Home Blog Page 297

Apostador de Fortaleza acerta os seis números sorteados na Mega-Sena

0

Mega-Sena: confira o resultado do concurso 2334; prêmio é de R$ 12 milhões  | Invest | Exame

Um ganhador de Fortaleza foi o único a acertar os seis números da Mega-Sena sorteados neste sábado (23) e receberá 21.898.260,37.

Os números sorteados no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo. foram 02, 09, 34, 49, 51, 55.

O sorteio 2337 da Caixa também teve 84 apostas ganhadoras de cinco números, que receberão R$ 35.529,81 e 4.321 apostadores acertaram quatro números e ganharão R$ 986,71.

A estimativa de prêmio para o próximo concurso, na próxima quarta-feira (26), é de pagar R$ 2 milhões a quem acertar as seis unidades sorteadas.

As apostas na Mega-Sena podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em lotéricas ou pela internet. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

UPAE/IMIP de Petrolina dá início à vacinação contra a Covid-19

0

As esperanças foram renovadas na Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP) com o início da vacinação contra a Covid-19. As primeiras doses da CoronaVac chegaram e os profissionais da linha de frente já estão sendo imunizados.

A primeira profissional a tomar a vacina foi a técnica de enfermagem Gizelda Martins de Souza, que trabalha na Unidade desde o dia da sua inauguração em 2013. Gigi, como é conhecida por todos os colegas e amigos, tem 59 anos, mais de 30 de profissão, e possui comorbidades como diabetes e hipertensão.

Durante toda a pandemia a profissional nunca se afastou um só dia do serviço e se manteve firme no combate até esta data. “Sempre confiei muito em Deus. Fora isso, sempre utilizamos todos Equipamentos de Proteção Individual e seguimos à risca os protocolos de segurança. Expostos todos nós estamos, mas se tomarmos os cuidados necessários podemos nos proteger”, relatou confiante.

Proteção essa agora, inclusive, redobrada pela vacina. “É uma alegria muito grande poder ter essa oportunidade que muitos não chegaram a conquistar, por isso, me sinto privilegiada. Sem dúvida, é um dia muito feliz e histórico. Espero que essa chance chegue logo à toda população”, disse após a imunização, demonstrando o seu desejo de que esse capítulo da história mundial seja encerrado.

A vacinação na UPAE teve início pelos profissionais da linha de frente, ligados diretamente à Covid. A imunização segue o calendário estabelecido pelas autoridades sanitárias Federal, Estadual e Municipal, mas a meta é imunizar todos os trabalhadores que atuam no serviço.

“É um sentimento inexplicável poder estar dando início a concretização desse sonho. Aguardamos com os corações aflitos a chegada dessa vacina e o sentimento hoje é de gratidão. O desejo agora é virar essa página o mais breve possível, de modo que fiquem só os aprendizados”, pontuou a coordenadora geral Grazziela Franklin.

Ascom UPAE de Petrolina

Apesar da pandemia, mais de 96 mil empresas foram abertas em Pernambuco em 2020

0
JUCEPE

No ano de 2020, o total de empresas abertas em Pernambuco foi de 96.960, contra 96.522 em 2019, representando um crescimento de 0,45 %, segundo dados da Junta Comercial de Pernambuco. “A classe empresarial pernambucana, mesmo em um período de instabilidade, aos poucos vai construindo um momento de recuperação. Por isso, apesar de pequeno, o crescimento deve ser comemorado”, ressaltou Taciana Bravo, presidente da JUCEPE.

Excluindo os Microempreendedores Individuais (MEIs), o número de registros de empresas foi de 18.455, número -8,6 % menor do que as 20.206 empresas registradas no ano anterior. Já o número de registros de MEIs durante o ano passou de 76.316 em 2019, para 78.505 em 2020, uma alta de 2,8 %.

Sobre fechamento de empresas, teve uma queda significativa, passando de 37.090 em 2019, para 30.659 em 2020, o que representa uma redução de -17,34% % no número de baixas.

Empresas abrindo, menos empresas fechando. No geral, Pernambuco terminou 2020 com um total 631.641 empresas em atividade. Os municípios que mais abriram empresas foram Recife (29.612), Jaboatão dos Guararapes (10.457), Olinda (6.368), Paulista (5.508), Petrolina (5.263) e Caruaru (5.240).

As atividades empresariais mais registradas foram Comércio de vestuário, Mercearias, Comércio de cosméticos, Lanchonetes, Restaurantes, Comércio de bebidas, produtos de perfumaria e de higiene pessoal e fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar.(Ascom)

Quatro jogadores e presidente do Palmas morrem em acidente aéreo

0

Um avião com parte da equipe do Palmas caiu no Tocantins logo após a decolagem e deixou seis mortos.

A queda de um avião de pequeno porte, logo após a decolagem, na manhã deste domingo (24), causou a morte de quatro jogadores e do presidente do Palmas-TO, além do piloto. A aeronave foi tomada pelas chamas, após a queda em um piista de pouso particular no distrito de Luzimangues (TO), a cerca de oito quilômetros da capital Palmas. Morreram o presidente do clube, Lucas Meira, de 32 anos;  os jogadores Lucas Praxedes (23 anos), Guilherme Noé (28), Ranule (27), e Marcus Molinari (23), além do piloto da aeronave, Wagner Machado.
O time da Série D do Campeonato Brasileiro viajaria nesta manhã para Goiânia, onde jogaria nesta segunda-feira (25) com o Vila Nova, em partida das oitavas de final da Copa Verde. A partida foi suspensa pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).Em nota de pesar  a entidade disse estar “profundamente consternada”, se solidarizou com as famílias das vítimas, e decretou que seja respeitado um minuto de silêncio em todos os jogos deste domingo no país.

Confira a nota divulgada pelo Palmas Futebol Clube:

“O Palmas Futebol e Regatas vem por meio desta informar que por volta das 8h15 da manhã deste domingo, 24, ocorreu um acidente aéreo envolvendo o presidente do clube Lucas Meira, quando decolava para Goiânia, para a partida entre Vila Nova x Palmas nesta segunda, 25, válida pela Copa Verde. O avião em que Lucas estava junto com o comandante Wagner e os atletas Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari, decolou e caiu no final da pista da Associação Tocantinense de Aviação. Lamentamos informar que não há sobreviventes. Neste momento de dor e consternação, o clube pede orações pelos familiares aos quais prestará os devidos apoios, e ressalta que no momento oportuno voltará a se pronunciar.”

Presidente e quatro jogadores do Palmas morrem em acidente aéreo - Notícias  - Terceiro Tempo
Presidente do clube, Lucas Meira, de 32 anos, uma das vitimas da queda do avião

Não há há tratamento alternativo contra a covid-19, volta a frisar Anvisa

0

Em reunião da diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que decidiu pela aprovação do uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da CoronaVac, diretores e técnicos da entidade voltaram a frisar a inexistência de um medicamento com comprovação científica para combater a covid-19, ao contrário do que defende o presidente Jair Bolsonaro e colaboradores.

A ausência do tratamento terapêutico específico para a doença foi usada como uma das justificativas para liberar o uso em caráter extraordinário e temporário da vacina.

“Mesmo em um cenário de incerteza, uma vacina contra a covid-19 segura, capaz de prevenir e reduzir mortalidade e morbidade causada por essa doença, pode ser autorizada para uso emergencial, em especial pelo contexto dessa pandemia, onde há poucos tratamentos de suportes disponíveis e não há medicamentos registrados na Anvisa com indicações específicas para o tratamento da covid-19”, pontuou a relatora do processo e diretora responsável pela área de imunizantes, Meiruze Freitas.

Além de ressaltar a inexistência de alternativas terapêuticas contra a doença, o gerente-geral de medicamentos e produtos biológicos, Gustavo Mendes, acrescentou ao quadro de avaliação de riscos e benefícios o agravamento da pandemia, “tendo em vista o aumento de casos”, e recomendou a aprovação do uso emergencial.

Em relação à vacina, o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, ressaltou que ainda não aprovação da Anvisa para comercialização, e sim uma deliberação de uso emergencial e temporário, fazendo-se necessária a assinatura de um termo de consentimento para receber a vacina. Barra Torres ainda frisou que os pareceres da agência não cedem a pressões “de qualquer maneira”, nem estão empacados por burocracias. “A pressão é uma só: temos que contribuir para assegurar a saúde dos nossos cidadãos, fazer boas entregas e fazer no menor tempo possível. Essa sempre foi e é a única e maior motivação.”

Informações do Correio Braziliense

Três alimentos que favorecem a sua saúde vaginal

0

O iogurte grego, os espinafres e a batata doce integram a lista de alimentos que beneficiam o bem-estar da sua vagina.

Três alimentos que favorecem a sua saúde vaginal

Os alimentos afetam todos os órgãos vitais do seu corpo – e sim, isso inclui a sua vagina. Segundo a Eat This, Not That!, ingerir os alimentos certos pode minimizar os odores desagradáveis e a combater infecções.

Três alimentos que favorecem a sua saúde vaginal:

1. Iogurte grego: A sua vagina tem um PH naturalmente ácido e alguns dos alimentos mais úteis são aqueles que também contêm bactérias boas. É o caso do iogurte grego. Os probióticos são particularmente importantes para a saúde vaginal da mulher – ajudam a equilibrar os níveis de PH da vagina e a manter a ‘frescura’.

2. Batata doce: As batatas doces são ricas em vitamina A, o que ajuda a fortalecer os tecidos musculares para paredes vaginais fortes e saudáveis.

3. Espinafre: O espinafre é rico em magnésio, um mineral que diminui a inflamação dos vasos sanguíneos e aumenta o fluxo sanguíneo. O aumento do fluxo sanguíneo leva o sangue às extremidades, o que tornar o sexo mais prazeroso.

POR NOTÍCIAS AO MINUTO BRASIL –LIFESTYLE ALIMENTOS

O que é preciso saber para o segundo dia de Enem que é neste domingo(24)

0

Inscrição Enem 2021 - como fazer e quais os requisitos

Neste domingo (24), estudantes de todo o país fazem a segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Eles terão 5h para resolver questões de matemática e de ciências da natureza. Encerrada a aplicação do Enem impresso, o gabarito das provas objetivas deverá ser divulgado até dia 27 e, as notas finais, no dia 29 de março.

Algumas dicas podem ajudar os estudantes nesse segundo dia de aplicação. A primeira delas é conhecer as regras do exame e estar atento ao que pode e ao que não pode levar no dia da prova. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o Enem terá regras especiais de biossegurança. Este ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, itens obrigatórios também nos exames anteriores, a máscara de proteção facial passa a integrar essa lista.

É recomendado que os participantes levem máscaras extras para trocar durante a prova. Haverá nos locais de prova álcool em gel para que os estudantes higienizam as mãos, mas é permitido que os participantes levem seu próprio produto caso desejem.

Candidatos barrados no primeiro dia de Enem podem escolher se irão neste domingo

0

As provas serão reaplicadas nos dias 23 e 24 de fevereiro para os pedidos deferidos

Inscrição Enem 2021 - como fazer e quais os requisitos

Aplicantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) impedidos de fazer o primeiro dia de prova por superlotação das salas podem decidir se irão ao segundo dia de aplicação, neste domingo, 24. Todos os que se sentiram prejudicados podem fazer o pedido de reaplicação pela página do participante entre os dias 25 e 29 de janeiro. O candidato deve relatar o ocorrido e não precisa apresentar documento de comprovação. As informações são da assessoria do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

As provas serão reaplicadas nos dias 23 e 24 de fevereiro para os pedidos deferidos. Data na qual também farão o exame: candidatos que enfrentaram outros problemas de logística, como falta de energia elétrica; que manifestaram estar com covid-19; Pessoas Privadas de Liberdade (PPL); e os inscritos do estado Amazonas, onde o governo suspendeu o exame por conta da crise sanitária.

De acordo com a assessoria do Inep, o inscrito impedido de realizar a 1ª parte do exame tem a opção de decidir se vai ou não à 2ª. “Ele pode optar por fazer a prova neste domingo, 24, ou fazer reaplicação dos dois dias (em fevereiro)”, afirma assessor do Inep, “O importante é o participante fazer o pedido da reaplicação. Ele não tem a obrigatoriedade de comprovar. Com o relato, o Inep consegue averiguar internamente, conferindo as atas de sala e identificando as situações”.

Como mostrado pelo Estadão, estudantes foram barrados na entrada dos locais de prova no último domingo, 17, e orientados a voltar para casa. O Inep divulgou que os casos ocorreram em 11 locais de prova nas cidades de Florianópolis, Curitiba, Londrina (PR), Pelotas (RS), Canoas (RS) e Caxias do Sul (RS). Ainda assim, há relatos de estudantes que sofreram com a mesma situação em outras cidades, como em Porto Alegre e Santa Cruz do Sul (RS).

Na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), um dos locais de aplicação do exame na capital catarinense, a distribuição dos candidatos foi feita usando 80% da capacidade das salas de aula. A ordem, que ultrapassava os 50% de ocupação prometidos, partiu do Inep, como revelou o Estadão.

Fiocruz: ‘Sem SUS e conhecimento científico vacinação não seria possível’

0

Fiocruz: 'Sem SUS e conhecimento científico vacinação não seria possível'

A presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade Lima, afirmou que a vacina contra a Covid-19 que está sendo produzida na instituição “em breve poderá ser totalmente nacionalizada”, ou seja, não dependerá mais da aprovação de países fornecedores para serem fornecidas à população brasileira.

Neste sábado, saíram da sede da Fiocruz, no Rio, 2 milhões de doses da vacina desenvolvida pelo laboratório Astrazeneca e pela Universidade de Oxford, parceiros da fundação na produção da imunização brasileira. Os caminhões com as doses deixaram a sede da fundação em direção ao departamento de logística do Ministério da Saúde para que sejam distribuídas aos Estados. A cidade de Manaus, que passa por um colapso no seu sistema de saúde, terá prioridade e ficará com 5% do total das doses.

“É uma esperança que vem da ciência, do esforço da tecnologia e da inovação do País. Sem o Sistema Único de Saúde (SUS) e o Programa Nacional de Imunizações (PIN) nada seria possível. É no conhecimento científico que se encontra o caminho de continuidade e sustentação da vacinação”, afirmou Nísia Trindade, durante a cerimônia que marcou o início da distribuição da vacina AstraZeneca/Oxford.

Ela acrescentou ainda que crises como a atual devem ser vistas como um caminho de aprendizado e de fortalecimento das instituições e da democracia.

Concluída a cerimônia, foram feitas as primeiras vacinações, de dez trabalhadores da fundação, escolhidos por estarem na linha de frente do Centro Hospitalar Covid-19 e de pesquisas. Os primeiros foram o infectologista do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), Estevão Portela, e a médica pneumologista do Centro de Referência Professor Helio Fraga, da Fiocruz, Margareth Dalcolmo. Ambos têm atuado na linha de frente da assistência a pacientes de Covid-19 desde o início da pandemia.

POR ESTADÃO CONTEÚDO

Agravamento da pandemia derruba popularidade de Bolsonaro, diz Datafolha

0
 (Evaristo Sá/AFP)
Presidente Bolsonaro

O mais novo levantamento do Instituto Datafolha, divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo na tarde desta sexta-feira (22), mostrou queda na aprovação do governo Bolsonaro. A pesquisa ouviu 2.030 pessoas por telefone (por conta da pandemia de Covid-19).

Os resultados principais foram os seguintes: 31% avaliaram o governo Bolsonaro como ótimo/bom; 26% consideram regular, 40% como ruim/péssimo e outros 2% não souberam opinar.

Em comparação com o último levantamento (leia detalhes da última pesquisa neste link), a reprovação aumentou: os 40% indicados nesta sexta estão em contrapartida dos 32% do levantamento feito em dezembro de 2020. O país vê neste momento um agravamento da pandemia, provocado por aumento de casos e mortes.

Os números que indicam o governo como ótimo/bom caíram: eram 37% em dezembro e agora 31%. O indicador de regular também caiu: 29% no último levantamento e 26% agora.

A pesquisa também pediu a opinião dos participantes sobre um possível impeachment de Bolsonaro: 53% foram contra e 42% favoráveis.(Diário de Pernambuco)