Home Sem categoria Morre o Padre Reginaldo Lins

Morre o Padre Reginaldo Lins

1601
0

A cidade de Parnamirim e o sertão de pernambuco, amanheceram mais  tristes nesta segunda-feira(21)  com a noticia do falecimento do Padre Reginaldo Lins de Aquino, ocorrido no final da manhã desta segunda-feira(21).  A informação foi confirmada pela Diocese de Salgueiro, por meio de comunicado oficial enviado as autoridades religiosas e ao público diocesano.

Segundo a entidade eclesiástica, o Padre Reginaldo já vinha muito doente nos ultimos meses.

Padre Reginaldo Lins começou a sua vida religiosa na Dioceses de Petrolina, onde desempenhou a função de vigario em várias  paroquias durante muitos anos, com sua linha esclarecedora e protetiva aos catolicos mais simples e mais pobres. Sempre levantou a bandeira da igualdade para todos, por isso foi marcante sua passagem na diocese de Petrolina, pela sua dedicação ao povo de Deus,  onde serviu com muita humildade, sem abrir mão da defesa que sempre fez pelos mais simples e mais pobres.

Deixa a marca de um sacerdote ativo, amigo, sincero, correto e leal, com os principios de lealdade e firmeza como cidadão, que desempenhou em sua vida simples, em defesa dos mais pobres. Incentivador da juventude, foi sempre  um renovador de todas as atividades nas diversas paroquias por onde  passou, imprimindo a sua capacidade agregadora e seu carisma, com inteligencia e determinação.

Deixa um legado positivo de suas ações que desempenhou por onde esteve como sacerdote, professor, diretor do colégio Dom Bosco e muitas outras atividades desenpenhadas ao longo de sua vida.

O velório do Padre Reginaldo está sendo realizado na Igreja catolica de Parnamirim. A missa de corpo presente será na manha desta terça-feira às 09 horas. Logo após o sepultamento. Padre Reginaldo completaria 84 anos no dia 06 de Julho.

Que Deus o tenha!

Veja a nota da Diocese de Salgueiro-PE

Previous articleNovo lote do PIS/Pasep é liberado; veja calendário e quem tem direito
Next articleEm três anos, Patrulha da Mulher garantiu a proteção de mais de seis mil mulheres vítimas de violência em Petrolina