Home Sem categoria Começou o saque dos R$ 208 milhões ‘esquecidos’ do PIS/Pasep. Veja...

Começou o saque dos R$ 208 milhões ‘esquecidos’ do PIS/Pasep. Veja como fazer

520
0

Para fazer o resgate do valor, trabalhador terá de fazer uma requisição formal de remissão. Quantias entre R$ 92 e R$ 1.100.

Quais foram as mudanças do PIS/PASEP para o ano de 2022? - Jornal Contábil - Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

A partir desta quinta-feira, 31, cerca de R$ 208 milhões do abono salarial poderão ser resgatados por cerca de 320 mil trabalhadores que não sacaram o PIS/Pasep referente ao ano-base 2019 na data prevista. As informações são do Ministério do Trabalho e Previdência.

No geral, o dinheiro liberado é destinado aos beneficiários que perderam os saques do último calendário, com datas entre julho de 2019 e junho de 2020. Agora eles terão uma nova chance de resgate do dinheiro.

A princípio, seria possível reaver os valores “esquecidos” em fevereiro, porém o governo decidiu adiar as liberações para esta quinta-feira, 31 de março. Lembrando que esse lote extra se difere dos pagamentos do PIS/Pasep 2022, cujo ano-base é o ano de 2020.

Quem pode sacar o abono salarial “esquecido”?

Pode sacar o abono salarial de 2019 o cidadão que:

  • Recebeu em média até dois salários mínimos mensais por meio de atividade com carteira assinada no ano-base 2019;
  • Exerceu atividade remunerada por pelo menos 30 dias no ano-base 2019;
  • Já estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos também em 2019; e
  • Estava dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) ou eSocial, de acordo com a categoria da empresa.

Qual o valor do PIS/Pasep esquecido?

Este ano, o abono salarial conta com valores entre R$ 101 e R$ 1.212, considerando o salário mínimo atual. Sobre o valor do PIS/Pasep “esquecido”, a faixa varia entre R$ 92 e R$ 1.100, conforme a quantidade de meses trabalhados no ano-base 2019.

Como sacar o PIS/Pasep?

Para fazer o saque do valor “esquecido”, o trabalhador terá de fazer uma requisição formal de remissão. E o pedido pode ser feito da seguinte forma:

  • Através do e-mail trabalho.uf@economia.gov.br. O trabalhador não pode se esquecer de colocar no lugar de “uf” a sigla do estado em que ele reside; ou
  • De forma presencial com um documento com foto em uma das unidades regionais do Ministério do Trabalho.

Importante: quando a pessoa pedir a remissão, será dado um prazo para que ela resgate o dinheiro: até o dia 29 de dezembro de 2022. Caso o saque não seja feito dentro dessa janela, uma nova chance de resgate só ficará disponível a partir do próximo calendário do PIS/Pasep.