Home Sem categoria Ômicron: Rio vive uma explosão de casos de Covid e tem aumento...

Ômicron: Rio vive uma explosão de casos de Covid e tem aumento de 6.778% em 20 dias

499
0

Em uma semana, do Natal para o réveillon, a alta foi de 360%

Cidade do Rio Rio de Janeiro | Rio de Janeiro - Enciclopédia Global™
Rio de Janeiro-RJ

Parque Olímpico recebeu centenas de pessoas para fazer teste da Covid Foto: Domingos Peixoto / Agência O Globo

RIO — A cidade do Rio vive nesses primeiros dias do ano uma explosão de casos de Covid-19. Desde segunda-feira, o cenário é de longas filas de pessoas com sintomas da doença diante postos de saúde, farmácias e laboratórios. O aumento da procura por testes após as festas coincide com a chegada da variante Ômicron ao município. E, apesar do apagão no banco de dados do Ministério da Saúde, os números oficiais já começam a mostrar um crescimento vertiginoso de casos de coronavírus. O painel da prefeitura do Rio mostra que, no dia 12 de dezembro, apenas 18 pessoas tiveram o diagnóstico da doença. No dia 25, o número de infectados pulou para 269 e, em 1º de janeiro, saltou para 1.238. Em uma semana, do Natal para o réveillon, a alta foi de 360%. Se considerar o período de 20 dias, a escalada foi de 6.778%.

A capital não tinha tantas pessoas confirmadas com a doença em um único dia desde 30 de agosto, quando ainda enfrentava a onda da doença provocada pela variante Delta. Esse número de 1.238, que se refere ao total de pacientes que relataram ter começado a sentir os sintomas da infecção no dia 1º, deve subir já que novos casos atendidos nos próximos dias ainda podem ser inseridos no sistema.

Números represados
Outra estatística divulgada pelo painel da prefeitura mostra o número de registros de casos diários. Na segunda e na terça-feira, foram 6.307 notificações, mas a Secretaria municipal de Saúde ressalta que o número foi afetado pelo represamento provocado pelo ataque hacker ao sistema do Ministério da Saúde em 10 de dezembro.

Carnaval na pandemia: Com festa na Sapucaí mantida, já há escolas de samba com carros alegóricos quase prontos

O avanço da doença se reflete na taxa de positividade dos testes para diagnosticar a Covid-19, que subiu de 13% na semana passada para 41% nos primeiros dias do ano. Esse é um dos indicadores que apontam que a curva de contágio deve subir ainda mais. O dado inclui testes realizados nas redes pública e privada. Somente em unidades da prefeitura, a positividade foi de 17% ontem. O grande volume de pessoas que estão fazendo os exames tem atrasado a inclusão dos resultados nos sistemas.

Desde a primeira semana de 2021, quando o Rio enfrentava a segunda onda do coronavírus, a cidade não tinha um percentual de casos positivos tão alto como agora. Desde então, a cidade não tinha ultrapassado a barreira dos 40%. Naquela época, no entanto, o número de internados girava em torno de mil, sendo 500 em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs).(O Globo)

Previous articleBolsonaro recebe alta após dois dias internado em São Paulo
Next articlePrefeita Josimara Cavalcanti anuncia mais uma escola municipal para Dormentes