Home Sem categoria SUPERFUNGO! Anvisa entra na batalha para conter surto do fungo “Candida auris”...

SUPERFUNGO! Anvisa entra na batalha para conter surto do fungo “Candida auris” em Pernambuco

315
0

Pelo menos 10 casos foram confirmados em quatro surtos em hospitais de Pernambuco

Candida auris, fungo resistente

Nos últimos dias 26 a 28 de julho, uma equipe da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) realizou missão técnica no Recife, Pernambuco, com o objetivo de acompanhar as ações de controle do surto do fungo Candida auris nos hospitais da região.

Até o momento, foram notificados 10 casos confirmados de Candida auris nos quatro surtos em vigência em Pernambuco, que envolvem os hospitais: Miguel Arraes, Tricentenário em Olinda, Real Português e da Restauração. Os hospitais deverão manter a vigilância de pacientes por 6 meses para que o surto seja considerado encerrado.

A missão, que contou com a participação de servidores da Anvisa e do diretor Alex Machado Campos, realizou visitas técnicas, com o objetivo de conhecer as ações desenvolvidas para o controle de infecção hospitalar, com enfoque na C. auris, nos hospitais do Grande Recife, incluindo o Hospital Miguel Arraes e o Hospital da Restauração, além de reunião com a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa).

O superfungo Candida auris é transmitido pelo contato direto com pessoas infectadas ou com objetos. Entre os principais sintomas, estão febre, tontura, alteração da pressão arterial, dificuldade para respirar e aceleração do ritmo cardíaco.

Confira as principais ações realizadas para controle dos surtos:

Hospitais com surto

  • Reforço nas ações de limpeza e desinfecção de superfícies e higiene de mãos.
  • Coletas de swabs de vigilância de contactantes de casos positivos e coletas ambientais em superfícies.
  • Manutenção das medidas de precaução padrão + contato e isolamento de casos positivos.
  • Participação nas reuniões técnicas para tirar dúvidas sobre procedimentos.

Secretaria de Saúde de Pernambuco:

  • Visita da coordenação estadual de prevenção e controle de infecção de Pernambuco/Apevisa aos hospitais com surto para prestar apoio e orientações.
  • Apoio do Lacen de Pernambuco na disponibilização de insumos para coletas de swab de vigilância e na análise dos resultados.
  • Publicação de notas técnicas com orientações para os hospitais de Pernambuco;
  • Suporte na regulação de pacientes para desafogar hospitais com surto.

Anvisa:

  • Organização da força tarefa nacional e das reuniões para apoiar no controle do surto.
  • Acompanhamento e apoio às ações de controle dos surtos.
  • Articulação com os diferentes departamentos e órgãos envolvidos.

Revisão das recomendações nacionais para identificação, prevenção e controle de surtos de C. auris em serviços de saúde – Nota técnica 02/2022 GVIMS/GGTES/Anvisa.

Suporte técnico dos especialistas da rede nacional que apoiam a Anvisa para identificação de Candida auris em serviços de saúde nas ações de controle dos surtos.

Próximos passos:

O monitoramento nacional e a força tarefa criada para acompanhar o controle dos surtos seguirá vigente por mais 6 meses desde o último caso confirmado.

As reuniões com a força tarefa nacional acontecerão a depender da demanda de suporte técnico pelo estado de Pernambuco e da necessidade de acompanhamento das ações pela Anvisa e Ministério da Saúde.

Agência O Globo