Reinfecção pelo novo coronavírus: é possível? - Sanar Medicina

No mundo já foi registrado alguns casos suspeitos de reinfecção pelo novo coronavírus. No Brasil segundo o Ministério da Saúde ainda não foi confirmado nenhum caso de pessoa que tenha sido contaminada duas vezes pelo vírus.

No entanto, essa realidade pode ser mudada após a coletiva desta quinta-feira (5), onde o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, informou que já foram identificados cinco casos suspeitos de reinfecção no Estado.

De acordo com André Longo, o Ministério da Saúde divulgou orientações sobre como prosseguir em casos de reinfecção. “O Ministério da Saúde divulgou, no final da última semana, uma nota técnica com orientações sobre a definição de reinfecção. De acordo com o Ministério, para confirmar um caso, é preciso que tenhamos amostras de RT-PCR positivas com um intervalo de mais de 90 dias”, informou o secretário.

A partir do pronunciamento do Ministério da Saúde os estados serão responsáveis por identificar casos suspeitos de reinfecção na medida em que forem registrados dois exames do tipo RT-PCR positivos para o novo coronavírus, de um mesmo paciente, em um intervalo superior a 90 dias.

Com relação a Pernambuco o secretário explicou que os casos que forem suspeitos de infecção pela segunda vez serão analisados pelo Instituto Evandro Chagas e mais que atualmente, cinco casos se enquadram nas definições postas pelo Ministério da Saúde para caracterizar a reinfecção. O gestor informou ainda que estes casos serão enviados para o Ministério da Saúde.” A última informação que tive foi de que tínhamos cinco casos suspeitos de reinfecção que serão levados ao Ministério da Saúde para a confirmação ou não do caso de reinfecção”, salientou André Longo.

Informações da Folha de Pernambuco – Foto: Divulgação (Hélia Scheppa/SEI)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui