A instituição segue decreto do estado, mas mantêm aulas teóricas em regime virtual

A Rede UniFTC começa a se preparar para o retorno das atividades presenciais e a primeira unidade a reabrir é a Faculdade UniFTC de Petrolina onde as aulas práticas serão retomadas a partir de 22 de setembro. A unidade é a única da Rede localizada no estado de Pernambuco, que já liberou a realização de aulas práticas presencialmente. As demais faculdades e centros universitários do Grupo Educacional baiano seguem com aulas em ambiente virtual.

Em Petrolina, as equipes estão trabalhando intensamente para que todas as condições sanitárias para o enfrentamento da COVID-19 sejam respeitadas. A UniFTC buscou estabelecer todos os protocolos de biossegurança, que vão desde a dedetização do espaço; limpeza sanitária de toda a instituição, inclusive ar condicionado e caixa de água; compra de equipamentos de proteção individual necessários aos professores, alunos e colaboradores; instalação de câmera térmica para medição da temperatura em grupos e totens para higienização das mãos.

Foi montada também uma ambientação informativa, que orienta os presentes sobre as condutas mais seguras e os estimula sobre a prevenção para o bem de todos. Para garantir um retorno com segurança, a UniFTC também realizou capacitação on-line para os colaboradores das unidades que compõem o Grupo Educacional.

“As equipes responsáveis pela limpeza, manutenção e portaria, assim como os docentes e os colaboradores que atuam nos setores administrativos receberam as informações essenciais para garantir o cuidado e o controle efetivo dentro dos laboratórios e demais ambientes da instituição”,  esclarece o Diretor da Faculdade UniFTC de Petrolina, Andrei Melo.

Aulas teóricas e demais campi

As aulas teóricas em Petrolina, assim como em todas as outras unidades da UniFTC, permanecem sendo realizadas de maneira virtual, conforme orientação do Ministério da Educação (MEC).

Lembramos que as instituições de ensino superior são controladas por determinações da esfera Federal – como os ministérios da Saúde e da Educação -, mas, por conta da pandemia, as atividades em seus campi passaram a ser reguladas pelos estados e municípios. Ressaltamos que o estado de Pernambuco emitiu um decreto informado a possibilidade de reposição das aulas práticas para instituições de ensino técnico e superior. Na Bahia, as aulas seguem suspensas.(Ascom)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui