A partir de agora, todos os pernambucanos que apresentarem sintomas gripais ou tiverem quadros suspeitos da Covid-19, mesmo que leves, terão acesso ao teste para diagnóstico da doença. O anúncio foi feito pelo secretário estadual de Saúde, André Longo, durante entrevista coletiva virtual.

A marcação desses testes poderá ser feita através do web aplicativo Atende em Casa, , disponível em 133 municípios. Nas cidades que ainda não aderiram ao sistema, as marcações devem ser feitas diretamente na rede de saúde de referência local.

Estarão disponíveis exames do tipo RT-PCR (swab nasofaríngeo), indicado para quem está com sintomas gripais até o sétimo dia do início do quadro, podendo, porém, ser estendido até o décimo dia, caso persistam os sintomas; e o teste rápido, para os casos em que o paciente esteja há mais de sete dias do início dos sintomas e também com mais de 72h desde o desaparecimento dos sintomas.

“Junto com o isolamento social, massificar a testagem tem se mostrado uma forma eficiente para controlar a doença e monitorar a disseminação, dando mais segurança para os próximos passos a serem dados”, disse Longo.

Inicialmente, diante da dificuldade na aquisição de insumos e kits de testes, a estratégia do Estado foi priorizar a testagem de todos os óbitos suspeitos e os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) que chegavam às unidades de saúde. Em seguida, foram adicionados como prioritários os profissionais de saúde e segurança pública, bem como a população privada de liberdade.

Aos poucos, a capacidade de produção dos laboratórios foi aumentando, ao mesmo tempo em que a quantidade de casos graves e de óbitos começou a cair, gerando uma ociosidade na rede de diagnósticos. Isso permitiu a expansão da testagem para residentes, profissionais e contactantes de profissionais de lares que abrigam a população maior de 60 anos.

Em junho, foi anunciada a inserção dos profissionais dos serviços essenciais, como funcionários de bancos, farmácias, supermercados e padarias, também entre os grupos prioritários. E, mesmo com essa expansão, ainda sobrou margem. Agora, então, não há mais restrições, podendo qualquer pessoa com sintoma suspeito da Covid-19 ter acesso ao diagnóstico laboratorial.

Sentinela

Até então, apenas cinco unidades sentinela em todo o Estado realizavam testes em pessoas com sintomas gripais leves, na tentativa de pesquisar a circulação do novo coronavírus na população. Inicialmente, eram cinco testes por semana em cada unidade. Depois, essa demanda semanal subiu para 75. Agora, a intenção é testar toda a população sintomática, mesmo leve, para ter um monitoramento mais preciso da circulação do Sars-CoV-2 no Estado. (Via: Folha PE)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui