(foto: Ana Cléa de Souza)

Nesta terça-feira (13), estudantes, professores e entidades sindicais ligadas à educação protestam no Centro de Petrolina contra os cortes na Educação e contra o atual texto da Reforma da Previdência. A concentração da manifestação foi na Praça do Bamburzinho, na Avenida Souza Filho.

 

(foto: Reprodução TV GR)

“Coincidindo com a Marcha das Margaridas, a UNE (União Nacional dos Estudantes) fez essa convocação dos estudantes. É uma paralisação nacional da Educação”, informou o coordenador da Regional de Petrolina do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), Robson José do Nascimento.

O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp), Walber Lins destacou que a paralisação não traz prejuízos ao calendário escolar. “Não há prejuízo aos estudantes até porque haverá reposição do dia letivo. Temos um bloqueio que equivale a 25% do orçamento que era proposto para educação. Fica quase impossível conduzir um trabalho dentro dos municípios e estados”, pontuou.

O número de participantes do protesto não foi divulgado pela organização.(Blog `Nossa Voz´

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui