**/

Home Blog Page 174

Fiocruz planeja entregar produção própria de vacina ao MS em fevereiro

0


A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), detentora da transferência tecnológica da vacina da Universidade de Oxford com a farmacêutica AstraZeneca, anunciou, nesta terça-feira (22/12), que irá fornecer ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde o primeiro um milhão de doses de produção nacional entre 8 e 12 de fevereiro de 2021. A atualização foi dada durante Comissão Externa de Enfrentamento à covid-19 na Câmara dos Deputados.

Na reunião, a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, informou aos parlamentares que o ritmo de entrega das produções próprias será acelerado a partir da terceira semana, com repasse de 700 mil doses diárias pela unidade produtora de imunobiológicos Bio-Manguinhos.

“Estaremos recebendo ingrediente farmacêutico ativo para esta vacina para o início da produção no mês de janeiro. Esta produção terá que ser certificada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). […] As duas primeiras semanas sempre são de ajuste. Depois, serão 3,5 milhões de doses por semana. Isso faz parte do esforço que estamos fazendo para garantir vacinas, no plural, para nossa população”, disse Nísia.

Uso emergencial
Outra alternativa trabalhada pela Fiocruz é a solicitação do uso emergencial da vacina, podendo antecipar ainda mais o cronograma de entrega. “O esforço é para, se possível, quando sair o registro em uma agência regulatória com equivalência à Anvisa, solicitar autorização de uso emergencial com o prazo de 10 dias. Então, também estaremos trabalhando com essa possibilidade, mas não existe, com segurança, essa informação para ser prestada agora”, completou a presidente.

O governo federal espera incorporar 100,4 milhões de doses da vacina de Oxford no primeiro semestre de 2021. Há, ainda, a previsão de 42,5 milhões de doses fornecidas pelo mecanismo multilateral Covax Facility, outras 70 milhões pela Pfizer, além de tratativas com a CoronaVac, do Instituto Butantan com a Sinovac, e com as farmacêuticas Bharat Biotech, Moderna, Gamaleya e Janssen.(Diário de Pernambuco)

Organização Mundial de Saúde alerta: nova cepa ‘não está fora de controle’

0

Covid-19: Brasil tem 391.222 casos confirmados e 24.512 mortes | Agência  Brasil

A nova variante do coronavírus encontrada no Reino Unido, mais infecciosa segundo o governo britânico, “não está fora de controle”, afirmou nesta segunda-feira a Organização Mundial da Saúde. Autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS) disseram hoje (18) que uma equipe internacional liderada pela agência da ONU irá à China na primeira semana de janeiro para investigar as origens da pandemia de coronavírus.

Mike Ryan, principal especialista em emergências da OMS, afirmou que especialistas vão viajar para a cidade de Wuhan, no centro da China, onde os primeiros casos de Covid-19 foram detectados em dezembro passado.

 “Ainda não temos uma data de decolagem porque estamos trabalhando na logística em torno de vistos e voos. Prevemos que a equipe vá para lá na primeira semana de janeiro. Haverá providências de quarentena”, disse Ryan em uma entrevista coletiva.

“A equipe visitará Wuhan, esse é o propósito da missão. O objetivo da missão é ir ao ponto original em que os casos humanos foram detectados. Eles esperam fazer isso”, acrescentou.

Autoridades da OMS também disseram que três quartos dos casos estão ocorrendo nas Américas e agradeceram ao Canadá por se comprometer a doar doses das vacinas a outros países.

Maria Van Kerkhove, líder técnica da OMS para Covid-19, afirmou que a agência está em contato com pesquisadores sul-africanos que identificaram uma nova variante do vírus SARS-CoV2.

Fonte: MSN

Inscrições abertas para a 21ª edição da Fenearte

0
Inscrições seguem até 15 de janeiro e evento acontece entre os dias 7 e 18 de julho do próximo ano. (Foto: Tarciso Augusto/Arquivo DP)
Fenearte Recife

“A Fenearte é um importante instrumento de fomento dentro da política pública de Pernambuco. Representa a nossa rica e diversa economia criativa, reverberando para além do período em que é realizada”, diz Márcia Souto, diretora de Promoção da Economia Criativa da AD Diper.

Todos os protocolos estabelecidos pelos Comitê de Combate à Covid-19 do governo de Pernambuco serão seguidos. Além disso, por conta do cenário e da grandeza do evento, questões como dimensão física, tamanho de público, quantidade de selecionados e até mesmo o formato (presencial ou não) serão definidas posteriormente. O lançamento está sendo realizado agora para que os prazos para a realização de um evento deste porte sejam cumpridos.

Mais informações podem ser obtidas no site da feira e clicar na aba “inscrições”. Outros dois canais também estão disponíveis para tirar dúvidas: o telefone (81) 3181.3454 (de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h); e o e-mail fenearte@centrodeartesanato.pe.gov.br.

Simone, dupla de Simaria, terá filha em Orlando, nos Estados Unidos

0

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da artista.

Simone, dupla de Simaria, terá filha em Orlando, nos Estados Unidos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A cantora Simone Mendes, 36, dupla com Simaria, está fora do Brasil para receber a sua segunda filha, Zaya. Grávida de oito meses, a artista sertaneja terá a pequena no estado da Flórida, nos Estados Unidos. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da artista.

Simone está acompanhada do marido, o empresário Kaká Diniz, e o filho Henry, 6, e usou as redes sociais nesta terça (22) para comentar sobre a ida da família ao país norte-americano.

Hospedada em uma residência em Orlando, a cantora afirmou que comprou uma casa e que por isso, também aproveitou a viagem para acertar os trâmites burocráticos da aquisição.

“Vou receber uma casa aqui no final de janeiro. Temos que fazer uma quarentena para vir pra cá. Quando a casa foi comprada, a ideia era tematizar para quando os brasileiros viessem para Orlando, ficassem na casa da coleguinha. Tem que fazer a mobília, as coisas”, contou Simone através dos Stories no Instagram.

Simone também comentou sobre a alta do dólar, e que para não sair no prejuízo, resolveu adiantar sua ida aos Estados Unidos. “O dólar com preço que está, condomínio, luz e não sei mais… Sem a casa funcionar, a marreta cai do rabo, não está fácil. Também tinha esse propósito de organizar essas coisas”, brincou.

Ainda sem previsão para o nascimento de Zaya, Simone compartilha momentos com a família, que recentemente viajou para Cancun, México.

24 de dezembro: aniversário de Ricky Martin. Confira alguns momentos marcantes deste dia!

0
Ricky Martin diz que gostaria que os filhos fossem gays
Ricky Martin

24 de dezembro é o 358.º dia do ano no calendário gregoriano (359.º em anos bissextos). Neste dia nasceu a atriz Ava Gardner, a escritora Ana Maria Machado e o cantor Ricky Martin.

Foi no dia 24 de dezembro de 1905 que ocorre a fundação da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

O dia também ficou marcado quando em 1914 durante a Primeira Guerra Mundial: começa a “Trégua de Natal”.

Nascimentos: artes

Aventuras na História · De relacionamentos frustrados a fúria de Sinatra: a desastrosa vida íntima de Ava Gardner
Ava Gardner

1922 — Ava Gardner, atriz e cantora estadunidense (m. 1990).

1971 — Ricky Martin, cantor, compositor e ator porto-riquenho.

1986 – Ana Brenda Contreras, atriz e cantora mexicana.

Nascimentos: personalidades e figuras importantes

Pais acusam Ana Maria Machado de incitar o suicídio em livro infantil
Ana Maria Machado

1941 – Ana Maria Machado, escritora brasileira.

Acontecimentos históricos:

Pinacoteca do Estado de São Paulo - Guia das Artes
Pinacoteca do Estado de São Paulo

1905 — Fundação da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

1914 — Primeira Guerra Mundial: começa a “Trégua de Natal”.

1945 — Cinco de nove crianças desaparecem depois que sua casa em Fayetteville, Virgínia Ocidental, é incendiada.

1964 — O Hotel Brinks, no Vietnã, é bombardeado, em plena Guerra do Vietnã.

1974 — O ciclone Tracy arrasa Darwin, na Austrália.

Feriados e eventos:

24 de Dezembro – Dia do Órfão | Espaço Cultural de Emilia Eiko

Dia do Órfão.

Fonte: Wikipedia

Sem sintomas ou testou negativo: É seguro visitar a família no Natal?

0

Especialistas alertam que testar negativo para o novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, não é uma garantia absoluta e que os indivíduos podem ainda assim estar infetados.

Sem sintomas ou testou negativo: É seguro visitar a família no Natal?

Especialistas alertam que testar negativo para o novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, não é uma garantia absoluta e que os indivíduos podem ainda assim estar infectados. Geralmente, só quem tem sintomas se submete ao teste para detectar o novo coronavírus. Sendo que os três grandes sinais de alarme da Covid-19 são tosse seca persistente, perda de olfato e de paladar e febre.

Contudo, os especialistas ressaltam que até um terço dos indivíduos infectadospermanecem assintomáticos, ou seja não manifestam quaisquer sintomas da doença.

Mais ainda, os especialistas alertam que pode ter realizado o teste para a Covid-19 e mesmo que este tenha dado negativo não significa que seja de fato seguro visitar familiares e amigos.

Limitações

Um teste negativo não é um indicador de que o indivíduo não seja portador do SARS-CoV-2, e se fizer o teste e a seguir viajar, pode ficar infectadonesse espaço de tempo.

Conforme explicam os cientistas, um teste negativo significa apenas que a pessoa não tinha o vírus num momento preciso, isto é no momento em que foi testada.

Em declarações ao jornal britânico The Sun, o professor Michael Head, Investigador Sénior em Saúde Global na Universidade de Southampton, no Reino Unido, disse que “todos os testes têm limitações”. “Os testes laboratoriais são bastante precisos, mas podem não detectaralguns casos, sobretudo se o indivíduo tiver sido infectadonos últimos dois a três dias”, acrescentou.”E os novos testes rápidos só têm uma precisão de cerca de 50%”.

“Como tal, testar negativo para o novo coronavírusnão deve ser interpretado como ‘definitivamente não infectado’, e por isso não deve ser usado como um indicador de que é seguro visitar a família”, mencionou o professor.

O acadêmico referiu ainda que as visitas a familiares devem ser limitadas ao mínimo.”Se possível encontrem-se no exterior, e se permanecerem dentro de casa então mantenham as portas e janelas abertas de modo a aumentar a ventilação, além de manterem o distanciamento e lavarem frequentemente as mãos”.

Já Amanda Simanek, professora associada de epidemiologia na Universidade deWisconsin–Milwauke, nos Estados Unidos, disse em entrevista ao jornal The Guardian que as pessoas devem ser cautelosas e evitar visitar os familiares mesmo se tiverem testado negativo para o novo coronavírus.

Simanek explicou que se a pessoa continua a levar a sua vida normalmente nos dias anteriores a realizar o teste, consequentemente não há qualquer garantia que este detecte o vírus no dia em que é feito.“Pode ser exposto ao SARS-CoV-2, ser testado no segundo ou terceiro dia após a exposição, e depois no oitavo dia desenvolver sintomas”, referiu

Petrolina registra mais 155 novos casos positivo da Covid-19

0

O boletim epidemiológico da Prefeitura de Petrolina desta quarta-feira (23) aponta que o município registrou 11.621 casos confirmados da covid-19, dos quais 9.469 (81,4%) já estão curados clinicamente. São 155 novos casos registrados através de testes rápidos e exames laboratoriais.

Dos novos casos, são 84 pessoas do sexo feminino, com idades entre 07 e 79 anos, e 71 do sexo masculino, entre 05 e 81 anos. As informações referentes à raça/cor/etnia dos casos registrados nesta sexta seguem em anexo.

Do total geral de positivados, 9.906 foram confirmados por testes rápidos da prefeitura e 1.715 diagnosticados através de exames laboratoriais. O número de óbitos pela covid-19 subiu nesta quarta para 143. A vítima – do sexo masculino de 89 anos, morreu em um hospital particular nesta terça-feira (22).

Ocupação de leitos

A taxa de ocupação geral dos leitos de UTI da rede pública é de 64,15%. Dos 53 leitos disponíveis, 34 estão ocupados, sendo 22 pacientes de Petrolina e 12 de outras cidades da região.

Juazeiro registra mais 81 casos positivos da Covid-19 nesta quarta-feira

0

A Secretaria Municipal da Saúde divulga o boletim epidemiológico desta quarta-feira (23) com o registro de outros 81 casos confirmados de COVID-19 em Juazeiro, o que representa uma taxa de 43% de testes positivos das 190 notificações realizadas no dia. Com essa atualização o número de infectados chega a 7.403, dos quais 4.854 já apresentaram curas clínicas. Juazeiro chega a 22.869 testes realizados com 15.336 resultados negativos e a quantidade de óbitos é de 132.

Dos pacientes positivados neste boletim, 49 são do sexo feminino e 32 do sexo masculino com idades entre 26 e 61 anos e todos encontram-se em isolamento domiciliar, sem gravidade. Os resultados foram obtidos através de 74 testes rápidos anticorpo, 05 testes de quimioluminescência (CLIA) e 02 testes RT-PCR pelo Lacen de Salvador. Do total geral de casos confirmados, 4.149 são do sexo feminino, 3.253 do sexo masculino e destes, 345 são profissionais de saúde.

Em isolamento domiciliar agora são 2.406 pessoas e a quantidade de internados regulados pela rede municipal nas últimas 24 horas se manteve em estabilidade e sem alterações em relação aos últimos boletins. São 11 pacientes ocupando leitos hospitalares, sendo 06 em UTI e 05 em intermediários.

DER anuncia desligamento de lombadas eletrônicas durante o feriado de Natal

0

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) desligará às 22h da quarta-feira (23), as lombadas eletrônicas nos trechos mais movimentados da BR-232, do km 6,2 ao km 9,2, no bairro do Curado, no Recife, e na PE-060, no km 16,63, na cidade de Ipojuca. Os equipamentos de fiscalização eletrônica serão religados às 5h da próxima segunda-feira (28).

 A expectativa é que o fluxo de veículos nessas vias aumente em cerca de 40% nos horários de pico em relação aos dias normais. Ainda para auxiliar na fluidez do trânsito nas rodovias estaduais, o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV) estará presente atuando na fiscalização e na segurança dos motoristas em viagem.

A iniciativa visa minimizar os transtornos dos congestionamentos, melhorando a mobilidade das pessoas na ida e na volta pra casa. “Nossas equipes de fiscalização estarão nas estradas em todo o estado de Pernambuco para coibir irregularidades no trânsito e garantir mais segurança aos usuários”, ressaltou o Gestor de Trânsito e Transporte do DER, Fábio Barbosa.

Lombadas eletrônicas desligadas durante o feriado de Natal:
BR-232 – entre os quilômetros 6,2 e 9,2, no Recife;
PE-060 – no quilômetro 16,63, em Ipojuca.

Ascom DER

Estado de SP passará Natal e Ano-Novo na fase vermelha contra Covid, só com serviços essenciais; veja quais

0

A decisão de retroceder todas as regiões do estado foi anunciada nesta terça (22)

Estado de SP passará Natal e Ano-Novo na fase vermelha contra Covid, só com serviços essenciais; veja quais

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Todo o estado de São Paulo irá regredir para a fase vermelha, a mais restritiva do plano de contenção da pandemia do novo coronavírus, durante os feriados de Natal e do Ano-Novo.

A decisão de retroceder todas as regiões do estado foi anunciada nesta terça (22). Todas as regiões ficarão nesta fase durante os dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro.

O governo teme um descontrole da pandemia após as festas de fim de ano, já que nas últimas quatro semanas São Paulo registrou um salto de 54% do número de casos e de 34% nos óbitos.

Na fase vermelha, é permitido o funcionamento apenas de atividades consideradas essenciais, como serviços de saúde e supermercados.

VEJA O QUE FECHA NA FASE VERMELHA

Shopping centers, galerias e estabelecimentos congêneres
Comércio
Serviços em geral
Bares, restaurantes e similares
Salões de beleza e barbearias
Academias e centros de ginástica
Eventos, convenções e atividades culturais, como cinemas e teatros
Concessionárias

SEGUEM FUNCIONANDO, MEDIANTE PROTOCOLOS DE HIGIENE E DISTANCIMENTO

Atividades religiosas, como missas e cultos
Supermercados, padarias e açougues
Serviços de saúde, inclusive farmácias e clínicas, além de hospitais
Transportadoras, oficinas de automóveis e motos, postos de gasolina
Serviços de transporte público
Bancos
Pet shops

“Entre o Natal e Ano Novo não estamos em um período de festas. As medidas que decidimos adotar trazem esse simbolismo, não é momento de aglomeração, de festas”, disse Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico.

As restrições foram anunciadas sem a presença do governador João Doria (PSDB), que iniciou nesta terça um recesso de 10 dias.

O índice de pessoas que se diz em quarentena caiu, neste mês, ao menor nível desde o início das medidas para conter a pandemia, em março. No sábado (19), dados das companhias de telefonia móvel mostraram que a taxa de isolamento no estado foi de 40%. O patamar considerado razoável pelo governo é acima de 50%.

Desde de 30 de novembro, todo o estado está na fase amarela, a intermediária entre as cinco, após ter passado 45 dias na fase verde, que permite todas as atividades desde que cumpridos protocolos de higiene, distanciamento social e pequena restrição de horários.

“As medidas que estamos tomando são duras, mas necessárias porque não podemos correr o risco de em 2 semanas chegar ao patamar que os países europeus estão hoje. Precisamos evitar o colapso no atendimento médico”, disse João Gabbardo, secretário-executivo do comitê de contenção do coronavírus de São Paulo.

Uma das principais preocupações do governo é com o rápido aumento de internações, especialmente depois de parte dos leitos reservados para casos de Covid-19 ter sido desmobilizada com o decréscimo de casos.

A região de Presidente Prudente foi reclassificada extraordinariamente para a fase vermelha a partir desta terça depois de atingir 83,1% de ocupação dos leitos de UTI. É a única localidade do estado que ultrapassou a marca de 80% de leitos ocupados, por isso, a regressão.

Outra região que preocupa o governo do estado é a da Grande São Paulo, que está com ocupação de 67%. Em todo o estado, a taxa é de 61,9%. ​

Também há preocupação com as regiões de Sorocaba e Registro por conta do aumento de internações em UTI.

Segundo Gabbardo, apesar do esforço e da capacidade do governo em reabrir novos leitos de UTI e enfermaria, atualmente a principal dificuldade para o atendimento médico é a indisponibilidade de profissionais da área da saúde.

“As pessoas perguntam porque não reabrir leitos em hospitais de campanha. Talvez a gente tivesse dificuldade em encontrar profissionais para trabalhar nesses hospitais. A situação agora é diferente do início da pandemia.”