Home Sem categoria Na busca pelo primeiro estágio, confira as dicas de como incrementar o...

Na busca pelo primeiro estágio, confira as dicas de como incrementar o currículo 

1076
0

Empresa contratante não pode exigir experiência, mas estudantes devem apostar na qualificação 

Se tem uma tarefa que pode parecer difícil, esta pode ser a de encontrar o estágio dos sonhos assim que o estudante começa o curso superior. Sim, é desafiador, mas não impossível. Caso a sua dúvida seja o que colocar no currículo mesmo sem ter qualquer experiência, o Instituto Euvaldo Lodi de Pernambuco (IEL-PE) dá dicas que podem ajudar a conquistar uma das 120 vagas de estágio disponíveis no Estado nas mais diversas áreas.

De acordo com a psicóloga do IEL-PE Ketilly Gomes, o contratante não pode exigir que o estudante tenha experiência, pois esta deverá ser adquirida ao longo da sua carreira acadêmica. “O estágio vai proporcionar o primeiro contato com a prática profissional, garantindo as experiências iniciais naquela área e validar o conhecimento empírico do aluno”, frisou.

Mas e como chegar a essa experiência? Ketilly esclarece que alguns caminhos precisam ser percorridos. Pontos como formações complementares, a exemplo de cursos de idioma ou em alguma ferramenta digital, ou se for um estudante, por exemplo, da área de design e se já tiver alguns projetos, estes podem ser incluídos no portfólio ou no link de acesso anexado ao currículo. “Uma boa dica pode estar na aposta por qualificações que complementem a sua formação acadêmica, bem como sinalizar se já fez algum intercâmbio, se trabalhou em alguma empresa júnior, se fez monitoria, trabalho voluntário ou se já participou de algum projeto científico”, detalhou.

Além disso, é importante se empenhar para fazer um currículo atrativo. A psicóloga explicou ainda que as informações complementares não excluem as essenciais, e destacou que elas são tão importantes quanto. “O estudante deve colocar suas informações pessoais, como nome, endereço e idade, bem como sinalizar o curso, o período e o turno. A falta dessas informações pode tirá-lo de uma seleção para estágio, uma vez que as atividades devem estar correlatas ao curso e o horário do estágio precisa ser no contraturno da sua formação acadêmica”, afirmou. “Lembrando que, quanto mais objetivo estiver o currículo, mais atraente aos olhos do recrutador ele ficará”, acrescentou.

Após a preparação do currículo, o segundo passo é cadastrá-lo em sites, plataformas digitais de vagas de estágio ou procurar o setor de empregabilidade da faculdade. O site do IEL-PE (www.ielpe.org.br) também é um caminho que auxilia o estudante a encontrar o seu estágio e iniciar a sua prática profissional. (Ascom)