Home Sem categoria ‘Concerto Junino’ encanta centenas de famílias com muito forró em Petrolina 

‘Concerto Junino’ encanta centenas de famílias com muito forró em Petrolina 

494
0

“Eu sempre me emociono. Faço questão de todo ano marcar presença. Na minha opinião, é a melhor apresentação da programação junina”, esse foi o depoimento da comerciante Bruna Ribeiro, que assistiu ao ‘Concerto Junino’, realizado pela Prefeitura de Petrolina, nessa segunda-feira (12), na Concha Acústica, praça do Dom Malan. O evento reuniu diversas famílias e contou com a apresentação da Philarmônica 21 de Setembro e dos alunos das escolas municipais, Anezio Leão, na Vila Eduardo, e Governador Miguel Arraes, no bairro Henrique Leite, que fazem parte do Projeto Educarte.

O concerto, que teve mais de 1h de duração, trouxe diversas músicas do forró, com letras românticas fazendo alusão ao ‘Dia dos Namorados’. Os cantores Deyse Góis; Lucas Vaqueiro; Fábio Viola; Marcelo Tilles e o sanfoneiro Yago Santana também participaram do evento. Para o publicitário André Guimarães, Petrolina é uma das principais cidades que valoriza a cultura do São João. “Essa época do ano é muito boa, a cidade é uma das principais que valoriza de verdade a cultura nordestina e as tradicionais festa de São João, um dos fatores que me fizeram vir aqui hoje, foi justamente essa energia que a cidade está vivendo”, destaca. 

O evento aberto ao público integra a programação do Circuito Junino da Prefeitura de Petrolina. Para o Secretário Executivo de Cultura, Cássio Lucena, o Concerto Junino já é um evento tradicional bastante aguardado pelos petrolinenses no período dos festejos de São João da cidade. “O espetáculo faz parte do Projeto Philarmônica e Camerata 21 de Setembro, que é realizado em uma parceria entre Prefeitura de Petrolina, e conta com todo o apoio do prefeito Simão Durando e a Fundação Nilo Coelho. O Concerto traz a possibilidade do diálogo entre as obras juninas clássicas de Luiz Gonzaga, com a contemporaneidade. Já tivemos este diálogo com outros artistas, inclusive artistas locais como, Zé Manoel e Geraldo Azevedo. E este foi com o forró das antigas, época que potencializou uma mudança revolucionária no forró brasileiro”, enfatiza Cássio Lucena. (Ascom)