Home Sem categoria Governo confirma realização do exame da OAB-PE

Governo confirma realização do exame da OAB-PE

313
0
Governador Paulo Câmara entre Ingrid Zanela e Ernani Medicis

O governador Paulo Câmara atendeu ao pedido da OAB Pernambuco e confirmou que o Exame de Ordem ocorrerá normalmente no próximo dia 13 de junho, como previsto no edital. O anúncio ocorreu ao final de uma reunião com a vice-presidente da OAB-PE, Ingrid Zanella, na manhã de hoje, no Palácio do Campo das Princesas, que também contou com a participação do procurador-geral do Estado, Ernani Medicis.

Representando a OAB-PE, a vice-presidente Ingrid Zanella entregou ao governador um ofício com as justificativas para a realização da prova, principalmente os atendimentos, por parte da Comissão Nacional organizadora do Exame, das regras sanitárias estipuladas pelas autoridades de saúde. Outra justificativa foi que, recentemente, o Estado liberou a realização de concursos públicos presenciais, com os atendimentos às regras sanitárias.

“Foi uma reunião extremamente positiva, principalmente pelo fato do governo ter atendido o requerimento da OAB Pernambuco e de confirmar que não há impedimento à realização do Exame de Ordem. Enfatizamos que a aplicação das provas ocorrerá dentro das regras sanitárias e que há milhares de candidatos e candidatos ansiosamente esperando por este momento”, afirmou Ingrid Zanella.

A Comissão Nacional organizadora havia descartado adiamento do exame, mas que o caso de Pernambuco estava em análise em razão da recente edição, pelo governo estadual, de decreto estendendo as medidas restritivas por conta da pandemia. O fato gerou questionamentos dos candidatos à OAB Pernambuco, principalmente via redes sociais, sobre um possível impedimento à realização do exame em razão deste decreto.

“Atuamos pela manutenção da data justamente para não deixar dúvida aos candidatos e candidatas de que haverá exame”, acrescentou Ingrid Zanella.

REQUERIMENTOS – Para o exame do próximo dia 13, a OAB Pernambuco solicitou à Comissão Nacional organizadora que os/as candidatos/as que não puderem ou não quiserem comparecer às provas, em razão da pandemia, fiquem automaticamente inscritos para o próximo Exame de Ordem. Requereu também a ampliação dos locais de aplicação de prova. Os dois pleitos estão em análise pela Comissão Nacional.(Blog do Magno Martins)

Previous articleBancários de PE aprovam estado de Greve
Next articleEnem Digital 2021 terá acessibilidade inédita