Home Sem categoria Seminário na Univasf discute desafios no ensino, pesquisa e extensão para inclusão...

Seminário na Univasf discute desafios no ensino, pesquisa e extensão para inclusão de estudantes com deficiência. Evento é nesta quarta, dia 28 de setembro

585
0

Sobre fundo branco, alinhadas à esquerda, em azul, caixa alta, e dispostas subsequentemente: “SEMINÁRIO ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA NA UNIVASF”. Abaixo, em azul: “Desafios que atravessam ensino, pesquisa e extensãoFomentar um amplo debate sobre as práticas metodológicas adotadas no ensino superior é o objetivo do Seminário Estudantes com Deficiência na Univasf: desafios que atravessam ensino, pesquisa e extensão. O evento, promovido pelo Núcleo de Acessibilidade e Inclusão (NAI) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), será realizado nesta quarta-feira, 28 de setembro, das 8h às 17h, no auditório da biblioteca, no Campus Sede, em Petrolina (PE). O seminário está direcionado, principalmente, aos docentes da Univasf. Haverá transmissão ao vivo pelo canal da TV Caatinga no YouTube.

As inscrições podem ser feitas até o dia do seminário por meio de formulário on-line. O evento contará com a presença de estudantes e seus familiares, que irão compartilhar suas experiências. “Será um encontro para debater a inclusão às pessoas com deficiência e partilhar experiências de inclusão que já estão em prática na nossa universidade”, afirma a coordenadora do NAI, Karla Daniele Maciel Luz. Ela ressalta que o evento também contará com um momento para debate entre os presentes sobre práticas inclusivas efetivas nas áreas de ensino, pesquisa e extensão.

A programação terá início às 8h com a abertura oficial do evento, seguida por uma apresentação do NAI. Logo depois, a partir das 8h40, serão realizadas duas mesas redondas, que irão abordar as temáticas “Aprendendo com os estudantes” e “Experiências inclusivas de professores”. À tarde, haverá uma palestra a ser ministrada pela professora Karla Daniele sobre o tema “Alunos com deficiência: adequações metodológicas no tripé: Ensino, Pesquisa e Extensão”. O debate sobre o assunto acontecerá após a palestra.

A coordenadora do NAI destaca que a Univasf conta com 116 discentes com deficiência nos mais diversos cursos e campi. “Precisamos discutir metodologias de ensino, pesquisa e extensão voltadas aos estudantes com deficiência, pontuações de barema de progressão docente diante das metodologias desenvolvidas e adequações nos projetos pedagógicos dos cursos, para possibilitarmos, de fato, a inclusão dos discentes e atuarmos, cada vez mais, na direção da formação anticapacitista”, diz a professora Karla.(Ascom)

Previous articleSesc inicia arrecadação para a Feira Troca-Troca de Livros em Petrolina
Next articleUnidade Móvel Médica da Prefeitura de Petrolina visitará 20 localidades neste mês de Setembro. Hoje tem