Home Sem categoria Governadores do Nordeste apoiam Paulo Câmara após crítica de Bolsonaro

Governadores do Nordeste apoiam Paulo Câmara após crítica de Bolsonaro

140
0
Governador de Pernambuco – Paulo Câmara

Governadores do Nordeste publicaram mensagens de apoio ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), após a crítica do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em relação aos gastos do Estado na pandemia de Covid-19.

Bolsonaro compartilhou em seu perfil do Twitter, no domingo (4), um vídeo em que o apresentador da RedeTV! Sikêra Jr. exibe uma tabela com recursos da União no valor de R$ 42,7 bilhões destinados a Pernambuco e desse total, R$4,8 bilhões teria sido para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Nas imagens, o apresentador cobra transparência dos governadores afirmando que o montante é para “salvar vidas”.

“Senhores governadores, criem vergonha na cara. Digam ao seu povo quanto receberam para cuidar das vidas, e não tomar essas vidas, não matar as pessoa. Paulo Câmara, esse dinheiro não é teu, é para salvar vidas“, disse Sikêra.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), desejou solidariade a Paulo Câmara e disse que o gestor pernambucano foi alvo de “ódio” e “politicagem”.

“Minha solidariedade ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara, que em pleno domingo de Páscoa virou alvo do ódio e da politicagem daquele que deveria trabalhar para salvar vidas. Esses ataques covardes não vão nos desanimar“, postou Rui, que continuou:

“Vamos continuar unidos, trabalhando incansavelmente pela vacina para salvar vidas. Com fé, coragem e muita determinação vamos vencer esta pandemia, ainda que o presidente continue atuando como aliado do vírus, como aliado da morte“.

Governador do Piauí, Wellington Dias (PT) endossou o apoio a Paulo Câmara e reiterou que o gestor pernambucano foi “alvo de fake news”.

“Minha solidariedade ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara, que no dia em que comemoramos a ascensão de Cristo, a grande vitória para o povo Cristão, foi alvo de fake news, de mentira mesmo. Ataques sem sentido à quem está na linha de frente, lutando com o povo de Pernambuco, do Nordeste e do Brasil para salvar vidas. Só muitas bênçãos de Deus!“, escreveu.

Já o governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) usou uma passagem do livro do Apocalipse para rebater a publicação de Bolsonaro, que citou um outro trecho bíblico, do Evangelho segundo João.

“Domingo começou com proliferação de mentiras contra governadores. Deplorável. Lembrei-me da Bíblia, Livro do Apocalipse: ‘À besta foi dada uma boca para falar palavras arrogantes e blasfemas e lhe foi dada autoridade para agir durante quarenta e dois meses’“, escreveu Dino.

Paulo Câmara também usou seu perfil no Twitter para rebater as críticas de Bolsonaro.

“Difícil acreditar que em um dia como hoje, domingo de Páscoa, sejamos obrigados a nos deparar com novas atitudes lamentáveis do Presidente da República. Em lugar de disseminar fakenews, por que não assumir suas verdadeiras atribuições e fazer parte do enfrentamento à pandemia?”, questionou o gestor.

De acordo com Câmara, apesar do negacionismo, egoísmo, fakenews, os governadores, ressaltou o socialista, “fazem o que precisa ser feito” em meio à crise sanitária.

“O Brasil vai vencer esta guerra, com ação e esperança, como vemos em tantas cidades e estados, onde governantes fazem o que precisa ser feito. O Brasil vai superar a pandemia, apesar do negacionismo, egoísmo, fakenews, de quem se dedica a desagregar e dividir”, pontuou.

“Vamos seguir trabalhando. Que a Páscoa seja a passagem para tempos novos, onde a paz, a verdade e a vida prevaleçam”, completou o governador de Pernambuco.

FolhaPE