Home Sem categoria ISI-TICs, FITec e UFRPE desenvolverão projeto focado na manutenção 4.0 para indústrias...

ISI-TICs, FITec e UFRPE desenvolverão projeto focado na manutenção 4.0 para indústrias do Estado

476
0

Empresas industriais de micro, pequeno e médio portes podem participar gratuitamente da iniciativa, aprovada no Programa Digital.BR, da ABDI

 

A Rede Pernambucana de Inovação Tecnológica, capitaneada pelo Instituto SENAI de Inovação para Tecnologias da Informação e Comunicação (ISI-TICs), está em busca de indústrias interessadas em participar de um projeto-piloto focado na Manutenção 4.0: a Plataforma da Indústria, aprovada no 2º edital do Programa Digital.BR, promovido pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). A solução irá usar novas tecnologias para evitar paradas nas linhas de produção e aprimorar o processo de manutenção de máquinas e equipamentos dentro de indústrias em todo o Estado. Nesta primeira fase, 60 empresas serão selecionadas para participar da iniciativa, de forma gratuita. Ao todo, R$ 450 mil serão investidos nesta fase do projeto.

De acordo com Diego Moura, pesquisador industrial do ISI-TICs que está à frente do projeto, a Plataforma da Indústria irá utilizar tecnologias como computação em nuvem, inteligência artificial e internet das coisas (IoT) para monitorar a saúde de máquinas e equipamentos rotativos. Com isso, será possível identificar possíveis anomalias de funcionamento em tempo real e acionar de forma imediata as equipes de manutenção, evitando possíveis prejuízos por paradas não programadas e reduzindo os custos empregados em manutenções corretivas e preventivas.

“Realizamos um levantamento com 40 indústrias do Estado e identificamos que 95% delas já precisaram desativar suas linhas de produção por falhas e quebras de equipamentos. Em 60% delas, a parada se estendeu por mais de um turno. Com a Plataforma da Indústria, esse problema poderá ser minimizado, uma vez que os gestores da empresa terão acesso, em tempo real, a dados sobre o comportamento dos seus ativos mais críticos, o que favorecerá a realização de manutenções preditivas de forma mais assertiva”, explica Moura.

O projeto-piloto será desenvolvido ao longo dos próximos nove meses, e sua execução contará com a parceria de equipes da Fundação para Inovações Tecnológicas (FITec), a quem caberá o

desenvolvimento dos sensores IoT, e da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), que auxiliará nas pesquisas relacionadas à inteligência artificial. Ao fim desta primeira etapa, o projeto poderá ser selecionado pela ABDI para participar da fase de escala, quando será ampliado para 120 indústrias.

ADESÃO – Indústrias de micro, pequeno e médio portes, de todos os segmentos podem ser selecionadas para participar da iniciativa, de forma gratuita. Para isso, as empresas deverão contar com máquinas rotativas em suas linhas de produção, a exemplo de motores, compressores e geradores. Os interessados podem entrar em contato com o ISI-TICs pelo e-mail: negocios.isi@pe.senai.br.  (Ascom)

Previous articlePrefeito Simão Durando votou no final da manhã deste domingo
Next articleMarília Arraes e Raquel Lyra disputam o Governo de Pernambuco em segundo turno