Home Sem categoria Presidente Bolsonaro define novos comandantes de Exército, Marinha e Aeronáutica

Presidente Bolsonaro define novos comandantes de Exército, Marinha e Aeronáutica

48
0

 (Almir Garnier dos Santos (à direita) e brigadeiro Carlos de Almeida Baptista (à esquerda). Fotos: Valter Campanato e Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro já escolheu os novos comandantes das Forças Armadas, são eles: general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira no comando do Exército, o almirante Almir Garnier para a Marinha e o brigadeiro Carlos Almeida Baptista Junior para a Aeronáutica. Os nomes foram anunciados na tarde desta quarta-feira (31) pelo novo ministro da Defesa, Walter Braga Netto, em coletiva.

O novo comandante do Exército era o quarto na lista de antiguidade, ou seja, na relação de oficiais com mais experiência. Atualmente, Nogueira é chefe do Departamento-Geral de Pessoal do Exército e irá substituir Edson Pujol, que deixou o cargo nesta semana juntamente com os outros comandantes das Forças.

Mais cedo, Braga Netto havia se reunido com os oficiais mais antigos das três forças para conhecer os perfis e saber qual assessoramento poderiam dar ao presidente.

Conheça os comandantes
O almirante de esquadra Garnier nasceu em 22 de setembro de 1960, em Cascadura, no Rio de Janeiro. Ele ingressou na Marinha do Brasil aos 10 anos de idade, como aluno do curso de formação de operários, na extinta Escola Industrial Comandante Zenethilde Magno de Carvalho.

O tenente-brigadeiro Baptista Junior é natural do Rio de Janeiro, tendo ingressado na Força Aérea Brasileira (FAB) em março de 1975. Ele tem todos os cursos de carreira, além de ser especialista em Planejamento Orçamentário e Financeiro e ter especialização em Política e Estratégia.

Em relação à escolha de Paulo Sérgio, o martelo já foi batido pelo ministro da Defesa, Braga Netto, nesta quarta-feira, e aprovado pelo presidente Jair Bolsonaro. Mas o nome surpreendeu a todos, pois, em entrevista ao Correio Braziliense, o general traçou um contundente retrato da pandemia do novo coronavírus e alertou para uma terceira onda da COVID-19. (Agência Brasil)