Home Sem categoria Senac Pernambuco chega aos 75 anos mirando o futuro da educação

Senac Pernambuco chega aos 75 anos mirando o futuro da educação

231
0

Marca da instituição no Estado, vanguardismo se soma a planos de investimento de R$ 123 milhões, permanente atualização e diálogo com o mercado

Senac Intranet

Em 75 anos, o mundo experimentou revoluções e extremos: a Guerra Fria começou e acabou, o homem foi à lua, a contracultura moldou costumes e gerações, muros foram erguidos e caíram, ditaduras tiveram início e fim, inclusive no Brasil. Acompanhando todas as mudanças ao longo de quase oito décadas, o Senac Pernambuco formou gerações de profissionais, cumprindo a missão de fazer a diferença na economia e nas realidades locais.

Neste mês de outubro, quando completa bodas de brilhante em nosso estado, a instituição vivencia um importante momento de consolidação da sua estrutura e presença regional, bem como a preparação para os desafios do futuro, com uma carteira de investimentos prevista de mais de R$ 123 milhões em estrutura para os próximos anos. “A ideia é continuarmos na vanguarda da Educação Profissional. Completando os 75 anos, estamos atualizando os equipamentos educacionais e readequando as ofertas. Também estamos atentos às novas metodologias de ensino e novos espaços de aprendizagens”, destaca Bernardo Peixoto, presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac-PE.

Só nos últimos cinco anos, foram mais de 600 mil atendimentos realizados no estado. A média de alunos qualificados por ano passa dos 30 mil – em 2021, até agosto, foram mais de 23 mil – o que coloca o Senac Pernambuco como um dos principais departamentos regionais do Senac no Brasil. No estado, são 804 funcionários, sendo 330 docentes, que atuam em uma estrutura física que dispõe de 25 unidades educacionais, sendo 12 fixas e 13 móveis, com 192 ambientes pedagógicos à disposição da educação profissional pernambucana.

Presente e futuro: soluções para os sistemas produtivos

Com a missão de apoiar o comércio de Bens, Serviços e Turismo de Pernambuco, o Senac volta-se a um momento de pensar soluções, a partir da educação profissional, para os problemas enfrentados pela economia local. Entre as ações, estão a formulação de projetos e parcerias estratégicas. “Queremos estar ainda mais próximos das empresas, unir forças, escutar o tempo todo o que o mercado está precisando, para que possamos avaliar continuamente as ofertas e oferecer uma educação profissional com resultado efetivo para o público com quem atuamos”, explica Bernardo Peixoto, presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac-PE.

Entre os projetos em andamento, estão o programa Adapta Comércio, que acontece em parceria com o Sebrae, e realizará 375 consultorias gratuitas em gestão e inovação para MEIs, microempresas e empresas de pequeno porte. No âmbito da pandemia, o programa Bolsa Qualificação, parceria com a Superintendência Regional do Trabalho em Pernambuco, contemplará, com investimentos de R$ 10 milhões, cursos de qualificação e aperfeiçoamento a 1,5 mil trabalhadores com contratos de trabalho suspensos. Outra ação importante é o Programa de Qualificação para a Exportação, que capacitará 150 empresas de Pernambuco e 25 de Alagoas, em parceria com a Apex, para a exploração dos mercados internacionais.

Atento ao aumento da necessidade por qualificação para a área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), o Senac também sintoniza os currículos ao segmento. O âmbito do Ensino Técnico, a instituição antecipou-se ao lançamento do Novo Ensino Médio e lançou, para 2020, o Mediotec Senac, ensino Técnico em Informática integrado ao Médio com foco em uma formação profissional, completa e humana para os adolescentes. Em seu primeiro ano, a iniciativa, disponível no Recife e em Paulista, foi um sucesso, com fila de espera e abertura de turmas extras. Para 2022, o Mediotec será ampliado para Caruaru e Petrolina e ganhará, também, formação técnica em Logística.

No âmbito do Ensino Superior, o Senac Pernambuco exalta as parcerias com o Porto Digital, iniciadas em 2020, e que atualmente conta com duas turmas no curso de Análise de Desenvolvimento de Sistemas da FacSenacPE, com quase 70 estudantes contemplados gratuitamente. O convênio propiciará estágio garantido nas empresas embarcadas, com possibilidade de contratação posterior. Atualmente, 53% dos alunos da primeira turma estão empregados ou estagiando nas empresas do parque tecnológico. Ainda na área da Tecnologia, a Faculdade Senac é parceira da Prefeitura do Recife e do Porto Digital no Programa Embarque Digital, que oferece vagas gratuitas em cursos superiores para alunos egressos da rede pública. Nesta ação, foram disponibilizadas duas turmas, que contemplam 75 alunos.

Recentemente, a Faculdade Senac também desenvolveu 12 projetos para o Programa de Extensão Tecnológica (PET) do Governo do Estado. Trata-se de iniciativas de transformação digital e implementação de tecnologias em empresas do mercado. Todos os projetos foram aprovados, com a FacSenacPE sendo a IES privada que mais aprovou proposições. Ao todo, 600 alunos da instituição estão envolvidos nas capacitações e projetos.

Estrutura e investimentos para mover o futuro

Atento às perspectivas e necessidades dos mercados locais e regionais, o Senac Pernambuco realiza investimentos em melhorias, reformas e construção das suas unidades. Entre as principais iniciativas, está a requalificação do edifício José de Anchieta, na capital, onde serão aplicados R$ 20 milhões. A infraestrutura contará com 18 laboratórios de Artes, Ilustração, Design de Interiores, Rádio e TV, Fotografia, Saúde e Tecnologia da Informação, propiciando o atendimento a 2 mil alunos por dia.

Quando o assunto é novas unidades, Recife e Serra Talhada serão contemplados. Na capital, o prédio San Diego, na Dantas Barreto, contará com 50 salas de aula, oito laboratórios de informática, call center, recepção de saúde, supermercado modelo e loja modelo, além de auditório com 198 lugares. Os investimentos serão de R$ 40 milhões e o prédio receberá até 4.500 alunos por dia.

Já no Sertão do Pajeú, Serra Talhada ganhará, no final de 2023, uma nova unidade de educação profissional com seis salas de aula, laboratórios de Saúde, Beleza, Gestão e Tecnologia e Gastronomia, além de auditório. O novo equipamento terá aporte financeiro de R$ 23 milhões e propiciará o atendimento em cursos de formação inicial, técnicos, de graduação, pós-graduação e extensão em consonância à realidade local.

No campo da sustentabilidade, a instituição ainda está realizando investimentos de quase R$ 5 milhões em instalação de energia solar nas unidades de Caruaru e Petrolina.

No centro do Recife, em 2019, a instituição inaugurou a nova sede da Faculdade Senac, no bairro de Santo Amaro. O equipamento, que recebeu investimentos de R$ 81 milhões, conta com 22 pavimentos, laboratórios de última geração e salas de aula dedicados aos segmentos de Gastronomia, Moda, Gestão, Estética, Tecnologia, Design, Comércio e Idiomas.(Ascom)

Previous articleMorreu Gilberto Braga, autor de ‘Vale Tudo’ e ‘Anos Rebeldes’, aos 75 anos
Next articleFiscalização da Prefeitura de Petrolina faz ação no centro para deixar calçadas livres