Home Sem categoria Miguel defende maior apoio do Estado às festas juninas das cidades

Miguel defende maior apoio do Estado às festas juninas das cidades

558
0
Prefeito Simão Durando e ex-prefeito Miguel Coelho animados como São João de Petrolina

Na abertura do São João de Petrolina, na noite desta sexta (17), o pré-candidato a governador Miguel Coelho cobrou maior protagonismo do Governo do Estado na realização dos festejos juninos. O ex-prefeito falou que o ciclo junino é o principal evento cultural do povo nordestino. Por isso, ele acredita que o Estado precisa garantir mais verbas e influência na atração de parceiros do São João em Pernambuco.

Para Miguel, alguns municípios maiores, como Petrolina, Arcoverde e Caruaru, sofrem com a falta de apoio do Governo, mas conseguem realizar as festas por conta da capacidade própria de arrecadação e pela tradição que envolve o São João nessas cidades. Os municípios menores, no entanto, dependem mais de apoio tanto financeiro, quanto na segurança, na divulgação como roteiro turístico ou na atração de patrocinadores.

O pré-candidato do União Brasil lembrou que sofreu quando era prefeito até com calote do Governo do Estado, que prometeu envio de recursos, mas a verba nunca chegou. “Petrolina, Caruaru, Arcoverde tem condições de tocar uma festa dessa grandiosidade porque já estão consolidadas e tem mais recurso próprio. Estive em Bezerros, recentemente, vi uma festa maravilhosa organizada pela prefeita Lucielle, mas sei a dificuldade que ela está enfrentando para tocar um evento daquele sem grande apoio. Imagine os municípios menores o que passam”, disse. “O São João é patrimônio cultural do nordestino. Mexe com nossa autoestima, com nosso orgulho, anima as cidades e movimenta uma imensa cadeia produtiva com milhares de empregos. O Governo do Estado precisa atuar de forma mais decisiva em algo tão fundamental para nosso povo”, completou Miguel.(Ascom)

Previous articleSilvano Sales fará grande show de abertura no São João da Baixinha, em Juremal, neste sábado(18)
Next articleSegunda noite do São João de Petrolina foi marcada pelo forró das antigas