Uma iniciativa pioneira da prefeitura pretende levar para dentro das escolas municipais de Petrolina orientações sobre temas relacionados ao uso de agrotóxicos; consumo seguro de medicamentos; alimentos; cosméticos; dentre outros produtos. A primeira formação do programa nacional de Educação em Vigilância Sanitária (Educanvisa) aconteceu neste final de semana, capacitando cerca de 30 profissionais.

Com o objetivo de promover melhorias nas relações de consumo de produtos e serviços sujeitos à vigilância sanitária usando a estratégia de formar educadores, o Educanvisa conta com uma coordenação nacional composta por uma equipe multiprofissional de servidores da Anvisa, porém, em Petrolina está sendo executado pela Agencia Municipal de Vigilância Sanitária, em parceria com a Secretaria de Educação Cultura e Esportes.

Durante o encontro, os profissionais ministraram seis palestras com temas diversos e tiraram suas dúvidas sobre as próximas etapas do programa no qual os profissionais estarão disponíveis para orientações dentro das escolas. De acordo com o diretor da Agência, Marcelo Gama, este primeiro momento, serviu para que a equipe apresentasse o programa para os professores.

“A intenção é, através de ações educativas, levar essas informações para as crianças e adolescentes. Nós entendemos que precisamos iniciar essa formação da base, assim, além de levar esse conhecimento para dentro das casas dos petrolinenses, no futuro também vamos colher bons frutos. Não temos dúvida que esse projeto vai promover uma melhoria nas condições de vida e saúde da população”, explicou. (Ascom)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui