Home Sem categoria Mitos e Verdades sobre o visto de imigração para os EUA

Mitos e Verdades sobre o visto de imigração para os EUA

921
0

Os Estados Unidos são o destino favorito dos brasileiros. Seja para morar, trabalhar, estudar ou simplesmente visitar, a América exerce um fascínio muito grande no imaginário popular. Existem, porém, muitos rumores quando se trata do processo de solicitação dos vistos americanos ou de permanência nos EUA.

Quais são os Mitos e Verdades sobre o visto de imigração para os Estados Unidos, como funciona? No material abaixo, a CEO da Eagle Intercâmbio, Arleth Bandera, traz algumas dicas sobre o assunto. Confira!

MITOS E VERDADES SOBRE O VISTO DE IMIGRAÇÃO PARA OS ESTADOS UNIDOS

Existem inúmeras dúvidas sobre o assunto, não é mesmo? E para desmitificar algumas dessas questões, a CEO da Eagle Intercâmbio, Arleth Bandera, aborda o tema.

Os Estados Unidos são o destino favorito dos brasileiros. Seja para morar, trabalhar, estudar ou simplesmente visitar, a América exerce um fascínio muito grande no imaginário popular. Existem, porém, muitos rumores quando se trata do processo de solicitação dos vistos americanos ou de permanência nos EUA.

“Os estereótipos existem em todas as culturas e países e isso é natural. Antes de tudo, é preciso conhecê-los. Depois, analisá-los e se informar. Depois, alimentar certo espírito crítico: nem tudo o que ouvimos ou lemos por aí condiz com a realidade, principalmente sobre o processo de visto de imigração para a Terra do tio Sam.”, comenta a especialista em intercâmbio e CEO da agência Eagle, Arleth Bandera.

Mesmo antes do anúncio da reabertura das fronteiras dos Estados Unidos, os serviços de emissão e renovação do visto registraram pelo menos um ano de espera para agendamento das entrevistas. Como não se sabe quanto tempo levará até que essa situação se normalize, o aconselhável é dar início ao processo imediatamente caso você tenha a intenção de visitar o país nos próximos anos. Por isso, é bom ficar ligado (a) no assunto e saber o que é mito e verdade. Abaixo, a CEO traz algumas questões sobre o assunto. Confira:

1 – Se eu colocar no formulário que tenho parentes ou amigos nos EUA, irão negar meu visto?
“É mito, não há nenhum problema em dizer que possui parentes ou amigos residindo, trabalhando ou estudando legalmente nos EUA. Pelo contrário; pode haver um problema se você não reportar esta informação e as autoridades americanas descobrirem posteriormente. ”, comenta Arleth Bandera.

2 – A qualificação de um solicitante maior de idade não pode ser feita com base em seus pais?

“A partir de 18 anos de idade é o próprio solicitante que deve comprovar que possui os requisitos necessários para ter o visto aprovado, independentemente da situação financeira ou profissional de seus pais, demais familiares ou representantes legais. A qualificação é sempre individual. ”, explica a CEO.

3 – A maioria dos vistos são negados?
“É mito, a maioria esmagadora dos vistos americanos solicitados no Brasil é aprovada. Atualmente, estima-se que a taxa de aprovação seja de 75% a 80% considerando todas as solicitações feitas anualmente na Embaixada dos EUA em Brasília e Consulados americanos espalhados pelo Brasil. ”, comenta.

4 – Se tiver viajado antes pra Europa, aumentam as chances de aprovação visto?
“É verdade, embora isso por si só não garanta a aprovação de um visto, viagens prévias não só para a Europa, mas também para países desenvolvidos em quaisquer continentes ajudam a demonstrar para os oficiais consulares americanos que o solicitante não se aproveitou destas viagens para permanecer em solo estrangeiro.”, conclui a CEO da Eagle Intercâmbio, startup localizada no Vale do Silício (Califórnia), sendo a primeira agência de intercâmbio feita totalmente por brasileiros na região.

Ainda não planejou sua viagem? Entre em contato com a Eagle e fique por dentro de todos os programas e melhores opções para a maior aventura da sua vida.
Acesse: www.eagleintercambio.com

Sobre: A Eagle intercâmbio é uma startup localizada no Vale do Silício (Califórnia), sendo a primeira agência de intercâmbio feita totalmente por brasileiros na região. Com clientes oriundos de diferentes localidades, a presença física da equipe da Eagle nos Estados Unidos e a parceria com escolas Canadenses, permite com que a empresa dê suporte em tempo real, aos seus alunos, entendendo e identificando as necessidades de cada um deles. Dessa forma, a startup faz parte de um seleto grupo de agências, com um dos maiores índices de aprovação de vistos para alunos brasileiros, carregando em sua trajetória até hoje mais de 2000 alunos brasileiros formados pela Eagle. Para saber mais acesse: www.eagleintercambio.com

Previous articleEscritos de Dom Helder Câmara serão enviados ao Vaticano nesta quinta-feira
Next articleHá muito de belo para se ver: cuidado com o glaucoma