Home Sem categoria Programa de pós-graduação da Univasf lança 3ª edição do livro Dinâmicas de...

Programa de pós-graduação da Univasf lança 3ª edição do livro Dinâmicas de Desenvolvimento do Semiárido

648
0

Divulgar a produção científica desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Dinâmicas de Desenvolvimento do Semiárido (PPGDiDeS) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Esse é o objetivo da 3ª edição da obra Dinâmicas de Desenvolvimento do Semiárido, lançada recentemente. Esta edição é composta por 12 trabalhos que tratam de saúde, inclusão, questões ambientais, custo de produção, entre outros assuntos.

O livro está disponível em PDF no site Academia e na forma física nas bibliotecas da Univasf. A 3ª edição foi organizada pelos professores do programa Alvany Santiago e Manoel Messias Alves de Souza e pelo professor universitário e egresso do mestrado Gláucio Bessa Oliveira e reúne relatos de trabalhos conduzidos por pesquisadores do PPGDiDeS. Nas 200 páginas do livro, os pesquisadores abordam a “Elevação do consumo de benzodiazepínico na pandemia da Covid-19 e atuação da equipe de saúde da família”; “A inclusão escolar de alunos com Síndrome de Down”; “As práticas de letramento no processo de ressocialização de mulheres privadas de liberdade: Uma revisão sistemática”; “A evolução no combate a seca no semiárido brasileiro: uma revisão sistemática da produção acadêmica no Brasil”, entre outros tópicos relacionados com a temática central.

De acordo com o presidente da comissão organizadora da publicação, Manoel Messias, esta edição apresenta várias situações no contexto da pandemia e aponta caminhos para a melhora da qualidade de vida no semiárido brasileiro. “Esse livro é diferente dos outros volumes, pois nele conseguimos inserir algumas linhas de pesquisa que até então não tínhamos abordado no mestrado, dentre elas a ecologia em saúde e questões relacionadas à educação, como letramento científico e educação inclusiva”, pontua.

O livro também estará disponível em instituições parceiras, como a Faculdade de Petrolina (Facape), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IFSertãoPE).(Ascom)

Previous articleEscritos de Dom Helder Câmara serão enviados ao Vaticano nesta quinta-feira
Next articleMitos e Verdades sobre o visto de imigração para os EUA