Home Sem categoria IMPA Tech é ‘gol de bicicleta’, diz Lula, na inauguração

IMPA Tech é ‘gol de bicicleta’, diz Lula, na inauguração

808
0

Primeira graduação do instituto funciona no Porto Maravalley

Lula e Eduardo Paes inauguram Impa Tech no Rio de Janeiro

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o prefeito Eduardo Paes inauguraram nesta terça-feira (2) o IMPA Tech, primeiro curso de graduação do IMPA (Instituto de Matemática Pura e Aplicada). Ao lado do ministro da Educação, Camilo Santana, e da ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos, o presidente celebrou o início do ano letivo do bacharelado em Matemática da Tecnologia e da Inovação.

“Educação não é um privilégio para ricos. É um direito de todos. Não é gasto, é investimento. Nós queremos que nossos jovens estudem aqui, sejam mestres aqui e  doutores aqui. Hoje, nós estamos marcando um ‘gol de bicicleta’ no Rio de Janeiro. O mundo precisa de educação”, disse o presidente.

Localizado estrategicamente no Porto Maravalley, hub de inovação da cidade, e instalado em uma sede completamente reformada pela prefeitura do Rio, os alunos estudarão em um ambiente cercado de startups e empresas de tecnologia, contribuindo para o desenvolvimento de novas tecnologias. Segundo o diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana, “não é uma graduação qualquer”.

“Inserida neste espaço de inovação, vai formar jovens em alto nível para a atuação prática na resolução dos problemas do Brasil, suas empresas e suas autoridades. Para mudar o mundo por meio da matemática! Vamos oferecer a expertise do IMPA e de seus professores, e o apoio à subsistência e à moradia, para que realize seus estudos nas melhores condições. E vamos apoiar os egressos em sua inserção profissional, tanto no mercado de trabalho quanto na pós-graduação.”

O ministro da Educação, Camilo Santana, destacou o ambiente inovador da graduação. “Aqui vamos reunir Inovação, Ciência, Tecnologia, um futuro mercado de trabalho de alta tecnologia e inteligência artificial. Teremos startups e fintechs, vamos transformar isso aqui no grande Vale do Silício”, disse Santana.

A ministra da Tecnologia, Luciana Santos também enfatizou o diferencial da graduação. “Nossa excelência vem da diversidade. Vejo isso aqui como uma junção explosiva do setor público, da academia e da indústria.”

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, responsável pelas obras e pelo alojamento dos alunos, contou que fez parte do discurso com auxílio do Chat GPT e reforçou a importância da tecnologia e da Inteligência Artificial nos dias de hoje. “A cada dia, as disciplinas de STEM emergem como pilares fundamentais para o desenvolvimento sustentável. Elas estão na base de uma economia robusta e diversificada. A matemática oferece ferramentas para analisar e resolver problemas complexos em todos os campos. Uma população com forte embasamento matemático está melhor preparada para enfrentar o desafio do futuro.”

Com recursos do governo federal, o IMPA Tech receberá até 100 alunos em 2024 e contará com investimentos de R$ 18,7 milhões, no primeiro ano; R$ 32,3 milhões, no segundo ano; R$ 46,4 milhões, no terceiro ano; e no final, R$ 60,9 milhões para até 400 estudantes.

Aula Magna com André Street e Auana Mattar

Nesta quarta-feira (4), o IMPA Tech dá início às aulas. Para começar o ano letivo, a graduação receberá André Street, co-fundador e presidente da Stone, e Auana Mattar, Chief Information Officer (CIO) da TIM para a Aula Magna Inaugural. Os convidados farão palestras para os alunos sobre suas trajetórias, novas tecnologias, empreendedorismo e inovação. O objetivo é inserir os estudantes já na chegada a um ambiente estimulante para criar e inovar.

A graduação conta com alunos de diferentes estados do Brasil. Para atrair os estudantes, o IMPA Tech oferece alojamento estudantil para os maiores de 18 anos, graças a parceria com a Prefeitura do Rio, auxílio alimentação de R$ 1.290, além de uma bolsa de R$ 500.

O processo seletivo dos alunos considerou o desempenho em cinco olimpíadas do conhecimento, como a OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas), a maior do Brasil com mais de 18 milhões de participantes, e a nota de matemática do Enem, além de entrevistas virtuais.

Com quatro anos de duração, o bacharelado em Matemática da Tecnologia e Inovação  começa com um ciclo básico de um ano e meio. Em seguida, os alunos escolhem entre quatro ênfases: Matemática, Ciência da Computação, Ciência de Dados e Física.