Home Sem categoria COVID-19: Petrolina testa alto e registra mais 200 novos casos positivos da...

COVID-19: Petrolina testa alto e registra mais 200 novos casos positivos da pandemia, um óbito e taxa de ocupação dos leitos de UTI cresce para 96,3%

216
0

O boletim epidemiológico da Covid-19 divulgado pela Secretaria de Saúde de Petrolina, informa que a taxa de ocupação dos leitos de UTI desta terça-feira (01/06), cresceu novamente e atingiu 96,3%. Dos 82 leitos, 79 estão ocupados. 46 pacientes são de Petrolina e 33 de outras cidades da região.

Foram confirmados 200 novos casos, sendo 86 pessoas do sexo masculino, com idades de dois a 79 anos, e 114 do sexo feminino, com idades de um a 82 anos. Dos resultados obtidos, 186 se deram através de exames realizados pela Prefeitura de Petrolina e 14 por exames laboratoriais. Com isso, 27.955 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus. O total de pacientes recuperados é 23.777, isso representa 85% do total.

Há o registro de um óbito. O paciente tinha 90 anos, era portador de insuficiência renal crônica e faleceu na última segunda-feira (31/05) em um hospital privado de Petrolina. Com este dado, o município registra 434 óbitos em decorrência da COVID-19.

Outras informações

A Secretaria de Saúde também divulgou informações complementares sobre a pandemia em Petrolina.

  • – Casos investigados: 1.117 pessoas sendo monitoradas, há possibilidade de estarem infectadas.
  • – Casos por raça/cor: 17 pessoas se declararam pretas; duas indígenas, 140 pardas; quatro amarelas; 35 brancas e duas optaram por não declarar.
  • – Casos descartados: Até agora, 104.187 casos já foram descartados. As pessoas que foram testadas tiveram resultados negativos.
  • – Casos ativos: O município tem 3.744 casos ativos do novo coronavírus.

Todas as informações sobre a pandemia estão disponíveis no: petrolina.pe.gov.br/coronavirus.

Ascom

Previous articleConta de luz mais cara: Aneel aciona bandeira vermelha 2 para o mês de junho
Next articleJuazeiro registra um óbito e 61 novos casos no boletim desta quarta-feira (2). O óbito foi de um bebê de um ano e cinco meses