Home Sem categoria Trombose: doença silenciosa é responsável por uma a cada quatro mortes no...

Trombose: doença silenciosa é responsável por uma a cada quatro mortes no mundo

601
0

Estilo de vida sedentário, má alimentação e até o uso de concepcionais podem causar trombose

Dia Mundial da Trombose: um sonoro alerta para uma doença silenciosa - Blog Anselmo SantanaUma doença silenciosa e com difícil diagnóstico clínico é a responsável por uma em cada quatro mortes no mundo: a trombose. De acordo com pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), cerca de 180 mil brasileiros são acometidos pela doença. A trombose ataca principalmente as veias das pernas (Trombose Venosa Profunda) e os pulmões (embolia pulmonar).

Essa doença, que atinge principalmente pessoas com mais de 40 anos, tem como característica a formação de um coágulo sanguíneo que causa a obstrução e inflamação na parede do vaso, impossibilitando o fornecimento de sangue para o corpo”, explica Nívea Malafaia, fisioterapeuta e coordenadora do colegiado de Fisioterapia da UNEX.

Ainda de acordo com o especialista, os principais sintomas são dor, calor, vermelhidão e rigidez da musculatura no local em que se formou o trombo.

Fisioterapia em pacientes com trombose


Os médicos separam os trombos de acordo com o tipo de vaso sanguíneo em que eles se desenvolvem. Se o trombo é formado em uma artéria, como o coração ou cérebro, é chamado de trombose arterial. Mas, se ele ocorrer em uma veia, é denominado de trombose venosa. “Quando esse tipo ocorre em veias profundas da perna, do braço, do abdômen e no cérebro, chamamos de Trombose Venosa Profunda (TVP)”, informa a especialista.
“A fisioterapia entra na prevenção da trombose, já que a mobilidade do paciente é o fator que podemos mudar durante a internação, assistência ambulatorial ou home care”, explica.
“É importante ressaltar que apenas 50% dos pacientes apresentam sintomas de trombose, antes que ela se torne um risco à vida”, salienta o especialista.A fisioterapia também é indicada para o paciente que está internado em tratamento médico, já que auxilia na redução do inchaço, reduz a dor e, principalmente, faz os exercícios de respiração. “Através dessas atividades trabalhamos a prevenção da síndrome do imobilismo, que representa um fator importante de comprometimento da qualidade de vida”, explica Malafaia.

Causas da doença


A coagulação do sangue pode ser causada por diversas reações químicas entre as plaquetas e proteínas, chamadas de fatores de coagulação. “Se a pessoa está saudável, o próprio corpo regula o processo de coagulação de acordo com suas necessidades”, explica Hayana Leal, enfermeira e coordenadora do curso de Enfermagem da UNEX.
Porém, alguns casos aumentam as chances de trombose, como o ato de fumar, colesterol alto, obesidade, câncer, diabetes, estresse e sedentarismo. “Aliar um estilo de vida saudável e uma alimentação equilibrada, além de ter os exames em dia, facilitam para que a saúde permaneça forte”, finaliza Hayana.(ftc.edu.br)

Previous articleEm Pernambuco, múmero de casos confirmados da varíola dos macacos sobe de 111 para 126
Next articleCom assistência domiciliar, ambulância social atende pacientes em Petrolina