Sem macarrão: como substituir o arroz sem afetar o bolso e a saúde | A  Gazeta

ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou que o preço do arroz só volta ao normal com a nova safra do alimento, que ocorrerá em meados de janeiro de 2021. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a commodity já acumula alta de 19,25% neste ano.

Além disso, a ministra descarta intervenção do governo. “A que poderia ser feita é uma intervenção de comércio: abrimos 400 mil toneladas de importação com tarifa zero e isso traz tranquilidade de que não haverá falta de produto”, afirmou à rádio Jovem Pan nessa ultima segunda-feira, 14.

Para ela, a concessão do auxílio emergencial — popularmente conhecido como coronavoucher — e o fato de os brasileiros terem se alimentado mais em casa durante o isolamento social foram determinantes para puxar a alta dos preços do arroz.(Oeste Noticias)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui