Home Sem categoria Programa da Agrovale comemora 13 anos com 237 jovens aprendizes contratados

Programa da Agrovale comemora 13 anos com 237 jovens aprendizes contratados

945
0

Considerada uma das empresas pioneiras no Vale do São Francisco a implantar o programa Jovem Aprendiz, a Agrovale está comemorando 13 anos, com a marca de 237 jovens aprendizes contratados nos setores agrícola e industrial.

A empresa começou o programa, fruto da lei federal 10.097/2000, em parceria com o Senai-BA e Senar-BA, em 2011, e de lá para cá, ajudou na formação prática de 31 turmas com um total de 1.114 jovens, na faixa etária entre 14 e 24 anos.

Efetivado há 7 anos na função de Preposto, Jonatas Melo (32 anos), lembra que fez parte da primeira turma de Jovens Aprendizes da Agrovale, em 2011, através do curso de Eletricidade Industrial, oferecido pelo Senai-BA. Depois de ter atuado como auxiliar de pessoal e assistente administrativo, Jonatas revelou que considera o programa muito importante para o ingresso do jovem no mercado de trabalho. “Acho que todo jovem deve ter acesso a esse benefício, que também enriquece a cultura organizacional das empresas e permite a descoberta de novos talentos regionais”, ressaltou. Outra ex-jovem aprendiz efetivada pela Agrovale, a assistente administrativo na área de Benefícios, Gélida Cássia Alves de Melo (32 anos), afirma que o programa é tão importante para o crescimento profissional como pessoal do jovem em formação. “Cheguei na primeira turma como ajudante do setor médico, fui motivada a fazer um curso técnico e promovida à assistente I e depois à assistente II. Uma experiência muito enriquecedora que mudou minha vida em todos os sentidos e impulsiona a desenvolver plenamente as habilidades”, salientou Gélida Alves.

Parte da turma atual, que começou a fase prática do programa em novembro do ano passado, Lincoln Abraão (19 anos), chegou à empresa após concluir o módulo teórico do curso de aprendiz de Eletricista Industrial no Senai-BA. Com uma rotina de 4 horas diárias, de segunda a sexta, agendada até fevereiro de 2025, ele aprende exemplos práticos de manutenção em válvulas, em painéis de casa de bomba e fiação elétrica. “Estou me dedicando com afinco e muito boa vontade para conquistar uma vaga na empresa. O Programa Jovem Aprendiz é uma garantia para a gente aprender a trabalhar e conquistar o primeiro emprego”, frisou.

De acordo com o gerente de Recursos Humanos (RH), da Agrovale, Joaquim De‘Carli, o programa, além de qualificar para o primeiro emprego, tem importância relevante na inclusão social, pois proporciona formação, desenvolvimento pessoal, profissional e distribuição de renda. “Nossa empresa mantém programas abrangentes de capacitação, mentoria e atividades práticas, que possibilitam a formação de profissionais competentes e conscientes do seu papel no mercado de trabalho, contribuindo para uma sociedade mais inclusiva, produtiva e economicamente sustentável”, ressaltou.

O gerente lembrou ainda, que em 2019, a Agrovale recebeu, em Salvador – BA, duas importantes condecorações. O Prêmio Reconhecimento das Boas Práticas da Aprendizagem Profissional, concedido pelo Fórum Baiano de Aprendizagem Profissional – FOBAP e o Selo das Boas Práticas da Aprendizagem Profissional, conferido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar-BA.

Comungando com o mesmo clima de comemoração, a gestora de Recursos Humanos (RH) da empresa, Roberta Santos, aproveitou a ocasião para anunciar a continuidade do programa, que também tem formado jovens nos segmentos de Tecnologia da Informação, Logística e Setor de Benefícios. “Agora em 2024, começaremos mais três turmas nas áreas de Auxiliar de Obras, Cultivo de Cana e Mecânica Industrial, totalizando a capacitação de mais 75 novos jovens aprendizes, que serão igualmente remunerados mensalmente, com direito ainda a vale transporte, ajuda de custo e uma possibilidade de contratação por nossa empresa”, concluiu.

(Ascom)