Home Sem categoria Professor da Univasf é nomeado membro efetivo da Academia Pernambucana de Ciências

Professor da Univasf é nomeado membro efetivo da Academia Pernambucana de Ciências

69
0

A Academia Pernambucana de Ciências (APC) é uma instituição que congrega personalidades de destaque nas mais diversas áreas da Ciência, visando contribuir com o desenvolvimento do estado de Pernambuco e do país por meio do conhecimento científico.

A entidade possui 100 cadeiras para membros efetivos, ocupadas por docentes e pesquisadores de diferentes instituições de ensino e pesquisa do estado. Entre elas, está agora a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), que se destaca como a primeira universidade com sede no interior de Pernambuco a possuir um representante na Academia.

A Univasf será representada pelo professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Materiais (PPGCM) Helinando Pequeno de Oliveira, anunciado pela Academia como cientista que irá ocupar a 19º cadeira da instituição, como membro titular.

A seleção de novos membros da APC é realizada por um conselho científico, composto por sete professores, e é feita com base em um barema, que pontua as atividades realizadas pelos candidatos. O presidente da Academia José Aleixo da Silva explica que o professor da Univasf foi selecionado entre uma série de nomes que foram submetidos para a ACP e destaca a importância de ter um representante do interior de Pernambuco no grupo. ­“O professor Helinando possui um currículo fantástico e, para a Academia Pernambucana de Ciências, é uma honra muito grande tê-lo como membro permanente, principalmente por termos alguém do interior do estado participando, bem como um professor representante da Univasf”, diz.

Helinando Pequeno de Oliveira é formado em Engenharia Elétrica, mestre e doutor em Física, e possui pós-doutorado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts, Estados Unidos. Professor do Colegiado de Engenharia Elétrica da Univasf desde 2004, ele participou da equipe de fundadores da primeira pós-graduação da Universidade, o PPGCM, e foi o primeiro coordenador do Programa. Oliveira foi também diretor de pesquisa da Universidade e Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação. Com uma pesquisa que desenvolveu um tecido de nanofibras utilizável em curativos, o docente foi responsável pela conquista da primeira carta patente da Univasf, e possui, ainda, 13 pedidos de patentes nacionais em andamento. Além disso, Oliveira é bolsista de produtividade em pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e mantém colaboração científica com pesquisadores de diferentes países, além de coordenar o grupo de pesquisa em Espectroscopia de Impedância e Materiais Orgânicos, no qual já orientou mais de 40 mestres e doutores.

O professor preencherá a vaga do fundador do departamento de física da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Ivon Fittipaldi, que faleceu no ano passado. Em homenagem à Ivon, o docente da Univasf o elegeu como patrono de sua cadeira. Como membro da APC, Oliveira deverá trabalhar para promover o desenvolvimento de todos os setores do conhecimento humano, visando também a prestação de serviços à sociedade. De acordo com ele, a nomeação para exercer essa função é de grande importância e representa o reconhecimento de um esforço em desenvolver pesquisa de qualidade. “É uma honra enorme receber esta indicação para uma cadeira da APC, primeiro por ter a oportunidade de compartilhar o espaço com os maiores pesquisadores pernambucanos e, segundo, por poder representar a Ciência feita no interior”, conclui o docente.

Ascom Univasf