Três militares deixam governo com general Santa Rosa. Secretário de Planejamento Estratégico, Wilson Roberto Trezza, ex-diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), também resolveu sair.

Por Roberta Paduan da Veja

O governo de Jair Bolsonaro terá, pelo menos, outras três baixas de militares, além do general da reserva Maynard Marques de Santa Rosa, que pediu demissão da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) da Presidência nesta segunda-feira, 4. Santa Rosa deixou o governo após meses de desgaste com o ministro Jorge Oliveira, titular da Secretaria-Geral da Presidência, a quem era subordinado.

Junto com Santa Rosa, também estão de saída Lauro Luís Pires da Silva, general de divisão do Exército, que ocupava o cargo de secretário especial adjunto; Ilídio Gaspar Filho, também general de divisão, era secretário de Ações Estratégicas; e Walter Félix Cardoso Junior, bacharel em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras, com 30 anos de Exército, que ocupava a posição de assessor especial, subordinado a Lauro Silva.

O secretário de Planejamento Estratégico, Wilson Roberto Trezza, também decidiu deixar a SAE com os colegas militares. Trezza fez carreira na Policial Federal, onde chegou ao posto de diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui