Home Sem categoria Retrô segura pressão, vence Náutico e larga na frente na decisão do...

Retrô segura pressão, vence Náutico e larga na frente na decisão do Pernambucano

506
0

Único gol do jogo foi marcado pelo zagueiro Guilherme Paraíba, na segunda etapa da partida, nos Aflitos

Jogadores do Retrô comemoram gol de Guilherme Paraíba

Deu Retrô no primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano. Em duelo realizado na tarde desta quinta-feira (21), no estádio dos Aflitos, a Fênix voltou a vencer o Náutico em 2022 para largar na frente da decisão do Estadual. Em jogo marcado pela chuva de cartões amarelos – nove ao todo – e pela invasão do cachorro da Polícia Militar ao gramado, os mais de 14 mil torcedores que foram acompanhar o embate, viram o único gol da partida ser marcado por Guilherme Paraíba. O segundo e derradeiro jogo será disputado no domingo da próxima semana, dia 30, na Arena de Pernambuco, com o clube de Camaragibe podendo se sagrar campeão com um empate.

Apesar do Retrô chegar ao duelo com a melhor campanha do Estadual, foi o Náutico quem dominou as ações durante toda a primeira etapa. Com oito finalizações contra duas, o Timbu teve as melhores oportunidades e viu o goleiro Jean aparecer bem para salvar os visitantes em chutes de Hereda, Jean Carlos e Ewandro. Com o Náutico apostando nas jogadas laterais, Kieza pouco contribuiu.

Acuada, a Fênix apostava nos contra-ataques e só chegou com algum perigo nos dez primeiros minutos, mas sem sucesso nas suas investidas. Insatisfeito com seu time, o técnico Dico Woolley trocou João Guilherme por Radsley ainda nos 45 minutos iniciais, mas a troca pouco fez efeito. Nome da equipe na competição, Renato Henrique era presa fácil para o sistema defensivo alvirrubro pela falta de criatividade do Azulão.

Na segunda etapa, Roberto Fernandes voltou com Leandro Carvalho na vaga de Ewandro, e o Náutico ganhou em movimentação pelo lado esquerdo. Além das jogadas pelo alto, o Alvirrubro assutou o goleiro Jean em chute do camisa 17. Apesar das boas chegadas, diferente do primeiro tempo, os torcedores presentes nos Aflitos viram o Retrô acordar dentro de campo. Mesmo sem atuar bem, a Fênix passou a incomadar os mandantes. Em uma das boas investidas, Pedro Costa aproveitou bobeada da zaga alvirrubra e mandou na área. Livre, Radsley cabeceou e viu Camutanga afastar o perigo sobre a linha.

Na metade da etapa complementar, entretanto, o Azulão chegou ao seu gol. Depois de Lucas Perri fazer grande defesa em cabeçada de Renato Henrique, Yuri Bigode aproveitou escanteio no lance seguinte e ajeitou para o meio da área. Subindo mais alto que todo mundo, Guilherme Paraíba mandou de cabeça para o fundo das redes, para a alegria de aproximadamente mil torcedores azulinos presentes nos Aflitos. Na base do abafa, o Náutico tentou chegar ao empate, mas foi contido pela zaga adversária, chegando ao quinto jogo seguido sem marcar gols.

Ficha do jogo

Náutico 0
Lucas Perri; Hereda, Carlão, Camutanga e Júnior Tavares; Djavan (Léo Passos), Rhaldney e Jean Carlos; Ewandro (Leandro Carvalho), Robinho (Pedro Vítor) e Kieza. Técnico: Roberto Fernandes.

Retrô 1
Jean; Pedro Costa, Renan Dutra, Guilherme PB e Mayk; Charles, Gelson (Alencar) e Yuri Bigode; João Guilherme (Radsley), Gustavo Ermel (Guilherme Santos) e Renato Henrique (Tales). Técnico: Dico Woolley.

Estádio: Aflitos (Recife/PE)
Árbitro: Diego Fernando
Assistentes: Ricardo Chianca e Marcelino Castro
VAR: Tiago Nascimento
Gols: Guilherme Paraíba, aos 23′ do 2T (RET)
Cartões amarelos: Rhaldney, Júnior Tavares, Jean Carlos, Kieza (NAU); João Guilherme, Pedro Costa, Yuri Bigode, Renato Henrique, Jean (RET)

Folha de Pernambuco

Previous article“A Exportação ao seu Alcance” desmistifica atuação no Comércio Internacional para empresários
Next articleChesf altera vazões em Sobradinho e Xingó