Entenda a diferença entre depressão e tristeza

No primeiro dia de quarentena rígida no Grande Recife, alcançamos mais um recorde diário de casos de covid-19: 2.279 novas infecções foram confirmadas apenas neste sábado (16), o que fez Pernambuco chegar a 18.488 casos. Além disso, Pernambuco totalizou 1.461 mortes pela covid- 19, cuja letalidade fica em 7,9%, considerando o total de casos confirmados. É uma taxa maior do que a média brasileira, de 6,7%. Entre as 80 vítimas fatais que tiveram diagnóstico laboratorial confirmado de coronavírus apenas neste sábado (16), em Pernambuco, está uma menina de apenas 14 dias de vida, cuja família é Amaraji, na Zona da Mata Sul do Estado. Com isso, sobe para oito o número de mortes causadas pela covid-19 até os 9 anos de idade.

Aumento de casos

“O maior número de confirmações hoje em Pernambuco, refere-se a pelo menos três dias anteriores por um atraso nas informações vindas dos municípios e dos laboratórios privados. São números expressivos que reforçam a necessidade da quarentena, instituída no sábado pelo governador Paulo Câmara. Esperamos, com isso, uma maior adesão da população para que possamos atenuar o crescimento da curva epidêmica no Estado, reduzindo o número de casos e de óbitos em dias posteriores”, destacou o secretário Estadual de Saúde, André Longo.

Das 18.488 pessoas infectadas ao longo de 65 dias em Pernambuco, a contar das primeiras confirmações, 9.258 são casos graves e 9.230 quadros leves. Dos pacientes que manifestaram sintomas severos, 1.734 evoluíram bem, receberam alta hospitalar e estão em isolamento domiciliar. Outros 3.139 permanecem internados, sendo 235 em unidade de terapia intensiva (UTI) e 2.904 em leitos de enfermaria das redes pública e privada.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas sugestivos de covid-19, em Pernambuco, até agora, 3.050 casos foram confirmados e 1.983 descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde públicas e privadas.(JC)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui