tipo, desde tecnológicas até têxteis.

Seu centro nevrálgico é o Matrimandir (“Templo da Mãe Divina”, em sânscrito), um local de meditação que se assemelha a uma gigantesca bola de golfe dourada.

Sonhando com café

No Café dos Sonhadores, perto do centro de informações para visitantes, ofereço um café a uma auroviliana recente em troca da sua história.

“Os sonhadores fazem o melhor café”, me diz a mulher, que prefere ficar no anonimato. “Mas é caro.”

O garçom pede o número da conta dela e ela indica que sou eu quem vai pagar.

“Cada um tem uma conta onde é depositada a sua manutenção. Estou aqui há três meses e, no primeiro ano, cada pessoa tem que financiar a sua estada”, explica.

Muitos residentes têm rendimentos próprios ou o apoio econômico de parentes e amigos.

A manutenção é uma quantia mensal normalmente suficiente para atender as necessidades básicas em Auroville. O valor é pago na unidade comercial ou no serviço comunitário onde eles trabalham.

“Na Suíça eu era pobre, mas aqui posso me dar ao luxo de doar dinheiro.”

A nova auroviliana aparenta ter menos que seus 70 anos.

“Isso é por causa da minha dieta e porque ando de bicicleta”, garante.

Com uma bata de algodão e um colar que, explica, simboliza a amizade, ela irradia um grande entusiasmo com a sua nova vida.

“Eu trabalhava com tecnologia da informação na Nestlé, na Suíça… Ainda não posso acreditar”, exclama, entre risos.

O contraste entre a multinacional altamente tecnológica e os centros de saúde e lojas de roupas artesanais é absurdo.

“Mas eu tinha que criar meu filho. Mas passei a procurar uma comunidade e, quando encontrei a página de Auroville na internet, soube imediatamente que este era o lugar em que eu queria estar”, lembra.

“Foi uma energia estranha.”

Em Auroville não existe propriedade privada da terra, de casas ou comércio. Tudo é coletivo.

A página da comunidade na internet afirma que “em Auroville o trabalho não é uma forma de ganhar o sustento, mas sim uma forma de servir ao divino”.

Contribuir para a utopia

“Minha missão é trazer o transporte elétrico para Auroville”, explicou. “Fiquei horrorizada ao ver tantas motocicletas!”

Por isso, ela está financiando o projeto e atendendo os visitantes no centro de informações. Ela fez amigos e está decidida a passar o resto dos dias na comunidade.

“Existe algo neste lugar que é maior do que a gente”, diz.

Embora não seja devota dos ensinamentos da “Mãe” e seja mais realista do que peregrina, ela fala sobre algo parecido com destino.

“Quando se recebe um chamado, as coisas fluem”, diz.

E o que ela oferece é mais do que tempo de trabalho.

“Tenho uma aposentadoria, assim não preciso que me paguem. Simplesmente quero contribuir com esta ideia.”

“Auroville faz com que as coisas sejam mais fáceis se você tem um sonho”, continua.

No entanto, o sonho de Auroville de libertar-se do dinheiro “ainda não está funcionando muito bem”, admite ela. “Mas não lidamos com dinheiro, o que é agradável.”

“Quem não tem rendimentos recebe ajuda, mas é um valor que dá apenas para viver modestamente. O importante é fazer amigos na comunidade e encontrar uma maneira de contribuir com a sua energia”, conclui.

O intervalo de descanso termina e ela volta ao seu posto no centro de informações.

Em muitas partes do mundo, pessoas relativamente saudáveis e aposentadas contribuem com seu tempo e conhecimento para o sustento das sociedades.

O que me surpreendeu depois de conversar com esta auroviliana é saber que ela vive numa comunidade na qual efetivamente paga para trabalhar.

E, ao que parece, sente uma satisfação que o dinheiro não consegue comprar. BBC

Em Bodocó, inicia operação “tapa-buracos”

Operários começam

Servidores começam a operação tapa-buracos em Bodocó-PE

A Prefeitura de Bodocó, através da Secretaria de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Urbanismo e Serviços Públicos, iniciou nesta terça-feira (17) a operação tapa-buracos para melhorar as condições de tráfego nas ruas da cidade.

O trabalho começou na Rua Floriano Peixoto (centro), e passará por mais dez ruas e avenidas, nesta primeira fase. Além da operação tapa-buracos, a equipe também está fazendo a desobstrução e conserto da rede de esgotamento sanitário.

O prefeito Túlio Alves acompanhou o início das obras e reafirmou que um dos seus compromissos é melhorar a infraestrutura de Bodocó: “recebemos o município carregado de problemas em todas as áreas, a infraestrutura é uma delas. Estamos enfrentando todos os problemas e buscando as devidas soluções para cada um deles. Melhorar a condição da infraestrutura da cidade é um dos nossos compromissos de gestão, por isso já iniciamos a primeira fase desta ação, que chegará em 11 ruas e avenidas da nossa cidade.”

Ruas / avenidas que receberão a ação nos próximos dias:

– Avenida José Pires da Silva

– Avenida Manoel Pereira Horas

– Rua Cícero Bezerra

– Rua Agamenon Magalhães

– Rua Nelson Araújo

– Rua São Francisco

– Rua Isárcio Galindo

– Rua Três Irmãos

– Rua Liberalino Alves

– Rua Prefeito José Lócio

(Assessoria de Comunicação | Prefeitura de Bodocó)

Prefeitura define tema e data de lançamento do Carnaval 2017 em Petrolina

imagem157

‘Sou o novo carnaval’: este foi o tema escolhido pela Prefeitura de Petrolina para o Carnaval 2017, que será lançado oficialmente no próximo dia 25. O prefeito Miguel Coelho apresentará toda a programação e as atrações que irão animar a folia momesca na cidade.

O tema foi definido esta semana durante reunião entre o prefeito e a secretária de Cultura, Turismo e Esportes, Maria Elena, além do secretário executivo da pasta, Cássio Lucena.  Segundo Maria Elena, o tema resume o formato com que a festa vem sendo planejada pela Prefeitura de Petrolina.

Nossa intenção é promover a circulação de bandas, blocos, troças, maracatus e batucadas para atender à demanda carnavalesca. Estamos trabalhando para resgatar o verdadeiro espírito carnavalesco do folião petrolinense”, adiantou a secretária.

As datas da festa ainda serão divulgadas pela administração municipal, mas a folia   acontecerá no final de fevereiro, durante a data oficial do Carnaval 2017.

Batido o martelo. Salgueiro vai ganhar campus definitivo da UNIVASF

Reitor da Univasf Julianeli Tolentino em audiência com o Ministro da Educação Mendonça Filho

Reitor da Univasf Julianeli Tolentino em audiência com o Ministro da Educação Mendonça Filho

O Sertão Central já deve contar, ainda este ano, com mais vagas no campus da Universidade do Vale do São Francisco, UNIVASF de Salgueiro, com a criação de mais dois cursos. Ontem, técnicos do Ministério da Educação e da UNIVASF estiveram com prefeitos da região, que integram o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Sertão Central. Entre eles, os prefeitos de Salgueiro, Serrita, Cedro, Mirandiba e o secretário de Governo de Verdejante, para identificar prédios para instalação de local provisório para a unidade, bem como um terreno para a construção do espaço onde será o campus definitivo.

“Estamos trabalhando para oferecer aos pernambucanos, em especial aos jovens do sertão, mais acesso à universidade pública. O campus da Univasf em Salgueiro será realidade. Vamos começar com o campus provisório e seguir trabalhando pata viabilizar a obra definitiva”, explicou o ministro Mendonça Filho.

O campus da UNIVASF de vai oferecer os cursos de Engenharia de Produção e Ciências da Computação, na unidade de Salgueiro. O ministro Mendonça Filho afirmou que a interiorização do ensino superior é um de seus compromissos e lembrou que trabalhou pela criação da Univasf desde que era deputado federal, ao lado do saudoso Osvaldo Coelho idealizador da universidade do Sertão.

Como governador, assinou convênio para cessão de uso do prédio do Departamento de Estradas e Rodagens (DER) para a UNIVASF. Na época o prédio foi cedido para ser usado como Centro Interativo de Ciências. “E hoje, como ministro da Educação, continuo este trabalhando de fortalecimento e ampliação da Univasf para oferecer aos sertanejos mais oportunidade de formação e acesso ao mercado de trabalho”, afirmou Mendonça.

Em Petrolina, Prefeito Miguel Coelho se reúne com novo líder de Governo da Câmara 

Vereador Ruy Wanderley e o Prefeito de Petrolina Miguel Coelho

Vereador Ruy Wanderley e o Prefeito de Petrolina Miguel Coelho

Estabelecer uma relação de respeito e harmonia. Esse foi o compromisso de prioridade inicial firmado entre o prefeito de Petrolina Miguel Coelho e o novo líder de Governo da Câmara de Vereadores, Ruy Wanderley (PSC), para o relacionamento do executivo municipal e o legislativo nos próximos anos. A liderança foi recebida pelo gestor na manhã desta terça-feira (17) no gabinete da Prefeitura. 

Na conversa, Miguel colocou a importância da atuação independente, mas responsável da Câmara para superar as dificuldades que a Administração Municipal enfrenta. “A gente espera primordialmente união, trabalho, compromisso e respeito com as leis e o povo de Petrolina. Para superar os grandes desafios que encontramos em nossa cidade é necessário também a participação dos vereadores e Ruy será fundamental nesse processo de relação harmônica na Casa Plínio Amorim”, ressaltou o prefeito após o encontro. 

Ruy Wanderley entra no seu quarto mandato na Câmara de Vereadores de Petrolina após receber 1.355 votosPresidente do Partido Social Cristão (PSC), Ruy já comandou a Casa Plínio Amorim entre os anos de 2003 e 2004 e assume agora a posição de líder do Governo em busca de uma relação estreita entre os dois poderes. O prefeito Miguel Coelho nos garantiu que vamos ter uma maior interação entre a Câmara e a Prefeitura, colocando-se, inclusive, sempre aberto a ouvir tanto os vereadores como a população que nós representamos”, resumiu o líder de Governo.

Centavo por centavo: homem paga imposto com 300 mil moedas

16jan2017---nick-stafford-pagou-o-imposto-com-300-mil-moedas-que-foram-transportadas-em-cinco-carrinhos-de-mao-1484569356267_615x300

Nick Stafford pagou o imposto com 300 mil moedas que foram transportadas em cinco carrinhos de mão

Revoltado com o departamento de trânsito do condado onde vive, o americano Nick Stafford acabou se vingando do órgão público ao pagar um imposto de quase US$ 3 mil usando apenas moedas.

Stafford, que vive em Lebanon, na Virgínia (EUA), teve algumas rusgas jurídicas com o departamento de trânsito por não conseguir um número de telefone do órgão para tirar umas dúvidas. O cidadão teve de apelar para a Justiça para conseguir o número. Ele também processou o Estado por não conseguir o telefone de outros escritórios do departamento de trânsito em sua região.

Por conta disso, quando comprou dois veículos e precisou pagar um imposto de US$ 2.987,45 (cerca de R$ 9.600), Stafford resolveu se vingar. Ele pagou tudo com 300 mil moedas que foram transportadas em cinco carrinhos de mão e que pesavam, no total, 725 quilos.

Os funcionários do departamento de trânsito de Lebanon tiveram muito trabalho para contar cada centavo. Mas, a vingança de Stafford saiu cara para o bolso do americano. Ele precisou contratar 11 pessoas para contar as moedas antes de levar para o órgão de trânsito.

Além disso, o banco onde ele pediu os centavos precisou contratar um caminhão especial para tanta moedinha. Stafford garante que tanto trabalho valeu a pena no final.

“Com certeza, valeu cada centavo. Me custou muitas moedas, mas achou que provei meu ponto aqui e isso não tem preço”, afirmou ao site Inside Edition.

Representantes dos revendedores de botijão de gás de Petrolina fazem reivindicações ao Vereador Gaturiano Cigano

Vereador de Petrolina, Gaturiano recebe em seu gabinete

Vereador de Petrolina, Gaturiano Cigano,  recebe em seu gabinete vendedores de botijão  de gás

Na desta terça-feira(17), estiveram reunidos na Câmara Municipal de Petrolina, alguns representantes dos revendedores de botijão de gás de Petrolina que apresentaram suas queixas quanto a banalização das vendas clandestinas de botijão de gás nesta cidade ao Vereador Gaturiano Cigano, bem como, a necessidade de regulamentação e maior fiscalização das vendas e do armazenamento dos botijões.

Estes revendedores enfatizaram que foi firmado um Termo de Compromisso em 2007, inclusive com a presença de Representante do Ministério Público, mas que nesses últimos anos ocorreu uma verdadeira banalização das vendas clandestinas. O intuito dos revendedores é dar publicidade para os objetivos da associação que está em fase de registro e ter apoio das demais autoridades do município. “É extremamente importante o apoio das autoridades para assegurar a dignidade do trabalho da classe, dando segurança para a população e priorizando a qualidade do serviço”, enfatizou um dos representantes da classe, João Andrade.

“São importantes estas reivindicações do grupo, em decorrência dos riscos gerados para a sociedade quando ocorrem vendas clandestinas e manuseio indevido dos botijões. Vamos nos unir com os demais órgãos competentes e com os possíveis interessados para viabilizar projetos que assegurem os direitos do grupo. Lembrando que a venda clandestina põe em risco a integridade física e a vida de todos os envolvidos”, afirmou o vereador Gaturiano Cigano.

A expectativa é que neste mês ainda seja realizada outra reunião, desta vez, contando com a presença de Representante do Ministério Público, do Corpo de Bombeiros e os demais interessados neste assunto