Home Sem categoria Quais são as taxas cobradas em empréstimos para pessoa física?

Quais são as taxas cobradas em empréstimos para pessoa física?

283
0

Conhecer os custos da operação facilita na escolha sobre onde e quando contratar o serviço

Recorrer ao empréstimo pode ser uma alternativa no momento de aperto financeiro. No entanto, para que a decisão ajude a solucionar o problema e não a aumentá-lo, é necessário conhecer os custos cobrados nessa operação.

Segundo informações do Banco Central (BC), há três tipos de empréstimos disponíveis para pessoas físicas. O mais comum é o empréstimo pessoal, também chamado de crédito pessoal, em que o consumidor solicita um valor à instituição financeira sem oferecer nenhuma garantia de pagamento. Por isso, a taxa de juros é mais alta do que as outras opções.

Outra modalidade é o empréstimo pessoal com garantia. Nesse caso, o consumidor apresenta um bem — um veículo ou imóvel, por exemplo — como uma forma de assegurar que o pagamento será feito. Nesse caso, a taxa de juros é menor, e a instituição financeira realiza uma avaliação mais detalhada sobre as informações do solicitante.

Há, ainda, o crédito consignado, modalidade em que a prestação do empréstimo é descontada diretamente da folha de pagamento ou do benefício previdenciário do solicitante. O BC explica que as exigências para a operação variam de acordo com o contrato, mas a taxa de juros também é menor em comparação com o crédito pessoal.

Saiba o que é o CET

Além da taxa de juros, que varia conforme a modalidade e a instituição financeira onde é feita a contratação do empréstimo, outros custos estão embutidos na operação. Por isso, a orientação da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) é avaliar o Custo Efetivo Total (CET).

Além dos juros, o CET inclui tarifas administrativas, IOF, encargos, tributos, seguros e despesas previstas no contrato, como a taxa para análise de crédito e a cobrança para a realização do cadastro.

De acordo com a Proteste, o consumidor deve comparar o CET dos empréstimos de diferentes instituições financeiras antes de assinar o contrato. Afinal, é ele quem dá mais clareza sobre as condições da contratação. O acesso a essa informação é garantido por lei.

Ainda segundo a associação, a análise do CET permite ao solicitante checar se o empréstimo é uma alternativa que ajudará a resolver o problema financeiro ou se vai aumentá-lo, criando mais uma dívida que comprometerá o orçamento.

Os órgãos de proteção, como a Proteste, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), a Fundação Procon e os Procons municipais oferecem orientações sobre educação financeira e renegociação de dívidas para o cidadão endividado.

Alerta aos golpes

Quem decide recorrer ao empréstimo deve ter atenção sobre os procedimentos para a contratação do serviço. Atualmente, é possível fazê-lo sem sair de casa, pela internet. Mas a maior facilidade e a redução da burocracia exigem mais cuidados por parte do solicitante.

O BC alerta sobre os golpes envolvendo a solicitação de empréstimos. Para evitar ser vítima desse tipo de crime, a primeira recomendação é verificar se a instituição financeira que oferece o serviço está autorizada. Para isso, é necessário checar a lista das empresas regulamentadas no site da autoridade monetária.

Outro aspecto destacado pelo BC é sobre a documentação exigida pela instituição financeira. No caso do empréstimo pessoal e do consignado, é preciso apresentar RG, CPF e comprovantes de residência e de renda. Para o empréstimo pessoal com garantia, além dos documentos citados, é necessária uma avaliação mais detalhada do perfil do cliente e das condições do bem apresentado como garantia.

O BC alerta que em nenhum tipo de empréstimo é solicitado pagamento adiantado de parcela ou depósito financeiro com qualquer outra finalidade. Caso a empresa faça esse pedido, trata-se de golpe. O consumidor não deve realizar nenhum pagamento, e sim registrar um boletim de ocorrência na Polícia Civil.


Luiz Affonso Mehl

“Transformar as estruturas sociais por meio do empreendedorismo e da tecnologia para reescrever nossos futuros.”

  • Analista de Link Building
    expertamedia.com.br
  • Tel: (21) 4042-3240

Previous articleSucesso! 23ª Serenata da Recordação de Santa Maria da Boa Vista reúne milhares de apaixonados pela boa música
Next articleAGE convoca empreendedores da zona rural para participar do novo projeto ‘Circuito AGERural’