Home Sem categoria Univasf repudia governo federal por cortes de R$ 600 milhões para Ciência...

Univasf repudia governo federal por cortes de R$ 600 milhões para Ciência e Tecnologia: “Desrespeito com a ciência e a pesquisa brasileira”

124
0

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) emitiu uma nota repudiando a decisão do governo federal que realocou verbas que seriam enviadas ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) para 2022. Com base em um ofício enviado pelo Ministério da Economia à Comissão Mista do Orçamento, as entidades dizem que a pasta receberia R$ 690 milhões, mas só vai ficar com R$ 89,8 milhões.

“Este movimento do governo Federal por meio do Ministério da Economia, mostra não apenas o desrespeito com a ciência e a pesquisa brasileira, mas também um desconhecimento da importância desse setor para o crescimento econômico e social, o que nos enfraquece como nação e ainda promove a fuga de cientistas de diversas áreas do conhecimento para outros países”, diz um trecho da nota da Univasf [leia na íntegra abaixo].

Oito entidades científicas que compõem a Iniciativa para a Ciência e Tecnologia no Parlamento (ICTP) apresentaram ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), um apelo contra uma decisão do governo. Em nota técnica, as entidades pedem a realocação dos recursos, “em favor de vários órgãos do Poder Executivo e a consequente redução de valor originalmente alocado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações”. Elas alegam que 90% do volume mudou de destinação em cima da hora.

Nota na íntegra

A Universidade Federal do Vale do São Francisco repudia veementemente a ação do Governo Federal que altera o Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 16 e que reduz os recursos destinados aos programas e projetos prioritários de desenvolvimento científico e tecnológico nacionais.

O atual corte de 600 milhões de reais inviabilizarão o desenvolvimento da ciência e da inovação no Brasil, levarão a suspensão das bolsas de estudos de pesquisadores e impactará fortemente no desenvolvimento das pesquisas em todas as áreas de conhecimento.

Este movimento do governo Federal por meio do Ministério da Economia, mostra não apenas o desrespeito com a ciência e a pesquisa brasileira, mas também um desconhecimento da importância desse setor para o crescimento econômico e social, o que nos enfraquece como nação e ainda promove a fuga de cientistas de diversas áreas do conhecimento para outros países.

A Univasf se junta a outras instituições de pesquisa do Brasil em defesa da ciência, da pesquisa e do ensino e contra o obscurantismo, o negacionismo e o descompromisso com o futuro da nação.