Home Sem categoria Oscar 2024: ‘Oppenheimer’ e ‘Pobres criaturas’ são os grandes vencedores da noite

Oscar 2024: ‘Oppenheimer’ e ‘Pobres criaturas’ são os grandes vencedores da noite

685
0

.A 96ª edição do Oscar aconteceu neste domingo (10); ‘Oppenheimer’ lidera lista com sete estatuetas

Quando os principais nomes de Hollywood começaram a passar pelo tapete vermelho do Dolby Theater, na tarde deste domingo (10), em Los Angeles, duas dúvidas permaneciam na cabeça dos cinéfilos: 1) quantos prêmios “Oppenheimer” iria ganhar? 2) Messi, cachorro de “Anatomia de uma queda“, estaria presente na cerimônia?

Pouco antes de Jimmy Kimmel tomar o palco como mestre de cerimônias do Oscar pela quarta vez, a segunda consecutiva, a presença do doguinho foi confirmada pela imprensa. Com isso, a dúvida que restou foi sobre o tamanho do sucesso de “Oppenheimer”, indicado em 13 categorias e grande vencedor das premiações que antecederam a 96ª edição do prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. Ao final da noite, “Oppenheimer” confirmou o favoritismo e encerrou a festa com sete estatuetas, incluindo melhor filme, direção, ator e ator coadjuvante.

Apesar da expectativa envolvendo o drama sobre o pai da bomba atômica, a cerimônia começou celebrando o outro lado de “Barbenheimer”. Um clipe com Kimmel e Margot Robbie deu início à premiação, antes do apresentador entrar em cena sob o som de “Dance the night”, canção de Dua Lipa para o filme de Greta Gerwig. Em seu monólogo de abertura, Kimmel fez questão de exaltar Gerwig e Robbie, esnobadas nas disputas de melhor direção e atriz.

Após o monólogo de abertura, Lupita Nyong’o, Mary Steenburgen, Regina King, Rita Moreno e Jamie Lee Curtis, vencedoras do Oscar de melhor atriz coadjuvante no passado, subiram ao palco para entregar a estatueta da categoria. Como previsto após conquistar os principais prêmios da temporada, Da’Vine Joy Randolph, por “Os rejeitados”, foi a vencedora.

Na sequência, a primeira surpresa da noite: “O menino e a garça” levou o Oscar de melhor longa de animação, superando o favorito “Homem-Aranha: através do Aranhaverso”. Esta foi a segunda estatueta para um filme de Hayao Miyazaki, 21 anos após a vitória por “A viagem de Chihiro”.

“Anatomia de uma queda” e “Ficção americana” levaram os prêmios de melhor roteiro original e adaptado, respectivamente, mostrando a força do cinema independente diante de blockbusters como “Barbie” e “Oppenheimer”.

Cillian Murphy em cena de "Oppenheimer", de Christopher Nolan — Foto: Divulgação

Confira a lista de vencedores do Oscar 2024:

Melhor atriz coadjuvante

  • Da’Vine Joy Randolph, “Os rejeitados” (vencedora)
  • Jodie Foster, “Nyad”
  • Danielle Brooks, “A cor púrpura”
  • Emily Blunt, “Oppenheimer”
  • America Ferrera, “Barbie”

Melhor curta de animação

  • “Letter to a Pig”
  • “Ninety-Five Senses”
  • “Our Uniform”
  • “Pachyderme”
  • “War Is Over! Inspired by the Music of John & Yoko” (vencedor)

Melhor longa de animação

  • “O menino e a garça” (vencedor)
  • “Elementos”
  • “Nimona”
  • “Meu amigo robô”
  • “Homem-Aranha: Através do Aranhaverso”

Melhor roteiro original

  • Vidas passadas
  • “Anatomia de uma queda” (vencedor)
  • “Os rejeitados”
  • Maestro
  • “Segredos de um escândalo”

Melhor roteiro adaptado

  • “Zona de interesse”
  • “Pobres criaturas”
  • “Oppenheimer”
  • “Barbie”
  • “Ficção americana” (vencedor)

Melhor maquiagem e penteado

  • “Golda – A Mulher de Uma Nação”
  • “A sociedade da neve”
  • “Maestro”
  • “Oppenheimer”
  • “Pobres criaturas” (vencedor)

Melhor design de produção

Melhor figurino

  • “Barbie”
  • “Assassinos da lua das flores”
  • “Napoleão”
  • “Oppenheimer”
  • “Pobres criaturas” (vencedor

Melhor longa internacional

  • “Dias perfeitos” (Japão)
  • “A sala dos professores” (Alemanha)
  • “Eu, capitão” (Itália)
  • “A sociedade da neve” (Espanha)
  • “Zona de interesse” (Inglaterra) (vencedor)

Christopher Nolan levou o Oscar de melhor diretor por "Oppenheimer" — Foto: AFP

Melhor ator coadjuvante

  • Ryan Gosling, “Barbie”
  • Robert Downey Jr., “Oppenheimer” (vencedor)
  • Robert De Niro, “Assassinos da lua das flores”
  • Sterling K. Brown, “Ficção americana”
  • Mark Ruffalo, “Pobres criaturas”

Melhor efeitos visuais

  • “A resistência”
  • “Godzilla: Minus One” (vencedor)
  • “Guardiões da galáxia Volume 3”
  • “Missão: Impossível – Acerto de Contas Parte Um”
  • “Napoleão”

Melhor montagem

  • “Anatomia de uma queda
  • “Os rejeitados”
  • “Assassinos da lua das flores
  • “Oppenheimer” (vencedor)
  • “Pobres criaturas”

Melhor curta de documentário

  • “The ABCs of Book Banning”
  • “The Barber of Little Rock”
  • “Island in Between”
  • “The Last Repair Shop” (vencedor)
  • “Nǎi Nai & Wài Pó”

Melhor documentário

  • “Bobi Wine: The People’s President”
  • “The Eternal Memory”
  • “Four daughters”
  • “To Kill a Tiger”
  • “20 dias em Mariupol” (vencedor)

Melhor direção de fotografia

  • “O conde”
  • “Assassinos da lua das flores”
  • “Maestro”
  • “Oppenheimer” (vencedor)
  • “Pobres criaturas”

Melhor curta-metragem

  • “The After”
  • “Invincible”
  • “Night of Fortune”
  • “Red, White and Blue”
  • “The Wonderful Story of Henry Sugar” (vencedor)

Melhor som

  • “Resistência”
  • “Missão: Impossível – Acerto de Contas Parte Um”
  • “Maestro”
  • “Oppenheimer”
  • “Zona de interesse” (vencedor)

Melhor trilha sonora original

  • “Ficção americana”
  • “Indiana Jones e a Relíquia do Destino”
  • “Assassinos da lua das flores”
  • “Oppenheimer” (vencedor)
  • “Pobres criaturas”

Melhor canção original

  • “It Never Went Away” de Jon Batiste, Dan Wilson para “American Symphony”
  • “I’m Just Ken” de Mark Ronson de Andrew Wyatt para “Barbie”
  • “What Was I Made For?” de Billie Eilish, Finneas O’Connell para “Barbie” (vencedor)
  • “The Fire Inside” de Diane Warren para “Flamin’ Hot – O Sabor que Mudou a História”
  • “Wahzhazhe (A Song for My People) para “Assassinos da lua das flores”

Melhor ator

  • Cillian Murphy, “Oppenheimer” (vencedor)
  • Paul Giamatti, “Os rejeitados”
  • Bradley Cooper “Maestro”
  • Jeffrey Wright, “Ficção americana”
  • Colman Domingo, “Rustin”

Melhor direção

  • Yorgos Lanthimos, “Pobres criaturas”
  • Christopher Nolan, “Oppenheimer” (vencedor)
  • Martin Scorsese, “Assassinos da lua das flores”
  • Justine Triet, “Anatomia de uma queda”
  • Jonathan Glazer, “Zona de interesse”

Melhor atriz

  • Emma Stone, “Pobres criaturas” (vencedora)
  • Lily Gladstone, “Assassinos da lua das flores”
  • Carey Mulligan, “Maestro”
  • Sandra Hüller, “Anatomia de uma queda”
  • Annette Bening, “Nyad”

Melhor filme

  • “Ficção americana”
  • “Barbie”
  • “Anatomia de uma queda”
  • “Os rejeitados”
  • “Assassinos da lua das flores”
  • “Maestro”
  • “Oppenheimer” (vencedor)
  • “Vidas passadas”
  • “Pobres criaturas”
  • “Zona de interesse”

O Globo