A partir do próximo dia 18 de novembro, Petrolina receberá mais uma edição da Operação Papai Noel, desenvolvida através de uma parceria entre o Sindicato do Comércio Varejista de Petrolina (Sindilojas), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), polícias Militar e Civil, Guarda Municipal e Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA). O objetivo é intensificar as ações de segurança pública na área central do comércio no período das festividades de final de ano, quando naturalmente o fluxo de consumidores aumenta tanto pelas compras de Natal quanto pelo pagamento do décimo terceiro. A Operação se estenderá até o dia 07 de janeiro.

Na manhã desta sexta (18), na sala de reunião da CDL, representantes do comércio varejista e autoridades das instituições de segurança estiveram reunidos discutindo sobre os detalhes da Operação, dentre eles, a logística que será utilizada. Uma das novidades nesta edição é que durante o período do evento, policiais deverão orientar a população sobre o programa Alerta Celular.

“No ponto fixo que ainda será determinado para a base da Operação, um computador servirá para cadastrar os telefones dos cidadãos neste programa que é desenvolvido pela secretaria de Defesa Social de Pernambuco e é bastante exitoso, sendo copiado, inclusive, por vários estados. Caso um telefone seja extraviado, roubado ou até mesmo perdido, a pessoa cadastrada entra no sistema, dá o alerta e os policiais militares do BIEsp e do 5° BPM poderão localizar este aparelho em posse de meliantes”, explica o comandante do Batalhão Integrado Especializado (BIEsp), tenente coronel André Luiz.

O presidente da CDL, Manoel Vilmar, agradece às forças de segurança pela parceria e reforça a importância da Operação Papai Noel. “Esta ação é tradicional e visa coibir o número de assaltos e furtos durante o período de festas de fim de ano, em que a população transita mais pela área comercial com aporte de recursos. Portanto, é preciso que sejam concentrados esforços no sentido de garantir mais segurança ao cidadão e aos lojistas”.
Durante o período da Operação, os órgãos de segurança irão avaliar semanalmente a Operação, com o intuito de que o planejamento de efetivo e ações seja cada vez mais assertivo. O presidente do Sindilojas Petrolina, Joaquim de Castro, reafirma o apoio do comércio varejista à iniciativa. “ Reconhecemos o trabalho de todos os órgãos aqui representados, sobretudo quando sabemos dos desafios que eles enfrentam na execução de suas atividades diárias. A presença das instituições de segurança pública em atuação na área comercial, possibilitam uma importante sensação de segurança para o transeunte, ao mesmo tempo que inibe a ação de meliantes. Desta maneira, mais uma vez, somos parceiros desta iniciativa que só tem agregado resultados positivos para todos nós”.(Ascom)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui