**/

Início Site Página 259

Os 31 anos de fundação do IF Sertão de Petrolina

0

O campus Petrolina Zona Rural do IF Sertão-PE celebrou mais um ano de fundação nesse domingo dia 25 de agosto. Para festejar os 31 anos, foi preparada uma programação especial, com a participação de servidores e estudantes. O início das comemorações aconteceu na última quarta-feira (21), com a abertura do torneio de futsal, às 14h, no Ginásio Poliesportivo. Na sexta (23), após solenidade, o campus foi homenageado através da exposição “Olhares”, que reúne fotografias de diversas paisagens locais. A celebração foi encerrada com apresentação musical e a final do torneio de Futsal.

Para a diretora geral do campus, Jane Perez, é sempre importante celebrar essa data, pelo significado que a instituição tem para a região. “Através da Escola Agrotécnica, Cefet Petrolina e hoje campus Petrolina Zona Rural, milhares de pessoas tiveram a oportunidade de mudar de vida através da educação. Por isso, é com muito orgulho que convidamos todos a prestigiar esse momento”, afirmou.

Resultado de imagem para If Sertão de Petrolina

Em 25 de agosto de 1988, a região do Vale do São Francisco inaugurava a Escola Agrotécnica Federal Dom Avelar Vilela, promovendo uma transformação do cenário econômico e social local. Em 26 de novembro de 1999, por força de Decreto (não numerado), a Agrotécnica era a primeira do país a ser transformada em Centro Federal de Educação Tecnológica – Cefet Petrolina. Em 2008, foi criado o Instituto Federal do Sertão Pernambucano, inicialmente com os campi Petrolina e Petrolina Zona Rural.  (Ascom If Sertão)

Quatro estados pedem ajuda das Forças Armadas para combate a incêndios

0

Os Ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, da Defesa, Fernando Azevedo, e o comandante do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas,Tenente-Brigadeiro Botelho, falam à imprensa, após reunião com os integrantes do Centro de Operações

O governo confirmou neste sábado(24) que os estados de Roraima, Rondônia, Tocantins e Pará pediram ajuda do Executivo federal para combater incêndios florestais. Segundo o Ministério da Defesa, cerca 44 mil militares das Forças Armadas estão continuamente na Região Amazônica e poderão ser empregados nas operações.

A confirmação foi feita pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante entrevista à imprensa. Salles adiantou ainda que aguardava os pedidos de ajuda do Acre e de Mato Grosso. Ele participou de uma reunião na manhã deste sábado com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

O Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, fala à imprensa, após reunião com os integrantes do Centro de Operações
O Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, fala à imprensa, após reunião com os integrantes do Centro de Operações – Antonio Cruz/Agência Brasil

Ontem (23), o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que autoriza o emprego das Forças Armadas para ajudar no combate aos incêndios na Floresta Amazônica. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) vale para áreas de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal.

Segundo o ministro da Defesa, a adesão dos governos locais é importante para que o trabalho de combate a crimes ambientais e a incêndios não se limitem às áreas federais.

“É importante a adesão dos governos senão nós vamos ficar limitados às áreas federais, que são as unidades de conservação e as terras indígenas. Já é alguma coisa, mas não é o suficiente. Tem que ser uma união de todos. Todo mundo ajudando é melhor”, disse o ministro.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que os estados terão apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgãos que pertencem à pasta, para o combate aos incêndios.

“Não é possível desenvolver atividades de fiscalização sem o apoio estadual. Com a GLO Ambiental tenho certeza que, com envolvimento do Ministério da Defesa, das Forças Armadas, teremos muita efetividade naquilo que já vínhamos tentando fazer com muita força desde o início do ano”, afirmou.

Segundo o Estado-Maior das Forças Armadas, que coordena as operações, as primeiras medidas foram tomadas neste sábado. Um helicóptero do Ibama e dois aviões de combate a incêndios serão enviados para Porto Velho.

Um centro de operações instalado no ministério coordena as ações.

Recursos

O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, fala à imprensa, após reunião com os integrantes do Centro de Operações
O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, fala à imprensa, após reunião com os integrantes do Centro de Operações – Antonio Cruz/Agência Brasil

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, também disse que a pasta tem previsto no orçamento R$ 28 milhões para gastos com ações de GLO, mas o valor está contingenciado. No entanto, segundo ele, o descontingenciamento já foi acertado com o ministro da Economia, Paulo Guedes, durante uma reunião. “Eu estou numa fase em que eu só acredito quando eu abrir o cofre e ver”, afirmou.

Presidente

O presidente Jair Bolsonaro comentou o trabalho do governo federal ao sair hoje (24) do Palácio do Alvorada a caminho de um almoço marcado com o vice-presidente, Hamilton Mourão, no Palácio do Jaburu.

“O que nós podemos fazer estamos fazendo. Se eu tivesse milhões de pessoas não conseguiria fazer prevenção. Pessoal faz queimada. É quase uma tradição da região”, afirmou Bolsonaro, destacando que, se for preciso, vai à Amazônia conferir de perto a situação.

Apoio aéreo

A Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou duas aeronaves C-130 Hércules para apoio aos trabalhos de combate aos incêndios florestais. Os aviões que saem de Porto Velho (RO) já estão sobrevoando as áreas atingidas pelo fogo.

De acordo com a FAB, as aeronaves tem um equipamento composto por cinco tanques e dois tubos que se projetam pela porta traseira do avião, podendo carregar até 12 mil litros de água.

Governo federal cobra participação dos estados no combate ao fogo na Amazônia

0

Em entrevista coletiva na manhã deste sábado (24) para apresentar a operação de GLO (Garantia da Lei e da Ordem) destinada a combater as queimadas na Amazônia, os ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, cobraram colaboração dos estados da região. “Importantíssima a participação dos estados. Enfrentamos até agora muita dificuldade em relação a esse suporte estadual. Não é possível desenvolver essas atividades de controle e fiscalização a contento sem o apoio estadual”, disse Salles.

“Todos os entes, não só a União, enfrentam sérias restrições orçamentárias. Temos pedido aos estados, desde o começo do ano, para que nos apoiem nas ações de controle e fiscalização do Ibama e do ICMBio”, afirmou, acrescentando que tais ações precisam das forças de segurança estaduais para serem realizadas. Na quarta (21), o presidente Jair Bolsonaro (PSL), em fala a jornalistas, acusou governadores da região amazônica de serem coniventes com os incêndios criminosos. Para ele, há estados da região Norte que não estão “movendo uma palha” para combater os incêndios.

“Olha só, tem governador, não quero citar nome, que está conivente com o que está acontecendo e bota a culpa no governo federal. Tem estados aí, que não quero citar, na região Norte, que o governador não está movendo uma palha para ajudar a combater incêndio. Está gostando disso daí”, declarou Bolsonaro na ocasião.

Até a manhã deste sábado, segundo o ministro da Defesa, quatro estados solicitaram a GLO: Rondônia, Roraima, Tocantins e Pará. “É importante a adesão dos governos, porque senão vamos ficar limitados às áreas federais, unidades de conservação e terras indígenas. Já é alguma coisa, mas não é suficiente. Todo mundo ajudando é melhor. A gente espera que todos os governos que acompanham a Amazônia Legal vão assinar isso aí”, afirmou Azevedo.

Bolsonaro assinou na tarde de sexta-feira (24) um decreto de GLO (Garantia da Lei e da Ordem) que autoriza o emprego das Forças Armadas na Amazônia. De acordo com o documento, militares poderão atuar em “áreas de fronteira, terras indígenas, unidades de conservação ambiental e em outras áreas da Amazônia Legal”. Também nesta sexta, o governo informou que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ofereceu ajuda ao Brasil para conter as queimadas. O ministro da Defesa informou que, por ora, a parceria está apenas no nível das intenções, sem ações concretas.

A validade da GLO é de um mês, entre este sábado e 24 de setembro. As ações serão coordenadas pelo tenente-brigadeiro do ar Raul Botelho, chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, que também participou da coletiva nesta manhã. Segundo Botelho, cerca de 44 mil homens das três Forças (Exército, Marinha e Aeronáutica) podem ser mobilizados a qualquer hora para atuar na região da Amazônia Legal.

O tenente-brigadeiro informou que a primeira ação efetiva de combate a incêndio será realizada a partir das 16h30 deste sábado, com uma aeronave que já está em Porto Velho (RO). Trinta bombeiros da Força Nacional estão sendo enviados para a capital de Rondônia. (Via: Folhapress)

Ao vincular produtores a incêndios, Bolsonaro irrita setor

0

Folha de S. Paulo – Painel
Por Daniela Lima

A menção feita por Bolsonaro a “produtor rural tacando fogo” na Amazônia, durante a live desta quinta (22), irritou agricultores do Norte e do Centro-Oeste. Federações ligadas à Confederação Nacional da Agropecuária (CNA) chegaram a sugerir uma carta pública para rebater o presidente.

O setor produtivo divulga que quem desmata ilegalmente deve ser chamado de bandido, e não de produtor rural. Coube à ministra Tereza Cristina (Agricultura) apagar o incêndio no setor apelando por um voto de confiança no governo. A carta foi suspensa.

Cantor Flávio Leandro é vítima de calúnia e difamação e denuncia à polícia ataque sofrido nas redes sociais

0

 

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

Flávio Leandro,cantou e compositor, natural de Exu-PE, prestou queixa na delegacia sobre ataques que tem sofrido de internautas, que teriam duvidado da autoria da música “Chuva de Honestidade” queseria dele.

Veja a sua resposta

“Às pessoas que preferiram a calúnia, a difamação e a injúria ao debate sadio e civilizado em meus canais de comunicação, informo que recorri às autoridades competentes para que sejam reparados os ataques recentes dirigidos contra a minha honra e reputação. Registro, também, que denunciei o sujeito que de modo leviano e covarde questiona, em seu canal do YouTube, a autoria da minha música ‘CHUVA DE HONESTIDADE’, como se minha não fosse. Essa música foi composta por mim no ano de 2013, e está devidamente registrada na UBC e no ECAD – através de Contrato de Edição com a empresa Forró Iluminado Produções LTDA – cujos dados de registro são de consulta pública. A minha honra foi construída com muito suor e seriedade. Confio no trabalho da Polícia e da Justiça para que se contenha a delinquência virtual. Eventuais indenizações oriundas destes casos serão doadas ao Instituto de Apoio à Criança com Câncer (IACC), localizado na cidade de Barbalha (CE).”

Tristeza. Carnaibanos que moravam em Petrolina morrem em acidente de trânsito na PE 320

0

Uma colisão entre um veículo modelo Astra e um caminhão, na PE-320, em Serra Talhada, nas proximidades do Clube da Tupan, deixou um saldo de duas pessoas mortas e uma gravemente ferida nesta sexta-feira (23), por volta das 16:00.

O setor de emergência do Hospital Regional Agamenon Magalhães (Hospam). informou que um dos sobreviventes encontra-se na sala de cirurgia, ele seguia no banco traseiro do carro.

Das vitimas fatais, o pai identificado como Cícero de Nazaré seguia no banco do passageiro e sua filha identificada como Andreia no banco traseiro. Já o motorista identificado como Doda, também filho de Cícero, ficou preso nas ferragens e foi resgatado pelos bombeiros.

O Corpo de Bombeiros agiu rápido no socorro logo que foi acionado. A família seguida da cidade de Petrolina para Carnaíba, onde visitariam parentes.

O Corpo de Bombeiros explicou que o veículo Astra colidiu no caminhão após o motorista ter derrapado na pista. O detalhe é que o acidente foi provocado em função de um veículo ter parado na pista, o que obrigou o motoristas de um veículo Fiesta 2005 e um Celta 2003 pararem bruscamente, mas o condutor do Astra não conseguiu frear, derrapou e colidiu no caminhão.

Os corpos já foram liberados e estão sendo velados na residência de Nena de Nazaré, irmã e tia das vitimas, na Praça João Gomes de Lira (Antigo Curral do Gado) e o sepultamento acontece às 16h00 deste sábado no cemitério de Carnaíba. (Via: Blog do Cauê Rodrigues)

Osvaldo Coelho faz muita falta

0

Magno Martins

Se Deus não o tivesse chamado em novembro de 2015, o ex-deputado federal Osvaldo Coelho chutava, hoje, a trave dos 90. Faria 89 anos de muita vivência e serviços prestados ao Brasil. Nos oito mandatos na Câmara Federal nunca se locupletou de uma só benesse do poder. Foi um homem íntegro, honesto, amante da boa mesa, DNA da família, apaixonado pelo Sertão e sua gente sofrida.

Convivi muito com Doutor Osvaldo, como muitos assim o tratavam. Lembro de muitas de suas incansáveis batalhas pelos canais de irrigação, para levar a água perene e doce do Velho Chico aos plantios de frutas nas extensas fazendas da nossa Califórnia brasileira.

Muitas vezes era incompreendido. Os seus colegas de parlamento do próprio Nordeste e o Governo achavam que seus olhos só enxergavam Petrolina. O viés torto pode até ser compreensível para aqueles que nunca entenderam que o desenvolvimento do semiárido brasileiro passa, inexoravelmente, pela ampliação dos canteiros de irrigação, verdadeiras frentes de trabalho humano, geradores de renda e prosperidade.

Jarbas Vasconcelos me disse, certa vez, quando governador, que dos Coelho o que tinha mais espírito público era Osvaldo, ou Osvaldão como o tratava. O ex-governador lembrou que nunca ouviu Doutor Osvaldo abrir a boca para pedir algo no campo pessoal. Tudo era em favor do seu povo, do seu amado São Francisco.

Decorridos quatro anos da sua morte, num domingo de 20 horas, lembro bem, vez por outra fico matutando a falta que ele faz a Pernambuco, ao Nordeste, ao País, ao seu povo nordestino. O Congresso empobreceu muito em representatividade. Petrolina deve chorar todos os dias a morte daquele que era a voz mais altiva, inteligente e firme em defesa da sua gente.

Quando sobrevoo Petrolina e o vejo o verde da irrigação contrastando com a caatinga é como se  estivesse olhando para o próprio retrato de Doutor Osvaldo. Ele teve um papel decisivo para juntar uma a uma as pedras e o alicerce dos canais de irrigação Nilo Coelho e Pontal, que rasgaram a mata seca e levam hoje uva e manga, dentre outras frutas irrigadas, para os mercados consumidores da Europa dos Estados Unidos.

Osvaldo Coelho tinha uma visão muito mais ampla para desenvolver o Nordeste. Sarney, Collor, Itamar, Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma se cansaram tanto de ouvir dele que irrigação só rimava com educação de qualidade, para formar doutores na região, que hoje Petrolina exibe com orgulho a Universidade Federal do São Francisco, a Univasf, a maior conquista do guerreiro.

O homem de valor não é aquele que acumula bens materiais e riquezas. Homem de valor é o que assume o compromisso diário de ser o intercessor do seu povo junto aos poderosos. É o que está disposto a sofrer por amor a uma causa nobre da população sem dela se usufruir. É o que entende as necessidades dos que nada têm.

Doutor Osvaldo Coelho era assim.

 Em Petrolina, Prefeitura anuncia assistência técnica a 22 assentamentos

0

Representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e da Federação dos Trabalhadores Assalariados Rurais do Estado de Pernambuco (FETAEPE) em Petrolina, Florisvaldo Araújo e Carlos Holanda, respectivamente, estiveram reunidos nesta sexta-feira (23) para definir, junto ao secretário de Governo e Agricultura, Simão Durando, os assentamentos que começarão a receber a assistência técnica para melhorar a produção agrícola familiar.

O apoio será possível graças ao Termo de Cooperação Técnica assinado entre o governo municipal e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária que possibilitará assistência técnica aos assentamentos ligados ao instituto.

A partir desta próxima segunda-feira (26), equipes da Secretaria de Governo e Agricultura irão a campo para identificar in loco as principais demandas.

Delegados federais lançam manifesto pela autonomia da Polícia Federal

0

Resultado de imagem para Policia Federal

Delegados federais redigem documento durante Simpósio Nacional de Combate à Corrupção

Carta de Salvador

“Os Delegados de Polícia Federal reunidos na cidade de Salvador, Bahia, por ocasião do IV Simpósio Nacional de Combate à Corrupção, reafirmam suas convicções acerca dos valores, missão, significado e importância da Polícia Federal para o Estado Brasileiro.

Nos últimos dias, veículos de imprensa de todo o Brasil destacaram comentários do Presidente da República sobre a nomeação para cargos diretivos da Polícia Federal. A lei atribui ao chefe do Poder Executivo a prerrogativa de nomear e exonerar o Ministro da Justiça e o Diretor-Geral da Polícia Federal. Respeitamos a autoridade conferida nas urnas ao Presidente da República. Somos uma carreira hierárquica e disciplinada, reconhecida pela qualificação técnica e admirada por toda a população brasileira.

Contudo, a Polícia Federal não deve ficar sujeita a declarações polêmicas em meio a demonstrações de força que possam suscitar instabilidades em um órgão de imensa relevância, cujos integrantes são técnicos, sérios, responsáveis, e conhecedores de sua missão institucional. Em várias oportunidades em governos passados a instituição sofreu pressões e tentativas de intervenção. Diante do que parece ser mais uma delas, é necessário e urgente que a Polícia Federal conquiste garantias constitucionais e legais para se tornar, de fato e de direito, uma polícia de estado e não de governo.

Leia Também:  Alexandre Moraes suspende ações sobre demissão imotivada em estatais

Neste sentido, medidas legislativas são fundamentais para impedir qualquer tentativa de interferência na Polícia Federal. O primeiro passo é a aprovação da proposta de emenda constitucional que confere autonomia administrativa e financeira, em tramitação há mais de dez anos na Câmara dos Deputados.

Outro movimento importante é estabelecer o mandato ao Diretor-Geral, com escolha baseada em critérios técnicos, republicanos e com limites impostos pela lei. O dirigente máximo da Policia Federal deve ter o poder de formar a sua própria equipe, sem pressões de cunho político, partidário ou sob o risco de ser exonerado. Tal medida traria estabilidade para o órgão, conferindo previsibilidade administrativa. Nos últimos dois anos, a instituição teve quatro diretores diferentes. Não é produtivo que pessoas se perpetuem no comando, nem que sejam breves ao ponto de sequer poderem implementar os projetos.

A Polícia Federal enfrenta nos últimos anos dificuldades operacionais, estruturais e financeiras por conta de seguidos contingenciamentos sem o direito de encaminhar sua própria proposta orçamentária diretamente ao Congresso Nacional. É praticamente impossível planejar a reposição de mais de quatro mil cargos policiais vagos. Além do mais, é necessário promover concursos complexos para atrair os melhores profissionais do mercado e dispor de meios para treinar e capacitar todo esse contingente.

Não se confunde autonomia com independência ou ausência de controle. Defendemos uma autonomia, com regras claras, limites e com os critérios definidos pelo Congresso Nacional. Essa mudança não vai implicar em aumento de custos aos cofres públicos. A Polícia Federal deve ser vista como um investimento. Por intermédio de suas investigações, devolve ao Estado um valor muito acima do seu orçamento. Chamar a Polícia Federal de gasto significa ignorar todo o benefício que ela traz para sociedade, principalmente evitando e combatendo a corrupção.

A Polícia Federal já demonstrou à sociedade brasileira que merece toda sua confiança, respeito e apoio. Por isso, a ADPF, entidade representativa nacional dos Delegados Federais, espera que o Congresso Nacional, renovado, cuja base de campanha foi exatamente a valorização das instituições de segurança e o combate à corrupção, possa contribuir na aprovação de um sistema de proteção contra qualquer possibilidade de interferência na Polícia Federal, a fim de garantir a continuidade no combate à corrupção e ao crime organizado.

A Polícia Federal tem 75 anos de história. Como diz o trecho do hino que aprendemos ainda na academia: “Somos fortes na linha avançada!”. Com base neste princípio, a ADPF permanecerá atenta na defesa incondicional da instituição e no aprimoramento de sua atuação.

Salvador, 23 de agosto de 2019.”

Alepe e TRE levam o Curso Eleições Municipais 2020 para o Sertão do Araripe

0

A terceira edição do Curso Eleições Municipais 2020 | Novas Regras chega ao município de Ouricuri, na próxima quinta-feira feira (29).  A ação que já ocorreu nas Regiões do São Francisco e do Agreste Central é resultado da parceria entre a Assembleia Legislativa (Alepe), Tribunal Regional Eleitora (TRE/PE) e a União dos Vereadores de Pernambuco (UVP).

Revisar as principais alterações das regras eleitorais aplicáveis às eleições de 2020 é o principal objetivo.  Prestação de Contas, Extinção de Coligações e Propaganda Eleitoral, estão entre os temas que mais provocam dúvidas nos pré-candidatos. Quem quiser participar pode se inscrever pelo telefone (81) 3183.2469 ou pelo e-mail escola_legislativo@alepe.pe.gov.br.

De acordo com o superintendente da Escola do Legislativo José Humberto Cavalcanti, o curso irá percorrer por todas as Regiões de Desenvolvimento do Estado. “Queremos orientar da melhor forma os cidadãos sobre a reforma eleitoral de 2017 que trouxe várias mudanças que afetarão diretamente  os candidatos aos cargos de prefeito e vereador, em 2020. Em grande medida, o exercício da cidadania está diretamente relacionado ao grau de conhecimento que os políticos e eleitores venham a ter com a legislação eleitoral do seu país”, ressaltou José Humberto.

Este encontro beneficiará os dez municípios do Sertão do Araripe: Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ibubi, Moreilândia, Ouricuri, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade. As palestras ficarão a cargo do chefe de Seção de Auditoria de Contas Eleitorais Partidárias do TRE/PE – Marcos Andrade e do chefe do Cartório Eleitoral do TRE/PE em Ouricuri – James Lopes

Avenida da Integração ganha ciclofaixa e amplia espaço para ciclistas nas ruas de Petrolina

0

Os ciclistas de Petrolina que há muito tempo aguardam mais espaço no trânsito da cidade ganharam um motivo para comemorar: a prefeitura está implantando mais de três quilômetros de ciclofaixa ao longo da Avenida da Integração para ampliar o espaço reservado às bicicletas nas ruas da cidade.

A nova ciclofaixa será de uso exclusivo em horários específicos para os ciclistas que transitam do Monumento da Integração até o ‘G. Barbosa’ e a ideia é cobrir a área complementando a ciclofaixa à ciclovia que já existe na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio.

Até o momento, as equipes da prefeitura já concluíram a pintura da via reservando a área para os ciclistas, mas posteriormente a Autarquia Municipal de Mobilidade (Ammpla) vai implantar tachões e sinalização vertical alertando os motoristas a respeitarem a região reservada aos ciclistas.

De acordo com o diretor presidente da Ammpla, Edilson Leite, as equipes técnicas da Ammpla já estão fazendo estudos técnicos para determinar os horários nos quais a faixa será de uso exclusivo. A medida visa garantir total segurança à circulação das bicicletas, evitando o entrelaçamento com o fluxo de veículos motorizados no trecho.

Estudantes do interior de Petrolina apresentam projetos em feira integrada de Ciências

0

Estudantes das localidades de Poço da Cruz, Nova Descoberta, Pedrinhas e Serrote do Urubu, na zona rural de Petrolina, participaram nesta sexta-feira (23), da 1ª edição da Feira de Ciência Integrada: Articulando Saberes. O evento, sediado na Escola Municipal Manoel Nunes, em Poço da Cruz, contou com a presença de mais de 400 alunos, educadores e pessoas da comunidade.

Através da integração e da troca de experiências, os alunos tiveram a oportunidade de apresentar para os colegas de outras comunidades os conhecimentos que estão adquiridos em sala de aula nas áreas de Ciências e Matemática. A mostra de ciências idealizada pela professora Geisiele de Souza Teotonio, contou com o apoio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, através do Núcleo Municipal de Estudos das Ciências (Numec) e do SESC.

 

Ana Flávia Costa Barbosa, aluna do 9º ano da Escola Municipal Manuel Nunes Barbosa, foi umas das expositoras. “Eu pude mostrar na feira que não temos só uma fonte de energia. Aprendi que temos várias, a exemplo da energia solar, elétrica e eólica. Meu projeto foi um forno solar”, explica.

Para Benevides Braga de Almeida, coordenador do Numec, o encontro mostrou a qualidade do aprendizado dos estudantes. “O momento foi oportuno para os estudantes das escolas do interior que realizaram essa Feira de Ciências, pois a troca de experiências fomentou aquilo que eles mais querem: o aprendizado“, pontua.(Ascom)

Palestra do Professor Diedson : ´O QUE VI, OUVI  E VIVI – O SUCESSO DIANTE DA CRISE`. Evento é neste sábado(24)

0

 

O Professor Diedson Alves  é um dos mais requisitados professores na região do vale do São Francisco, mestre dinâmico, de grande capacidade reflexiva, crítica e de conteúdo que busca envolvimento e motivação.

Professor de História, pós-graduado em Psicopedagogia e Sociologia, mestre em Ciência da Educação. Professor Efetivo do IF-SERTÃO – Campus Petrolina e atua na rede particular e pública de ensino, há 20 anos.

Palestrante de cursinhos, congresso, workshop, seminários, aulas show e mega revisões. Suas palestras abordam os principais temas em destaque no universo educacional e empresarial: motivação, sonhos, carreira, inteligência, resiliência, relacionamento e sucesso.

Recebeu vários prêmios como professor destaque e professor homenageado na região do Vale do São Francisco, com várias entrevistas concedidas em rádios nas cidades de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) e envolvido em trabalhos sociais e voluntários.

O Professor Diedson Alves fará no próximo dia 24 de agosto, neste sábado, a palestra: O QUE VI, OUVI  E VIVI – O SUCESSO DIANTE DA CRISE. Um relato por meio do DIÁRIO DE UM PROFESSOR.

O evento será realizado no auditório do Hotel do Grande Rio, centro de Petrolina, a partir das 19h30.

Diedson vai levar para o ambiente corporativo, práticas desenvolvidas na área educacional, numa abordagem motivacional tendo como esteio o contexto histórico, sociológico e filosófico,  onde serão feitas provocações na busca de respostas que levem a: “uma vida que valha a pena ser vivida” tendo como foco: a liderança, a estratégia, a consciência, o otimismo, o autoconhecimento e o empreendedorismo. 

Vale a pena prestigiar!

Um ano sem Geraldo Coelho. Neste sábado(24) tem missa e a inauguração do seu memorial

0

A Direção e todos os que fazem a Fundação Nilo Coelho, convidam parentes e amigos para as solenidades que vão marcar a passagem de UM ANO DE SAUDADE do eterno Patrono – Geraldo de Souza Coelho, dia 24 de Agosto de 2019, com a seguinte programação:

09:00 h – Missa na Igreja Matriz de Petrolina.
10:30 h – Inauguração do Memorial Geraldo de Souza Coelho no primeiro andar do prédio da Fundação Nilo Coelho.

Desde já agradecemos sua presença e atenção à memória desse ilustre filho de Petrolina.(Ascom)

Feirantes se formalizam e buscam novas formas de comercializar produtos

0

Petrolina possui o primeiro Mercado Público de Orgânicos da região Nordeste

Resultado de imagem para feira da areia branca em petrolina
Feira da Areia Branca em Petrolina

Quando pensamos em frutas, legumes, verduras frescas, lembramos das feiras livres e consequentemente nos feirantes. Neste dia 25 de agosto. domingo, comemora-se o dia desses trabalhadores presentes pela tradição no cotidiano de muitos brasileiros. Esses comerciantes têm passado por transformações provocadas pela  tecnologia e novas formas de consumo. Desde a importância da formalização, garantia de certificação de alguns produtos, comércio de orgânicos a estratégias inovadores de venda.

Resultado de imagem para feira da cohab massangano em petrolina
Feira da Cohab Massangano em Petrolina

A preocupação cada vez maior com a saúde e legislação sobre agrotóxicos mais branda fez os alimentos orgânicos ganharem destaque na mesa dos consumidores e nas feiras livres, levando muitos produtores e feirantes a investir no segmento. Outra mudança no dia a dia das cidades médias e grandes é a falta de tempo de muitas pessoas para freqüentar as feiras livres. Em existem oito espalhadas por bairros e distritos, as mais conhecidas são a da Areia Branca e da Cohab Massangano. No mês de junho a Prefeitura Municipal inaugurou mais uma, o primeiro Mercado Público de Alimentos Orgânicos do Nordeste, com 28 bancas onde é possível encontrar grande variedade de verduras, legumes, frutas e doces.

Atento ao consumo de orgânicos e disposto a atender esse público, o produtor rural e feirante Julio Militão, que tem uma banca no Mercado Orgânico de Petrolina, fornece para hortifrutis se organizou para levar aos clientes os produtos que eles precisavam. Oferecendo uma grande quantidade de frutas, legumes e verduras orgânicas, ele realiza o processo utilizando a internet.  O cliente entra em contato por meio do aplicativo whatsapp, escolhe o tamanho da cesta que deseja para aquela semana e os produtos e os recebe em casa. A entrega é feita por motoristas de aplicativos de transporte com que o produtor fechou parceria. “O maior faturamento da empresa é nas feiras da cidade, mas ainda hoje cerca de 20% dos produtos são comercializados utilizando o whatsap, explica Militão.

Resultado de imagem para feira do ouro preto em petrolina
Feira do Ouro Preto em Petrolina

Outro aspecto destacado pelo empreendedor é a importância da formalização dos feirantes como empreendedores individuais para o crescimento do negócio. A partir da formalização, Julio Militão conseguiu superar entraves burocráticos para vender seus produtos para outros estados e comprar de outros produtores do Brasil para revender. “Com a formalização fica mais fácil comprar e vender, garante a rastreabilidade dos produtos, vem com nota fiscal e consigo provar que produtor vendeu o produto a minha empresa”, afirma.

Resultado de imagem para Mercado Público de Orgânicos de petrolina
Mercado de orgânicos em Petrolina

De acordo com a gerente da Unidade do Sebrae no Sertão do São Francisco, Edneide Libório, destaca a importância da formalização para feirantes e seus benefícios .“O feirante pode abrir uma empresa de forma simplificada e gratuita, a exemplo do MEI (Microempreendedor Individual). Através da formalização ele tem acesso a benefícios como o direito à Previdência Social, a possibilidade de participar de licitações, de emitir nota fiscal e ter mais acesso a linhas de crédito”, explica.