Petrolina-PE

*Marcelo Damasceno 

O eleitorado petrolinense está tendo uma quarentena inoportuna, lamentavelmente por essa desgraça do vírus assassino COVID-19. Pra começo de conversa, num Brasil de concentração de renda perversa. A gente só perde pro Catar. O governo patrocina, se associa a um esquema entre banqueiros e agiotas internacionais, a bagatela de 1 TRILHÃO E 300 BILHOES DE DÓLARES, como apólice pra segurar a “cambiotagem”(agiotas e investidores juntos) entre o privado e macro-público.

Pra se segurar na cadeira, o inquilino Messias Bolsonaro, trabalha na compra de votos e cooptação de outros poderes, começando pela tentativa de subornar o PGR Augusto Aras.

Tem-se um poeta da ditadura, regime totalitário que lhe encanta desde as entrevistas do CQC de Marcelo Tas e cia. Bolsonaro vive seu transtorno bipolar. E recorre à porra. Sua “amiga” (essa porra) complicada, de desconhecidos amigos e endereços duvidosos. Mas facilmente seguida em muitos botequins, motéis, programas de humor, salões nobres, quitandas, sacristias de igreja, carros blindados. A porra é habitué nos bastidores do CONGRESSO nos palavrões, em cada ante sala das tais comissões de orçamento, justiça e etc. Toda classe política sabe disso.

Os tais 300 picaretas não sumiram. Estão em suas confortáveis “lives” públicas e secretas. Por um Congresso que reúne 275 deputados financiados por lobbys de cada varejo regional. De ruralistas, banqueiros, empreiteiros, investidores, igrejas, bancadas da morte, entre outras tutelas civis e militares do pijama.

Deputado Federal Fernando Filho(DEM)

Petrolina QUER SABER URGENTEMENTE dos deputados federais, Fernando Filho(DEM-PE) e Gonzaga Patriota(PSB-PE) como votam nesse instante, as matérias do interesse social e trabalhista, das medidas provisórias emergenciais pra pobre e pra empresários nessa atmosfera de doenças e virais como esse COVID-19.

O pai de Fernandinho Filho o senador Fernando B. Coelho(MDB-PE) líder do Governo Bolsonaro no Congresso/Senado. FBC tem tido apoio de Bolsonaro na liberação de recursos federais que tocam empreendimentos estruturais nesse governo Miguel Coelho em Petrolina. Miguel rompeu sua política com o palanque de Paulo Câmara faz uns meses.

Deputado Federal Gonzaga Patriota(PSB)

De Gonzaga Patriota, sabe-se de seu histórico aqui na cidade em palanques da frente popular. E nessa pandemia, em unidade com o governo Paulo Câmara em Pernambuco.

Enquanto Petrolina geme suas dores por trás da máscara que nos torna iguais no medo de morrer. E dos leitos hospitalares para ricos nos hospitais chiquérrimos ao noticiário repetitivo de gente pobre na humilhação da bolsa-corona em frente às lotéricas e agências da CAIXA.

*Marcelo Damasceno – Repórter de Petrolina PE.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui