Home Sem categoria Policlínica Municipal de Petrolina é referência em reintrodução alimentar de pacientes com...

Policlínica Municipal de Petrolina é referência em reintrodução alimentar de pacientes com Autismo

473
0


A seletividade alimentar é muito comum na vida das crianças com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), e um dos principais sintomas é o distúrbio sensorial que afeta diretamente a alimentação. Diante disso, a Prefeitura de Petrolina disponibiliza tratamento especializado, com fonoaudiólogos, para essas crianças.

O atendimento é feito na Policlínica Municipal. A terapia alimentar tem o objetivo de aproximar a criança dos alimentos. São técnicas que geram habilidades de olhar, tolerar, interagir, cheirar, tocar, provar e comer com conforto e aceitação.

“Cerca de 90% das crianças com TEA apresentam problemas alimentares. A hipersensibilidade ou hipossensibilidade que a texturas, cores, sabores, cheiros, consistências, viscosidades e temperaturas causam estímulos diferentes impactando diretamente na aceitação dos alimentos. Na terapia individualizada são trabalhados os aspectos de vivências sensoriais globais táteis, oral e motoras, vale ressaltar que o envolvimento da família é fundamental para obter excelentes resultados”, destaca a fonoaudióloga da Policlínica Municipal, Aline Morais.

“Minha filha, Emily Sophia, tem quatro anos e eu já estava muito triste e frustrada porque ela só comia alimentos industrializados, como salgadinho, iogurte entre outros. Eu tentava oferecer frutas e verduras, mas ela não comia. Depois de muito procurar, a fonoaudióloga me indicou a terapia alimentar. No início eu fiquei um pouco desacreditada, mas já nas primeiras sessões eu comecei a ver ela aceitando alimentos que eu jamais imaginaria que ela fosse comer um dia. Hoje a alimentação da minha filha é outra, balanceada e de forma mais saudável. Estou muito feliz com os resultados, como mãe, não há nada mais satisfatório do que ver o seu filho comer bem”, relata Dayane Nunes.

Para o paciente ter acesso ao serviço basta procurar uma Unidade Básica de Saúde para ser avaliado por um profissional, havendo a necessidade ele será encaminhado para um fonoaudiólogo e o paciente marca a primeira consulta através do setor de regulação, que fica na Secretaria de Saúde. Os atendimentos são realizados na Policlínica Municipal, localizada na Av. Presidente Tancredo Neves, n° 12, Centro das 7h às 21h.

Ascom PMP

Previous articleVocê tem fome de quê?
Next articleO que ficou mais caro no Brasil? Cenoura, café, gasolina e até cueca