Uma solenidade alegre e de muita emoção marcou a noite desta terça-feira (18), durante a formatura de 211 alunos dos cursos técnicos do SENAI Petrolina, realizada na própria escola. O encontro, que apresentou os concluintes dos cursos de Administração, Alimentos, Eletromecânica, Eletrotécnica, Manutenção Automotiva, Refrigeração e Climatização ao mercado de trabalho regional, foi aberto pelo presidente do Sistema FIEPE, Ricardo Essinger. “Sabemos o quanto o mercado de trabalho em Petrolina é concorrido, mas vocês, hoje, são profissionais de excelência e estão qualificados para aumentar a produtividade das indústrias regionais. Boa sorte e um futuro brilhante para cada um dos novos técnicos”, enfatizou Essinger.

O prefeito do município, Miguel Coelho, também chamou a atenção para o número de novos profissionais e a quantidade e qualidade dos cursos oferecidos na cidade. “Os cursos técnicos são uma das modalidades de qualificação mais demandadas no mercado de trabalho em todo País. Aqui não é diferente e Petrolina também prefere os alunos egressos dessa escola. Venham trabalhar conosco e ajudar a nossa cidade a crescer mais ainda”, convidou.

Após a leitura do juramento, feita pelo formando do curso técnico em Eletrotécnica, Welton Rodrigues, os concluintes receberam os certificados e a oradora das turmas, Ysla Raiane, relembrou momentos significativos na escola. “Foram tempos muito enriquecedores, momentos de construção, trocas e aprendizado. Aprendemos muito e estamos prontos para atuarmos nas nossas áreas”, ressaltou. Falaram, ainda, durante a solenidade a diretora regional do SENAI Pernambuco, Camila Barreto; a diretora de Educação, Carla Abigail; e o gerente da unidade e gestor regional do sistema FIEPE, Flávio Guimarães.

Também fizeram uso da palavra o patrono dos formandos, Valnei de Amorim, que atua como supervisor da Unidade de Manutenção de Subtransmissão do Interior da Celpe, e a paraninfa das turmas, a docente Bruna Nascimento. Um estudo realizado pelo SENAI revelou que, até 2023, a indústria pernambucana irá precisar de mais de 270 mil profissionais qualificados e que os cursos técnicos são uma das modalidades de qualificação que poderão atender à essa demanda.(Ascom)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui