Home Sem categoria RISCOS de dormir com o ventilador ligado: você vai ficar em CHOQUE

RISCOS de dormir com o ventilador ligado: você vai ficar em CHOQUE

1147
0

Ventilador Ventisol: 7 opções para conferir

Em um país quente como o Brasil, é comum que as pessoas usem o ventilador para deixar o clima da casa mais ameno. Existem aqueles que até dizem ser impossível dormir sem que o aparelho esteja ligado. De fato, é extremamente importante tornar o ambiente de sono mais acolhedor. Contudo, usar esse tipo de eletrodoméstico na hora de dormir pode representar alguns riscos.

Poucas pessoas sabem, mas o recomendado é não usar o ventilador na hora de dormir. Afinal de contas, existem alguns perigos desconhecidos. Em primeiro lugar, pode afetar a nossa saúde e obstruir vias respiratórias. Além do mais, a pessoa pode intensificar ou até mesmo desencadear doenças crônicas, como asma e bronquite. Por fim, o aparelho pode fazer com que o cidadão fique com alergia.

Afinal, quais são os riscos de dormir com o ventilador ligado?
Antes de mais nada é importante deixar claro que o ventilador não é proibido na hora do sono. As pessoas, apenas, devem prezar pelo bom uso. Caso contrário, podem colocar a própria saúde em risco. Conforme já mencionado, o principal problema do aparelho é a questão da respiração. Todos os perigos que o envolvem possuem alguma ligação com essa atividade tão importante para nós.

Ressecamento das vias respiratórias

Como o nome já diz, o ventilador é um aparelho usado para criar ventos no ambiente. Até pode tornar o clima mais ameno. Como qualquer situação, o vento pode fazer com que micro substâncias – como a poeira se espalhem pelo ar. Então, corremos o risco de inspirá-las através da respiração. Vale salientar que o mesmo é válido para os germes que podem ser movimentados com o aparelho. Como consequência, entram em nossas vias nasais e interferem na respiração.

Doenças crônicas

Outro perigo do uso direcionado do ventilador na pessoa. Caso ela já possua alguma doença, ela pode se agravar ainda mais. Neste caso, ela pode apresentar uma dificuldade ainda maior para respirar, por conta de asmas e bronquite, por exemplo. Em alguns casos, é possível desenvolver a doença por conta do excesso de uso do aparelho.

Alergias

Outra consequência do movimento de poeiras causado pelo ventilador. Grande parte da população possui alergia à poeira – pequenas partículas de sujeira que se formam nos ambientes. Vale salientar que dentro de uma poeira, existe uma concentração de ácaros, aracnídeos tão pequenos que são invisíveis ao olho humano. Essa espécie pode causar uma série de sintomas alérgicos para as pessoas.

Saiba como diminuir os riscos ao usar o aparelho

Em primeiro lugar, o ventilador não pode ser direcionado à pessoa. O ideal é que ele se movimente por todo o ambiente – a fim de amenizar o clima de todo o cômodo. Além do mais , o quarto deve estar limpo. Assim, fica com menos poeira, que não será movimentada por todo canto quando o eletrodoméstico estiver ligado.

Fonte: Pronatec