**/

Início Site Página 167

Bandidos explodem Carro-Forte entre Ouricuri e Parnamirim, no Sertão de PE

0


No início da tarde desta quinta-feira dia (09), bandidos fortemente armados explodiram na BR-316, um Carro-Forte da empresa de transporte de valores Preserve entre os municípios de Ouricuri e Parnamirim, no Sertão de Pernambuco. Muito dinheiro ficou espalhado pela pista.

A ação criminosa aconteceu próximo ao povoado da Quixaba, divisa do município de Parnamirim com Ouricuri, e de acordo com informações, ninguém se feriu e os bandidos após roubarem a dinheiro fugiram em direção a Salgueiro. Aguardem novas informações. (Blog `O Povo Com a Noticia´)

Presidente Bolsonaro sanciona lei que institui carteira nacional do autista

0

Trecho que obrigava sessões especiais de cinema foi vetado

Resultado de imagem para carteira nacional do autista

O presidente Jair Bolsonaro sancionou hoje (8) a lei que institui a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista, de expedição gratuita. Com o documento, essa população passa a ter prioridade de atendimento em serviços públicos e privados, em especial nas áreas de saúde, educação e assistência social.

Projeto de Lei (PL) 2.573/2019, que criou a carteira, foi aprovado pelo Congresso Nacional no dia 11 de dezembro do ano passado. A proposta foi apresentada pela deputada federal Rejane Dias (PT-PI) e alterou dispositivos da Lei 12.764, de 2012, que instituiu a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista.

O PL ficou conhecido como Lei Romeo Mion, que é portador de autismo e filho do apresentador de TV Marcos Mion, um dos principais entusiastas da medida. Em postagem divulgada no Twitter  para informar a sanção do projeto, o presidente Jair Bolsonaro aparece em foto ao lado do apresentador e da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

“Sancionada hoje a Lei 13.977 (Romeo Mion), que cria Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea). A referida carteira é gratuita e garante prioridade nas áreas de saúde, educação e assistência social”, escreveu Bolsonaro. A sanção deverá ser publicada na edição desta quinta-feira (9) do Diário Oficial da União.

Conselho reduz de 21 para 18 anos idade mínima para mudança de sexo

0

Reposição hormonal só será permitida após os 16 anos

Parada Gay, São Paulo, 2019. REUTERS/Nacho Doce

O Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou hoje (9) no Diário Oficial da União resolução que altera regras para procedimentos em pessoas trânsgenero.

As novas regras reduzem de 21 para 18 anos a idade mínima para a realização de procedimento cirúrgico de adequação sexual e estabelecem que a realização de hormonioterapia cruzada só será permitida a partir dos 16 anos de idade.

Na avaliação do conselho, as mudanças favorecem o acompanhamento integrado e proporcionam condições para a formação de profissionais que atendem o segmento.

“O assunto está sendo debatido há 25 anos, e a última resolução é um aperfeiçoamento, uma maturação dos conceitos. Trata, principalmente, da inclusão dessa população às necessidades de saúde. Regulamenta procedimentos de tratamento, como a hormonioterapia, e atualiza procedimentos cirúrgicos”, disse o vice-presidente do CFM, Donizetti Giamberardino, em entrevista coletiva.

“Se você não criar regras, vai causar muito mais prejuízos, atitudes desordenadas e, muitas vezes, sem base em critérios científicos”, acrescentou.

O atendimento aos transgêneros deverá ser feito por equipe médica multidisciplinar composta por pediatra, caso o paciente seja menor de 18 anos, psiquiatra, endocrinologista, ginecologista, urologista e cirurgião plástico, sem prejuízo da participação de outros profissionais da saúde.

Crianças e adolescentes

O texto diz que crianças ou adolescentes transgêneros devem receber tratamento de equipe multiprofissional e interdisciplinar, sem nenhuma intervenção hormonal ou cirúrgica. Além disso, qualquer procedimento levará em consideração um plano de tratamento individualizado.

A nova regra também prevê que o paciente deverá ser informado sobre os procedimentos e intervenções clínicas e cirúrgicas aos quais será submetido, incluindo o risco de esterilidade e que qualquer procedimento só será executado com o consentimento prévio.

A resolução proíbe ainda a realização de procedimentos cirúrgicos e hormonais em pessoas com diagnóstico de transtornos mentais que os contraindiquem, como, por exemplo, transtornos psicóticos graves, transtornos de personalidade graves, retardo mental e transtornos globais do desenvolvimento graves.

Hormonioterapia

A nova resolução proíbe o uso de procedimentos de hormonioterapia para bloqueio hormonal em crianças ou adolescentes transgêneros que não atingiram a puberdade.

O procedimento será administrado apenas depois de avaliação da equipe multidisciplinar ou quando a criança está entrando na puberdade, período que pode variar de 8 a 13 anos, no caso de crianças com sexo biológico feminino. e de 9 a 14 anos, no caso de crianças com sexo biológico masculino.

Nesses casos, após a avaliação, os pacientes começam a receber uma substância que inibe o desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários com os quais a criança e adolescente não se identifica, como mama, menstruação, barba ou voz grossa.

Já no uso de hormonioterapia cruzada, quando, além do bloqueio também há reposição hormonal, esta será ministrada apenas a partir dos 16 anos, em caráter experimental.

A partir dos 18 anos, a aplicação do procedimento vai depender da prescrição especializada por médico endocrinologista, ginecologista ou urologista.

Na portaria, o CFM também reconhece expressões identitárias, como homens e mulheres transexuais, travestis e outras expressões identitárias relacionadas à diversidade de gênero.

Afirmação sexual

Na avaliação do relator da resolução no CFM, o psiquiatra Leonardo Luz, a inovação é trazer para o centro do debate a despatologização da transexualidade, com adoção da nomenclatura mundial para tratar da questão.

Entre os termos atualizados estão o de “incongruência de gênero”, entendido como a não paridade entre a identidade de gênero e o sexo ao nascimento, e o que classifica o procedimento hormonal e/ou cirúrgico como de “afirmação sexual”, e não mais de redesignação sexual.

“O conselho adota a nomenclatura mundial de incongruência de gênero e avança na assistência desde a infância até a vida adulta e tenta estimular que novos profissionais busquem capacitações, fomento de ensino através de programas de residência médica para que a gente possa ter mais centros para pessoas que precisam desse tipo de assistência”, disse.

Na Bahia, IPVA tem desconto de 10% até dez de fevereiro

0

Resultado de imagem para IPVA: Desconto de 10% é válido até dez de fevereiro na Bahia

Os motoristas baianos têm até o dia 10 de fevereiro para aproveitar o desconto de 10% no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), efetuando o pagamento em cota única. Existe ainda a opção de pagamento com 5% de desconto para quem fizer a quitação do valor integral do imposto no dia do vencimento da primeira das três cotas do parcelamento padrão do imposto, data que varia de acordo com o número final da placa do veículo. Todas as informações podem ser consultadas por meio do site da Sefaz-BA, no Canal Inspetoria Eletrônica, IPVA, ou do call center da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA), pelo 0800 071 0071.

“O Estado também dá a possibilidade de regularizar o pagamento do imposto com o parcelamento em até três vezes. O contribuinte precisa apenas observar a data de vencimento das cotas na tabela, também de acordo com o número final da placa. O pagamento poderá ser efetuado no Banco do Brasil, no Bradesco ou no Bancoob, que são os bancos credenciados mediante a apresentação do número do Renavam. É importante lembrar que o proprietário do veículo precisa andar em dia. É necessário ainda quitar todo o licenciamento para que ele possa circular conforme o código de trânsito”, explica a gerente de IPVA da Sefaz, Aline Lessa.

Os débitos anteriores do IPVA ainda não notificados também podem ser divididos em três vezes, juntamente com o IPVA 2020. No entanto, o proprietário que perder o prazo da primeira cota deixa de ter o direito ao parcelamento em três vezes. O petroleiro Plínio Borges aproveitou o desconto para diminuir as despesas de início de ano. “Este é um período que as pessoas têm muitas coisas para pagar, e essa oportunidade de pagar um valor 10% menor é muita boa. Ajuda muito a preservar o orçamento da família dentro de casa”, afirma.

Redução

O IPVA ficará, em média, 3,56% mais barato para os contribuintes baianos em 2020. A queda mais acentuada com relação aos valores de 2019 beneficiou os utilitários, que vão pagar 4,35% a menos. Em seguida, vêm os automóveis, com 4,20%. Para ônibus e micro-ônibus, o imposto ficará 3,93% menor. Já para as motos e caminhões, a queda no valor do imposto será de 2,72% e 2,62%, respectivamente.

Os novos valores baseiam-se em pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), com base nos preços praticados no estado em outubro de 2019.

O IPVA é a segunda fonte de arrecadação tributária do Governo do Estado. A frota tributável da Bahia é de cerca de dois milhões de veículos. O secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório, ressalta que o valor arrecadado é dividido meio a meio com o município onde o veículo foi emplacado. (Fonte: Secom Bahia)

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 10 milhões

0

Mega-Sena, loterias, lotéricas

Ninguém acertou as seis dezenas do Concurso 2.222 da Mega-Sena sorteadas nessa quarta-feira (08), no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo. O prêmio para o próximo sorteio, que ocorrerá no sábado (11), está estimado em R$ 10 milhões.

Os números sorteados foram 13 – 14 – 29 – 30 – 48 – 59.

A quina teve 29 ganhadores que vão receber, cada um, R$ 58.660,41. Acertaram quatro números 1.969 apostadores, que receberão o prêmio individual de R$ 1.234,23.

As apostas para o próximo concurso da Mega-Sena podem ser feitas até as 19h de sábado. Um jogo simples, de seis números, custa R$ 4,50.

Prorrogado prazo para médias empresas migrarem para eSocial

0

Resultado de imagem para Prorrogado prazo para médias empresas migrarem para eSocial

Sistema informatizado de prestação de informações de empresas e trabalhadores, o eSocial será obrigatório para os médios empregadores. O prazo para o envio dos eventos de Saúde e Segurança do trabalhador foi recentemente prorrogado pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho.

Cerca de 1,24 milhão de médias empresas, que faturam até R$ 78 milhões por ano, deverão inserir os dados de saúde e de segurança de 21 milhões de trabalhadores na ferramenta até o dia 8 de janeiro de 2021. Este prazo não vale para as empresas que optaram pelo Simples. As empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões estarão obrigadas a informar, a partir de 8 de setembro de 2020, os eventos de Saúde e Segurança do Trabalhador ao eSocial.

Essa é a última etapa que falta para as médias empresas concluírem a migração para o eSocial, que reduz a burocracia e elimina a manutenção de arquivos em papel.

Também foi anunciado o desmembramento do grupo 4 (dos órgãos e entidades federais). Com a alteração, ficaram no grupo 4 os entes públicos de âmbito federal e organizações internacionais. No grupo 5, os entes públicos estaduais e Distrito Federal. E no grupo 6, os municipais, as comissões polinacionais e os consórcios públicos. Clique aqui e veja o calendário dos grupos 4,5 e 6.

O empregador que não cumprir os prazos estipulados para a adesão ao eSocial estará sujeito a punições previstas na legislação. O desrespeito ao cronograma poderá prejudicar os trabalhadores, que terão dificuldade para receber benefícios sociais e trabalhistas, caso o empregador não preste as informações nas datas corretas.

Administrado pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, o eSocial elimina 15 informações periódicas que os empregadores eram obrigados a fornecer ao governo. Adotado para empregadores domésticos em 2015, o eSocial está sendo expandido gradualmente para todas as empresas e organizações até 2023.

A adesão das grandes empresas foi concluída em agosto do ano passado, quando as contribuições para a Previdência Social e o recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço passaram a ser feitos pelo sistema. (Fonte: Bahia.Ba)

Emenda do Deputado Federal Fernando Monteiro destina mais de 1 milhão de reais para a saúde de Afrânio

0

O ano de 2020 começou com reforço para a saúde em Afrânio, através de emenda no valor de 1.700.000,00 do deputado federal Fernando Monteiro (PP). O investimento, endossa a parceria com o prefeito Rafael Cavalcanti e será direcionada para melhorias que já estão sendo desenvolvidas no município.

O prefeito Rafael Cavalcanti, comemorou a chegada do recurso que vai reforçar o trabalho que está transformando a saúde do município. “2019 foi um excelente ano para a saúde do povo afraniense, com o atendimento de médicos especialistas, como nunca visto antes, reforço no TFD, atendimento multiprofissional, reforço na atenção básica, um novo laboratório municipal de análises clínicas e tantas outras melhorias, que vamos seguir fazendo em 2020”, afirmou o gestor municipal. “A parceria com o deputado Fernando Monteiro é de grande importância e dá visibilidade tão merecida ao nosso município e vamos seguir trabalhando juntos ao longo do ano, que está apenas começando”.

O deputado Fernando Monteiro, endossou a importância da parceria com Rafael Cavalcanti, para buscar melhorias para Pernambuco. “O ano que passou foi, sem dúvidas, um ano de muitas batalhas travadas no campo da política, na tentativa, sempre, de conseguir promover alguma melhora na qualidade de vida de meus conterrâneos pernambucanos.

Sei que, sem a sua parceria, essas lutas teriam sido bem mais complicadas e a jornada um tanto mais árdua. É bom saber que não estou sozinho”, disse o parlamentar.(Ascom)

Samu: Trotes atrapalham serviço de emergência e prefeitura de Petrolina emite alerta

0

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Petrolina continua recebendo um número elevado de trotes. Apesar dos trabalhos educativos da prefeitura, esse tipo de ocorrência ainda é muito grande. Em todo o ano de 2019, das 66.277 ligações recebidas pelo Samu, 21.891 foram chamadas falsas.

Nesse período de férias escolares é comum os trotes aumentarem em todo o país. Em Petrolina, graças às ações que o município desenvolve nas escolas, os trotes reduziram entre 2018 e 2019. Somente no mês de janeiro de 2018 foram registradas 2.410 chamadas falsas de um total de 3.382 ligações atendidas. No mesmo período do ano passado foram notificados 1.514 trotes de um total de 5.094 ligações recebidas.

“Ligações falsas são recorrentes e atrapalham a assistência a quem realmente precisa. Por isso, é importante que os pais conversem com seus filhos, explicando que enquanto eles brincam com esse tipo de ligação, pessoas estão sendo prejudicadas pela falta do atendimento. O número de telefone 192 é para atender a situações de emergência, pessoas que realmente estejam precisando de atendimento imediato”, reforça a diretora do Samu de Petrolina, Cristiane Nunes.

Na maioria dos casos, a equipe consegue identificar que a ligação é falsa antes de deslocar a equipe. “Nossos atendentes conseguem detectar que as informações passadas pelo solicitante não são coerentes, como endereço inconsistente, por exemplo”, diz Cristiane. “Além de configurar crime passível de prisão e tirar a vez de quem realmente precisa, ainda há o gasto desnecessário do recurso público”, alerta a diretora. ( Ascom/ PMP)

Prefeito Humberto Mendes se encontra com governador Paulo Câmara e pede soluções para produtores de bananas do projeto Fulgêncio

0

O prefeito de Santa Maria da Boa Vista, Humberto Mendes, cumpriu movimentada agenda administrativa no Recife, durante toda essa  última segunda-feira (6) junto ao governo do estado. Em reunião com o governador Paulo Câmara (PSB), o prefeito sertanejo apresentou entre suas demandas, o pedido de soluções emergenciais para os recentes prejuízos tomados pelos produtores de bananas do projeto Fulgêncio.

Recentemente, os produtores da localidade perderam a maior parte de seus hectares de bananas que seriam colhidas no começo deste semestre, devido a uma forte ventania ocorrida na região. O prefeito também cobrou mais uma vez, a recuperação da PE-550 e a liberação da primeira parcela para construção da adutora da chapada do Peba.

Junto ao deputado federal Fernando Monteiro, Humberto ainda apresentou reivindicações para implantação do sistema de esgotamento sanitário de Urimamã, bem como melhorias sanitárias domiciliares nas comunidades de Areal, Cupira, Serrote, Inhanhuns, Barra Nova, Barra do Jacaré, Ambrosio, Jardineira e Coripós, com a construção de 65 Banheiros. Na área urbana, a meta é contemplar os bairros Santa Luzia e José Lustosa.(Ascom)

Dia do Fotógrafo: Ivan Cruz Jacaré e a arte de combinar luz, ângulo, profundidade e enquadramento

0

A imagem pode conter: Ivan Cruz Jacaré
Fotografo Ivan Cruz – Jacaré

Em 8 de janeiro é comemorado o Dia Nacional do Fotógrafo. A atividade registra momentos corriqueiros ou históricos por meio de habilidade de capturar imagens a partir da arte de combinar luz, ângulo, profundidade e enquadramento. Mais do que apenas uma reprodução do real, a fotografia ganhou complexidade estética, com expoentes reconhecidos nacional e internacionalmente por seus trabalhos.

Em Juazeiro, Bahia, um dos mais talentosos fotógrafos é Ivan Cruz, conhecido por Jacaré.  Ivan convive com as mudanças tecnológicas que afetou nos últimos anos o setor da fotografia. Transformação que foi do filme (analógico) para o digital, quase como um clik. Sao mais de 40 anos de profissão de fotojornalismo. Ivan Cruz “Jacaré” é um dos mais requisitados profissionais da região do Vale do São Francisco. No currículo consta diversas coberturas das visitas dos Presidentes da Republica dos últimos 30 anos de democracia. Trabalhou nos principais jornais da Bahia e Pernambuco.

O fotógrafo recebeu ano passado uma homenagem do Departamento de Ciências Humanas Campus III (DCHIII) da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), quando foi inaugurado o espaço Ivan Cruz (Jacaré) com uma exposição fotográfica dos servidores do referido departamento.

OS alunos de fotografia do quarto período do Curso de Jornalismo reconheceram os serviços prestados e prestigiaram o talentoso fotógrafo conterrâneo Ivan Cruz Jacaré.

O surgimento da fotografia remonta à virada do século XVIII para o XIX. Nomes como Joseph Niepce, Henry Talbot e Louis Daguerre marcaram a história pelo esforço em obter uma reprodução de eventos sem o método da pintura. Artefatos como o uso de câmaras escuras e papeis especiais com o auxílio de cloreto de prata foram pavimentando o caminho do setor.

A chegada da fotografia no Brasil ocorreu em 1940, com a apresentação do daguerrótipo. Segundo o curador, crítico e professor universitário Tadeu Chiarelli, essa nova prática ocupou o espaço de outras formas de registro, como a imagem xilográfica e em placas de metal. O nascituro desta atividade vai se confundir com o 2º Império, comandado por D. Pedro II.

A fotografia foi um dos segmentos de produção de conteúdos mais afetados pelas grandes mudanças tecnológicas que marcaram o fim do século XX e as primeiras décadas do século XXI. Grandes companhias mundiais, como a Kodak, criada em 1880 e responsável pela introdução da foto em cores em 1935 e pela câmera digital em 1975, foram duramente impactadas pelo surgimento dos dispositivos digitais e da incorporação destes aos smartphones.

Gerações mais novas podem inclusive não ter tido contato com máquinas analógicas, que demandavam a inclusão de um filme, que após o uso do equipamento necessitava ser revelado para a visualização das imagens em um papel especial.

Apesar de completar 180 anos, o ofício de fotógrafo ainda não é regulamentado no país. Ele não se confunde, contanto, com o de repórter fotográfico, uma das atividades da profissão de jornalista, normatizada tanto na legislação geral trabalhista brasileira (a Consolidação das Leis do Trabalho) quanto em decretos específicos.

Uma proposta tramita no Congresso buscando reverter este quadro. O Projeto de Lei da Câmara (PLC) no 64 de 2014, de autoria do deputado Fernando Torres (PSD-BA) foi aprovado na Câmara dos Deputados, passou por comissões no Senado Federal e está pronto para votação em plenário nesta casa legislativa.

Pelo texto, seria definido como fotógrafo aquele que, “com o uso da luz, registra imagens estáticas ou dinâmicas em material fotossensível ou por meios digitais, com a utilização de equipamentos óticos apropriados, seguindo o processo manual, o eletromecânico e o da informática até o final acabamento”.

A matéria prevê que o exercício da atividade possa ser feito por diplomados em cursos superiores e em cursos técnicos de fotografia, além daqueles que na data de entrada em vigor da Lei (caso aprovada) estiverem exercendo o ofício por no mínimo dois anos.

O PLC também elenca modalidades do ofício, como fotografia por empresa especializada, para ensino técnico e científico, para efeitos industriais, comerciais e/ou de pesquisa e para publicidade, divulgação e informação ao público.

Em seu parecer na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, o então senador e hoje prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella afirma que a proposição “dará o devido reconhecimento profissional a este importante segmento profissional e econômico, que merece o apreço de todos pelo excepcional trabalho que desenvolvem, registrando o cotidiano e os momentos mais importantes da família brasileira, e de outros eventos relevantes”.(Blog Geraldo Jose)

Sindilojas e CDL entregam prêmios da campanha de Natal da Cidade em Petrolina

0

Os contemplados no sorteio da campanha Natal da Cidade – desenvolvida pelo Sindicato do Comércio Varejista de Petrolina (Sindilojas) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) – receberam seus prêmios na manhã desta quarta (08). A ganhadora do carro, Daniela Costa de Oliveira, era só sorrisos. “Ser a ganhadora deste prêmio representa uma grande alegria e surpresa. E mostra o quanto devemos fazer as coisas sempre acreditando que podem dar certo”, disse. O cupom contemplado com o carro foi adquirido pela ganhadora na Real Calçados e Confecções de Petrolina.

A entrega dos prêmios – 21 ao todo, incluindo quatro motos zero quilômetro – contou com as presenças dos presidentes do Sindilojas e CDL, Joaquim de Castro e Manoel Vilmar, respectivamente; além de toda a equipe responsável pela execução da campanha.

O Natal da Cidade desenvolveu diversas ações durante três meses, envolveu o comércio da cidade e encerrou no último dia 27 de dezembro, com uma grande festa na Tenda Cultural do Bambuzinho. (Ascom)

´Contando Histórias`. Homem transforma ônibus na casa dos sonhos, dê uma olhada por dentro

0
Assim como muitos de nós, Micahel Talley estava cansado de gastar muito dinheiro com aluguel todo mês. Ele pensou em várias soluções possíveis e acabou optando por algo que pode parecer radical, mas valeu a pena no final: Talley comprou um ônibus escolar velho e o reformou para criar a casa perfeita.

Como ele não tinha nenhuma experiência com construção ou decoração de casas, Michael teve que começar do básico — e esta foi uma aventura épica para ele. Continue lendo para descobrir o que ele fez com esse ônibus velho e enferrujado.

01. Ele estava cansado

O designer gráfico Michael Talley vive em Austin, no Texas. Após passar 10 anos pagando $1.200 de aluguel e contas todo mês, ele decidiu que estava cansado de gastar tanto dinheiro e que deveria fazer algo para mudar essa situação.

Talley começou a buscar uma solução de moradia de longo prazo, e foi quando ele pensou no formato de um ônibus escolar. Ele decidiu que entraria na tendência das casas pequenas e criaria sua própria casa utilizando o que um dia foi um ônibus escolar, economizando muito dinheiro no processo.

02. Um ônibus velho

Mas por onde ele poderia começar para transformar uma ideia tão ambiciosa como essa em realidade? “No fim das contas, eu decidi utilizar um ônibus escolar, pois pensei ‘Ei, já tenho quatro paredes e um teto’”, ele explica.

Ele inicialmente pensou que seria fácil transformar o ônibus na sua casa, bastaria um pouco de madeira e instalar a iluminação. No entanto, acabou sendo mais complicado do que isso. Se ele soubesse a magnitude do projeto, ele provavelmente nem teria começado; mas naquele ponto, ele ainda tinha que entender a situação.

03. Sem conhecimento de construção

Pode ser fácil achar que um homem nascido no Texas sabe como lidar com ferramentas e maquinário para construir coisas do zero, mas esse não era o caso de Michael Talley. A sua profissão era designer gráfico e ele tinha pouca experiência com trabalhos braçais.

Na verdade, ele admite que nunca tinha construído nada, nunca na vida. Mas isso não o impediria de criar uma pequena casa dos seus sonhos. Ele criou diversos projetos para a casa e simplesmente começou a trabalhar naquilo tudo sozinho.

04. Comprando o ônibus

Mas onde ele encontraria um ônibus escolar por um bom preço? Acontece que Michael Talley estava com sorte. Ele descobriu um leilão no site PublicSurplus.com com 10 ônibus escolares à venda. O que é ainda melhor: o leilão não era muito conhecido.

Apenas algumas pessoas deram lances, portanto Michael conseguiu comprar um ônibus por apenas $2.200 — equivalente a menos de dois meses de aluguel e contas. Outro comprador adquiriu os outros nove ônibus. Nesse momento, Michael acabou abandonando a ideia de uma casa pequena e resolveu trabalhar na conversão do ônibus.

05. Conversão do ônibus

Michael tinha tudo planejado. Ele não ia construir uma casa pequena; em vez disso, ele pretendia converter o ônibus em uma casa completa, com quarto, banheiro, sala de estar e cozinha. Combinando diversas ideias diferentes que ele tinha para a sua casa pequena, ele criou um plano para a conversão do ônibus.

Ele pegou ideias de todo lugar possível, incluindo filmes como Jurassic Park: O Mundo Perdido. Mas, no fim das contas, ele decidiu cortar boa parte das ideias e manter apenas as que ele teria um retorno melhor em termos de praticidade no seu cotidiano.

06. Ele caberia no ônibus?

Um dos maiores problemas que Michael teve com o seu projeto foi a altura do ônibus. O veículo media 1,85 m, enquanto Michael tem 1,98 m — é fácil perceber que isso era um problema. Ele não teve outra opção a não ser tentar levantar o teto.

Lembra que lhe dissemos no início que ele não sabia fazer nenhum tipo de trabalho braçal? Bem, ele fez a única coisa que podia: assistiu um monte de tutoriais no YouTube para aprender a adaptar a altura do ônibus para que um cara alto como ele pudesse viver ali.

07. O projeto

Nós mencionamos que Michael havia havia se inspirado originalmente no projeto de Jurassic Park, mas ele acabou abandonando essa ideia e pensou em algo diferente. Ele percebeu que seria melhor colocar as áreas coletivas da casa na frente do ônibus.

O seu plano incluía uma cozinha — que seria, na verdade, maior do que a que ele tinha no seu antigo apartamento —, uma grande mesa de trabalho, seu sofá antigo e espaço o bastante para uma cama queen size. É claro, também haveria bastante espaço para guardar suas coisas.

08. Ele entrou de cabeça

Michael estava determinado a trabalhar para transformar os seus sonhos em realidade, mesmo que algumas partes do projeto parecessem impossíveis. Ele dedicou todo o seu tempo ao projeto, saindo do seu confortável apartamento na região norte de Austin.

“Eu me mudei para uma barraca para poder economizar dinheiro enquanto trabalhava na conversão do ônibus, gastando 40 minutos para chegar no trabalho todo dia, simplesmente para poder comprar mais aço e madeira”, ele diz. Um amigo o deixou estacionar o ônibus em sua fazenda de graça até terminar a construção.

09. Removendo os assentos

Michael começou a remover os assentos do ônibus. Ele nunca pensou que isso seria um passo difícil, mas a tarefa acabou levando mais tempo e esforço do que ele esperava. “Se eu fizesse isso de novo, eu utilizaria uma rebarbadora, mas eram apenas os primeiros dias de construção, e eu morria de medo de ferramentas”, Michael diz.

“Um homem veio com a sua esposa grávida de sete meses e uma filha de oito anos para levar todos esses assentos para um ferro-velho”, ele diz. “Agradeço ao meu padrasto por se arrastar debaixo do ônibus e me ajudar a remover cada parafuso”. Mas não havia como ele dar conta de um projeto desse tamanho sem utilizar algumas ferramentas…

10. Cometendo erros

Depois que os assentos foram retirados e levados para o ferro-velho, Michael continou o trabalho. Apesar de não saber o que era uma chave de impacto, ele precisava utilizar uma se quisesse remover o teto do ônibus. Ele descreve a tarefa de retirar os painéis como “a coisa mais chata do mundo”.

“Teria sido muito melhor se eu tivesse mantido o isolamento. Ele estava em ótimo estado, e eu teria evitado muitas dores de cabeça se tivesse simplesmente deixado tudo lá”, relembra Michael. Bem, mas nem tudo era sofrimento no seu projeto.

11. Momentos divertidos

Ele realmente se divertiu enquanto limpava o ônibus. Uma vez, ele encontrou um antigo post-it que dizia “chute-me”. Ele riu bastante imaginando que aquele papel havia sido grudado nas costas de alguma criança no caminho para a escola.

A próxima coisa que ele precisava fazer era remover o chão de borracha e as janelas. Por algum tempo, ele pensou em manter as janelas, mas acabou repensando e decidiu que preferia ter mais privacidade. Afinal de contas, ele estava prestes a viver dentro de um ônibus.

12. Adaptação da altura

Depois que ele terminou de desconstruir o teto e o chão, Michael começou a preparar o ônibus para colocar o teto no lugar novamente. Ele queria chegar a uma altura que permitisse que ele ficasse de pé confortavelmente dentro do ônibus.

“Assim que eu pisei dentro do ônibus pela primeira vez eu soube que a minha altura de 1,98 m seria um enorme problema”, ele diz. “O teto tinha apenas 1,85 m, então eu teria um GRANDE trabalho para deixar essa coisa confortável para o meu corpo”.

13. Levantando o teto

Depois de todo o trabalho de retirar o teto e preparar as vigas de metal, Michael estava pronto para finalmente levantar o teto do ônibus. Agora era hora de instalar as vigas de metal que manteriam o teto bem preso à estrutura do ônibus.

Nesse ponto do projeto, Michael tinha apenas uma coisa em mente — ele rezava que aquilo tudo não caísse na sua cabeça. Ele trabalhou com muito cuidado nas laterais do ônibus e finalmente conseguiu cortar todo o veículo na metade

14. Cortando na metade

Michael chamou alguns amigos para ajudá-lo a levantar o teto mais 50 cm. Para conseguir fazer isso, ele tiveram de cortar o ônibus na metade em dois lugares. Nós acreditamos nele quando ele diz que ficou bastante nervoso ao destruir o ônibus desse jeito.

Depois dos cortes, eles então utilizaram um macaco de parafuso para levantar o teto. Para conseguir fazer isso, eles tiveram que adaptar os planos originais, pois, na verdade, Michael queria que o teto fosse 60 cm maior do que ele era originalmente.

15. Mais espaço

Michael ficou muito feliz com o resultado. “É realmente incrível como o ônibus ganhou muito mais espaço do que eu achei que ganharia”, ele diz. Mas Michael não tinha tempo para descansar, pois ainda havia muito trabalho a ser feito.

“Eu cortei uma parte de uma das vigas de aço e o levei para um serralheiro”, Michael disse. “Eu lhe pedi para produzir 25 ‘capas’ de aço idênticas que deslizariam sobre cada ponta das vigas depois que o teto fosse levantado”. Este foi o momento em que todo o projeto começou a ganhar uma cara.

16. Imprevistos

Depois que o novo teto já estava pronto e instalado, chegou a hora de colocar algumas paredes novas no ônibus. Michael Talley optou por painéis de metal que fechariam a parte do ônibus em que anteriormente ficavam as janelas.

Infelizmente, Michael se machucou feio no braço depois que ele se cortou com uma chapa de metal que caiu. Ele se refere a essa fase como “facilmente a parte mais dolorosa e sangrenta da construção”, e nós podemos entender por quê.

17. Um forno

Talley nunca pensou que chegaria o momento em que ele transformaria um ônibus num forno gigante, mas foi exatamente isso que ele fez, aparentemente. “O ônibus é basicamente um forno no momento, dado que é feito de aço e está no Texas. E aparentemente, também é quase à prova de balas!”

Até o momento, ele havia decorado a parte interna do ônibus com luzes de Natal e feito os buracos para instalar as novas janelas da construção. As coisas estavam começando a se encaixar, mas ainda havia muito trabalho a ser feito pela frente.

18. Quebrando a direção do ônibus

Durante a execução do projeto, Michael estava enfrentando um impreviso atrás do outro. Dessa vez, o ônibus ficou preso na lama e o seu servo de direção foi danificado, o que o forçou a aprender novas habilidades bem rápido. “Você tem alguma ideia de como é difícil estacionar um ônibus de 12 m sem servo de direção? Eu tenho”, ele relembra.

Além disso, Michal precisava controlar a temperatura ambiente. Com o novo isolamento que ele instalou, foi possível regular a temperatura interna do ônibus — este foi um passo necessário se ele quisesse de fato morar dentro daquele ônibus.

19. Vivendo na fazenda

Michael conseguiu fazer todo o seu trabalho bem rápido, pois um amigo deixou que ele ficasse em sua fazenda. Ele basicamente não tinha nenhuma outra despesa e podia focar todo o seu dinheiro e sua energia na transformação do ônibus.

Ele ia da fazenda na zona rural de Austin até o centro da cidade todos os dias para trabalhar e retornava ao seu projeto no fim do dia. Uma vantagem é que ele pôde aproveitar a vida na fazenda durante essa época, pois a experiência provavelmente seria bastante diferente na cidade.

20. Uma cozinha bem grande

Com as paredes e o teto prontos, era hora de Michael começar a trabalhar na parte interna da sua futura pequena casa. Ele construiu uma estrutura de sofá de madeira e partiu para a cozinha. Ele comprou a maior parte dos produtos na IKEA por preços muito bons.

Os gabinetes e as gavetas custaram $30, enquanto a enorme bancada custou $120. A cozinha logo começou a se formar e parecer uma cozinha de verdade; foi quando ele percebeu que ela seria maior do que a cozinha no seu apartamento antigo.

21. Reciclagem das coisas velhas

Ele já tinha um sofá velho da IKEA, então ele o desmontou e utilizou as partes para o seu projeto de renovação. “Eu peguei o sofá da IKEA do meu apartamento e retirei as costas, os braços e os pés, portanto sobrou apenas as almofadas e a base do sofá”, ele diz.

Com todos os materiais que ele retirou do sofá, foi possível construir coisas novas para a casa. “Eu construí coisas para o ônibus para ter mais conforto e estilo”, diz Michael. Depois do sofá, ele fez uma estrutura para guardar suas coisas e, em seguida, uma estrutura para o banheiro.

22. Acidente com a barba

Outro acidente aconteceu enquanto Michael jogava spray no isolamento no teto. De alguma forma, ele jogou spray na sua longa barba e só foi perceber horas depois. Quando finalmente percebu, já era tarde demais; ele teve que cortar toda a barba.

Michael continuou trabalhando nas paredes utilizando Masonite, um material leve, resistente e barato. Ele também o utilizou para a parede da cozinha para facilitar a limpeza. A próxima coisa que ele fez foi finalmente começar a juntar tudo.

23. Painéis solares

Michael decidiu utilizar energia solar como fonte de energia. Afinal de contas, há bastante sol no Texas. Ele instalou os painéis solares no teto num dos dias mais difíceis de todo o projeto. “Esse foi o dia mais frustrante da contrução”, ele relembra. “Eu estava fazendo isso sozinho, estava ventando muito, e as coisas ficavam caindo do teto”.

Mas todo esse esforço valeu a pena, pois os painéis solares permitiram que ele gerasse toda a energia que precisasse. Além disso, isso permitiria que ele reduzisse ainda mais os seus gastos mensais, sem precisar lidar com contas de energia.

24. Acabamento de madeira

Michael Talley fez o acabamento das paredes e do teto com madeira. Ele estava com sorte — em vez de investir muito dinheiro em madeira, ele encontrou um jeito de reaproveitar algumas vigas que encontrou. “Eu preciso dizer que tive MUITA sorte com essa madeira”, Michael diz.

“São tábuas de assoalho de uma cara aqui na região do Hyde Park em Austin, de 1941. Eu simplesmente as virei ao contrário e utilizei os lados sem acabamento para as paredes e o sofá”. A casa estava quase pronta e ganhando cada vez mais personalidade.

25. A grande mesa de trabalho

Por ser designer gráfico, Michael definitivamente precisava de um espaço apropriado para trabalhar. Ele estava cansado de mesas pequenas, então quis garantir desde o início que teria espaço o bastante para um espaço de trabalho confortável com uma mesa enorme no meio.

“Como sou designer gráfico, eu preciso de um espaço de trabalho adequado. A maioria das casas pequenas tem essas mesas minúsculas que se dobram na parede ou saem de algum buraco. A minha mesa tem 1,5 m de largura e 60 cm de profundidade. Esta é a maior mesa que eu já tive!”

26. Um banheiro funcional

Em seu novo banheiro, Michael instalou um chuveiro e uma privada. Para a porta do banheiro, ele utilizou uma porta de celeiro que ele mesmo restaurou. Mas ele logo percebeu que não estava a utilizando como havia previsto.

“Eu posso utilizar o banheiro interno, mas eu raramente faço isso. Eu faço xixi lá fora como deveria ser”, revela Michael. “Quanto ao banho, eu construí um chuveiro incrível lá fora, mas também posso tomar banho na academia”.

27. Pintando a parte externa

Quando todo o trabalho na parte interna estava pronto, Michael quis deixar seu ônibus com uma cara diferente de um ônibus escolar comum. Ele decidiu que pintar o veículo de branco seria a melhor opção — por diversas razões.

“Branco é a melhor opção para o calor do Texas e ainda permite que eu adicione outras cores ao longo do tempo”, diz Michael. “Eu também não conseguia decidir quais cores combinavam com o meu interior de madeira. Além disso, eu o estaciono na região sul de Austin, numa parte com sombra do quintal de alguém, e pago menos de $100 por mês de aluguel e contas”.

28. Ganhos e perdas

Quanto tempo levou para que ele concluísse o projeto? Cerca de cinco meses. Michael precisaria de muito mais tempo se ele não tivesse se dedicado tanto e não tivesse aplicado todo o seu tempo, dinheiro e outros recursos no projeto.

Mas, infelizmente, havia mais uma coisa que ele precisava sacrificar por conta do projeto — relacionamento de longa data com a sua namorada terminou logo depois de começar a trabalhar no seu ônibus. Além disso, durante esses cinco meses, o seu avô e seu cachorro faleceram. Foi uma verdadeira montanha-russa de emoções para Michael.

29. Vivendo a vida viajando

Michael Talley agora vive em seu ônibus escolar convertido em tempo integral e paga menos de $100 de aluguel e contas. Agora dá para economizar muito dinheiro! Ele está atualmente trabalhando na sua van para poder viajar mais pelo país. No total, Michael gastou cerca de $15.000 transformando o ônibus escolar em sua nova casa.

“Eu ganho a vida criando camisetas. Eu perdi meu trabalho anterior enquanto remodelava o ônibus, mas consegui outro muito melhor assim que o projeto foi concluído”, conta Michael Talley ao Chron.com. “É perfeito, eu trabalho para a empresa responsável pelas camisetas ‘Keep Austin Weird’ que estão por toda a cidade”

30. Rumo ao próximo projeto

Mas Michael aprendeu muita coisa durante a transformação do ônibus e mal pode esperar para aplicar seus conhecimentos no seu próximo projeto. Afinal de contas, ele está economizando muito dinheiro vivendo desse jeito e precisa investir esse dinheiro em alguma coisa.

“Eu tenho um banheiro seco que funciona muito bem, mas acontece que eu me viro bem utilizando o banheiro do trabalho. O meu banheiro atualmente é mais utilizado para armazenar materiais para o projeto de conversão da minha van”. Nós contaremos tudo a vocês quando o seu novo projeto estiver pronto!

(Por Stephanie Faratiana)

Assustador! Barco que estava sendo içado de rio em Pimenteiras-RO fica destruído após guindaste tombar; veja o vídeo

0

O barco estava sendo içado do Rio Guaporé quando o guindaste tombou.

Na tarde terça-feira, 7, um barco ficou praticamente destruído após o guindaste que estava içando ele do Rio Guaporé, em Pimenteiras-RO do Oeste tombar.

Ninguém ficou ferido no acidente, mas os proprietários do barco e do guindaste tiveram prejuízos. O motivo do acidente ainda não foi apurado.

Várias pessoas gravaram vídeos do acidente e postaram nas redes sociais.

Veja o vídeo:

Idosos devem redobrar os cuidados durante o verão

0

Resultado de imagem para Idosos"

Com as temperaturas elevadas do verão, os idosos devem redobrar os cuidados para evitar problemas de saúde comuns nesta época do ano, como a desidratação e a hipertermia, que é o aumento da temperatura corporal devida ao calor externo.

Com o processo de envelhecimento, a quantidade de água no corpo do idoso diminui assim como a sensação de sede e a capacidade de transpiração. A maior exposição ao calor pode levar à desidratação, e o indivíduo pode perder sais minerais. Por isso, é importante não só beber líquidos, mas também consumir legumes, frutas e verduras para repor os sais perdidos na transpiração.

Segundo a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, entre os sinais de que o corpo está desidratado estão lábios e língua secos e redução da quantidade de urina. Também podem ser observadas alterações como confusão mental, dor de cabeça, tonturas, fadiga e mal-estar. De acordo com a entidade, sintomas de alerta para hipertermia são contraturas musculares, náuseas, vômitos, dor de cabeça, fraqueza, tonturas e até mesmo convulsões.

O presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Carlos André Uehara, explica que uma das complicações decorrentes do calor é a pressão cair repentinamente, o que aumenta o risco de quedas e traumas, que podem ser muito sérios em idosos.

Entre as recomendações, o médico geriatra aponta tomar água e sucos pelo menos um litro por dia, alimentação leve e atenção redobrada com os alimentos que podem se deteriorar mais rapidamente e levar a uma intoxicação alimentar, com diarreia e vômitos que pioram o quadro de desidratação.

Para Uehara, os idosos que têm o hábito de fazer atividades ao ar livre devem preferir os horários com temperatura mais amenas, usar protetor solar e bonés.

O geriatra lembra ainda que pacientes que usam diuréticos e os que consomem cafeína e bebida alcoólica, que aumentam a quantidade de urina, também devem ficar atentos aos sinais para uma possível desidratação. “É importante perceber os sinais do nosso corpo”, disse.

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio estimado em R$ 6 milhões

0

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (8) um prêmio estimado em R$ 6 milhões.

As seis dezenas serão sorteadas a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.

Resultado de imagem para Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio estimado em R$ 6 milhões

O sorteio é aberto ao público.

Apostadores podem fazer seus jogos até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio – Marcelo Camargo/Agência Brasil

Segundo a Caixa, caso aplicado na poupança, o valor do prêmio renderia R$ 17,2 mil por mês. O dinheiro seria também suficiente para adquirir 150 carros populares, no valor de R$ 40 mil.

Os apostadores poderão fazer os seus jogos até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em qualquer loja lotérica credenciada pela Caixa, em todo o país. A cartela, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.