Home Sem categoria SENAI-PE anuncia criação de Cluster de Inovação Industrial para o Agronegócio, em...

SENAI-PE anuncia criação de Cluster de Inovação Industrial para o Agronegócio, em Petrolina

824
0

Lançamento da iniciativa ocorrerá durante o workshop “Uso de Tecnologias Avançadas para a Agricultura Familiar”, realizado em parceria com a ONU

 Com a proposta de incentivar o desenvolvimento da indústria pernambucana, o SENAI Pernambuco, por meio do Instituto SENAI de Inovação para Tecnologias da Informação e Comunicação (ISI-TICs), anuncia a criação do Cluster de Inovação Industrial para o Agronegócio. O novo equipamento será estruturado em Petrolina e reunirá especialistas da instituição com o objetivo de impulsionar projetos de Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação (P,D&I) e acelerar o processo de transformação digital do setor agroindustrial da região. O lançamento da iniciativa ocorrerá no auditório da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), no próximo dia 1º de fevereiro, durante a programação do Workshop “Uso de Tecnologias Avançadas para a Agricultura Familiar”, evento promovido em parceria com a Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).

De acordo com o diretor de Inovação e Tecnologia do SENAI Pernambuco, Oziel Alves, a ideia é que o novo cluster atue em conjunto com parceiros para fomentar a adoção de tecnologias avançadas em toda a cadeia produtiva da agricultura, principalmente aquelas relacionadas ao uso de geointeligência, como o sensoriamento remoto e o uso de imagens de satélites. “Por meio de dados coletados por satélites e do uso de sensores, poderíamos entender melhor a necessidade da plantação e controlar o uso de água na irrigação, diminuindo o uso desse recurso sem prejudicar o cultivo, ou mesmo mensurar a quantidade exata de aditivos minerais necessários para determinado plantio, evitando o uso descontrolado e, em casos mais extremos, o desequilíbrio do ecossistema. Estamos colocando a tecnologia à disposição da agroindústria para aumentar a competitividade do setor”, ressalta.

O novo ecossistema de inovação também somará esforços com outras iniciativas que vêm sendo desenvolvidas pelo SENAI em outros estados com foco na agroindústria. Para isso, será lançado, na mesma data, o Cluster Nacional de Inovação Industrial para o Agronegócio. “Esse supercluster nasce a partir da coalizão dos departamentos regionais de Pernambuco, Alagoas, Mato Grosso e Goiás, com a proposta de fomentar o desenvolvimento das indústrias do futuro através da inovação, fortalecendo nossa economia e gerando empregos”, pontua a diretora regional do SENAI-PE, Camila Barreto.

WORKSHOP – Organizado pelo SENAI Pernambuco e pela ONU, por meio da UNCTAD, o workshop “Uso de Tecnologias Avançadas para a Agricultura Familiar” irá reunir, em Petrolina, representantes de 14 países para debater experiências relacionadas à adoção de novas tecnologias na agricultura de precisão, com ênfase na agricultura familiar.

O evento, que é voltado para representantes do setor industrial, governo, pesquisadores, empresários e investidores, irá ocorrer entre os dias 30 de janeiro e 2 de fevereiro. A programação do encontro inclui palestras e seminários que discutirão temas como sensoriamento remoto, aprendizagem de máquina, uso de drones e dados de satélite para a agricultura familiar de precisão. Também será possível participar de práticas de laboratório e visitar fazendas que atuem com a agricultura familiar. “Iremos receber representantes de países que estão vivenciando a experiência do uso da tecnologia nas práticas da agricultura, a exemplo de Moçambique, Malásia, Turquia e Uruguai, para que eles possam compartilhar suas vivências e os desafios enfrentados, além de possíveis oportunidades”, reforça Oziel Alves.

Institutos SENAI de Inovação – A Rede de Institutos SENAI de Inovação foi criada para atender as demandas da indústria nacional. Ela tem como foco de atuação a pesquisa aplicada, o emprego do conhecimento de forma prática, no desenvolvimento de novos produtos e soluções customizadas para as empresas ou de ideias que geram oportunidades de negócios. Os institutos trabalham em conjunto, formando uma rede multidisciplinar e complementar, entre si e em parceria com a academia, com atendimento em todo o território nacional.

A rede é composta por 26 Institutos SENAI de Inovação. Desde a criação, em 2013, mais de R$ 1,2 bilhão foram mobilizados em 1.332 projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I). A estrutura conta com mais de 930 pesquisadores, sendo que cerca de 52% possuem mestrado ou doutorado. Por serem reconhecidos como Instituições de Ciência e Tecnologia (ICT), os Institutos SENAI de Inovação possuem acesso a diversas fontes de financiamento não-reembolsáveis para projetos de PD&I. Atualmente, 15 institutos compõem unidades EMBRAPII e possuem acesso direto a recursos para financiamento de projetos estratégicos de pesquisa e inovação. (Ascom)

Previous articleÉ daqui pra melhor! Petrolina supera Caruaru e Olinda e é a 3ª maior cidade de Pernambuco com 388.145 habitantes
Next articleBancos fechados para o publico nesta sexta-feira(30).Veja o horário de funcionamento dos bancos no Ano Novo