Home Sem categoria Janeiro Roxo: Prefeitura de Petrolina alerta como identificar sinais de hanseníase 

Janeiro Roxo: Prefeitura de Petrolina alerta como identificar sinais de hanseníase 

784
0

  Janeiro Roxo: SES reforça as ações de mobilização e conscientização sobre  Hanseníase em MS – SES

 A hanseníase é uma doença que afeta principalmente a pele, os olhos, o nariz e os nervos periféricos. Entre os sintomas estão manchas claras ou vermelhas na pele com diminuição da sensibilidade, dormência e fraqueza nas mãos e nos pés. O tratamento, quando realizado em tempo oportuno, reduz a incapacidade física causada pela doença. Em Petrolina, o diagnóstico e cuidado são realizados por meio da equipe da Atenção Básica e do Serviço de Infectologia da cidade (SEINPE). O tratamento é gratuito por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em 2023, 255 novos casos foram diagnosticados na cidade, atualmente 582 pacientes estão em tratamento pela rede SUS. A hanseníase em sua fase inicial compromete os membros inferiores, superiores e da face. A doença é transmitida através das vias aéreas (secreções nasais, gotículas da fala, tosse, espirro) de pacientes sem tratamento. Quem está sendo tratado deixa de transmitir a doença, cujo período de incubação pode levar de três a cinco anos.

Sintomas e tratamentos:  

Os principais sintomas da hanseníase são parestesias (dormências), dor nos nervos dos braços, mãos, pernas e pés; presença de lesões de pele (caroços e placas pelo corpo) com alteração da sensibilidade e áreas da pele com alteração da sensibilidade mesmo sem lesão aparente; e diminuição da força muscular. Todos os casos de hanseníase têm tratamento e cura, os tratamentos podem variar de seis a 12 meses, para isso é necessário que o paciente busque as Unidades Básicas de Saúde e retirem os medicamentos mensalmente.(Ascom)